Learn by Praying

jeff

by Jeff Tunnell

Last week when I wrote We can only instruct in how to pray by praying; we only learn to pray by praying,” I hoped to give our readers a simile, that is, prayer is like a baby learning to talk.  They first listen to us speaking to them from the time of birth until they form their first words.  They learn to talk by hearing us converse in front of them, as well as speaking to them directly. Forming single word sentences after months of listening, they soon follow with short multi-word sentences.  All of this happens long before reading or writing their birth language.

When we are born again in Christ, we enter a family whose customs and language is similar to ours but in many ways has specific differences.  Like children, we begin to listen to the conversations around us and those directed to us by our new family members.  When we bond to a cell group and the cell church family, there is a safe environment to begin forming short sentence prayers within the group. Encouragement to talk with Father God abounds, in celebrations, during worship, in cell group, and on our own.  Gaining confidence and learning the Father’s voice speaking with us spurs growth in our relationship of love with our new “parent”, God!

Prayer is contagious, continuous, and is the foundation of communication in this family.  Spend time around those you know who have sincere prayer exchanges with the Father, and you will learn to pray without ceasing.  Most of all, remember, “…we only learn to pray, by praying.”

Jeff

Korea blog (click here)

Portuguese blog:

Aprenda Por Meio da Oração

por Jeff Tunnell

Semana passada quando eu escrevi “Nós só podemos instruir a como orar, orando; nós só aprendemos a orar, orando”, eu esperava dar a nossos leitores uma comparação; a oração é como um bebê aprendendo a falar. Primeiro eles nos ouvem falando com eles do momento que nascem até que eles formam suas primeiras palavras. Eles aprendem a falar por nos ouvirem conversar na frente deles, assim como falar diretamente a eles.

Formando frases de única palavra depois de meses de escuta, eles logo seguem com frases curtas de múltiplas palavras. Tudo isso acontece muito antes de ler ou escrever sua língua de nascimento.

Quando nós nascemos de novo em Cristo nós entramos em uma família cujos costumes e linguagem é similar à nossa, mas em muitos aspectos tem diferenças específicas. Como crianças nós começamos a ouvir as conversas ao nosso redor e aquelas direcionadas a nós por nossos novos membros da família. Quando nos ligamos a um grupo de célula e à família da igreja em células, há um ambiente seguro para começar a formar orações de frases curtas dentro do grupo.

O encorajamento para falar com Deus Pai é abundante em celebrações, durante a adoração, no grupo de célula, e para si mesmo. Ganhar confiança e aprender a voz do Pai falando conosco estimula crescimento em nosso relacionamento de amor com nosso novo “pai”, Deus!

A oração é contagiosa, contínua, e é a base da comunicação na família. Gaste tempo em torno daqueles que você sabe que têm trocas de oração sincera com o Pai e você aprenderá a orar sem cessar. Acima de tudo, lembre-se, “… nós só aprendemos a orar, orando.”

Jeff

Spanish blog:

Aprender Orar

por Jeff Tunnell

La semana pasada, escribí “Sólo podemos enseñar a otros cómo orar a través de la oración; sólo aprendemos a orar a través de hacerlo.” Tenía la esperanza de dar a nuestros lectores una ilustración (símil). Es decir, la oración es como un bebé aprendiendo a hablar. Primero nos escuchan hablar a los mismos desde el momento del nacimiento hasta que forman sus primeras palabras. Aprenden a hablar por oír conversar en frente de ellos. Los bebes forman frases de una sola palabra después de meses de escuchar, pronto siguen con breves frases de varias palabras. Todo esto sucede mucho antes de leer o escribir en su lengua natal.

Cuando nacemos de nuevo en Cristo, podemos entrar a una familia cuyas costumbres y el lenguaje es similar a la nuestra, pero en muchos aspectos tiene diferencias específicas. Al igual que los niños, comenzamos a escuchar las conversaciones con nosotros y aquellos dirigidos a nosotros por nuestros nuevos miembros de la familia de Dios. Cuando nos unimos a un grupo celular y del grupo más grande el domingo, hay un ambiente seguro de intimidad para empezar a formar oraciones cortas dentro del grupo. El ánimo para hablar con el Padre Dios abunda, en las celebraciones, en la adoración, en las células. Ganar la confianza y el aprendizaje de la voz del Padre que habla con nosotros estimula el crecimiento de nuestra relación de amor con nuestro nuevo Padre celestial.

La oración es contagiosa, continuo, y es la base de la comunicación en la familia. Pase tiempo en derredor de los que saben que tienen intercambios oración sincera con el Padre, y usted aprenderá a orar sin cesar. Por encima de todo, recuerda, “… sólo aprendemos a orar a través de hacerlo!”

Jeff

The Power of Prayer

robert

by Robert Lay, Cell Church Ministry Brazil

The prayer life of leaders is very important for not only cell multiplication, but cell health overall. The leader must set the pace through his or her example.
In all spheres or levels of leadership in the church, members rarely surpass the maturity of their leader. This also holds true in prayer.

There has been a lot of writings and teachings on the subject of prayer. Many people have a recipe about the right way to pray. Some say that prayer time has to take a long, long time–the longer the better. Martin Luther said, “We should pray short but strong.” Some say it has to be very early, before sunrise. Some say it has to be on a mountain. I remember some twenty years ago, a lot of pastors from Brazil went to South Korea to visit Dr, Cho’s church, and were impressed by the prayer mountain, and the first thing they did when they returned was to buy or rent a mountain for prayer. Some went so far as to say that the only place to experience the anointing of the Holy Spirit through prayer was on a mountain.

The big mistake was, and is, prioritizing prayer because others are doing it, rather than prioritizing prayer because of the conviction of the Spirit of God. Unless we have the New Testament value of prayer, we will soon lose interest, and this is what happened with many of the churches that tried to copy prayer mountain in Korea.
After the Korean war, the people were open and eager for a new experience with a living God. Prayer for salvation, deliverance from communism, and just spending time with God were important values for the Korean people.

We should value prayer because the Bible tells us to pray. It tells us to pray without ceasing. This means to have an ongoing and intimate relationship with God. Not only an occasional prayer life, but intentional and continuous. Most of the time there is a lot of talking about prayer and not much praying.  May God help us to talk less and pray more. The cell is the ideal place for intercession for lost friends and the oikos of each cell member. In this type of prayer the lost have a name, a face, an address, and so forth. It’s one thing to ask God to save Brazil in big gatherings and ceremonies once or twice a year. Yet, it’s quite another to pray specifically for the three to five people who are part of the oikos structure. The reality is that God has placed key people in our lives who he wants us to pray for.

If every Christian around the World would pray and spend time with their oikos and making disciples of them, we would have finished the job already. Help us God!

Robert M. Lay,
Cell Church Ministry Brazil

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O Poder da Oração

por Robert Lay, Cell Church Ministry Brazil

A vida de oração dos líderes é muito importante não só para a multiplicação da célula, mas para sua saúde em geral. O líder deve ditar o ritmo através de seu exemplo. Em todas as esferas ou níveis de liderança na igreja, membros raramente ultrapassam a maturidade de seu líder. Isso também vale para a oração.

Tem havido muitos escritos e ensinamentos sobre o tema da oração. Muitas pessoas têm uma receita sobre o jeito correto de orar. Alguns dizem que o tempo de oração deve ter um longo, longo tempo- quanto mais longo, melhor. Martinho Lutero disse, “Nós devemos orar curto, mas forte.” Alguns dizem que deve ser bem cedo, antes do nascer do sol. Alguns dizem que deve ser feito numa montanha. Eu me lembro que há uns vinte anos atrás, muitos pastores do Brasil foram para a Coreia do Sul visitar a igreja do Dr. Cho, e ficaram impressionados pela montanha da oração, e a primeira coisa que fizeram ao retornarem foi comprar ou alugar uma montanha para oração. Alguns foram tão longe a ponto de dizer que o único lugar para experimentar a unção do Espírito Santo através da oração era em uma montanha.

O grande erro foi, e é, priorizar a oração porque outros estão fazendo isso, em vez de priorizar a oração por causa da convicção do Espírito de Deus. A menos que tenhamos o valor da oração do Novo Testamento, nós logo perderemos o interesse, e foi isso o que aconteceu com muitas igrejas que tentaram copiar a montanha da oração na Coreia. Depois da guerra coreana, as pessoas estavam abertas e ansiosas por uma nova experiência com um Deus vivo. Oração por salvação, libertação do comunismo, e apenas para gastar tempo com Deus foram importantes valores para os coreanos.

