Part 1 – History and Essence of Free Radicals

coach_viniciusWeb

By Vinicius Motta, network youth pastor at the Vine Church, www.vinhaministerios.com.br/vinha/

In 2000, Aluízio Silva, pastor of The Church, a  challenged his faithful disciple, Nahor Pedroza to start a work the youth ministry. That was the beginning of a work, a name, a project focused on young people. It was the beginning of the Free Radicals.

When referring to the Free Radicals, we’re referring to radical against sin, and free from all shackles of religiosity. We’re talking about young people who decided to walk in the opposite direction of the world. The call of Free Radicals is to understand there is an eternity, and that young people must make a difference in the here and now that will bring forth fruits for all eternity. The vision of the Free Radicals is to change and transform the fate of young people. These words express the vision that is motivating a new generation to rise up and be counted.

We are sure that we are part of a great move of God. As young people, each one of us has the opportunity to make history. The question is what kind of history will be recorded, what kind of children will be generate, and whether we will allow God to write his story on our lives.

Each young person who is willing to be a Free Radical is aware that he or she is not just part of a network or a group, but of an identity. Free Radicals have hoisted a flag of holiness, purity and consecration local churches around the world. A DNA has been passed on and people are burning with a new fire and consecration.

At its beginning in 2001, the Free Radical movement had approximately 350 young people. In order to promote the expansion of this vision, each one has committed to establish cell groups that will promote God’s rule and reign. These cells  meet once a week, where people are encouraged to relate as a family, living in community and sharing what they have received from God. Then, in this environment each member of the Body of Christ is enabled to act effectively in the work of God.

One of the major strategies used by the Free Radicals is evangelism house to house but also in larger meetings. Currently, in the city of Goiânia about 10,000 young people come to Christ each year. Discipleship is also a huge priority among the Free Radicals. Through coaching and one-on-one discipleship, those who come to Christ grow in their maturity and depth of relationship with Jesus Christ.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Blog Pr. Joel Comiskey

Parte 1 – História e Essência dos Radicais Livres

No ano de 2000, Aluízio Silva, pastor da Videira – Igreja em células desafia o seu fiel discípulo, Naor Pedroza a iniciar um trabalho direcionado aos jovens de sua igreja local. Aquele foi o início de um trabalho, de um nome, de um projeto a respeito dos jovens. Era o início dos Radicais Livres.

Radicais Livres: radicais contra o pecado, e livres de todas as amarras da religiosidade. Jovens que decidiram andar na contramão do mundo. O chamado dos Radicais Livres é de entender que há uma eternidade, portanto, deve-se fazer a diferença, com frutos que se seguirão por toda ela. Buscando mudança e transformação por completo no destino destes jovens. Essas palavras expressam a visão que tem motivado uma multidão a se levantar nesta nação.

Temos certeza de que fazemos parte de um grande mover de Deus. Como jovens, cada um de nós tem a oportunidade de fazer história. Resta saber que tipo de história ficará gravado. O que verdadeiramente fica é o que fizemos com nossa vida, os filhos que geramos e a história que escreveremos em Deus.

Cada jovem que se dispõe a ser um Radical Livre tem a consciência de que não faz parte apenas de uma rede ou de um grupo, mas de uma identidade. Uma bandeira de santidade, pureza e consagração tem sido hasteada em nossas igrejas locais espalhadas pelo mundo. Um DNA tem sido transmitido e pessoas são contaminadas e incendiadas com essa natureza.

Em seu início, em 2001, o movimento dos Radicais Livres, contava com aproximadamente 350 jovens. A fim de promover a expansão desta visão, cada um atua como um ministro de Deus e cada casa pode ser estabelecida como uma extensão da Igreja através das células. Elas se reúnem uma vez por semana, onde as pessoas são encorajadas a se relacionar como uma família, vivendo em comunidade e compartilhando aquilo que têm recebido da parte de Deus. Neste ambiente, então, cada membro do Corpo de Cristo é ativado a atuar efetivamente na obra de Deus.

Uma das grandes estratégias usadas para a pregação do evangelho é a realização de Encontros Evangelísticos. Acampamentos completamente direcionados a não cristãos com o alvo de levá-los a conhecer o Plano de Salvação. Atualmente, na cidade de Goiânia cerca de 10 mil jovens passam anualmente em um desses encontros.

Uma das grandes características na vida de um jovem é a abertura às influências das pessoas a seu redor. Sabendo disso, o ministério dos Radicais Livres provê um acompanhamento e investimento especial, através do discipulado um a um e cursos direcionados a um crescimento em maturidade e liderança, assim, muitos são influenciados a se envolver profundamente na obra de Deus.

Spanish blog:

Parte 1 – La historia y Esencia de los radicales libres

Por Vinicius Motta, pastor de la red de jóvenes de la Iglesia la vid, www.vinhaministerios.com.br/vinha/

En 2000, Aluízio Silva, pastor de la iglesia la vid – iglesia celular, desafía a su fiel discípulo, Nacor Pedroza a empezar un trabajo dirigido a los jóvenes de su iglesia local. Ese fue el comienzo de una obra, de un nombre, de un proyecto sobre los jóvenes. Fue el comienzo de los radicales libres.

Los Radicales libres: radical contra el pecado, y libre de todas las ataduras de la religiosidad. Jóvenes que han decidido caminar en la dirección opuesta del mundo. El llamado de los radicales libres es para entender de que hay una eternidad, por lo tanto, tienen que hacer una diferencia, con frutos que los seguirán por toda la eternidad. Buscando el cambio por completo y la transformación en el destino de estos jóvenes. Estas palabras expresan la visión que está motivando una multitud que se está levantando en esta nación.

Estamos seguros de que somos parte de un gran movimiento de Dios. Como jóvenes, cada uno de nosotros tiene la oportunidad de hacer historia. La pregunta es qué tipo de historia quedara grabada. Lo que queda realmente es lo que hicimos con nuestras vidas, los niños que generamos y la historia que vamos a escribir en Dios.

Cada persona joven que está dispuesta a ser un radical libre es consciente de que él o ella no es sólo parte de una red o de un grupo, sino de una identidad. Una bandera de santidad, pureza y consagración ha sido izada en nuestras iglesias locales y en todo el mundo. Un ADN ha sido pasado y la gente está contaminada y quemada con esta naturaleza.

En su comienzo en 2001, el movimiento de los radicales libres contaba con aproximadamente 350 jóvenes. Con el fin de promover la expansión de esta visión, cada uno actúa como un servidor de Dios y cada casa puede ser establecida como una extensión de la Iglesia a través de las células. Se reúnen una vez a la semana, donde se anima a la gente a relacionarse como una familia, viviendo en una comunidad y compartiendo lo que han recibido de Dios. Entonces, en este ambiente a cada miembro del Cuerpo de Cristo actúa con eficacia en la obra de Dios.

Una de las principales estrategias utilizadas para la propagación del Evangelio es la realización de reuniones evangelísticas. Campamentos dirigidos completamente a los inconversos con el objetivo a que conozcan el plan de salvación. Actualmente, en la ciudad de Goiânia a unos 10.000 jóvenes van cada año en una de estas reuniones.

Una de las grandes características de la vida de una persona joven es la apertura a las influencias de la gente a su alrededor. Sabiendo esto, El Ministerio de radicales libres proporciona una supervisión especial y una inversión a través del discipulado uno a uno y cursos dirigidos a un crecimiento en la madurez y liderazgo, de esta manera muchos están influenciados a involucrarse profundamente en la obra de Dios.

