2000 Years of Small Groups

joel

by Joel Comiskey

I just wanted to let you know that my new book, 2000 Years of Small Groups: A History of Cell Ministry in the Church is now on sale and shipping from the JCG website (ships the next day).

This 295 page book explores how God has used small groups throughout church history, specifically focusing on the early church to the present time. God not only established the early church as a house to house movement, but he also has used small groups throughout church history. This book chronicles the small group or cell movement from Jesus all the way to the modern day cell explosion.

This book will  both critique the strengths and weaknesses of these historical movements and apply principles to today’s church. You will grow in appreciation and understanding of key small group principles from those pioneers who have paved the way.

If you’d like to read the table of contents and what othere are saying, click here.

If you’d like to read a chapter before buying the book, click here.

My prayer is that God would abundantly bless you this Christmas season and that he would give you new vision and fruit in 2015.

Joel Comiskey

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

2000 Anos de Pequenos Grupos

 por Joel Comiskey

 Eu só queria que você soubesse que meu novo livro, 2000 Years of Small Groups: A History of Cell Ministry in the Church (2000 Anos de Pequenos Grupos: Uma História do Ministério Celular na Igreja) está agora à venda e está sendo enviado a partir do site JCG (será expedido no dia seguinte).

 Esse livro de 295 páginas explora a forma como Deus tem usado os grupos pequenos ao longo da história da igreja, focando especificamente da igreja primitiva ao momento presente. Deus não só estabeleceu a igreja primitiva como um movimento de casa em casa, como também usou pequenos grupos por toda a história da igreja. Este livro registra o movimento de células ou de grupos pequenos a partir de Jesus até a explosão de células dos dias modernos.

Esse livro vai criticar tanto as forças quanto as fraquezas destes movimentos históricos e aplicar princípios para a igreja de hoje. Você irá crescer em apreciação e entendimento dos princípios fundamentais do pequeno grupo a partir daqueles pioneiros que prepararam o caminho.

Se você gostaria de ler a tabela de conteúdos e o que outros estão dizendo, clique aqui.

 Se você gostaria de ler um capítulo antes de comprar o livro, clique aqui.

Minha oração é para que Deus te abençoe grandemente nesta época de Natal, e para que Ele renove sua visão e te dê frutos abundantes em 2015.

Joel Comiskey

Spanish blog:

2000 años de Grupos Pequeños

Por Joel Comiskey 

Sólo quiero que sepas que en mi nuevo libro, 2000 años de Grupos Pequeños: Una historia del Ministerio de la Iglesia celular está a la venta y lo enviamos de la página web JCG (envíos de un día al siguiente). 

Este libro de 295 páginas explora cómo Dios ha usado a los pequeños grupos a lo largo de la historia de la iglesia, centrándose específicamente en la iglesia primitiva hasta la actualidad. Dios no sólo estableció la iglesia primitiva como una casa para el movimiento celular, pero él también ha utilizado grupos pequeños en toda la historia de la iglesia. Este libro narra el pequeño grupo o el movimiento de las células de Jesús en todo el camino a la moderna explosión celular. 

Este libro tanto critica las fortalezas y debilidades de estos movimientos históricos y aplica los principios de la iglesia de hoy en día. Usted crecerá en apreciación y comprensión de los principios clave del grupo pequeño de aquellos pioneros que han allanado el camino. 

Si desea leer la tabla de contenidos y lo que otros dicen, haz clic aquí

Si desea leer un capítulo antes de comprar el libro, haz clic aquí

Mi oración es que Dios te bendiga grandemente en esta temporada de Navidad, y que renueve tu visión y te de abundantes frutos en 2015.

Joel Comiskey

Thank you

joel

by Joel Comiskey

I wanted to express my sincere appreciation for all those who have blogged on JCG throughout 2014. I specifically want to thank our weekly bloggers: Jeff Tunnell, Rob Campbell, Steve Cordle, and Mario Vega. Your time and sacrifice blessed and equipped many people (4,700 now receive the blog daily in their email).

Special thanks to our faithful translators: Evelyn de Guély, Abdias Galvis (Spanish blog), Beatriz Fabretti (Portuguese blog), and Christian Jeong (Korean blog). We at JCG really appreciate their time and commitment, which allows the blog to reach many, many more people.

We look forward to resourcing the worldwide cell church movement in 2015 through the JCG blogs and resources, but we will not be blogging during this Christmas season. We will start blogging once again on January 04, 2015.

Thanks again,

Joel

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Agradecimentos

por Joel Comiskey

Gostaria de expresser minha sincera gratidão à todos aqueles que postaram no blog JCG ao longo de 2014. Eu gostaria de agradecer especificamente aos nossos blogueiros semanais: Jeff Tunnell, Rob Campbell, Steve Cordle e Mario Vega. Seu tempo e sacrifício abençoaram e equiparam muitas pessoas (4,700 recebem o blog diariamente em seus emails). Nós da JCG sinceramente agradecemos seu tempo e compromisso, o que permite que o blog alcance um número cada vez maior de pessoas.

Um agradecimento especial aos nossos fiéis tradutores: Abdias Galvis, Evelyn de Guély (blog em Espanhol), Beatriz Fabretti (blog em Português) e Christian Jeong (blog em Coreano). Nós da JCG verdadeiramente agradecemos pelo tempo e compromisso, o que realmente permitiu que o blog alcançasse um número cada vez maior de pessoas.