Devemos valorizar a oração porque a Bíblia nos diz para orar. Ela nos diz para orar sem cessar. Isso significa ter um contínuo e íntimo relacionamento com Deus. Não só uma vida de oração ocasional, mas intencional e contínua. A maior parte do tempo há muito falatório sobre oração e não muita oração. Que Deus nos ajude a falar menos e a orar mais. A célula é o lugar ideal para intercessão por amigos perdidos e o oikos de cada membro de célula. Nesse tipo de oração o perdido tem um nome, um rosto, um endereço, e assim por diante. Uma coisa é pedir a Deus para salvar o Brasil em grandes ajuntamentos e cerimônias uma vez ou duas por ano. No entanto, outra bem diferente é orar especificamente por três a cinco pessoas que fazem parte da estrutura do oikos. A realidade é que Deus colocou pessoas-chave nas nossas vidas pelas quais Ele quer que nós oremos.

Se todos os cristãos ao redor do Mundo orassem e gastassem tempo com seu oikos e fizessem discípulos dele, nós já teríamos terminado o trabalho. Ajude-nos Deus!

Robert M. Lay, Cell Church Ministry Brazil

Spanish blog:

El Poder de la Oración

por Roberto Lay, Cell Iglesia Ministerio Brasil

La vida de oración de los líderes es muy importante no sólo para la multiplicación celular sino para guiar el grupo en general. El líder debe marcar el ritmo a través de su ejemplo. En todas las esferas o niveles de liderazgo en la iglesia, los miembros rara vez sobrepasan la madurez de su líder. Lo mismo ocurre con la oración.

Hemos visto una gran cantidad de escritos y enseñanzas sobre el tema de la oración. Muchas personas tienen una receta “mágica” sobre la manera correcta de orar. Algunos dicen que uno debe orar por mucho tiempo, lo más tiempo pasado en oración lo mejor. Martín Lutero dijo: “Debemos hacer oraciones cortas pero fuerte.” Algunos dicen que debe orar muy temprano, antes del amanecer. Algunos dicen que tiene que estar en una montaña. Recuerdo que hace unos veinte años, una gran cantidad de pastores de Brasil fue a Corea del Sur para visitar la iglesia de David Cho. Se quedaron impresionados por la montaña de oración, y lo primero que hicieron cuando regresaron fue para alquilar una montaña para oración Algunos aun dijeron que el único lugar para experimentar la unción del Espíritu Santo a través de la oración era en una montaña.

El gran error fue, y es, dar prioridad a la oración porque otros están haciendolo, en lugar de dar prioridad a la oración por la convicción del Espíritu de Dios. A menos que haya el valor (actitud interno) de la oración, pronto se pierda el ínteres. Y esto es lo que sucedió con muchas de las iglesias que intentaron copiar la montaña oración en Corea. Después de la guerra de Corea, la gente estaba abierta y con ganas de una nueva experiencia con un Dios vivo. La oración para la salvación, la liberación del comunismo, y simplemente pasar tiempo con Dios eran valores importantes para el pueblo coreano.

Debemos valorar la oración, porque la Biblia nos dice que debemos orar. Se nos dice que oremos sin cesar. Esto significa tener una relación continua e íntima con Dios. No sólo una vida de oración ocasional, sino intencional y continua. O sea, muchas veces hablamos mucho de oración pero no oramos. Que Dios nos ayude a hablar menos y orar más. La célula es el lugar ideal para interceder por los amigos perdidos y el oikos de cada miembro de la célula. Oración en la célula es el lugar donde los perdidos tienen un nombre, un rostro, y necesidades personales. Es una cosa ofrecer oraciones en los evnetos grandes pero es otra cosa muy distinta orar específicamente por los tres a cinco personas que forman parte de la estructura del oikos. La realidad es que Dios ha colocado a las personas claves en nuestras vidas para que oremos por estas personas.

Ayúdanos a Dios!

Robert M. Lay, Cell Iglesia Ministerio Brasil
 

How to Sustain Prayer in the Cell Church

rob

By Cecilia Belvin, prayer pastor at Cypress Creek Church.

Dear Pastors,

So much has been written this month about Prayer in the Cell Church. It is good to be reminded how foundational prayer is in the scriptural mandate for the church. How amazing of God to give his church this language called prayer, to pray for his will to come as it is in heaven. It is in this prayer language that the promises of God are “yes and amen,” spoken by us, his church, to his glory. 2 Corinthians 2: 18-20. It is in this prayer language that a church truly becomes a “house of prayer” to all the nations.

How is Prayer sustained in our churches?

Pastors…

  • Personally “be there” with your Father.
  • Release a trusted intercessor to lead prayer in your church.
  • Model and equip on confidentiality in prayer.
  • Teach openly and often on prayer from the pulpit.
  • Pray from the pulpit, consistently and often.
  • Place prayer cards in the back of your seats for people to request prayer.
  • Offer the altar for prayer during worship and end of service
  • Call Prayer Teams and Cell Group leaders at end of service to sides to pray for people.
  • Consistently ask Cell Group leaders to “do” prayer each week in their cell groups.
  • Follow up with your Cell leaders to ensure this is happening week after week.
  • Establish a weekly “Prayer Night” where people know they can come and receive prayer and where weekly prayer requests are prayed.
  • Prayer Leader should continually equip intercessors in foundational principles of prayer in order to maintain a strong, effective, and healthy Prayer Ministry.
  • Release and trust intercessors to become true watchmen over your church.
  • Offer a 24/7 place/room for prayer on your church campus.

Pastors, here are a few ideas. Know that as you stay “there” with your Father, the prayer language of your heart will flow into your church. God will build and establish prayer, release and bless prayer. It is not burdensome for you. I pray that you are encouraged…

And Father, I ask, in the Name of Jesus, that you bless every pastor’s heart as he/she reads this. I ask you to give him/her your heart, your vision for prayer in his/her particular church. I ask for a beautiful release of prayer. May it be exciting and life giving. May the language of prayer permeate deeply in our hearts and in the church of Jesus. We love you, Lord. Thank you for prayer.

Cecilia Belvin

Prayer Pastor

Cypress Creek Church

For more “house of prayer” encouragement, see, In the Name of Jesus, Amen at ceciliabelvin.com

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Como Sustentar a Oração na Igreja em Células

Por Cecilia Belvin, pastora de oração na Igreja de Cypress Creek (Cypress Creek Church).

Queridos Pastores,

Têm-se escrito muito neste mês sobre Oração na Igreja em Células. É bom ser lembrado de como a oração fundacional está no mandamento bíblico para a igreja. Quão incrível Deus é para dar à Sua igreja essa linguagem chamada oração, para orar para que Sua vontade venha assim como no céu. É nessa linguagem de oração que as promessas de Deus são “sim e amém”, ditos por nós, Sua igreja, para Sua glória. 2 Coríntios 1:18-20. É nessa linguagem de oração que uma igreja verdadeiramente se torna uma “casa de oração” para todas as nações.

Como a Oração é sustentada em nossas igrejas?

Pastores…

  • “Esteja lá” pessoalmente com seu Pai.
  • Libere um intercessor confiável para liderar a oração na sua igreja.
  • Modele e equipe a confidencialidade na oração.
  • Ensine abertamente e freqüentemente em oração do púlpito.
  • Ore do púlpito, consistentemente e com freqüência.
  • Coloque cartões de oração na parte de trás de seus assentos para que as pessoas peçam oração.
  • Ofereça o altar para oração durante a adoração e final do culto.
  • Chame as Equipes de Oração e os líderes de Grupos Celulares aos lados no final do cultos para orar pelas pessoas.
  • Peça consistentemente aos líderes de Grupos Celulares para fazerem oração a cada semana em seus grupos de célula.
  • Acompanhe seus líderes de Célula para garantir que isso aconteça semana após semana.
  • Estabeleça uma “Noite de Oração” semanal onde as pessoas sabem que podem vir e receber oração e onde se ora semanalmente pelos pedidos de oração
  • O Líder de Oração deve equipar continuamente os intercessores em princípios fundacionais de oração a fim de manter um Ministério de Oração forte, efetivo e saudável.
  • Libere e confie intercessores para se tornarem verdadeiros vigias sobre sua igreja.
  • Ofereça um lugar/sala 24 horas por dia para oração em sua igreja.