Taking care of youth cells

coach_mario2016speaking

by Mario Vega, www.elim.org.sv

Not long ago, Ernesto, a leader of a youth cell, told me that he discussed a theological matter with members of his cell group, and that they failed to reach a conclusion. But Ernesto was left with the doubt of whether his position was correct or not. After listening to him I asked, “Why are you discussing those issues in the cell?” He replied that he thought this was the subject he was supposed to teach. I pointed out that this was not the topic that was in the cell lesson guide. Then Ernesto explained to me that he did not use the established material, but instead he spoke about theological issues with the youth.

That experience reminded me of one of the important characteristics of youth: They like to scrutinize, ask questions, discuss, and challenge the status quo. Coaches must work hard to stay close to each youth cell leader and each youth cell. Coaches need to channel the concerns of youth in a positive way. Great youth coaches are not just concerned about whether the cell is properly evangelizing but also whether the youth are spending excessive time discussing points of theology. Young people are comfortable with arguments and want to defend what they believe. Because of this, they could spend hours trying to explain and defend their opinions. The coach should be careful to instruct leaders to move from one point to another and not allow the members to feel neglected. Youth cells function best when they remain focused on the main thing, which is always our need for Jesus.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Cuidando de Células de Jovens

Por Mario Vega, www.elim.org.sv

Não muito tempo atrás, Ernesto, um líder de uma célula de jovens, me disse que ele discutiu uma questão teológica com os membros de sua célula e que eles não conseguiram chegar a uma conclusão. Mas Ernesto ficou com a dúvida de saber se sua posição era correta ou não. Após ouvi-lo, eu perguntei: “Por que você está discutindo essas questões na célula?”. Ele respondeu que achava que esse era o assunto que ele deveria ensinar. Eu lhe apontei que este não era o tema que estava no guia da “lição” da célula. Então, Ernesto explicou que ele não usou o material estabelecido; em vez disso, ele falou sobre questões teológicas com os jovens.

Essa experiência me fez lembrar de uma das características importantes dos jovens: eles gostam de examinar, fazer perguntas, discutir e desafiar o status quo. Os treinadores devem trabalhar duro para ficar perto de cada líder de célula de jovens e de cada célula de jovens. Os técnicos precisam canalizar as preocupações dos jovens de uma forma positiva. Grandes treinadores de jovens não estão preocupados somente com se a célula está evangelizando adequadamente, mas também se os jovens estão gastando tempo excessivo discutindo pontos teológicos. Os jovens ficam confortáveis com argumentos e querem defender aquilo em que acreditam. Por conta disso, eles poderiam passar horas tentando explicar e defender suas opiniões. O treinador deve ter cuidado para instruir os líderes a irem de um ponto a outro e a não permitirem que os membros se sintam negligenciados. As células de jovens funcionam melhor quando mantém o foco sobre o principal, que é sempre a nossa necessidade de Jesus.

Spanish blog:

Cuidando de las células juveniles

Por Mario Vega, www.elim.org.sv

Hace poco tiempo Ernesto, un líder de una célula juvenil, me comentó que habían tenido una discusión teológica con los miembros de su célula. Al final, no llegaron a una conclusión. Pero Ernesto se quedó con la duda de si la posición que había defendido era o no la correcta. Al escucharlo le pregunté: ¿Por qué están discutiendo esos temas en la célula? Él me respondió que esa era la enseñanza que había impartido. Le hice ver que ese no era un tema que estuviera en la Guía de lecciones para la célula. Entonces Ernesto me explicó que él no utilizaba el material establecido sino que tocaba temas de teología con los jóvenes.

Esa experiencia muestra una de las característica de los jóvenes: les gusta escudriñar, preguntar, desafiar, discutir. Por esas razones, el trabajo de los supervisores debe ser muy cercano y tratar de canalizar esas inquietudes de manera positiva. No solo hay que velar por mantener el contenido evangelizador de las células sino también para que la parte participativa no se extienda excesivamente. Los jóvenes son amigos de los argumentos y la defensa de sus razones. Por ese motivo, podrían pasar horas tratando de explicar y defender sus opiniones. El supervisor debe ser cuidadoso en instruir a los líderes para que pasen de un punto a otro sin que los jóvenes sientan que no se les puso atención o que no se les permitió exponer sus razones. Ellos deben mantenerse enfocados hacia la enseñanza fundamental, la cual, siempre es la necesidad que tenemos de Jesús.

Tyranny of the Urgent

coaches_jeffTun2011

By Jeff Tunnell

On May 19, I wrote “Success and Failure”.  There was a successful cell movement among youth occurring in our community, but a strong vision for the future was not developed.  The focus was on the immediate week-to-week training of the cell leaders and coaching them in leading their cells.

Each high school cell (ages 15-17 years) had two leaders and all cells met on the same evening. Adult supervisors traveled from one location to the next during the cell meetings to visit the cells and provide assistance or input as needed. All leaders and supervisors met once per week for discipleship training and strategy building for the next week.

The system was working well but no attention was being given to what was about to happen.  Older cell leaders would graduate from school and new leaders needed to be trained to take their places in the coming school year.  All energy was being given to the what was happening in the present without conserving strength to build a long-term future. The “tyranny of the urgent” was consuming available resources, leaving nothing for the next season.  Proverbs 6:6 says, “Go to the ant, you sluggard; consider its ways and be wise!”  No one was being slothful, but there was no diligence for planning.

Building a cell system that duplicates new leaders is essential.  Utilizing resources in a balanced way is required.  Developing a long-term plan for expansion must be included in every good cell system—and this is especially true in a youth cell system.  Things transpire quickly for young people and their focus is on the present.  Those who conduct youth cell ministry must be conscientious in preparing for the next harvest season while working in the present.

Jeff

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Tirania do Urgente

Por Jeff Tunnell

Em 19 de maio eu escrevi “Sucesso e Fracasso”. Um movimento celular de sucesso entre os jovens estava ocorrendo em nossa comunidade, mas não foi desenvolvida uma forte visão para o futuro. O foco estava no treinamento semanal imediato dos líderes de célula e no treinamento para liderarem suas células.

Cada célula de jovens do ensino médio (idades entre 15 a 17 anos de idade) tinha dois líderes e todas as células se reuniam na mesma noite. Supervisores adultos viajavam de um local para o outro durante as reuniões das células para visitar as células e prestar assistência conforme a necessidade. Todos os líderes e supervisores se reuniam uma vez por semana para receber treinamento para o discipulado e construir estratégias para a próxima semana.

O sistema estava funcionando bem, mas ninguém estava prestando atenção no que estava prestes a acontecer. Os líderes de célula mais velhos iam se formar da escola e novos líderes precisavam ser treinados para tomar seus lugares no próximo ano letivo. Toda a energia era gasta no que estava acontecendo no presente, sem conservar força para construir um futuro a longo prazo. A “tirania do urgente” estava consumindo os recursos disponíveis, não deixando nada para a próxima temporada. Provérbios 6: 6 diz: “Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; considera os seus caminhos e seja sábio!”. Ninguém estava sendo preguiçoso, mas não havia diligência alguma para o planejamento.

É essencial construir um sistema celular que duplica novos líderes. É necessário utilizar os recursos de forma equilibrada. Deve ser incluído em todo bom sistema celular o desenvolvimento de um plano de longo prazo para a expansão, e isso é especialmente verdadeiro em um sistema celular de jovens. As coisas exalam rapidamente para os jovens e o foco deles está no presente. Aqueles que conduzem o ministério celular de jovens devem estar conscientes em preparar tudo para a próxima época de colheita, enquanto trabalham no presente.