Estamos ansiosos para a mobilização mundial de recursos do movimento de igreja em células em 2015 através dos blogs e recursos JCG. Nós não alimentaremos o blog durante a temporada de Natal/Ano Novo, mas voltaremos a alimentar a partir de 4 de janeiro de 2015.

O melhor ainda está por vir!

Joel

Spanish blog:

Gracias

Por Joel Comiskey

Quiero expresar mi sincero agradecimiento a todos aquellos que han escrito su blog en JCG a lo largo del 2014. Específicamente quiero dar las gracias a nuestros bloggers semanales: Jeff Tunnell, Rob Campbell, Steve Cordle, y Mario Vega. Su tiempo y sacrificio, bendice y equipa muchas personas (4,700 reciben ahora el blog a diario en su correo electrónico).

Un agradecimiento especial a nuestros traductores fieles: Abdias Galvis, Evelyn de Guély (blog Español), Vagner Siqueira (blog portugués), y Christian Jeong (blog coreano). Nosotros en JCG realmente apreciamos su tiempo y compromiso, esto permite que el blog llegue a muchas, y muchas más personas.

Esperamos alcanzar el mundo a través del movimiento de la iglesia celular en el año 2015 a través de los blogs y recursos de JCG. La próxima vez que vamos a escribir un blog de JCG es 4 de enero de 2015.

Lo mejor está por venir!

Joel

Stretch, Celebrate, Rest

joel

by Joel Comiskey

2014 is almost over.  Some of you are rejoicing in the great strides of your cell ministry in 2014. Others are wondering what went wrong. Whether 2014 was a bumper year or a dry time, you need to stretch, celebrate, and rest. 

Stretch: Think of Usain Bolt, the fastest human in the world, stretching at the finish line. Okay, so maybe you haven’t run at Bolt’s pace in 2014, but you still need to finish well. You only have a few more weeks. Press on and encourage your leaders to keep going. 

Celebrate: Don’t forget to celebrate the accomplishments of your cell leaders. After all, your cell leaders have pastored your church in 2014. They have made disciples who make disciples. Perhaps 2014 was a year of retooling with very little visible fruit. Celebrate anyway. Remember making disciples through cell ministry is biblical and long-term. You are not growing a tomato plant that sprouts quickly, provides immediate results, but dies at the end of one year. Rather, you are growing a coconut tree that  is planted once but lasts for a lifetime.

Some pastors have seen clear, visible results in 2014 and can more "easily" celebrate the victories. I’m coaching one pastor who has been promoting his goal of twenty cell groups and might finish 2014 with twenty-two groups. He has been patiently working on his equipping track and coaching. His leaders caught the vision of outreach and developing disciples through cell ministry. The lead pastor has even identified one possible future pastor in the process. I reminded this pastor to celebrate the church’s accomplishments.  

Rest: You will accomplish more if you rest. You need to diligently rest. Sound like a contradiction? It’s not. Some pastors and leaders minister on empty. In their quest to serve Jesus, they forget that Christ’s yoke is easy and his burden is light. Instead of joyfully ministering from a place of deep rest, they run on past fumes. Those under theseburnt out leaders are negatively affected as they observe impatience, irritation, and a controlling spirit. Pastor, take some time off. Enjoy your family. Give your leaders a break. Don’t rush into next year’s goals without celebrating past victories and promoting sufficient rest. 

I’m a big proponent of a weekly day-off and vacation time each year. I’m very good at my weekly day off but have failed in the past at taking "no work" vacations. I determined that this year would be different. So I will be ceasing from doing any "ministry related work"  from December 15 to January 01 (I will empty the trash!). We will resume the daily blogs on January 07. 

It’s been a privilege serving you in 2014 and remember that the best is yet to come!  
 
Joel Comiskey

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Se Esticar, Celebrar, Descansar

Por Joel Comiskey

2014 está quase no fim. Alguns de vocês estão se regozijando nos grandes avanços de seu ministério de células em 2014. Outros estão se perguntando o que deu errado. Mesmo que 2014 tenha sido um ano de abundância ou um tempo de seca, você precisa se esticar, comemorar, e descansar.

Esticar: Pense em Usain Bolt, o homem mais rápido do mundo, se esticando na linha de chegada. Tudo bem, talvez você não tenha corrido no ritmo de Bolt em 2014, mas você ainda precisa terminar bem. Você só tem mais algumas semanas. Pressione e incentive seus líderes a continuar.

Celebrar: Não se esqueça de celebrar as conquistas de seus líderes de célula. Afinal, seus líderes de célula pastorearam a sua igreja em 2014. Eles fizeram discípulos que fazem discípulos. Talvez 2014 tenha sido um ano de reequipar com muito pouco fruto visível.  Celebre de qualquer forma. Lembre-se que fazer discípulos através do ministério celular é bíblico e algo a longo prazo. Você não está cultivando uma planta de tomate que brota rapidamente, fornece resultados imediatos, mas morre no final de um ano. Em vez disso, você está cultivando um coqueiro que é plantado uma vez, mas dura por toda uma vida.