Pastores, aqui estão algumas idéias. Saiba que conforme você fica “lá” com seu Pai, a linguagem da oração do seu coração vai fluir para sua igreja. Deus vai construir e estabelecer a oração, liberar e abençoar a oração. Isso não é pesado para você. Eu oro para que você seja encorajado…

E Pai, eu peço, no Nome de Jesus, que você abençoe o coração de cada pastor(a) conforme ele(a) lê isso. Eu peço que você dê a ele(a) Seu coração, Sua visão para oração em sua igreja particular. Eu peço para uma linda liberação de oração. Que isso seja excitante e dê vida. Que a linguagem da oração  penetre profundamente em nossos corações e na igreja de Jesus. Nós te amamos, Jesus. Obrigado pela oração.

Cecilia Belvin

Pastora de Oração

Igreja de Cypress Creek (Cypress Creek Church)

Para mais encorajamento de “casa de oração”, veja, “In the Name of Jesus, Amen” (“No Nome de Jesus, Amém”), em ceciliabelvin.com

Spanish blog:

Cómo Mantener La Oración Como La Prioridad

Por Cecilia Belvin, pastora de oración en Cypress Creek Church.

Queridos Pastores,

Tanto se ha escrito este mes acerca de la oración en la iglesia celular. Es bueno recordar que la oración es fundamental en el mandato bíblico para la iglesia. ¡Qué sorprendente de Dios para dar su iglesia este lenguaje llamado la oración, a orar por su voluntad de venir, ya que está en los cielos. Es en este lenguaje de oración que las promesas de Dios son “sí y amén,” dicho por nosotros, su iglesia, a su gloria (2 Corintios 2: 18-20). En oración, una iglesia verdaderamente se convierte en una “casa de oración” a todas las naciones.

¿Cómo es la oración sustentada en nuestras iglesias?

Pastores …

  • Personalmente “estar ahí” con su Padre.
  • Liberar un intercesor de confianza para dirigir la oración en su iglesia.
  • Modelar y equipar a la confidencialidad en la oración.
  • Enseñe abiertamente y con frecuencia sobre la oración en el púlpito.
  • Orar desde el púlpito, constantemente y con frecuencia.
  • Coloque las tarjetas de oración en la parte posterior de los asientos para las personas que tiene peticiones de oración.
  • Abrir el altar para la oración durante la adoración y al fin del servicio
  • Establecer equipos de oración para que pueden orar al final del servicio por la gente.
  • Consistentemente pedir a los líderes de grupos celulares que oren cada semana en sus grupos celulares.
  • Haga un seguimiento por teléfono con sus líderes para asegurar que esto está sucediendo semana tras semana.
  • Establecer un programa semanal de “Noche de Oración,” donde las personas saben que pueden venir y recibir la oración.
  • El líder oración debe equipar continuamente intercesores en los principios fundacionales de la oración con el fin de mantener un Ministerio de Oración fuerte, eficaz y saludable.
  • Soltar y confiar a los intercesores para convertirse en verdadera vigilantes sobre su iglesia.
  • Ofrecer un lugar/espació de oración 24/7

Pastores, aquí están algunas ideas. Debes saber que mientras que pasas tiempo con tu padre, el lenguaje de oración va a fluir de tu corazón y luego va a extenderse sobre tu iglesia. Dios va a construir y establecer la oración en tu iglesia y como resultado va a liberar a la iglesia.

Y Padre, te pido, en el Nombre de Jesús, que bendigas los corazones de los pastores que están leyendo este blog. Te pido que tu les des tu corazon y una visión fuerte para orar. Te amamos, Señor. Gracias por la oración.

Cecilia Belvin

Pastor Oración

Cypress Creek Church

Para obtener más sobre la oración, vaya a: ceciliabelvin.com

The Importance of a Pastor’s Intimacy with God

rob

By Robert Gutierrez, Iglesia Bautista Torre Fuerte

[I, Joel Comiskey, am pleased to present Robert Gutierrez to this blog community. I’ve been coaching pastor Robert for the last six months and know he has a heart for Jesus, family, and cell based ministry. An engineer by training, Robert thoroughly studied the cell model, biblical foundations, and cell principles before transitioning his Baptist Church in San Diego, California. God is producing the fruit. Robert believes strongly that prayer is the starting point]

When God called me to plant and establish the church ministry of Iglesia Bautista Torre Fuerte (Strong Tower Baptist Church) in San Diego, California, unquestionably I lacked the experience of pastoring a church of Jesus Christ and also of a mentor.

For example, I ignored the importance of consolidating the new members, training, and sending them to reach other lost souls. I only understood how to manage a time of fellowship and worship inside the church building.

The passion I felt to glorify Jesus Christ with my life and the dissatisfaction with the church results we were having every year, led me to stop in my ministry life and meditate profoundly in the following verse, “I am the vine, you are the branches. He who abides in Me, and I in him, bears much fruit; for without Me you can do nothing.” (John 15:5 (NKJV)

Due to the frustration of the results every year and meditating on John 15:5, led me to an intimate relationship of prayer with the Lord Jesus Christ, asking and supplicating Him to reveal to me the direction and strategy we as members of Iglesia Bautista Torre Fuerte needed to take to change the same results every year, and be able to transform the lives of every child of God in our church to a strong one.

Jesus Christ is always faithful and good like his word says, “Ask, and it will be given to you; seek, and you will find; knock, and it will be opened to you. For everyone who asks receives, and he who seeks finds, and to him who knocks it will be opened.” (Matthew 7:7-8, NKJV)

During my prayer of asking the Lord Jesus to guide and give me the knowledge to what I needed to do in order to help Iglesia Bautista Torre Fuerte become the church that would honor His Name, He led me to the Small Groups strategy during a seminar given by my brother in Christ Joel Comiskey, here in San Diego, CA. The two seminars given in different occasions were an answered prayer and God revealed this is what He wanted me to do in Iglesia Bautista Torre Fuerte.

My beloved church has been successful using and learning the Small Groups strategies. Disciples have learned how to penetrate and reach their community with the word of Christ. Many Hispanic people in the San Diego area have given their life to Jesus, small groups are growing, and the people in need are being ministered and helped. In 2013 we had a 68% tremendous growth. To seek the face of the Lord with a humble heart will bring unexpected blessings, which surpass our own expectative. Try it, it’s a challenge I am asking you to do.

Pastor Roberto Gutierrez

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

A Importância de um Pastor Manter Sua Intimidade com Deus

Por Robert Gutierrez, Igreja Batista Torre Forte

[Eu, Joel Comiskey, tenho o prazer de apresentar Robert Gutierrez a esse blog. Venho acompanhando o pastor Robert nos últimos seis meses e eu sei que ele tem um coração voltado para Jesus, família e um ministério baseado em células. Formado em engenharia, Robert estudou minuciosamente o modelo de células, fundações bíblicas e princípios celulares antes de transicionar sua Igreja Batista em San Diego, Califórnia. Deus está dando os frutos. Robert acredita veementemente que a oração é o ponto de início.]

Quando Deus me chamou para plantar e estabelecer o ministério da Igreja Batista Torre Forte (Iglesia Bautista Torre Fuerte) em San Diego, Califórnia, inquestionavelmente eu não tinha nenhuma experiência de pastorear uma igreja e muito menos de ser o mentor dela.

Por exemplo, eu ignorei a importância de consolidar novos membros, treinar e enviá-los para alcançar novas almas. Eu só entendia sobre como conduzir um momento de comunhão e adoração dentro do prédio da igreja.

A paixão que eu sentia para glorificar a Jesus Cristo com a minha vida junto com o descontentamento e insatisfação gerados pelos resultados da igreja todos os anos, me levou a parar em minha vida ministerial e meditar profundamente no seguinte versículo: “Eu sou a videira, e vocês são os ramos. Quem esta unido comigo e eu com ele, esse da muito fruto porque sem mim vocês nada podem fazer.” (João 15:5 ( NTHL)).

Devido a frustração pelos resultados anuais e meditando em João 15:5, fui levado à uma intimidade e à uma vida de oração com o senhor Jesus Cristo, pedindo e suplicando a Ele para me revelar a direção e estratégia para que nós, como membros da Igreja Batista Torre Forte, pudéssemos mudar esse cenário negativo, e sermos capazes de transformar as vidas de cada filho de Deus em nossa comunidade para cristãos mais fortes.