Jeff

Spanish blog:

La tiranía de lo urgente

Por Jeff Tunnell

El 19 de mayo, escribí “el éxito y el fracaso”. Hubo un movimiento celular exitoso entre los jóvenes ocurriendo en nuestra comunidad, pero una fuerte visión para el futuro no fue desarrollada. La atención se concentró en la formación inmediata de semana a semana de los líderes celulares y entrenarlos en la conducción de sus células.

Cada célula de la escuela secundaria (edades 15-17 años) tenía dos líderes y todas las células se reunían en la misma tarde. Los supervisores adultos viajaban de un lugar a otro durante las reuniones celulares para visitar las células y proporcionar asistencia o entrada, según fuera necesario. Todos los líderes y supervisores se reúnen una vez por semana para entrenamiento, discipulado y la construcción de estrategias para la próxima semana.

El sistema estaba funcionando bien pero no se estaba prestando ninguna atención a lo que estaba a punto de suceder. Los líderes celulares mayores se gradúan de la escuela secundaria y los nuevos líderes necesitan ser entrenados para tomar su lugar en el próximo año escolar. Se estaba prestando toda la energía a la lo que estaba ocurriendo en el presente sin la conservación de la fuerza para construir un futuro a largo plazo. La “tiranía de lo urgente” estaba consumiendo recursos disponibles, sin dejar nada para la próxima temporada. Proverbios 6: 6 dice: “Ve a la hormiga, oh perezoso; mira sus caminos, y sé sabio”, Nadie estaba siendo negligente, pero no había ninguna diligencia para la planificación.

La construcción de un sistema de células que duplica nuevos líderes es esencial. La utilización de los recursos de una manera equilibrada es necesaria. El desarrollo de un plan a largo plazo para la expansión debe estar comprendido en toda buena célula del sistema, y esto es especialmente cierto en un sistema de células de los jóvenes. Las cosas transpiran de forma rápida para los jóvenes y su atención se concentra en el presente. Aquellos quienes llevan a cabo el ministerio celular de los jóvenes deben ser conscientes en la preparación de la próxima temporada de cosecha, mientras trabajaba en el presente.

Jeff

Celebration and the Youth Cells

coach_mario2016speaking

by Mario Vega, www.elim.org.sv

For a long time at the Elim Church, nobody thought about a specific role for the youth in cell ministry. The system was seen as an opportunity for participation and inclusion of everyone who wished to be part of it without distinction of age. In practice, what we had was a model of intergenerational cells but without even knowing if there was such a concept or if there were other options available.

Over the years, we decided to make youth cell ministry more intentional. We have six Sunday services to care for all the people that consider Elim their home church. In addition, we have services in our main auditorium in the afternoons from Monday through Friday. On Saturday, the building is not used because it is the day when the cells are held in homes. As you can tell, it has not been possible to hold an exclusive youth service. However, we do have a once per month youth celebration activity, replacing one of the regular services. The results have been impressive. Our building is filled entirely with young people eager to meet with other young people and be filled with God.

Youth cells were actually born from those celebrations. Young people perceived the need to continue in fellowship, evangelizing, and edifying each other. Currently we have already entered the process of youth cell leaders’ multiplication and the model is still expanding. So for us, first came the celebration and then came the youth cells.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Relação entre o culto de celebração e as células de jovens

Por Mario Vega, www.elim.org.sv

Por muito tempo na igreja de Elim, ninguém, pensava sobre um cargo específico para os jovens no ministério celular. O sistema foi visto como uma oportunidade para a participação e inclusão de todos os que desejassem fazer parte, sem distinção de idade. Na prática, o que nós tivemos foi um modelo de células intergeracionais, mas, sem ao menos saber se havia tal conceito ou se havia outras opções disponíveis.

Ao longo dos anos, nós decidimos tornar as células de jovens mais intencionais. Nós temos seis cultos de domingo para cuidar de todas as pessoas que consideram a Elim como sua igreja mãe. Além disso, nós temos cultos no nosso auditório principal nas tardes de segunda a sexta-feira. No sábado, o prédio da igreja não é usado, pois esse é o dia  que as células são realizadas nas casas. Como você pode ver, não tem sido possível realizar um culto específico de jovens. Contudo, nós temos um culto de jovens mensal de celebração, substituindo um dos cultos normais. Os resultados tem sido impressionante. Nosso prédio da igreja é preenchido inteiramente por jovens ansiosos para se encontrarem uns com os outros e serem cheios de Deus.

As células de jovens são, na verdade, frutos dessas desses cultos de celebração. Os jovens tem percebido a necessidade de continuarem em comunhão, evangelizando, e edificando uns aos outros. Atualmente nós já iniciamos no processo de multiplicação de líderes de células jovens e o modelo permanece em expansão. Então para nós, primeiro veio o culto de celebração e então vieram as células de jovens.

Spanish blog:

Relación entre la celebración y las células juveniles

por Mario Vega

Durante mucho tiempo en Iglesia Elim no se pensó en un rol específico para los jóvenes en el trabajo celular. El sistema se veía como una oportunidad de participación e incorporación de todo quien lo deseara sin distingos de edades. En la práctica lo que se dio fue un modelo de células intergeneracionales pero sin siquiera saber que existía tal concepto o si había otros disponibles.

Con el paso de los años, se decidió hacer un trabajo más intencional con los jóvenes. Dado que la cantidad de miembros de la iglesia no puede ser atendida de una sola vez, nos vemos en la necesidad de realizar seis servicios dominicales. Además, hay servicios por las tardes de lunes a viernes. El sábado el edificio no se utiliza pues es el día cuando se realizan las células en los hogares. Como puede verse, no había lugar para poder realizar un culto exclusivo para los jóvenes. Eso condujo a realizar una vez al mes la actividad de celebración juvenil, sustituyendo a uno de los cultos regulares. El resultado fue impresionante. El edificio se llenó totalmente de jóvenes deseosos de reunirse con otros jóvenes y llenarse de Dios.

Las células juveniles en realidad nacieron a partir de esas celebraciones. Los jóvenes percibieron la necesidad de continuar confraternizando, evangelizando y edificándose mutuamente. En la actualidad se ha entrado ya en el proceso de multiplicación de líderes juveniles y el modelo siguen en expansión. Primero fue la celebración y, después, vinieron las células juveniles.

Are We Losing The Youth?

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Pastor Bill Mellinger, Crestline First Baptist;  www.crestlinefbc.com

Why are so many youth leaving the church as young adults? Many have addressed this subject with a roll call of reasons. Sometimes the explanations are an attack against the weak teaching of church leadership. Sometimes it is about the lack of understanding of modern issues. Often there will be a criticism of “outdated” biblical positions. Could it be that we have lacked a deeper understanding of the need to include our youth and children as participants in the Body of Christ?

We must integrate youth. I see the failure to integrate as one of the biggest reasons that youth are leaving the traditional youth focused ministry when they graduate high school. Second to this are the spiritual temptations that are pulling people away from their community, schools that are in direct opposition to Christianity and the world that does not want people to be committed to Jesus.

Just think about Jesus’ parable of the four soils in Matthew 13, Mark 4, and Luke 8. Satan will attempt to keep our youth from receiving the Word of God into their lives. If the seed does not get a very deep root, “trouble or persecution” will pull people away. For others, the worries and interests of the world will “choke” their enthusiasm and their commitment to Christ. But where the seed of the word of God is placed in the good soil of a community of believers who continue to nurture and protect the seed, the young people will grow and be fruitful.

Recently, we had a family leave our fellowship because they wanted a church where their youth can be entertained spiritually while they worship. In this highly stimulated culture, it is hard to avoid appearing boring to our youth. This should move us to be relevant to Christ and our youth. It should also move us to include them in all aspects of ministry. A few weeks ago, we asked some of our youngest believers to serve communion in worship. They did fine and all were blessed by their service, especially the children.