Alguns pastores viram resultados mais claros e visíveis em 2014 e podem celebrar mais “facilmente” as vitórias. Eu estou treinando um pastor que têm promovido seu objetivo de 20 células e que pode terminar 2014 com vinte e duas células. Ele tem trabalhado pacientemente no seu trilho de equipamento e treinamento. Seus líderes pegaram a visão de evangelismo e de desenvolver discípulos através do ministério celular. O pastor principal tem ainda identificado um possível futuro pastor no processo. Lembrei a este pastor para celebrar as realizações da igreja.

Descansar: Você vai realizar mais coisas se descansar. Você precisa descansar de forma diligente. Soa como uma contradição? Não é. Alguns pastores e líderes ministram no vazio. Em sua busca para servir a Jesus, eles esquecem que o jugo de Cristo é suave e seu fardo é leve. Em vez de ministrar de um lugar de descanso profundo, eles usam sua pouca energia restante. As pessoas sob esses líderes esgotados são afetadas negativamente conforme eles observam sua impaciência, irritação, e espírito controlador. Pastor, tire um tempo de descanso. Desfrute de sua família. Dê uma pausa aos seus líderes. Não se apresse para chegar nos seus objetivos do próximo ano sem celebrar as vitórias passadas e promover o descanso necessário.

Eu sou um grande defensor de um dia de folga semanal e um tempo de férias a cada ano. Eu sou muito bom em meu dia de descanso semanal, mas falhei no passado em tirar férias "sem trabalho". Eu determinei que este ano seria diferente. Então, eu vou estar deixando de fazer qualquer "trabalho relacionado ao ministério" de 15 dezembro a 1 de janeiro (vou esvaziar a lixeira!). Vamos retomar os blogs diários em 7 de janeiro.

Tem sido um privilégio servir a você em 2014 e lembre-se que o melhor ainda está por vir!

Joel Comiskey

Spanish blog:

Por Joel Comiskey

El año 2014 está por terminar. Algunos de ustedes se regocijan en los grandes pasos de su ministerio celular en el 2014. Otros están preocupado por la falta de fruto. No importa si el 2014 fue un año de victorio o un tiempo difícil, es necesario estrecharse, celebrar y descansar.

Estrechamiento: Piense en Usain Bolt, el hombre más rápido del mundo, estrechándose en la línea de meta. Quizás no corriste tan rápido como Bolt en el 2014, pero tú tienes que terminar bien. Tu sólo tienes un par de semanas más. Anima a tus líderes a seguir adelante.

Celebra: No te olvides de celebrar los logros de tus líderes celulares. Después de todo, tus líderes celulares han pastoreado tu iglesia en el 2014. Ellos han hecho discípulos que hagan discípulos. Tal vez 2014 fue un año de reorganización con muy poco fruto visible. Celebra de todos modos. Recuerda que hacer discípulos a través del ministerio celular es bíblico y a largo plazo. Usted no está creciendo una planta de tomate que brota rápidamente, proporciona resultados inmediatos, pero muere al final de un año. Más bien, usted está creciendo un árbol de coco que se planta una vez, pero dura toda la vida.

Algunos pastores han visto, resultados visibles claros en el 2014 y pueden celebrar las victorias más fácilmente. Estoy entrenando a un pastor que ha estado promocionando su meta de veinte grupos celulares y podría terminar el 2014 con veintidós grupos. Él ha estado trabajando pacientemente en su pista de equipamiento y de entrenamiento todo el año. El pastor principal incluso ha identificado un posible futuro pastor en el proceso. Le recordé a este pastor que debe celebrar los logros de la iglesia.

Descanso: Tú vas a lograr más si descansas. Necesitas descansar con diligencia. ¿Suena como una contradicción? Que no es. Algunos pastores y líderes ministran con el tanque vacío. En su afán por servir a Jesús, se olvidan de que el yugo de Cristo es suave y su carga ligera. En lugar de gozo y  ministrando desde un lugar de descanso profundo, que se ejecutan en los humos del pasado. Aquellos que se encuentran agotados se ven afectados negativamente al observar impaciencia, irritación, y un espíritu controlador. Pastor, toma algo de tiempo libre. Disfrute de su familia. Dale a tus líderes un descanso. No te apresures a las metas del próximo año sin celebrar las victorias pasadas y la promoción de un descanso suficiente.

Soy un gran defensor de un día de descanso y de vacaciones cada año. Soy muy bueno en mi día de descanso semanal, pero he fracasado en el pasado en tomar mis vacaciones con el fin de no hacer ningun trabajo ministerial. Decidí que este año sería diferente. Así que voy a estar descansando completamente con el fin de no hacer ningun trabajo ministerial de 15 de diciembre hasta el 01 de enero. Vamos a reanudar los blogs diarios el día 07 de Enero. 

Ha sido un privilegio servirles en el 2014 y recuerda que lo mejor está por venir.

 Joel Comiskey

Developing Pastors and Church Planters from within

robert

by Robert Lay, Cell Church Ministry Brazil

Theological seminaries train theologians. Cell churches train cell church pastors and cell church planters. Sound radical? It may be, but our experience proves that it is true. In Brazil we already have a number of second generation cell churches who are reproducing themselves not only in Brazil but throughout the world. But we had to learn this truth the hard way. In the beginning, many churches looked for pastors from outside. They often had bad experiences and even church splits. They neglected the fundamental principle of unity in vision that makes a team strong. The first time I heard Dion Robert from Ivory Coast speak, almost twenty years ago, I never forgot his oft-repeated phrase: “Vision plus vision equals division.”