Jesus Cristo é sempre fiel e bondoso como fala a sua palavra em: “Peçam e vocês receberam, procurem e vocês acharam, batam, e a porta será aberta para vocês; Porque todos aqueles que pedem recebem, aqueles que procuram acham, e a portaserá aberta para quem bate” ( Mateus 7:7-8 ( NTLH))

Durante minha oração de petição o Senhor Jesus me guiou e me deu o conhecimento do que eu precisava fazer para ajudar a Igreja Batista Torre Forte a se tornar a igreja que iria honrar o Seu Nome, Ele me conduziu à ideia de pequenos grupos durante um seminário ministrado pelo meu irmão em Cristo, Joel Comiskey, aqui em San Diego, Califórnia. Os dois seminários ministrados em diferentes ocasiões serviram como resposta de oração e Deus revelou o que Ele queria fazer na Igreja Batista Torre Forte.

Minha amada igreja foi bem sucedida usando e aprendendo as estratégias de pequenos grupos. Os discípulos aprenderam a como penetrar e alcançar a comunidade em que eles vivem com a palavra de Cristo. Muitos latino-americanos em San Diego se converteram a Jesus Cristo, os pequenos grupos estão crescendo, e as pessoas necessitadas estão sendo ministradas e ajudadas. Em 2013 tivemos um tremendo crescimento de 68%. Buscar a face do Senhor com um coração humilde nos traz bênçãos sem medidas, que ultrapassam nossas próprias expectativas. Experimente, é um desafio que te faço.

Pastor Roberto Gutierrez

Spanish blog:

La Importancia de la Intimidad del Pastor con Dios

por Robert Gutierrez, Iglesia Bautista Torre Fuerte

Cuando el Señor Jesús me llamó plantar y establecer el ministerio de la Iglesia Bautista Torre Fuerte (IBTF) en San Diego, California, indiscutiblemente carecía totalmente de la experiencia de como pastorear la iglesia del Señor Jesús, y además de un mentor.

Por ejemplo ignoraba de la importancia de consolidar a los nuevos creyentes, capacitarlos, y enviarlos para que ellos alcanzaran a otros. Solo entendía y comprendía muy bien el desarollo del tiempo de celebración.

Mi pasion por glorificar el nombre del Señor Jesús con mi vida, y la insatisfacción con los resultados obtenidos que cada año estabamos obteniendo en IBTF; me condujo rotundamente hacer un alto en mi vida ministerial y a meditar profundamente en Juan 15:5 (RVR), Yo soy la vid, vosotros los pámpanos; el que permanece en mí, y yo en él, éste lleva mucho fruto; porque separados de mí nada podéis hacer.

Debido a la frustación por los resultados obtenidos hasta ese momento y meditando en Juan 15:5, entre en una relación de oración intima con el Señor Jesucristo, pidiéndole, rogándole, suplicándole, que me revelara la dirección, la estrategia que en IBTF debíamos seguir para cambiar dichos resultados, y así poder transformar las vidas de los hijos de Dios en una forma mas contundente.

El Señor Jesucristo es tan bueno y tan fiel a su palabra, en Mateo 7:7-8 (RVR), Pedid, y se os dará; buscad, y hallaréis; llamad, y se os abrirá. Porque todo aquel que pide, recibe; y el que busca, halla; y al que llama, se le abrirá.

En mi oración, rogándole a mi Señor Jesús que me diera a conocer el rumbo que IBTF necesitaba ir para ser la Iglesia que honrará a su nombre, me dió a conocer la estrategia de la Iglesia Celular a través de un seminario expuesto por mi hermano Joel Comiskey, aqui en San Diego. Asistí en dos ocaciones que fue expuesto dicho seminario. Buscando una alternativa a seguir en mi ministerio pastoral, me reveló la estrategia mencionada (La iglesia Celular).

Mis amados hermanos, la IBTF ha tenido éxito usando y aprendiendo la estrategia de la Iglesia Celular. Hemos levantado a los discípulos a penetrar en los hogares estableciendo células, y ministrando a los necesitados, y transformando la vida de los que han entregado la vida a Jesús. En el año 2013 tuvimos un crecimiento numérico del 68%. Buscar el rostro del Señor con un corazón humilde, traerá la bendición mucho mas alla de tus expectativas. Pruebalo, es un reto que te hago.

Pastor Roberto Gutierrez

I Must Pray!

bill

by Bill Mellinger, Crestline First Baptist Church, http://www.crestlinefbc.com/

What keeps you praying when you are tired and busier than you want to be? I want to hear from God especially when I am busy and exhausted. When I am worn out and spiritually drained, I know that I need to pray and listen to the Lord. My need for God sustains my prayer life.

For several months now, we have ended our Life Group with prayer for God to bless the people on our Blessing List. I first got the idea of the Blessing List from Randall Neighbour when he talked about it at a conference. He has a great form to use to remember to bless the people in your Oikos who do not know Christ. I keep praying blessings on the people on my list because I want them to experience the love of Christ and come to faith. My concern for my friends and my faith in God keeps me praying.

Over the past several years, our church has experienced some serious spiritual attack related to our worship. Rage and conflict have occurred so often that it has been obvious that forces of darkness want to ruin our worship. Our community is full of drug addiction, alcoholism and poverty. People need to know the love of Jesus Christ and evil has wanted to keep us from celebrating God’s love in worship. The battle has been fierce and it has kept me praying.

I have to think that complacency could be the greatest hindrance to sustained prayer. If I become overly self-confident, I will go about my ministry without prayer. How foolish is that? If I lose sight that prayer is about me listening to God not just reading off my shopping list of requests, I will become complacent in my prayers. If I doubt that God is going to respond to my prayers, I will stop conversing with Him. If I don’t care about getting closer to God, I will get too focused on my priorities and leave Him out of the conversation.

I believe that God meets me in prayer, that He listens and that He wants to share Himself with me. I pray because I need the time with Him and I enjoy the conversation. What sustains my prayers? I want to stay connected to the one who created the universe and invites me to spend time with Him. My needs and my vulnerability to sin keep me praying. What about you? What sustains your prayers?

(Matthew 11:28-30 NIV) "Come to me, all you who are weary and burdened, and I will give you rest. Take my yoke upon you and learn from me, for I am gentle and humble in heart, and you will find rest for your souls. For my yoke is easy and my burden is light."

Korean blog (click here)

Portiguese blog:

Eu Devo Orar!

por Bill Mellinger, Primeira Igreja Batista de Crestline,  http://www.crestlinefbc.com/

O que mantém você orando quando você está cansado e mais ocupado do que gostaria de estar? Eu quero ouvir a Deus especialmente quando eu estou ocupado e exausto. Quando eu estou desgastado e drenado espiritualmente, eu sei que eu preciso orar e ouvir o Senhor. Minha necessidade de Deus sustenta minha vida de oração.

Há vários meses, nós terminamos nosso Grupo Vida com oração a Deus para abençoar as pessoas em nossa Lista de Bênçãos. Eu tive a ideia da Lista de Bênçãos por Randall Neighbour, quando ele falou sobre isso em uma conferência. Ele tem uma ótima forma de usar para se lembrar de abençoar as pessoas de suas Oikos que não conhecem Cristo. Eu continuo orando por bênçãos sobre as pessoas da minha lista porque eu quero que elas experimentem o amor de Cristo e tenham fé. Minha preocupação com meus amigos e minha fé em Deus me mantém orando.

Ao longo dos últimos anos, nossa igreja tem experimentado um sério ataque espiritual relacionado com a nossa adoração. Raiva e conflitos têm ocorrido tão frequentemente que tem sido óbvio que forças das trevas querem arruinar nossa adoração. Nossa comunidade é cheia de vício de drogas, alcoolismo e pobreza. As pessoas precisam conhecer o amor de Jesus Cristo, e o mal quer nos impedir de celebrar o amor de Deus em adoração. A batalha tem sido feroz e tem me mantido orando.