Why are young people leaving the church? I don’t think it is about the flash. Maybe we have been too flashy, separating them into their own groups and not connecting them to the whole Body. Integration and inclusion in ministry will show youth that they matter to the Lord and to the church. We are in a spiritual battle for the souls of our youth.  Shouldn’t we do more to stand with them in the battle both before they leave the church and when they move onto college or other activities after high school?

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Nós estamos perdendo os jovens?

Por Bill Mellinger, www.crestlinefbc.com

Por que há tantos jovens deixando as igrejas quanto jovens adultos? Muitos tem abordado esse assunto com uma lista de razões. Às vezes as explicações são um ataque contra o ensino fraco da liderança da igreja. Ás vezes é sobre a falta de entendimento dos problemas modernos. Muitas vezes haverá uma crítica sobre as posições bíblicas “ultrapassadas”. Será que temos tido falta de uma compreensão mais profunda da necessidade de incluir nossos jovens e crianças como participantes do Corpo de Cristo?

Nós devemos integrar os jovens. Eu vejo o fracasso em integrar como uma das maiores razões pela qual os eles estão abandonando o ministério tradicional focado em jovens quando eles se formam no colegial. Depois disso, são as tentações espirituais que estão afastando as pessoas de suas comunidades, escolas que estão em oposição direta ao cristianismo, e o mundo, que não quer que as pessoas tenham um compromisso com Jesus.

Pense na parábola de Jesus sobre os quatro solos em Mateus 13, Marcos 4, e Lucas 8. Satanás tentará impedir nossos jovens de receberem a Palavra de Deus em suas vidas. Se a semente não criar uma raiz muito profunda, “problemas ou perseguições” irão afastar as pessoas. Para outros, as preocupações e interesses no mundo irão “abalar” seu entusiamo e seu compromisso com Cristo. Mas quando a semente da palavra de Deus é plantada, no solo de uma comunidade de fiéis que continuam nutrindo e protegendo a semente, os jovens irão crescer e serão frutíferos.

Recentemente, uma família deixou nossa comunhão porque eles queriam uma igreja onde os jovens pudessem ser entretidos espiritualmente enquanto eles adoravam. Nessa cultura altamente estimulada, é difícil evitar parecer entediante para os nossos jovens. Isso deve nos motivar a sermos pertinentes à Cristo e à nossa juventude. Isso também deve nos motivar a incluí-los em todas as posições do ministério. Há algumas semanas, nós convidamos alguns dos nossos fiéis mais jovens para servirem a ceia no momento de adoração. Eles fizeram muito bem e foram abençoados por seus erviço, especialmente as crianças.

Por que os jovens estão deixando a igreja? Eu não acho que seja por causa do atrativo. Talvez nós tenhamos sido muito extravagantes , separando-os em seus próprios grupos e não conectando-os ao Corpo. Integração e inclusão no ministério irá mostrar aos jovens que eles são importantes para o Senhor e para a igreja. Nós estamos em uma batalha espiritual pelas almas dos nossos jovens. Não deveríamos fazer mais para permanecermos com eles nessa batalha, tanto antes de eles deixarem a igreja e antes de irem para a faculdade ou outras atividades após o colegial? 

Spanish blog: 

¿Estamos perdiendo la juventud?

Bill Mellinger, www.crestlinefbc.com

¿Por qué hay tantos jóvenes dejando la iglesia, así como los jóvenes adultos? Muchos han tratado este tema con un pase de lista de razones. A veces, las explicaciones son un ataque contra las débiles enseñanzas de la iglesia. A veces se trata de la falta de comprensión de los problemas modernos. A menudo habrá una crítica a las posiciones bíblicas “obsoletas”. ¿Podría ser que nos ha faltado una mayor comprensión de la necesidad de incluir a nuestros jóvenes y niños como participantes en el Cuerpo de Cristo?

Debemos integrar a los jóvenes. Veo la falta de integración como una de las mayores razones por las que los jóvenes están dejando la juventud tradicional concentrada en el ministerio cuando se gradúan de la escuela secundaria. En segundo lugar, esto son las tentaciones espirituales que están tomando a la gente de su comunidad, las escuelas que están en oposición directa al cristianismo y el mundo que no quieren que las personas que se comprometan a Jesús.

Solo piensa como Jesus en la parábola del sembrador en Mateo 13, Marcos 4 y Lucas 8. Satanás tratará de mantener a nuestra juventud de recibir la Palabra de Dios en sus vidas. Si la semilla no recibe una raíz muy profunda, “aflicción o persecución” va a alejar a la gente. Para otros, las preocupaciones y los intereses del mundo “ahogará” su entusiasmo y compromiso con Cristo. Pero donde la semilla de la palabra de Dios se coloca en la tierra buena en una comunidad de creyentes que siguen, nutren y proteger la semilla, los jóvenes crecen y se fructifican.

Recientemente, tuvimos una familia que se fue de nuestra comunidad porque querían una iglesia donde sus jóvenes puedan ser entretenidos espiritualmente mientras que adoran. En esta cultura altamente estimulada, es difícil evitar parecer aburridos a nuestra juventud. Esto nos debe pasar para ser relevante para Cristo y nuestra juventud. También nos debe mover a incluirlos en todos los aspectos del ministerio. Hace unas semanas, le pedimos a algunos de nuestros creyentes más jóvenes para servir en la comunión en el culto. Lo hicieron muy bien y todos fueron bendecidos por su servicio, especialmente los niños.

¿Por qué la gente joven se está yendo de la iglesia? No creo que se trate del flash. Tal vez hemos sido demasiado llamativos, separándolos en sus propios grupos y no conectándolos con todo el cuerpo. La integración y la inclusión en el ministerio mostrarán a los jóvenes que son importantes para el Señor y para la iglesia. Estamos en una batalla espiritual por las almas de nuestros jóvenes. ¿No deberíamos hacer más para estar con ellos en la batalla, tanto antes de salir de la iglesia y cuando se mueven a la universidad u otras actividades después de la escuela secundaria?

Why Young People Need Cells

coach_Valter

by Pastor Valter, main youth pastor in Belem Foursquare Church

Being involved in a group is living in community. Living this way is not only to fulfill a meeting schedule, but also to choose the best way to experience and express Jesus through healthy relationships.

Relationships are like a bridge; they take us to places we need to go to, or they stop us from moving forward if they are away from the eternal purpose.

The cell group is an atmosphere with a well-defined purpose. The group itself has a reason to exist and get together. Sharing Christ, taking care of people, serving reaching friends and so many others are the actions present in the way of living of a small group. They part of its lifestyle.

Once a person is inserted in this atmosphere with a clear purpose, it is natural that they feel involved with something that is worth it to compromise the best days of their lives. In fact, I believe that all the young adults are looking for a place to belong, a place where he or she can develop all the revolutionary potential, a place that they can go into an adventure without the constant risk of being getting busy involved with something worthless or meaningless.

The small group has a lifestyle centered around Christ and it can share this atmosphere with everyone. From my perspective that’s the most important aspect that should make young people to compromise with the small group: everything must begin and end up in Christ.

“For other foundation can no man lay than that which is laid, which is Jesus Christ” (1 Corinthians 3:11 ASV)

Pastor Valter

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Qual é a importância para jovens adultos de estar em um pequeno grupo?

por Pastor Valter, principal pastor de jovens

Estar envolvido em um grupo é viver em comunidade. Viver dessa forma não é só para cumprir uma agenda de programação, mas também para escolher a melhor maneira de experimentar e expressar Jesus através de relacionamentos saudáveis.