Some argue that church leaders need to have a very solid theological foundation in order to prevent heresy. My question is, “Who produced the heresies in church history? Was it the laymen or the theologians? Theologians produced far more heresies than church members. In fact, the best future pastors are those who have come from within the church. I’m referring to those who are trained supervisors, have gone through a solid equipping track, and have learned to truly care for about sixty to eighty people within the church. These make the best future pastors and church planters.

Of course, we desire that leaders deepen their Biblical knowledge. But those pastors and church planters who developed from within the cell church system already have a sound and healthy ecclesiology. And isn’t this how Jesus prepared future leaders? Didn’t he do it via on the job training?

One church of our cell network in northern Brazil has outgrown their building. They commissioned eighteen supervisors to start new simple churches and in 2 1/2 years they’ve planted new churches all over the city. They went from 111 cells to 235 and from 1050 members to 2500. Some of these simple churches grew more than 100%.
This church has a DNA of “sending” and most of them will keep reproducing themselves, thus starting a church planting movement. Just like the early church.

We have to go back and relearn the methods of Jesus and the early church. Help us God!

Robert Michael Lay

Cell Church Ministry Brazil

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Desenvolvendo Pastores e Plantadores de Igrejas de dentro do Sistema Celular

por Robert Lay, Ministério da Igreja em Células Brasil

Seminários teológicos treinam teólogos. Igrejas em células treinam pastores e plantadores de igrejas em células. Isso soa radical? Pode até ser, mas nossa experiência prova que isso é verdade. No Brasil nós já temos um número de igrejas em célula da segunda geração que estão se reproduzindo não só no Brasil, mas ao redor do mundo. Mas nós tivemos que aprender essa verdade do jeito difícil. No começo, muitas igrejas procuravam pastores de fora. Eles frequentemente tinham experiências ruins e até mesmo divisões. Eles negligenciaram o princípio fundamental de unidade na visão que faz um time forte. A primeira vez que eu ouvi Dion Robert de Ivory Coast falar, quase vinte anos atrás, eu nunca esqueci sua frase repetida inúmeras vezes: “Visão mais visão é igual a divisão”.

Alguns dizem que os líderes de igreja precisam ter uma fundação teológica muito sólida a fim de prevenir heresias. Minha pergunta é “Quem produziu as heresias na história da igreja? Eram os leigos ou os teólogos? Os teólogos produziram muito mais heresias que os membros da igreja. Na verdade, os melhores futuros pastores são aqueles que vieram de dentro da igreja. Estou me referindo àqueles que são supervisores treinados, passaram por um sólido caminho de treinamento, e aprenderam a verdadeiramente cuidar em torno de sessenta a oitenta pessoas de dentro da igreja. Isso faz os melhores futuros pastores e plantadores de igrejas.

É claro que nós desejamos que os líderes aprofundem seu conhecimento Bíblico. Mas aqueles pastores e plantadores de igrejas que se desenvolveram dentro do sistema da igreja em células já tem uma eclesiologia notável e saudável. E não é assim que Jesus preparava futuros líderes? Ele não fazia isso com o treinamento no trabalho?

Uma igreja de nossa rede de células no norte do Brasil ultrapassou seu prédio. Eles encarregaram dezoito supervisores para começar novas igrejas simples e em dois anos e meio eles plantaram novas igrejas por toda a cidade. Eles foram de 111 células para 235 e de 1050 membros para 2500. Algumas dessas igrejas simples cresceram mais de 100%. Essa igreja tem um DNA de “enviar” e a maioria deles vai continuar se reproduzindo, iniciando assim um movimento de plantação de igrejas. Assim como a igreja primitiva.

Nós precisamos voltar atrás e reaprender os métodos de Jesus e da igreja primitiva. Nos ajuda Deus!

Robert Michael Lay

Ministério da Igreja em Células Brasil

Spanish blog:

Desarrollando pastores y plantadores de iglesias dentro del Sistema Celular

Por Roberto Lay, Ministerio de la iglesia celular en Brasil

Los seminarios teológicos entrenan teólogos. Las iglesias celulares entrenan pastores para las iglesias celulares y plantadoras de células. ¿Suena Radical? Puede ser, pero nuestra propia experiencia demuestra que es cierto. En Brasil ya tenemos un número de iglesias celulares de segunda generación que se están reproduciendo a sí mismos no sólo en Brasil sino en todo el mundo. Pero tuvimos que aprender esta verdad de la manera difícil. Al principio, muchas iglesias buscaron pastores de fuera. A menudo tenían malas experiencias e incluso divisiones en las iglesias. Ellos descuidaron el principio fundamental de la unidad en la visión que hace un equipo fuerte. La primera vez que oí hablar a Dion Robert de Costa de Marfil, hace casi veinte años, nunca olvidé su frase que repitió tantas veces: “La visión más visión es igual a la división.”