Eu tenho que pensar que a complacência pode ser o maior impedimento para sustentar a oração. Se eu me tornar excessivamente autoconfiante, vou prosseguir com meu ministério sem oração. Quão tolo é isso? Se eu perder de vista que a oração é sobre eu ouvir a Deus, e não só ler a minha lista de pedidos, eu vou me tornar complacente em minhas orações. Se eu duvidar que Deus vai responder às minhas orações, eu vou parar de conversar com Ele. Se eu não me importar em ficar cada vez mais próximo de Deus, eu vou ficar muito focado em minhas prioridades e vou deixá-Lo de fora da conversa.

Eu acredito que Deus me encontra na oração, que Ele me ouve e que Ele quer compartilhar de si mesmo comigo. Eu oro porque eu preciso do tempo com Ele e eu aprecio a conversa. O que sustenta minhas orações? Eu quero ficar conectado àquele que criou o Universo e me convida para passar tempo com Ele. Minhas necessidades e minha vulnerabilidade ao pecado me mantém orando. E você? O que sustenta suas orações?

(Mateus 11:28-30 NVI) “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. ”

Bill

Spanish blog:

Debo Orar

por Bill Mellinger, Crestline First Baptist Church, http://www.crestlinefbc.com/

¿Qué te mantiene orando cuando estás cansado y ocupado que desea ser? Quiero saber de Dios, especialmente cuando estoy ocupado y exhausto. Cuando Estoy agotado y espiritualmente agotada, sé que tengo que orar y escuchar al Señor. Mi necesidad de Dios sostiene mi vida de oración.

Desde hace varios meses, hemos terminado nuestro Grupo vida con la oración para que Dios bendiga al pueblo en nuestra Lista de Bendición. Llegué por primera vez la idea de la Lista de Bendición de Randall vecino cuando él habló de ello en una conferencia. Él tiene una gran forma de usar para recordar para bendecir al pueblo en sus Oikos que no conocen a Cristo. Sigo orando bendiciones sobre las personas en mi lista porque quiero que experimenten el amor de Cristo y vienen a la fe. Mi preocupación por mi familia y mi fe en Dios me mantiene orando.

En los últimos años, nuestra iglesia ha experimentado un serio ataque espiritual relacionada con nuestra adoración. La rabia y el conflicto han ocurrido tan a menudo que ha sido obvio que las fuerzas de la oscuridad quieren arruinar nuestra adoración. Nuestra comunidad está llena de adicción a las drogas, el alcoholismo y la pobreza. La gente tiene que conocer el amor de Jesucristo y el mal nos ha querido dejar de celebrar el amor de Dios en la adoración. La batalla ha sido feroz y me ha mantenido orando.

Tengo que pensar que la complacencia podría ser el mayor obstáculo para la oración sostenida. Si llego a ser demasiado seguro de sí mismo, voy a ir sobre mi ministerio sin oración. ¡Qué tontería es esa? Si pierdo de vista que la oración es sobre mí escuchar a Dios no sólo la lectura de mi lista de la compra de las solicitudes, voy a caer en la complacencia en mis oraciones. Si dudo de que Dios va a responder a mis oraciones, voy a dejar de conversar con él. Si yo no me preocupo por acercarse a Dios, voy a llegar demasiado centrado en mis prioridades y dejarlo fuera de la conversación.

Yo creo que Dios me encuentra en la oración, para que Él escucha y que Él quiere compartir conmigo mismo. Ruego porque necesito el tiempo con él y me gusta la conversación. Lo que sostiene a mis oraciones? Quiero permanecer conectado con la persona que creó el universo y me invita a pasar tiempo con él. Mis necesidades y mi vulnerabilidad al pecado me mantienen orando. ¿Qué hay de ti? Lo que sostiene a sus oraciones?

(Mateo 11:28-30 NVI): "Venid a mí todos los que estáis trabajados y cargados, y yo os haré descansar. Llevad mi yugo sobre vosotros y aprended de mí, que soy manso y humilde de corazón, y y hallaréis descanso para vuestras almas. Porque mi yugo es suave y mi carga es liviana. "

 

Bill

How to Sustain Prayer

joel

by Joel Comiskey

It’s wonderful to get excited about prayer during a mountain top conference or after visiting a church that prioritizes prayer. But how does a church or cell group sustain prayer? Let me suggest two principles:

1. Leadership example. We’ve been reading the blogs from Rob and Cecilia. Rob believed in prayer so much that the first person he hired was the prayer pastor! Rob, Cecilia, and the staff at Cypress Creek Church exemplify prayer for others to follow. This is true of all the churches where prayer is the priority. But how do you as the pastor make prayer the priority? Or if you’re a cell leader reading this blog, how do you prioritize prayer so your cell group will follow?

2. Asking the Holy Spirit to give you the self-control to prioritize prayer. Peter the apostle says in 1 Peter 4:7: "The end of all things is near. Therefore be clear minded and self-controlled so that you can pray." The NIV version here is translated correctly because it coincides with the Greek text which says that prayer is the result of self-control (this is unclear in some translations). Peter is saying that the result of a self-controlled, clear minded life is prayer. And remember that self-control is a fruit of the Spirit (Galatians 5: 23). You can’t control yourself but the Holy Spirit can fill you and give you the self-control to prioritize prayer. Ask him to give you self-control so that you will prioritize prayer.

I remember my good friend Kevin Strong (who is now with Jesus) read my book An Appointment with the King before it was published. He said, "Joel, I love this book, but the one problem I find with people is that they know about the need for a devotional life and to prioritize prayer but they lack the desire and passion." I knew Kevin was right on, but I also realized that my book couldn’t instill that passion. Only God can. So it comes back to asking the Holy Spirit to work through you.

If you’re not prioritizing prayer in your church or cell group, you need to ask the God to give you the fruit of self-control so that you will prioritize prayer. He will do it and your people will be very grateful that you paved the way in prayer for them to follow.

Comments?

Joel

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Como Sustentar a Oração 

por Joel Comiskey

É maravilhoso ficar animado com a oração durante … Ou depois de visitar uma igreja que prioriza a oração. Mas como uma igreja ou um grupo de célula sustenta a oração? Deixe-me sugerir dois princípios:

1. Exemplo de liderança. Nós temos lido os blogs do Rob e da Cecília. Rob acreditou tanto na oração que a primeira pessoa que ele contratou foi o pastor de oração! Rob, Cecília, e a equipe da Igreja de Cypress Creek exemplificam a oração para outros seguirem. Isso é verdade para todas as igrejas onde a oração é a prioridade. Mas como você como o pastor faz a oração prioridade? Ou se você é um líder de célula lendo esse blog, como você prioriza a oração para que seu grupo de célula a siga?

2. Pedir que o Espírito Santo te dê autocontrole para priorizar a oração. Pedro o apóstolo diz em 1 Pedro 4:7: "O fim de todas as coisas está próximo. Portanto, tenham suas mentes limpas e autocontrole para que vocês possam orar." A versão NVI aqui é traduzida corretamente porque ela coincide com o texto em grego que diz que a oração é o resultado do autocontrole (isso não está claro em algumas traduções). Pedro está dizendo que o resultado de uma vida com auto-controle e a mente limpa é a oração. E lembre-se de que o auto-controle é um fruto do Espírito (Gálatas 5:23). Você não pode se controlar mas o Espírito Santo pode te encher e te dar o autocontrole para priorizar a oração. Peça a Ele para te dar autocontrole para que você prioriza a oração.

Lembro-me de meu bom amigo Kevin Strong (que agora está com Jesus) ler meu livro An Appointment with the King (Um Encontro com o Rei) antes de ser publicado. Ele disse, "Joel, eu amo esse livro, mas o único problema que eu encontro com as pessoas é que elas sabem sobre a necessidade de uma vida devocional mas falta a elas o desejo e a paixão." Eu sabia que Kevin estava certo, mas eu também percebi que meu livro não poderia insinuar essa paixão. Somente Deus pode. Então isso volta a pedir pelo Espírito Santo através de você.

Se você não está priorizando a a oração em sua igreja ou grupo de célula, você precisa pedir a Deus que te dê o fruto do autocontrole para que você priorize a oração. Ele fará isso e seu povo será grato por você ter pavimentado o caminho da oração para que ele siga. 

Comentários?