Relacionamentos são como uma ponte; eles nos levam a lugares que precisamos ir, ou nos impedem de seguir em frente se estão longe do propósito eterno.

A célula é uma atmosfera com um propósito bem definido. O grupo em si tem um motivo para existir e se reunir. Compartilhar Cristo, cuidar de pessoas, servir, alcançar amigos, e tantas outras ações estão presentes na forma de viver de um pequeno grupo. Essas ações partem do estilo de vida da célula.

Uma vez que as pessoas estão inseridas nessa atmosfera com um propósito claro, é natural que elas se sintam envolvidas com algo com o qual vale à pena comprometer os melhores dias de suas vidas. Na verdade, eu acredito que todos os jovens adultos estão procurando um lugar para pertencer, um lugar onde ele ou ela possa desenvolver todo seu potencial revolucionário, um lugar onde eles possam entrar em uma aventura sem o risco constante se verem ocupados e envolvidos com algo que não valha a pena ou que seja sem sentido.

O pequeno grupo tem um estilo de vida centrado em Cristo e pode compartilhar essa atmosfera com todos. Do meu ponto de vista, esse é o aspecto mais importante que deveria fazer os jovens se comprometerem com o pequeno grupo: tudo deve começar e terminar em Cristo.

“Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo” (1 Coríntios 3:11 ACR)

Pastor Valter

Spanish blog: 

¿Cuál es la importancia de estar en un pequeño grupo para los adultos jóvenes?

por Pastor Valter, pastor de los jóvenes

Estar involucrado en un grupo, es vivir en comunidad. Viviendo de esta manera no sólo para cumplir un calendario de reuniones, sino también para elegir la mejor manera de experimentar y expresar a Jesús a través de sanas relaciones.

Las relaciones son como un puente; nos llevan a lugares que tenemos que ir a, o nos impiden avanzar si están lejos del propósito eterno.

El grupo celular es una atmósfera con un propósito bien definido. El grupo en sí tiene una razón de existir y estar juntos. Compartir a Cristo, cuidar personas, sirviendo, alcanzando amigos y muchas tantas otras son las acciones presentes en la forma de vida de un grupo pequeño. Se parte de ese estilo de vida.

Una vez una persona se introduce en esta atmósfera con un propósito, es natural que se sientan implicados con algo que vale la pena poner en peligro los mejores días de su vida. De hecho, creo que todos los adultos jóvenes están buscando el lugar donde pertenecen, un lugar donde él o ella puede desarrollar todo el potencial revolucionario, un lugar que se puede ir a una aventura sin el riesgo constante de estar muy ocupado involucrado con algo inútil o sin sentido.

El pequeño grupo tiene un estilo de vida centrado en torno a Cristo y puede compartir este ambiente con todos. Desde mi punto de vista es el aspecto más importante que debe hacer a los jóvenes comprometerse con el pequeño grupo: todo debe comenzar y terminar en Cristo.

” Porque nadie puede poner otro fundamento que el que está puesto, el cual es Jesucristo”   1 Corintios 3:11

Pastor Valter

Youth Cells in Belém, Brazil

coach_Thayana

By Thayana Machado, one of the youth network pastors in Belem

We are a network of young adults’ cells known as RUG, Radicals of the Last Generation, and we are linked to the Foursquare Church – Headquarters in Belém. This year, 2016, we turn 10 years of work with young people in our city in this format, and we currently have approximately 400 cells working, not counting the small itinerant groups that work in schools, universities and workplaces. Our purpose is associated with the vision of our founder, Aimee Sample Macpherson, “conquer the lost at any cost.” Thus, we live our youth in a radical way, willing to spend our only chance of living to make Christ known. In fact, we live like if we were the last generation and a sense of urgency has taken hold of our hearts.

Our daily life here is pretty intense. We live the cell not only in meeting day but we live like the church described in the book of Acts. We dream about living a DAILY gospel lifestyle in the temple and in the houses. Our cells have a planning meeting every week to pray and think about what they will do in every encounter and, above all, to invite Jesus to be the center and the leader every time we meet. We have a prayer room, running all week, from Tuesday to Friday, which we call Azusa room, named after the great movement Azusa Street. In daily shifts, our members go there to cultivate time with God. We believe that revival is our destiny and we are preparing for this: to explode in such an intimate and powerful relationship with Jesus that signs and wonders can follow us and convince even the most unbelieving sinner. We truly believe that ALL of our city can be saved! Our senior pastor, Josué Bengtson says that those who do not want to be saved will have to move out. (laughs)

Our baptism periods happen every three months. All cells pray and work for the sake of bringing at least one person to the water baptism, because we know that God’s heart burns for everyone’s salvation. We have a teaching school called LCR, (Radical Growth Line), in which our young people can hear words to feed their faith, according to the time of their Christian life. The weekly section for baptized members is called Central Station and there we have studied so far this year on: Worship life, Signs and Wonders, History of Revivals and Grace. Our young adults are set on fire! Everyone wants to multiply their cells and, despite the enemy uprisings, we march to victory!

Every year, we held a conference that receives young people from all over Brazil. This year our theme is “Reactivating the Supernatural.” We have pursued it and believed in it. The God’s supernatural reality is available to all. The doctrine of our church declares in its vision: Jesus baptizes with the Holy Spirit and the promise in Joel 2:28 is for all who believe. Throughout the stories, dozens of revivals have touched entire cities and they are for us an evidence and inspiration that it is possible a deeper gospel, which we have experienced so far. This is exactly what we wish as a church in Belém!

Our group’s statement of purpose is: .Edify, multiply, generate children and discipleship. Impact our generation, we do not give up on our position, we are radicals of the last generation.

Fondly, Thayana Machado,  RUG’s team pastor

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O trabalho com células de jovens em Belém – Pará – Brasil

por  Thayana Machado, Pastora de área RUG

Somos uma rede de células de jovens conhecida como RUG, Radicais da última geração, e, estamos ligados à Igreja do Evangelho Quadrangular – Sede em Belém. Neste ano de 2016, completamos 10 anos de trabalho com adolescentes e jovens em nossa cidade nesse formato, e atualmente temos aproximadamente 400 células funcionando, sem contar com os pequenos grupos itinerantes que funcionam em escolas, universidades e locais de trabalho. Nosso propósito está associado a visão de nossa fundadora, Aimee Sample Macpherson, “ganhar o perdido custe o que custar”. Dessa forma, vivemos a nossa juventude de maneira radical, dispostos a gastar a nossa única oportunidade de vida para fazer o nome de Cristo conhecido. Vivemos como se, de fato, fossemos a última geração, um senso de urgência tomou conta do nosso coração.