Algunos argumentan que los líderes de la iglesia necesitan tener un muy sólido fundamento teológico a fin de evitar la herejía. Mi pregunta es: “¿Quién produce las herejías en la historia de la iglesia? ¿Fueron los laicos o los teólogos? Los teólogos produjeron más herejías que los miembros de la iglesia. De hecho, los mejores pastores son los que han venido desde dentro de la iglesia. Me refiero a aquellos que han sido entrenados a ser supervisores, que han pasado por la pista de equipamiento, y han aprendido a cuidar alrededor de sesenta a ochenta personas dentro de la iglesia. Estos son los mejores futuros pastores y plantadores de iglesias.

Por supuesto, deseamos que los líderes profundicen su conocimiento bíblico. Pero esos pastores y plantadores de iglesias que se desarrollaron desde dentro del sistema de la iglesia celular ya tienen un sonido y eclesiología saludable. ¿Y no fue así como Jesús preparó a los líderes del futuro? ¿No lo hizo a través de la capacitación en el trabajo?

Una iglesia de nuestra red celular ubicada en el norte de Brasil ha superado su edificio. Ellos encargaron dieciocho supervisores para iniciar nuevas iglesias y en 2 1/2 años han plantado nuevas iglesias por toda la ciudad. Pasaron de 111 células a 235 y de 1.050 miembros a 2500 miembros. Algunos de estas iglesias sencillas crecieron más del 100%. Esta iglesia tiene un ADN de “enviar” y la mayoría de ellos seguirá reproduciéndose, iniciando así un movimiento de plantación de iglesias. Al igual que la iglesia primitiva.

Tenemos que volver atrás y volver a aprender los métodos de Jesús y la iglesia primitiva. ¡Ayúdanos Dios!

Robert Michael Lay

Ministerio de la iglesia celular en Brasil

Planting Simple, Reproducing Churches

mario

by José Ignacio Galdos, http://iglesialavid.org/

A few years ago, we resisted those who wanted to  travel and live outside Cusco, Perú (where our mother church is located) because of work or studies. Our eyes have since been opened! We now realize that God often sends people to other locations for “business” or “study” reasons but who then end up starting new churches. We believe the cell is the church and the best way to start a new church.  We now rejoice when brothers and sisters move to other locations, and we even commission them as priests of the living God to open up cell groups and start new churches. We’ve seen how their cells grow, multiply, and many are now large churches.

This is how the early church functioned. The early disciples transmitted their DNA through house to house ministry. The homes were the training centers to send workers to other locations. Cell church planting is simple, yet so powerful! Currently we have 51 churches throughout Peru that were planted this way. We even have a work that is beginning in Cochabamba, Bolivia–started in the same way! We have a work in northern Peru (Trujillo), which started in a cell. In fact, in Trujillo we are developing a training center to develop missionary church planters. Workers are being trained to reach the nations with the gospel. And how are we preparing them to plant new churches? By starting a cell. This is the best way to plant healthy, growing churches.

Comments?

José

Korean blog (click here)

Portuguese:

Plantando Simples, Reproduzindo Igrejas

por José Ignacio Galdos, http://iglesialavid.org/

Há alguns anos, nós resistíamos àqueles que vinham nos dizer que estavam indo viajar para outra cidade por conta de trabalho ou estudo. Desde então, nossos olhos foram abertos! Nós agora percebemos que Deus frequentemente manda pessoas para outros locais por razões de “negócios” ou “estudo” que acabam começando novas igrejas. Nós acreditamos que a célula é a igreja e é a melhor maneira de começar uma igreja. Agora nos alegramos quando irmãos e irmãs se mudam para outros locais. Nós os encarregamos como sacerdotes do Deus vivo para abrir novos grupos e começar novas igrejas. Vimos como as suas células começaram a crescer e muitas são agora grandes igrejas.

É assim que a igreja primitiva funcionava. Os primeiros discípulos transmitiram seu DNA através do ministério de casa em casa. As casas eram os centros de treinamento para enviar trabalhadores para outros locais. A plantação de igrejas em células é simples, mas tão poderosa! Atualmente temos 51 igrejas em todo o Peru que foram plantadas desta forma. Temos até um trabalho que está começando em Cochabamba, Bolívia – que foi iniciado da mesma forma. Temos um trabalho no norte do Peru (Trujillo), que começou em uma célula. Aliás, em Trujillo, estamos desenvolvendo um centro de treinamento para desenvolver plantadores de igrejas missionárias. Trabalhadores estão sendo treinados para alcançar as nações com o evangelho. E como vamos prepará-los para plantar novas igrejas? Iniciando uma célula. Esta é a melhor maneira de plantar igrejas saudáveis e que crescem.

Comentários?

José

Spanish blog:

Hace unos años atrás, cada vez que un hermano se nos acercaba y decía que tenía que viajar a otra ciudad por causa de su trabajo o estudios, nosotros orábamos para que no suceda eso, orábamos pidiendo a Dios que no permita eso para que esa errónea no salga de la iglesia local. Gracias a Dios, nuestros ojos fueron abiertos. Percibimos algo muy simple pero a la vez muy poderoso. La célula es el embrión para grandes iglesias. Vimos que en realidad, la salida de esos hermanos por varias razones, era lo mejor que podía pasar. Ellos tenían el encargo de ser sacerdotes en cualquier lugar. Entonces ellos comenzaron a abrir células en esas ciudades donde generalmente no había ninguna obra. Esas células comenzaron a crecer y muchas de ellas ahora son iglesias sólidas. Es lógico que pasaron por procesos para que se tornen en iglesias fuertes.