Joel

Spanish blog:

Cómo mantener la Oración

por Joel Comiskey

Es maravilloso emocionarse sobre la oración durante una conferencia o después de visitar una iglesia que da prioridad a la oración. Pero, ¿cómo una iglesia o célula puede mantener la oración a lo largo? Permítanme sugerir dos principios:

1. Ejemplo de Liderazgo. Hemos estado leyendo los blogs de Rob Campbell y Cecilia Belvin. Rob Campbell creía en la oración tanto que la primera persona que contrató fue el pastor de oración! Rob, Cecilia, y el liderazgo de Cypress Creek Church ejemplifican la oración para que otros sigan. Esto es cierto para todas las iglesias donde la oración es la prioridad. Pero, ¿cómo que el pastor hace que la sea la prioridad? O si tu eres un líder de una célula, la pegunta es lo mismo: , ¿cómo puedes prioritizar la oración para que su grupo celular seguirá?

2. Pedir al Espíritu Santo que le de "auto-contro" de sí mismo para dar prioridad a la oración. El apóstol Pedro dice en 1 Pedro 4:7: "Mas el fin de tosas las cosas se acerca; sed, pues, sobrios, y velad en oración" (Reina Valera). La Nueva Internacional queda más clara, "Ya se acerca el fin de todas las cosas. Así que, para orar bien, manténganse sobrios y con la mente despejada." La versión NVI aquí esté traducida correctamente porque coincide con el texto griego, que dice que la oración es el resultado del auto-control (esto no es claro en algunas traducciones). Pedro está diciendo que el resultado de una mente despejada y auto control es la oración. Y recuerde que el auto-control (dominio propio) es el fruto del Espíritu (Gálatas 5: 23). Usted no puede controlarse a sí mismo, sino el Espíritu Santo puede llenarte y darte el control de sí mismo para dar prioridad a la oración. Pídele que te dé el dominio propio de tal manera que la oración sea tu prioritidad.

Recuerdo que mi amigo Kevin Strong (que ahora está con Jesús) leyó mi libro Una Cita con el Rey antes de su publicación. Él dijo: "Joel, me encanta este libro, pero el problema que encuentro con la gente es que ellos saben acerca de la necesidad de una vida devocional y la oración, pero les falta el deseo y la pasión." Sabía que Kevin tenía razón, pero también me di cuenta de que mi libro no podría infundir esa pasión. Sólo Dios puede. Por lo tanto, la respuesta es que el Espíritu Santo llene una la persona para que oración sea la prioridad.

Si tu no estás dando prioridad a la oración en tu iglesia o grupo celular, tu necesitas pedirle al Dios que te dé el fruto del dominio propio para que tu la oración sea muy importante. Dios lo hará y tu gente estará muy agradecido.

Joel

Prayer as Part of the Christian’s Nature

mario

by Mario Vega, http://www.elim.org.sv/

The main hindrance to effective prayer is thinking of prayer as something external to a person’s life. Sometimes we think that prayer has nothing to do with the person’s inner self. On the other hand, when we view prayer as part of a person’s lifestyle, it will soon become part of his or her nature.

This is not just a matter of repeating something to create a habit; rather it’s adopting the values and motivations of prayer. Just as there is more than repetition and habit in a marriage, prayer must be seen as an intimate part of a person’s life. It is not just about a person changing his or her schedule to make room for prayer. In reality, it’s allowing prayer to change the person.

When prayer becomes a lifestyle, there will be no external factors that can hinder the exercise of prayer. Just like a person needs food and sleep, the person with a prayer lifestyle will make sure he or she is praying. When people gather in the cell or in the celebration, the practice of prayer will happen spontaneously because prayer has become part of the believer’s nature.

Comments?

Mario

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Oração como Parte da Natureza do Cristão

por Mario Vega, http://www.elim.org.sv/

O maior obstáculo para a oração eficaz é pensar na oração como algo externo à vida de uma pessoa. Algumas vezes nós pensamos que a oração não ter nada a ver com o eu interior de uma pessoa. Por outro lado, quando nós visualizamos a oração como parte do estilo de vida de uma pessoa, ela logo torna-se parte de sua natureza.

Essa não é só uma questão de repetição para criar um hábito; ao contrário, é adotar os valores e motivações da oração. Assim como há mais do que repetição e hábito em um casamento, a oração deve ser vista como uma parte íntima da vida de uma pessoa. Não é só sobre alguém mudando sua agenda para dar espaço à oração. Na realidade, é permitir que a oração mude a pessoa.

Quando a oração se torna um estilo de vida, não haverá fatores externos que possam atrapalhar o exercício da oração. Assim como uma pessoa precisa de comida e dormir, a pessoa com um estilo de vida de oração terá a certeza de estar orando. Quando as pessoas se reunirem na célula ou em um culto de celebração, a prática da oração irá acontecer espontaneamente porque a oração tornou-se parte da natureza do crente.

Comentários?

Mario

Spanish blog:

La oración como la naturaleza del cristiano

El principal obstáculo que hay que afrontar al momento de orar es el hecho de considerar a la oración como un elemento externo a la persona. Es decir, verla como un ejercicio ajeno a la interioridad de la persona. Por el contrario, si la oración es adoptada como parte del estilo de vida de una persona, pronto se convertirá en parte de su naturaleza.

Este no es solamente un asunto de repetición con el fin de crear un hábito sino que se trata de una adopción de los valores y de las motivaciones de la oración. De igual manera que hay algo más que repetición y hábito en la vida matrimonial, la oración se asume como parte de la vida misma. No se trata solo de que una persona modifique su agenda para hacer espacio para la oración sino que la persona misma sea modificada por la oración. Alcanzar el estado en que la oración es ya parte de la naturaleza de la persona.

Cuando se construye el estilo de vida de una persona que ora, no habrá elementos externos que puedan impedir el ejercicio de la oración. De igual manera que deben ser situaciones muy extremas las que alteran nuestra necesidad natural de alimento y sueño, serán muy extremas las condiciones que impidan la oración a quien ha sido modelado por ella.

Cuando las personas se reúnen en la célula o en la celebración, la práctica de la oración surgirá de manera espontánea. Como espontánea es la comunión y otras características propias de la naturaleza de los cristianos.

Prayer: The Beginning Point

rob

By Rob Campbell, www.cypresscreekchurch.com

John Wesley once said, “God will do nothing on earth except in answer to believing prayer.” Think of Christ’s powerful modeling of prayer while here on earth. Let me paint a picture for you.

You see Christ hugging the blood stained rock nestled among the gnarly roots of the olive trees in the Garden of Gethsemane. His prayer shawl is covering his head and his dark hair splashes onto his shoulders. He is praying. You are listening in on his prayers. As you inch toward Christ, you hear your name! The Lord of Lords, the King of Kings, the Creator, the Lamb of God is praying for you. You are humbled, shocked and filled with awe and gratitude. Christ is praying for you!

Now, that would be an incredible experience, would it not? You bet. Suffice to say, He is praying for you as your chief intercessor and great advocate even now.

One poignant message of Christ’s prayer for you in the garden is this: It is impossible to lose your footing while on your knees. Jesus is our example. His ministry can be described as moving from one house of prayer to the next and in between he worked miracles.

When Cypress Creek Church was formed in 1993, I knew I needed to find someone who was passionate about prayer. Cecilia Belvin came to my mind. I asked her to be our Pastor of Prayer. She was our “first hire!” I have watched God use her in an incredible way over the years. She has developed a discreet, confidential, and just plain powerful team of prayer warriors. Prayer covers the church family. Prayer flows freely through the cells. Prayer is the beginning point in launching cells and every endeavor. By the way, Cecilia is blogging twice this month for JCG. Check out her posts!

If you want to experience life transformation in Celebration and cells, then begin with prayer and intercession.

Rob

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Oração: O ponto de partida

Por Rob Campbell, www.cypresscreekchurch.com

John Wesley uma vez disse, “Deus não fará nada na terra, exceto em resposta a oração de fé”. Pense no modelo poderoso de Cristo de oração enquanto Ele esteva aqui na Terra. Deixe-me pintar um cenário para você.

Você vê Cristo abraçando a rocha manchada de sangue alojada entre as raízes retorcidas das oliveiras no Jardim do Getsêmani. Seu manto de oração está cobrindo sua cabeça e seu cabelo escuro corre por seus ombros. Ele está orando. Você está ouvindo suas orações. Conforme você se move em direção a Cristo, você escuta seu nome! O Senhor dos Senhores, o Rei dos Reis, o Criador, o Cordeiro de Deus está orando por você. Você está humilhado, chocado e cheio de admiração e gratidão. Cristo está orando por você!