O nosso cotidiano aqui é bastante intenso. Vivemos a célula não somente no dia da reunião, mas como a igreja de Atos, sonhamos em viver um evangelho DIÁRIO, no templo e nas casas. Nossas células fazem uma reunião de planejamento toda semana para orar e pensar sobre o que farão em cada encontro, e acima de tudo, convidar Jesus para ser o centro e o líder todas as vezes em que se reunirem. Temos uma sala de oração, que denominamos sala Azusa, em homenagem ao grande movimento da rua Azusa, funcionando toda a semana, de terça a sexta. Em turnos diários, nossos membros passam por lá para cultivar um tempo com Deus. Cremos que o avivamento é o nosso destino e estamos nos preparando para isso: explodir em um relacionamento tão íntimo e poderoso com Jesus, que os seus sinais e maravilhas possam nos seguir e convencer até o pecador mais incrédulo. Nós realmente cremos que TODOS de nossa cidade podem ser salvos! Nosso pastor presidente, Josué Bengtson, diz que quem não quiser ser salvo terá de se mudar daqui. (risos)

Nossos períodos de batismo acontecem a cada três meses. Todas as células oram e trabalham em prol de levar pelo menos uma pessoa às águas, sabemos que o coração de Deus é que todos sejam salvos. Temos uma escola de ensino, chamada LCR, Linha de Crescimento radical, em que de acordo, com o momento da vida cristã, nossos jovens podem ouvir ensinos e palavras para alimentar a sua fé. O módulo para membros batizados é a Estação Central e lá já estudamos esse ano sobre: Vida de adoração, Sinais e maravilhas, História dos avivamentos e agora começamos a estudar sobre a Graça. Os jovens estão incendiados! Todos querem multiplicar suas células e apesar dos levantes do inimigo, marchamos para a vitória!

Todos os anos, nós realizamos uma Conferência que recebe jovens de todo o Brasil. Esse ano o nosso tema é “Reativando o Sobrenatural”. Nós temos buscado e crido por isso. O sobrenatural dos céus está a disposição de todos. A doutrina da nossa igreja declara em sua visão: Jesus batiza com o Espírito Santo, e a promessa em Joel 2.28 é para todos os que creem. Ao longo da histórias, dezenas de avivamentos tocaram cidades inteiras e são para nós prova e inspiração de que é possível viver um evangelho mais profundo que temos vivido até agora. É exatamente isso que nós, como igreja em Belém desejamos!

Declaração de propósito de nosso grupo: Edificar, multiplicar, gerar filhos e discipular. Impactar a nossa geração, não abrimos mão da nossa posição, somos radicais da última geração.

Spanish blog: 

El Ministerio celular de los jóvenes adultos en Belém – Para – Brasil

Por Thayana Machado, una de los pastores de la red de jóvenes en Belem

Somos una red de células de jóvenes adultos conocidos como RUG, los radicales de la última generación, y estamos vinculados a la Iglesia Cuadrangular – Sede en Belém. Este año, 2016, cumplimos 10 años de trabajo con los jóvenes en nuestra ciudad en este formato, y actualmente tenemos aproximadamente 400 células, sin contar los pequeños grupos itinerantes que trabajan en escuelas, universidades y lugares de trabajo. Nuestro propósito está asociado con la visión de nuestra fundadora, Aimee Sample Macpherson, “Conquista a los perdidos a cualquier precio”. Por lo tanto, vivimos nuestra juventud de una manera radical, dispuestos a gastar nuestra única oportunidad de vivir para conocer a Cristo. De hecho, vivimos como si fuéramos la última generación y un sentido de urgencia se ha apoderado de nuestros corazones.

Nuestra vida diaria aquí es bastante intensa. Vivimos la célula no sólo en la reunión diaria, pero vivimos como la iglesia se describe en el libro de los Hechos. Soñamos con vivir el evangelio como un estilo de vida en el templo y en las casas. Nuestras células tienen una reunión de planificación cada semana para orar y pensar en lo que van a hacer en cada encuentro y, sobre todo, para invitar a Jesús a ser el centro y el líder cada vez que nos reunimos. Tenemos una sala de oración, en funcionamiento toda la semana, de martes a viernes, lo que llamamos la sala de Azusa, llamado así por el gran movimiento de la Calle Azusa. En turnos diarios, nuestros miembros van allí para cultivar tiempo con Dios. Creemos que el avivamiento es nuestro destino y nos estamos preparando para esto: para explotar en una relación tan íntima y poderosa con Jesús que nos da signos y maravillas que nos siguen y convencen incluso al pecador más incrédulo. Realmente creemos que todas nuestras ciudades pueden ser salvas. Nuestro pastor principal, Josué Bengtson dice que aquellos que no quieren ser salvados tendrán que mudarse fuera. (risas)

Nuestros períodos de bautismo son cada tres meses. Todas las células oran y trabajan por el bien de traer al menos una persona al bautismo en agua, porque sabemos que el corazón de Dios se quema para la salvación de todos. Tenemos una escuela de enseñanza llamada LCR, (Línea de Crecimiento Radical), en el que nuestros jóvenes puedan escuchar las palabras para alimentar su fe, de acuerdo con el tiempo de su vida cristiana. La sección semanal para los miembros bautizados se llama la estación central y allí esta lo que hemos estudiado en lo que va del año: la vida de la alabanza, señales y maravillas, Historia de avivamientos y Gracia. Nuestros jóvenes adultos están encendidos. Todos quieren multiplicar sus células y, a pesar de los levantamientos enemigos, marchamos hacia la victoria.

Cada año, llevamos a cabo una conferencia que recibe a los jóvenes de todo Brasil. Este año nuestro tema es “la reactivación de lo Supernatural”. Hemos perseguido y creído en él. La realidad sobrenatural de Dios está disponible para todos. La doctrina de nuestra iglesia declara en su visión: Jesús bautiza con el Espíritu Santo y promete en Joel 2:28 que es para todos los que creen. A lo largo de las historias, decenas de campañas han tocado ciudades enteras y son para nosotros una evidencia y la inspiración que es posible en un evangelio más profundo, que es lo que hemos experimentado hasta ahora. Esto es exactamente lo que queremos como iglesia en Belém.

La declaración de nuestro grupo de propósito es: Edificar, multiplicar, generar niños y discipulado. Impacta nuestra generación, no nos damos por vencidos en nuestra posición, somos radicales de la última generación.

Youth as Part of the Cell System

coach_JoelFamilyWeb

by Joel Comiskey, 2016 book on Youth in Cell Ministry

Most youth minsters work under the direction of a lead pastor. Local churches have a leadership team and a lead pastor or elder over that team. Youth pastors/leaders make up part of that leadership team and oversee the cell groups, along with other team members. Scripture tells us to respect those who have authority in the local church, “Have confidence in your leaders and submit to their authority, because they keep watch over you as those who must give an account” (Hebrews 13:17).

Some cell churches have grown large enough to have a person designated as youth pastor, but most will start with volunteer youth leader who will begin to supervise cells and become part of the pastoral team. As the cells multiply and the church grows, the youth supervisor will be asked to be part of the pastoral team. The youth pastor will then oversee the youth cells and youth congregation, while others pastor supervise/coach family cells, men’s cells, and so forth. The youth pastor or key youth lay leader should meet regularly with the lead pastor to guide and direct the youth cells.

Youth cells should have the same characteristics as the other cell networks. When the ministerial team meets with the lead pastor, the youth cells and youth ministry should be reviewed with the same rigor as the adult cells. Youth cells, in other words,  are part of a cell system that includes coaching and equipping. It’s an error for youth to do their own thing, and follow their own orbit. The local church needs clear leadership and direction and a united path to follow.

The youth cells usually gather together for a youth service. Normally, the youth service doesn’t replace the Sunday celebration service, but in some cases it does.  The youth at Antioch Community Church in Waco, Texas meet in a congregational setting on a weekly basis. The junior highers have their own congregational service and the high school students meet separately on Wed night. All youth are encouraged to go to the celebration service on Sunday morning.

Some youth groups will find that a monthly congregational meeting (all youth together) is best. Our youth ministry in Ecuador found that weekly meetings were too time consuming. We decided that the youth congregational meeting would be once per month, but that the youth cells would meet weekly, and that the youth should be expected to come to the celebration each Sunday.