Percibimos que fue la misma forma en como la iglesia primitiva se movía. El discípulado se transmite de una forma íntima y es muy fácil transmitir un ADN correcto con pequeños grupos. Reuniones en casas, para después volverse centros de entrenamiento para enviar obreros a otros lugares.

Creemos que es una forma muy saludable para comenzar una obra de cero en un determinado lugar.

Creemos que las células no son sólo el embrión, sino que también son la misma iglesia en desarrollo en las localidades.

Repito, es tan simple pero tan poderoso. Actualmente tenemos 51 iglesias en todo el Perú que fueron plantadas de esta manera. Tenemos una obra que está comenzando en Cochabamba – Bolivia. Fue de la misma forma en este lugar.

Tenemos una obra en el norte del Perú (Trujillo), que comenzó de la misma forma. Actualmente en Trujillo tenemos una escuela de obras pioneras. Obreros están siendo entrenados para todas las naciones de lengua española de Latinoamérica. ¿Cómo comenzó? En una casa, en una célula. El mejor lugar para desarrollar desde el inicio una obra que prevalece.

Planting a New Church without Money

mario

by Mario Vega, http://www.elim.org.sv/

You only need a cell leader to plant a cell church. The work begins when that leader starts evangelizing someone else. Once that first person has been won for Jesus, he/she should be discipled and strengthened in the faith. Then the leader should continue with a second person to form the core of the initial cell. From there, what follows is the normal development of the cell that multiplies over and over again.

When a total of 5-10 cells is reached, the people rent a building for their Sunday meetings. This is how we plant new churches with an average of 50-100 members. Of course, this process requires patience, hard work, and most of all passion. When you have these elements, it’s possible to plant a church without major economic investments and without an expensive administrative apparatus.

That is how almost all Elim churches around the world have been planted. At this very moment we are applying this method in the city of Rome, Italy. We are at the point where we have an initial cell. We don’t speak of a church in Rome yet. But, we do speak of a cell in Rome. Yet we do expect to multiply that cell over and over again until the brethren can rent their own place and then support their own minister. We are praying and hoping that the Lord will allow this to happen very soon.

Mario

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Plantando uma Nova Igreja sem Dinheiro

por Mario Vega, http://www.elim.org.sv/

Você só precisa de um líder de célula para plantar uma igreja em células. O trabalho se inicia quando esse líder começa a evangelizar mais alguém. Uma vez que essa primeira pessoa foi conquistada para Jesus, ele ou ela deve ser discipulado(a) e fortalecida na fé. Depois o líder deve continuar com uma segunda pessoa para formar o núcleo da célula inicial. A partir disso, o que segue é o desenvolvimento normal da célula que se multiplica várias vezes.

Quando um total de 5 a 10 células é atingido, as pessoas alugam um edifício para seus encontros aos domingos. É assim que nós plantamos novas igrejas que tem em média de 50 a 100 membros. É claro que esse processo exige paciência, trabalho duro e, acima de tudo, paixão. Quando você tem esses elementos, é possível plantar uma igreja sem grandes investimentos econômicos e sem um aparato administrativo caro.

É assim que quase todas as igrejas Elim ao redor do mundo surgiram. Nesse exato momento nós estamos aplicando esse método na cidade de Roma, Itália. Nós estamos no ponto em que nós temos uma célula inicial. Ainda não estamos falando de uma igreja em Roma. Nós falamos de uma célula em Roma. No entanto, nós esperamos multiplicar essa célula várias vezes até que os irmãos possam alugar seu próprio lugar e, então, apoiar o seu próprio ministério. Nossa igreja filial em Roma vai nascer de tal forma. Estamos orando e esperando que o Senhor permita que isso aconteça muito em breve.

Mario

Spanish blog:

Plantando una Nueva Iglesia Sin Dinero

by Mario Vega, http://www.elim.org.sv/

Para plantar una iglesia celular solamente se necesita un líder de célula. El trabajo comienza cuando ese líder comienza a evangelizar a otra persona. Una vez ganada para Jesús esa primera persona debe ser discipulada y fortalecida en la fe. Luego continúa con una segunda persona para formar el núcleo de la célula inicial. A partir de allí, lo que continúa es el desarrollo normal de la célula que se multiplica una y otra vez.

Cuando se ha llegado a un total de entre 5 a 10 células, las personas rentan un local para sus reuniones dominicales. De esa manera es como una nueva iglesia ha sido plantada con un promedio de entre 50 a 100 miembros. Por supuesto, el proceso demanda paciencia, trabajo y sobre todo pasión. Cuando esos elementos se poseen, es posible seguir el procedimiento descrito y establecer una iglesia sin mayores inversiones económicas y sin necesidad de un aparato administrativo costoso.

Esa es la manera como han nacido la casi totalidad de iglesias Elim en el mundo. En este mismo momento estamos aplicando ese método en la ciudad de Roma, Italia. Nos encontramos en el punto donde ya tenemos una célula inicial. Todavía no hablamos de una iglesia en Roma. Pero, sí de una célula en Roma. Una célula que esperamos se multiplique una y otra vez hasta que los hermanos puedan rentar su propio local y, después, sostener a su propio ministro. De esa manera, habrá nacido nuestra iglesia filial en Roma. Lo cual, confiamos en el Señor que sucederá relativamente pronto.