Agora, esta seria uma experiência incrível, não seria? Pode apostar. Basta dizer que Ele está orando por você como seu intercessor chefe e grande defensor até agora.

Um ponto agudo da mensagem da oração de Cristo por você no jardim é esse:  É impossível perder seu equilíbrio enquando está de joelhos. Jesus é nosso exemplo. Seu ministério pode ser descrito como mover-se de uma casa de oração à próxima, e entre isso ele fazia milagres.

Quando a Igreja Cypress Creek foi criada em 1993, eu sabia que precisava encontrar alguém que era apaixonado por oração. Cecilia Belvin veio à minha mente. Eu pedi a ela para ser nossa Pastora de Oração. Ela foi nosso “primeiro aluguel!” Eu assisti Deus usá-la de um jeito incrível ao longo dos anos. Ela desenvolveu uma discreta, confidencial e poderosa equipe de guerreiros de oração. A oração cobre a família da igreja.  A oração flui livremente através das células. A oração é o ponto de partida em células que estão em decolagem e em todo o empenho. A propósito, Cecilia está fazendo blogs para o JCG duas vezes nesse mês. Confira seus posts!

Se você quer experimentar transformação de vida no Culto de Celebração e nas células, então comece com oração e intercessão.

Rob

Spanish blog:

Oración: el punto de partida

Por Rob Campbell, www.cypresscreekchurch.com

John Wesley dijo una vez: “Dios no va a hacer nada en la tierra, excepto en respuesta a la oración de fe.” Piense como Cristo ejemplificaba la oración poderosa mientras que estaba en la tierra. Déjame pintar un cuadro para usted.

Usted ve a Cristo abrazando la roca manchada de sangre ubicado entre las raíces retorcidas de los olivos en el Huerto de Getsemaní. Su manto de oración está cubriendo su cabeza y su cabello oscuro sobre sus hombros. Él está orando. Usted está escuchando a sus oraciones. Mientras que se acerca hacia Cristo, se oye su nombre! El Señor de los Señores, el Rey de reyes, el Creador, el Cordero de Dios está orando por ti. Usted está humillado, sorprendido y lleno de asombro y gratitud. Cristo está orando por ti!!

Ahora, eso sería una experiencia increíble, ¿no es cierto? Pero la verdad es que Él está orando por usted como su intercesor principal y gran defensor, incluso ahora.

Un mensaje de la oración de Cristo por ti en el jardín es la siguiente: Es imposible perder el camino mientras que estamos de rodillas orando y dependiendo en Dios. Jesús es nuestro ejemplo. Su ministerio se puede describir como pasar de una casa de oración a la siguiente y en medio el hacía milagros entre el pueblo.

Cuando Cypress Creek Church se formó en 1993, sabía que tenía que encontrar a alguien que era comprometido y lleno de pasión para la oración. Cecilia Belvin vino a mi mente. Le invité para ser la pastora de oración–la primera persona tiempo completa en nuestra iglesia. He visto a Dios obrando a través de ella de una manera increíble en los últimos años. Ella ha desarrollado un equipo discreto, confidencial, y simplemente poderosa de guerreros de oración. Oración cubre la familia de la iglesia. Oración fluye libremente a través de las células. La oración es el punto de partida en el lanzamiento de las células y cada esfuerzo. Cecilia está escribiendo dos blogs este mes por JCG. Debe leer lo que ella está diciendo!!

Si quieres experimentar la transformación de la vida en la celebración y las células, recuerdas que todo empieza con la oración y intercesión.

Rob

Obstacles to Prayer

angel

by Angel Manuel Hernandez, www.misionmoderna.com, Canary Islands, Spain

According to an early historical document called the Didaché, the first-century Christians maintained regular prayer meetings three times per day (third, sixth, and ninth hour). But a century later, the Christians held their prayer meetings only twice per day–Sunrise and sunset. It seems like the passion for prayer started slowly decaying, even up to this present day where statistics say that t 20% of church members never pray and the vast majority only do so occasionally.

One of the reasons is the lack of devotion to Jesus (Luke 18:8). The word devotion comes from the Latin “devotiones,” which refers to consecration. But in practical biblical terms, the word refers to wholehearted commitment to Jesus. Devotion to Jesus refers to close fellowship with Him. In other words, the more devotion we have, the closer we are to Jesus. This devotion should lead us to prayer. What a privilege to communicate with the One who loves us and allows us to pray to him. When devotion decays, prayer suffers. A Christocentric Church or cell group reflects devotion to Jesus that results in committed prayer. Yet the lack of prayer leads to indecision (Matthew 7:7), temptation (Luke 22:46), and strife (James 5:16).

Another reason for the lack of prayer is that our Christian faith is often divorced from everyday life. We have forgotten that prayer is a daily activity and that -the Bible tells us to pray without ceasing (1 Thessalonians 5:17). Praying without ceasing destroys the excuse that prayer is only on certain occasions. We need to pray at all times and in all places. But how can we pray at all times and in all places? By transforming our thoughts into prayers. In other words, instead of only talking to ourselves, we need to talk to God. Psychiatrists and psychologists agree that “talking to ourselves” is not a good thing because it leads to anxiety and despair.

Another reason for the lack of prayer is discouragement. Too many Christians have been seduced by the pursuit of pleasure and well-being. And God can not answer prayers that are only centered on personal pleasure and gain (James 4:3). When the believer moves from selfishness to selflessness, God will begin to answer prayer. Job prayed with selfishness for his sons and material possessions (Job 1:5). Yet, after God tested him, he learned to pray uprightly, prayed for his friends, and God blessed his life abundantly (Job 42:10).

Comments?

Ángel Manuel

www.misionmoderna.com

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Obstáculos para a Oração

por Angel Manuel Hernandez, www.misionmoderna.com, Ilhas Canárias, Espanha

De acordo com um documento histórico primitivo chamado Didaché, os cristãos do primeiro século mantinham reuniões regulares de oração três vezes por dia (às 15h, 18h e 21h). Mas um século depois, os cristãos realizavam seus encontros de oração apenas duas vezes por dia—Ao nascer e pôr-do-sol. Parece que a paixão pela oração começou a se deteriorar lentamente, mesmo até os dias atuais, onde as estatísticas dizem que 20% dos membros da igreja nunca oram e a grande maioria só o faz ocasionalmente.

Uma das razões é a falta de devoção a Jesus (Lucas 18:8). A palavra devoção vem do Latim “devotiones”, que se refere a consagração. Mas em termos bíblicos práticos, a palavra se refere a comprometimento a Jesus com todo o coração. A devoção a Jesus refere-se a comunhão íntima com Ele. Em outras palavras, quanto mais devoção temos, mais próximos estamos a Jesus. Essa devoção deve nos levar à oração. Que privilégio é nos comunicarmos com Aquele que nos ama e nos permite orar à Ele. Quando a devoção decai, a oração sofre. Uma Igreja Cristocêntrica ou um grupo celular reflete devoção a Jesus que resulta em oração comprometida. No entanto, a falta de oração leva à indecisão (Mateus 7:7), tentação (Lucas 22:46), e contenda (Tiago 5:16).

Outra razão para a falta de oração é que nossa fé cristã é frequentemente divorciada da vida cotidiana. Nós nos esquecemos que a oração é uma atividade diária e que – a Bíblia nos diz para orar sem cessar (1 Tessalonicenses 5:17). Orar sem cessar destrói a desculpa de que a oração é apenas para certas ocasiões. Nós precisamos orar em todo tempo e em todos os lugares. Mas como podemos orar em todo tempo e em todos os lugares? Transformando nossos pensamentos em orações. Em outras palavras, em vez de falarmos apenas com nós mesmos, precisamos falar com Deus. Os psiquiatras e psicólogos concordam que “falar com nós mesmos” não é uma coisa boa, porque leva à ansiedade e desespero.

Outra razão para a falta de oração é o desânimo. Muitos cristãos têm sido seduzidos pela busca de prazer e bem-estar. E Deus não pode responder orações que são centradas apenas em prazer e ganho pessoais (Tiago 4:3). Quando o crente se move do egoísmo para o altruísmo, Deus vai começar a responder a oração. Jó orou com egoísmo por seus filhos e posses materiais (Jó 1:5). No entanto, após Deus testá-lo, ele aprendeu a orar com retidão, orou por seus amigos, e Deus abençoou sua vida abundantemente (Jó 42:10)

Comentários?