Youth cell, congregation, and celebration work hand in hand. The youth congregation might meet weekly, every other week, or once a month. Some youth congregations have converted into a regular celebration event (i.e., the youth have their own “Sunday service” and do not attend the celebration of the rest of the church). The Yoido Full Gospel Church in Korea is an example of Sunday youth services. YFGC has two Sunday celebration services dedicated specifically for youth.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

A Juventude como Parte do Sistema Celular

Por Joel Comiskey, 2016 book on Youth in Cell Ministry

A maioria dos ministros de jovens trabalham sob a direção de um pastor principal. Igrejas locais têm uma equipe de liderança e um pastor principal ou mais velho sobre essa equipe. Pastores/líderes de jovens fazem parte dessa equipe de liderança e supervisionam os grupos de célula, juntamente de outros membros da equipe. As Escrituras nos dizem para respeitam aqueles que têm autoridade na igreja local, “Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil” (Hebreus 13:17).

Algumas igrejas em células cresceram o suficiente para ter uma pessoa designada como pastor de jovens, mas a maioria iniciará com um líder da juventude voluntário que começará a supervisionar as células e a se tornar parte da equipe pastoral. À medida que as células se multiplicam e a igreja cresce, o supervisor de jovens será convidado a tornar-se parte da equipe pastoral. O pastor de jovens então supervisionará as células e a congregação de jovens, enquanto outros pastores supervisionam/treinam células familiares, células de homens e assim por diante. O pastor de jovens deve se encontrar regularmente com o pastor principal para guiar e direcionar as células de jovens.

As células de jovens devem ter as mesmas características das outras redes celulares. Quando a equipe ministerial se encontra com o pastor principal, as células e o ministério de jovens devem ser revistos com o mesmo rigor das células de adultos. As células de jovens, em outras palavras, são parte de um sistema celular que inclui treinar e equipar. É um erro para os jovens fazer suas próprias coisas e seguir sua própria órbita. A igreja local precisa de uma liderança e uma direção claras e um caminho unido para seguir.

As células de jovens geralmente se reúnem para um culto de jovens. Normalmente, o culto de jovens não substitui o culto de celebração de domingo, mas em alguns casos substitui. A juventude na igreja Antioch Community em Waco, Texas, se reúne em um ambiente congregacional em uma base semanal. Os jovens do ensino fundamental têm seu próprio culto congregacional e os estudantes de ensino médio se reúnem separadamente de quarta à noite. Todos os jovens são encorajados a ir ao culto de celebração no domingo de manhã.

Alguns grupos de jovens perceberão que uma reunião congregacional mensal (todos os jovens juntos) é o melhor. Nosso ministério de jovens no Equador descobriu que encontros semanais consomem muito tempo. Nós decidimos que a reunião congregacional de jovens seria uma vez por mês, mas que as células de jovens se reuniriam semanalmente, e que os jovens deveriam vir para a celebração a cada domingo.

A célula, a congregação e a celebração de jovens trabalham de mãos dadas. A congregação de jovens pode se reunir semanalmente, a cada duas semanas, ou uma vez por mês. Algumas congregações de jovens se converteram em um evento de celebração regular (isto é, a juventude tem seu próprio “culto de domingo” e não participa da celebração do restante da igreja). A igreja Yoido Full Gospel na Coreia é um exemplo de cultos de domingo de jovens. Ela tem dois cultos de celebração de domingo dedicados especificamente para jovens.

Spanish blog: 

Los jóvenes como parte del sistema celular

Por Joel Comiskey, 2016 book on Youth in Cell Ministry

La mayoría de los ministerios juveniles trabajan bajo la dirección de un pastor principal. Las iglesias locales tienen un equipo de liderazgo y un pastor o anciano que supervisa ese equipo. Los pastores/Lideres de jóvenes que forman parte de ese equipo de liderazgo y supervisan los grupos de células, junto con otros miembros del equipo. La Escritura nos dice respeta a los que tienen autoridad en la iglesia local, “Obedeced a vuestros pastores, y sujetaos a ellos; porque ellos velan por vuestras almas, como quienes han de dar cuenta” (Hebreos 13:17).

Algunas iglesias celulares han crecido lo suficiente como para tener una persona designada como pastor de jóvenes, pero la mayoría se inician con un líder juvenil voluntario que comenzará a supervisar las células y formar parte del equipo pastoral. A medida que las células se multiplican y la iglesia crece, se le pedirá al supervisor de los jóvenes que sea parte del equipo pastoral. El pastor juvenil entonces supervisara las células juveniles y la congregación de jóvenes, mientras que otros pastores supervisan/entrenan células familiares, las células de los hombres, y así sucesivamente. El pastor de jóvenes o el joven clave que es el líder debe reunirse regularmente con el pastor principal para guiar y dirigir las células jóvenes.

Las células juveniles deben tener las mismas características que las otras redes celulares. Cuando el equipo ministerial se reúne con el pastor principal, las células juveniles y el ministerio de jóvenes deben ser revisados con el mismo rigor que las células adultas. Las células juveniles, en otras palabras, son parte de un sistema celular que incluye entrenamiento y equipamiento. Es un error para los jóvenes hacer su propia cosa, y seguir su propia órbita. La iglesia local necesita un liderazgo claro, dirección y un camino a seguir unido.

Las células juveniles por lo general se reúnen para un servicio juvenil. Normalmente, el servicio juvenil no sustituye el servicio de la celebración del domingo, pero en algunos casos lo hace. Los jóvenes en la Iglesia Comunitaria Antioch en Waco, Texas, se reúnen en la congregación semanalmente. Los bachilleres tienen su propio servicio en la congregación y los estudiantes de secundaria se reúnen por separado en la noche los miércoles. A todos los jóvenes se les anima a ir al servicio de la celebración el domingo por la mañana.

Algunos grupos de jóvenes encuentran que la reunión de la congregación mensual (todos los jóvenes juntos) es mejor. Nuestro ministerio juvenil en Ecuador encontró que las reuniones semanales tomaban demasiado tiempo. Decidimos que los jóvenes se reunieran en la congregación una vez al mes, pero que las células de jóvenes se reúnen semanalmente, y que los jóvenes deben venir a la celebración cada domingo.

Las células juveniles, congregación, y la celebración trabajan mano a mano. La congregación de los jóvenes puede reunirse semanalmente, cada dos semanas o una vez al mes. Algunas congregaciones juveniles se han convertido en un evento de celebración regular (es decir, los jóvenes tienen su propio “servicio dominical” y no asiste a la celebración del resto de la iglesia). La Iglesia Yoido en Corea es un ejemplo de servicios de jóvenes los domingos. YFGC tiene dos servicios dominicales de celebración dedicadas específicamente a los jóvenes.

Youth cells in Elim

coach_mario2016speaking

by Mario Vega, www.elim.org.sv

Youth cells are a fairly recent vision at the Elim Church. When we started cells about thirty years ago, the youth met with the adults in the cells. But eventually, we decided that we should start cells specifically for youth and led by youth. So in these youth cells, the leaders are young people.

We also created a lesson guide made exclusively for our youth cells. The results have been exciting. The young people attend their cells enthusiastically.  Our new emphasis has been a refreshing experience and has motivated young people who were previously apathetic to cell ministry and even to our church in general.

However, much remains to be done. Since it is a new emphasis, many more people need to be reached, and we need to open more youth cells. As far as numbers of cells at Elim, adult cells are the most numerous, followed by children’s cells, and then youth cells. As youth cells multiply, we will be able to give better attention to this important segment of the church.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Células de jovens na Igreja Elim

Por Mario Vega,  www.elim.org.sv

Células de jovens são uma visão bastante recente na igreja de Elim. Quando nós começamos as células, cerca de 30 anos atrás, os jovens se reuniam com os adultos nas células. Mas finalmente, nós decidimos que deveríamos iniciar células especificamente para os jovens e lideradas por jovens. Assim nessas células, os líderes são jovens.