The Dangers of Raising Up Leaders

angel

by Angel Manuel Hernandez, www.misionmoderna.com, Canary Islands, Spain

In March 2014 I shared the pulpit with pastor Juan Carlos Ortiz at the National Congress of Spanish Assemblies of God. Juan Carlos Ortiz is the former pastor of the Spanish community of Crystal Cathedral and an expert in cell discipleship. He has written one of the most revolutionary books entitled “The disciple”. The exposure of doctor Ortíz in this congress was very important. Yet, I was also amazed at how many people during the conference were clueless about his significance. I was especially annoyed at certain ones who didn’t stop talking while Ortiz was preaching. So when he finished I started asking myself what had happened, and I realized that many people didn’t understand or at least they weren’t willing to apply the lessons that Dr. Ortiz proposed.

On that same night, I had dinner with various influential pastors and was surprised that they had not grasped what Ortiz taught. Dr. Ortíz talked about the cost of discipleship, how a leaders sacrifices his time to be with his disciples, how disciples can easily absorb you, and especially how to handle these things. For me and my wife, Ortiz’s message was like a balm from heaven, a breath of encouragement to keep going. But for many, like the ones I had dinner with, the message had little meaning.

As I reflected on what happened, I realized that there is a huge difference between a cell church and a conventional church. In the cell Church everything revolves around the disciple and the discipler, but in a "non cell church" everything revolves around the worship service and Christian education. In other words, Dr. Ortíz was speaking another language that most could not understand.

Cell churches speak another language and that’s why sometimes our priorities and mission vision is not understood. Our goals, even the ones about planting new churches, are different. A cell church is born from the multiplication of cells, not in a single cell that grows and becomes a church. A cell church doesn’t say, "let’s start one cell so we can have a church." Rather the cell church multiplies cells that eventually becomes a church.

The church planting model that the Assembly of God works with worldwide is for a pastor to find a place to meet, put a sign in front, and try to fill it with people who are sitting in chairs (even if the pastor starts with a single cell). I am not against that, but there is sufficient evidence–especially in Spain–that this model doesn’t work very well. Dr. Joel Comiskey wrote in his excellent book, Planting churches that reproduce, “Those who preach and plant churches in Spain have experienced a long hard road”(p.45). Why? Because the correct way to plant a church in Spain (where everything that is not Catholic suffers social rejection) is to first start a cell group, multiply naturally from the first cell, and eventually find a place of worship when the group is large enough to truly celebrate and impact the local community. For example, I was impressed with a recent piece of data that showed that in the province of Barcelona the number of evangelical churches have already surpassed the number of parishes and catholic churches. This would be a great motivation except for the fact that 90% of these churches have under thirty members and many of them are suffering ungodly divisions–truly a gruesome spectacle.

Ángel Manuel Hernández Gutierrez, www.misionmoderna.com

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Os Perigos de Levantar Líderes

por Angel Manuel Hernandez, www.misionmoderna.com, Ilhas Canárias, Espanha

Em março de 2014 eu compartilhei o púlpito com o pastor Juan Carlos Ortíz no Congresso Nacional das Assembleias de Deus Espanholas. Juan Carlos Ortíz é o antigo pastor da Comunidade Espanhola da Catedral Cristal e um expert em discipulado celular. Ele escreveu um dos livros mais revolucionários intitulado "The Disciple" (O Discípulo). A exposição do doutor Ortíz nesse congresso foi muito importante. No entanto, eu também estava surpreso com quantas pessoas durante a conferência não tinham ideia sobre sua significância. Eu estava especialmente aborrecido com alguns que não paravam de falar enquanto Ortíz estava pregando. Então quando ele terminou eu comecei a me perguntar sobre o que havia acontecido, e eu percebi que muitas pessoas não entendiam ou pelo menos não estavam desejando aplicar as lições que o Dr. Ortíz propôs.

Naquela mesma noite, eu jantei com vários pastores de influência e fiquei surpreso por eles não compreenderem o que o Ortíz ensinou. O Dr. Ortíz falou sobre o custo do discipulado, sobre como um líder sacrifica seu tempo para estar com seus discípulos, como discípulos podem facilmente absorver você, e especialmente sobre como lidar com essas coisas. Para mim e minha esposa, a mensagem de Ortíz foi como um conforto do céu, um fôlego de encorajamento para continuar prosseguindo. Mas para muitos, como aqueles com quem eu jantei, a mensagem teve pouco significado.

Conforme eu refletia sobre o que aconteceu, percebi que há uma grande diferença entre uma igreja em células e uma igreja convencional. Na Igreja em células tudo gira em torno do discípulo e do discipulador, mas em uma "igreja não em células" tudo gira em torno do culto de adoração e da educação cristã. Em outras palavras, o Dr. Ortíz estava falando outra língua que a maioria não podia entender.

Igrejas em célula falam uma outra língua e é por isso que às vezes nossas prioridades e visão de missão não são compreendidas. Nossas metas, mesmo aquelas sobre implantar novas igrejas, são diferentes. Uma igreja em células é nascida da multiplicação de células, não em uma única célula que cresce e se torna uma igreja. Uma igreja em células não diz, "vamos começar uma célula para que nós  possamos ter uma igreja." Pelo contrário, a igreja em célula multiplica células que eventualmente se tornam uma igreja.