Ángel Manuel

www.misionmoderna.com

Spanish blog:

Obstáculos a la Oración

by Angel Manuel Hernandez, www.misionmoderna.com, Canary Islands, Spain

Según la Didaché, los cristianos del siglo I, mantuvieron la costumbre heredada del judaísmo, de orar tres veces al día, a la hora sexta, a la tercera y la nona. Pero un siglo más tarde, y según Tertuliano, los cristianos pasaron a orar sólo dos veces, al clarear el día y al caer la noche, tertuliano dijo que eran los dos momentos más importantes, momentos en los que el cristiano guarda silencio, medita en la escritura y canta un salmo”. Parece como que la pasión por la oración fue decayendo hasta el día de hoy, donde los datos muestran que un 20% de los miembros de las iglesias no oran nunca, y que la inmensa mayoría lo hace sólo alguna vez.

Una de las razones del decaimiento de la oración, es el decaimiento de la devoción a Jesús (Luc. 18:8), porque la oración está muy ligada a la devoción. La palabra devoción, viene del latín “devotiones”, que significa voto de consagración. Pero en términos bíblicamente prácticos, significa “compromiso de todo corazón con Jesús”. La devoción a Jesús es lo que estrecha la comunión con él, cuanta mas devoción le tengamos, mas cerca estará el de nosotros y nosotros de él. La devoción nos lleva a la oración, porque deseamos comunicarnos con aquel que nos tiene maravillados. Cuando decae la devoción decae la oración. Una Iglesia o célula Cristo céntrica, que busca maravillar a la gente con la persona de Jesucristo, crea creyentes comprometidos con la oración. Y la oración es tan importante que carecer de ella lleva a una iglesia, célula, o creyente, a la indigencia espiritual (Mat 7:7), la caída en tentación (Luc 22:46), y las contiendas que perturban la paz (Stg 5:16).

Otra de las razones del decaimiento de la oración, es que el cristiano actual tiene divorciada su fe de su vida cotidiana, no tiene la oración enmarcada en todas las horas que consagran el tiempo, es decir, no cumple con el ora sin cesar (1Tes. 5:17). Por otro lado el orar sin cesar, destruye la excusa de no tener tiempo, porque orar sin cesar es orar en todo tiempo y todo lugar. ¿Y como se ora en todo tiempo y en todo lugar? transformando los pensamientos en oraciones. Dejando de hablar con nosotros mismos, y comenzar a hablar con Dios. Los psiquiatras y psicólogos coinciden en que “hablar consigo mismo no es bueno, lleva a la ansiedad y a la desesperación”.

Otra de las razones del decaimiento de la oración, es el desánimo del creyente, por la falta de respuesta de Dios a sus oraciones egoístas. El cristiano de hoy ha sido seducido por la búsqueda del placer y el bienestar. Y Dios no puede responder a oraciones que sólo piden para el deleite personal (Sant. 4:3). Si el cristiano deja a tras el egoísmo en sus oraciones, Dios comenzará a responderle. Job oraba con egoísmo, por sus hijos y lo suyo (Job 1:5), pero después de pasar por lo que pasó, aprendió a orar bien, y comenzó a orar por sus amigos, entonces vino la respuesta y fue grandemente bendecido, dice “Job 42:10 Y quitó El Señor la aflicción de Job, cuando él hubo orado por sus amigos; y aumentó al doble todas las cosas que habían sido de Job”.

Ángel Manuel

www.misionmoderna.com

 

Become a Yes!

jeff

by Jeff Tunnell

The sometimes controversial George Barna provided a statistic in November of 2008 after he discovered that the Assembly of God was the most PRAYING group of churches of all denominations.  Then he shared this: “In the average 2 hour service of this ‘most praying group of churches,’ 1 ½ minutes was dedicated to prayer.”  A very sad summary indeed.

Without doubt, there is ample time and opportunity in each celebration for dialogue with the Most High God.  Therefore, the lack of thoughtful planning is a key hindrance to prayer. Prayer in a celebration service must be more than a spontaneous conversation between God and someone else, to which the congregation only listens. Whoever has the assignment to officially open or close the service, or who leads a segment of prayer within the service, must understand that their prayer is an opportunity to hear what the Spirit is saying to the church and then encourage the congregation to pray in agreement with God’s revealed purpose for the moments about to be spent in his presence.

In cells, intimacy of conversation is highly desired between members and God.  We facilitate conversations each week between the members of the cell; we should also plan and facilitate moments of intimate exchange between the members and their Lord.  Prayer is conversation with the Father and it is learned by example, modeled by others.  We can only instruct in how to pray by praying; we only learn to pray by praying.  If you cannot model prayer in public, try spending more time conversing with the Father in private, then bring that conversation into the open, appropriately.

In both situations I pose a question that was posed to me years ago:

Could your prayer life be the model for the prayer life of the church?

Don’t say ‘no’ too quickly, please purpose to become a ‘Yes!’

Jeff

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Torne um Sim!

por Jeff Tunnell

O algumas vezes controverso George Bana proveu uma estatística em novembro de 2008 depois de ter pesquisado que as Assembléias de Deus eram as igrejas que mais oravam do que as outras denominações. Então ele compartilhou isto: “Na média de 2 horas de culto deste grupo que “mais ora” a porcentagem de oração é de um minuto e meio dedicados a oração.”  Uma média bem triste.

Sem dúvidas há muitas oportunidades nos cultos de celebração para estabelecer um diálogo com o Deus altíssimo. Entretanto, a falta de pensar em planejamento é a chave que bloqueia a oração nos cultos de celebração. Oração nos cultos de celebração deve ser mais do que uma conversa espontânea entre Deus e outra pessoa, que a congregação apenas escuta . Quem quer que seja que tem a responsabilidade de abrir ou terminar o culto, ou liderar o momento de oração, deve entender que orar é uma oportunidade para ouvir o que  Espírito Santo tem para a igreja e então encorajar a igreja para orar em concordância com SEUS propósitos revelados pelo momento sobre os quais vamos passar em Sua presença.

Nas células, intimidade para conversar com Deus é algo extremamente desejado pelos membros. Nós facilitamos conversas cada semana entre os membros da célula; nós deveríamos também facilitar e planejar momentos de troca de intimidade entre os membros e Senhor. Orar é conversar com o Senhor e é seguido por exemplo, modelado por outros. Nós podemos apenas ensinar a orar quando de fato oramos, aprendemos a orar quando oramos. Se você não pode modelar oração em público, experimente conversar com o Pai em particular, então traga a conversa abertamente e apropriadamente.

Em ambas situações eu pergunto o que fui uma vez questionado muitos anos atrás:

A sua vida de oração poderia ser o modelo de oração da sua igreja?

Não não tão rápido, se empenhe para sua resposta tornar um Sim!

Jeff

Spanish blog:

Conviértete en un ¡Sí!

por Jeff Tunnell

George Barna proporcionó una estadística en noviembre de 2008 que la Asamblea de Dios fue el grupo más compromitido a oración que cualquier otra denominacion. Luego Barna compartió lo descubió: “En un culto de 2 horas la Asamblea de Dios oró 1 ½ minutos!! Qué triste!

Sin duda, hay tiempo suficiente y la oportunidad en cada celebración de diálogo con el Dios Altísimo. Por lo tanto, la falta de una planificación cuidadosa es un obstáculo clave para la oración en el grupo grande (la celebración). La oración en un culto de celebración debe ser más que una conversación espontánea entre Dios y otra persona, a la que la congregación sólo escucha. El que tiene la tarea de abrir oficialmente o cerrar el culto, o que conduce un segmento de la oración en el culto, debe comprender que la oración es una oportunidad para escuchar lo que el Espíritu dice a la iglesia y luego animar a la congregación a orar de acuerdo con el propósito de Dios y pasar tiempo en su presencia.

En las células, debemos facilitar conversaciones cada semana entre Cristo y los miembros. Debemos planificar y facilitar momentos de intercambio íntimo entre los miembros y su Señor. La mejor manera para enseñar la oración es por medio de hacerla. Si no se puede modelar la oración, trata de pasar más tiempo conversando con el Padre y luego animar que su célula haga lo mismo.

En ambas situaciones (célebración y célula) quisiera lanzar la pregunta:

¿Su vida de oración es un ejemplo para la iglesia?

Jeff