Nós também criamos um guia de lições feitas exclusivamente para nossas células de jovens. Os resultado tem sido animadores. Os jovens vão para as suas células entusiasmados. Nossa nova ênfase tem sido uma experiência renovadora e tem motivado os jovens que antes eram apáticos quanto ao ministério celular e até mesmo na nossa igreja em geral.

Contudo, ainda há muito a ser feito. Uma vez que isso é uma nova ênfase, muito mais pessoas precisam ser alcançadas, e nós precisamos abrir mais células de jovens. No que diz respeito a números de células em Elim, as células de adultos são as mais numerosas, seguida pelas células de crianças, e então as células de jovens. Conforme as células de jovens forem multiplicando, nós seremos capazes de dar melhor atenção para este importante segmento da igreja.

Spanish blog:

Las células juveniles en Elim

por Mario Vega

Las células juveniles es el esfuerzo más reciente de iglesia Elim. Tenemos poco tiempo de haber comenzado con ellas y, desde el principio, se concibieron como células exclusivamente juveniles. Desde que iniciamos el trabajo celular, hace 30 años, los jóvenes se reunieron con los adultos en las células. Pero, al comenzar el trabajo con las células juveniles, la característica principal fue que sería una reunión para jóvenes y dirigida por jóvenes. Esto significa que los líderes también son jóvenes.

Además de eso, se creó una Guía de lecciones exclusiva para ellos. De manera, que el esfuerzo resulta ser totalmente dirigido a la juventud. Como resultado, los jóvenes asisten con mucho entusiasmo a sus células. Se ha provocado un refrescamiento en el trabajo juvenil y se ha motivado a jóvenes que antes eran apáticos al trabajo celular y aún a la iglesia.

No obstante, todavía queda mucho por hacer. Dado que es un trabajo nuevo, se necesita todavía alcanzar a muchos más jóvenes, abrir más células juveniles. La mayor cantidad de células que tiene Elim son células de adultos, en segundo lugar van las células infantiles y, en tercer lugar, las células juveniles. En la medida que las células juveniles se multipliquen se podrá dar una mejor atención a ese importante sector de la iglesia.

Success and Failure

coaches_jeffTun2011

By Jeff Tunnell

When talking about youth cells, my thoughts return to a daring moment.  Two churches in our community had been meeting with Joel Comiskey and transitioning to cell ministry at the same time.  Young people don’t distinguish between churches very much and are not as territorial as adults. They simply want to be with Jesus and develop maturity with others.  No matter which church they attend, they frequent ALL of the youth groups, all week long.

Rather than duplicate efforts, I approached the ‘other’ church’s youth pastor with an offer; I will send all of my youth cell leaders to become leaders in your system and we will combine strengths to reach the community together.  He said, “YES!”

For the next couple of years,  youth cells developed with leaders from both congregations under the direct leadership of one youth pastor.  At one point there were approximately 50 cell leaders meeting each week to be discipled and to complete a discipleship equipping. 20 cells were developed as a result. Cells multiplied throughout the area. The Holy Spirit was building His body and young people were reaching their friends with the gospel.

A failure occurred when the leadership, including me, did not apply our efforts to raise up new cell leaders. When the older youth graduated from school and moved away to colleges all the cells closed and never really restarted.  Now our town has mostly program driven efforts again and are reaching fewer youth.

Although the conclusion is sad, there’s a lot we can learn from this failure. Think long-term. Envision the youth as future adults and make sure they are involved in a thriving cell system that makes disciples who makes disciples!

Jeff

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Sucesso e Fracasso

Por Jeff Tunnell

Quando falo sobre células de jovens, meus pensamentos retornam a um momento de ousadia. Duas igrejas em nossa comunidade tinham se reunido com Joel Comiskey e fizeram a transição para o ministério celular ao mesmo tempo. Os jovens não fazem muita distinção entre igrejas e não são tão territoriais como os adultos. Eles simplesmente querem estar com Jesus e desenvolver a maturidade com outros. Não importa qual igreja eles frequentam, eles vão à TODOS os grupos de jovens, durante toda a semana.

Ao invés de redobrar os esforços, eu me aproximei do pastor de jovens da ‘outra’ igreja com uma proposta: eu irei enviar todos os meus líderes de células de jovens para serem líderes no seu sistema e nós iremos unir forças para alcançar a comunidade juntos. Ele disse: “SIM!”

Nos dois anos seguintes, as células de jovens cresceram com líderes de ambas as congregações sob a liderança direta de um pastor de jovens. Em um ponto, tinham aproximadamente 50 líderes de célula se encontrando toda semana para serem discipulados e para completarem o treinamento de discipulado. Como resultado, vinte células se desenvolveram. Células multiplicadas por todo o setor. O Espírito Santo estava construindo Seu corpo e os jovens estavam alcançando seus amigos com o evangelho.

Um fracasso ocorreu quando a liderança, incluindo eu, não aplicou nossos esforços para levantar novos líderes de célula. Quando os jovens mais velhos concluíram o colégio e se mudaram para as faculdades, todas as células fecharam e nunca recomeçaram de fato. Agora a nossa cidade tem novamente os esforços direcionados para programas e está alcançando menos jovens.

Embora a conclusão seja triste, podemos aprender muita coisa com esse fracasso. Pense a longo prazo. Enxergue os jovens como futuros adultos e certifique-se de que eles estejam envolvidos em um sistema celular próspero que faz discípulos que fazem discípulos.

Jeff

Spanish blog:

Éxito y fracaso

Por Jeff Tunnell

Cuando se habla de células juveniles, mis pensamientos vuelven a un momento muy atrevido. Dos iglesias en nuestra comunidad se habían reunido con Joel Comiskey y transicionaron al ministerio celular al mismo tiempo. Los jóvenes no distinguen entre las iglesias y no son tan territoriales como los adultos. Ellos simplemente quieren estar con Jesús y desarrollar madurez con otros. No importa a qué iglesia asisten, ellos frecuentan todos los grupos de jóvenes, durante toda la semana.

En lugar de duplicar esfuerzos, me acerque al “otro” pastor de jóvenes de la iglesia con una oferta; Voy a enviar a todos mis líderes de células juveniles a ser líderes en tu sistema y vamos a combinar fuerzas para alcanzar a la comunidad. “¡Él dijo que sí!”

Por los próximos años, las células juveniles se desarrollaron con líderes de ambas congregaciones bajo la dirección directa de un pastor de jóvenes. En un momento dado había aproximadamente 50 líderes de células reunidos cada semana para ser discipulados y para completar un equipamiento. 20 células se desarrollaron como resultado. Las células se multiplicaron en toda la zona. El Espíritu Santo estaba construyendo su cuerpo y los jóvenes estaban alcanzando a sus amigos con el Evangelio.

Se produjo un error cuando el liderazgo, incluyéndome, no aplicaba nuestros esfuerzos para crear nuevos líderes celulares. Cuando los jóvenes se graduaban de la secundaria y se iban a las universidades todas las células cerraban y realmente nunca se reiniciaban. Ahora, nuestra ciudad ha impulsado todo un programa de esfuerzos de nuevo y están alcanzando a menos jóvenes.

A pesar de que la conclusión es triste, hay mucho que podemos aprender de este fracaso. Piense a largo plazo. ¡Imagine los jóvenes como los futuros adultos y asegúrese de que están involucrados en un sistema celular próspero que hace discípulos que hacen discípulos!

Jeff