O modelo de implantação de igreja com que a Assembleia de Deus trabalha mundialmente é para um pastor encontrar um lugar para conhecer, colocar uma placa na frente, e tentar enchê-lo com pessoas que estão sentando em cadeiras (mesmo se o pastor inicia com uma única célula). Eu não sou contra isso, mas há evidências suficientes– especialmente na Espanha–que este modelo não funciona muito bem. O Dr. Joel Comiskey escreveu em seu excelente livro, "Planting churches that reproduce" (Implantando igrejas que reproduzem), "Aqueles que pregam e implantam igrejas na Espanha experimentaram uma estrada longa e árdua" (pg. 45). Por quê? Porque a maneira correta de implantar uma igreja na Espanha (onde tudo que não é católico sofre rejeição social) é de primeiro iniciar um grupo de célula, multiplicar naturalmente a partir da primeira célula, e eventualmente encontrar um lugar para adoração quando o grupo for grande o suficiente para verdadeiramente celebrar e impactar a comunidade local. Por exemplo, eu fiquei impressionado com dados recentes que mostraram que na província de Barcelona o número de igrejas evangélicas já ultrapassou o número de paróquias e igrejas católicas. Essa seria uma grande motivação exceto pelo fato de que 90% dessas igrejas tem menos de trinta membros e muitos deles estão sofrendo divisões terríveis– realmente um espetáculo medonho.

Ángel Manuel Hernández Gutierrez, www.misionmoderna.com

Spanish blog:

Levantando Iglesias Celulares

por Ángel Manuel Hernández Gutierrez

En Marzo del 2014 compartí púlpito en el Congreso Nacional de Asambleas de Dios de España, con el Pastor Juan Carlos Ortíz, expastor de la comunidad hispana de la Catedral de Cristal y un experto en el discipulado celular, que ha escrito uno de los libros más revolucionarios a este respecto titulado “El discípulo”. La exposición del Dr. Ortíz en este congreso fue magistral, pero me llamó la atención que la gente estaba como despistada, no dejaban de hablar durante el sermón. Así que cuando terminó el mismo, me dediqué a preguntar qué pasó y me di cuenta que la gente no se había enterado o por lo menos no habían asumido muchas de las enseñanzas que el Dr. Ortíz expuso.
Esa misma noche cené con un grupo de pastores de influencia y me sorprendió que tampoco ellos habían captado lo que el Dr. Ortíz enseñó. El Dr. Ortíz habló del precio del liderazgo en el discipulado, de como un líder sacrifica a veces hasta los tiempos de la familia por los discípulos, de como los discípulos te absorben y como manejar eso. Para mi y mi esposa, que es nuestra vivencia, fue como bálsamo del cielo, un aliento y un ánimo a seguir adelante. Pero para aquella gente incluso para los pastores, aquella exposición no iba con ellos. Y es que hay una gran diferencia entre una Iglesia celular y una iglesia que no lo es. En la Iglesia celular todo gira en torno al discípulo y al discipulador, en la Iglesia que no es celular todo gira en torno al culto y las escuelas dominicales. En otras palabras, el Dr. Ortíz estaba hablando en otro idioma.
Las Iglesias celulares tenemos otro idioma y por eso a veces no se entiende muchas de nuestras prioridades y tareas misionales. Nuestros objetivos, aun los del nacimiento de una nueva iglesia, son muy diferentes. Una Iglesia celular nace de la multiplicación de células, no del crecimiento de una sola célula que deriva en una Iglesia. Una Iglesia no celular dice, plantemos una célula para obtener una iglesia. Una Iglesia celular dice, multipliquemos las células para tener una Iglesia nueva. El modelo, por lo menos el que se maneja en Asambleas de Dios de todo el mundo, es que el pastor llega al lugar, quizás comienza una pequeña reunión tipo célula, pero su prioridad es buscar un local, colocar unas sillas y poner el cartel de Iglesia. Yo no estoy en contra de eso, pero hay suficientes pruebas, sobre todo aquí en España, de que ese modelo de trabajo no tiene grandes resultados.
El propio Dr. Joel Comiskey, escribió en su magistral libro “Plantando iglesias que se reproducen”, página 45, “Los que predican y plantan iglesias en España, experimentan un camino largo y duro”. ¿Por qué? Porque lo correcto, sobre todo en mi país España, donde todo lo que no es Católico sufre de rechazo social, es llegar a un lugar, formar una célula, comenzar el proceso de multiplicación, y abrir el lugar de cultos sólo cuando haya un número considerable de congregantes que impacten la comunidad vecinal. Me sorprendió el dato de que en la provincia de Barcelona, el número de Iglesias evangélicas ha superado ya al número de parroquias e iglesia católicas, eso sería muy motivador si la mayoría de esas iglesias tuvieran más de 100 miembros, pero lo triste es que el 90% no llegan ni a 30 miembros y la inmensidad de esas iglesias nuevas se han formado de alguna división, que espectáculo tan dantesco.
Ángel Manuel Hernández Gutierrez
www.misionmoderna.com