What if I Fall?

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Pastor Bill Mellinger, Crestline First Baptist;  www.crestlinefbc.com

Have you watched an child  move through the stages of development eventually learning how to walk? Someone once said that the reason children are born small is so that they don’t have far to fall. The fact is that a toddler learns to walk by crawling, rolling, stretching, wobbling, and falling. Can you imagine trying to teach a toddler to walk by giving them a book, a PowerPoint presentation, or showing them a video? If they could understand any of them, could they really hold still long enough to hear the whole lesson?

My six-month old grandson is slowly trying to push himself across the floor. He stands on shaky legs if you hold him in an upright position. His main method of learning is by placing things in his mouth. Today he learned that strawberries are not always sweet and his faced expressed his reaction.

Surely, I am stating the obvious. A baby learns to walk by trial and error, by doing and falling. That is how people learn to lead as well. I don’t say “walk” to my grandson and then let him go. Neither would I tell a new believer to lead a group without step by step support.

This week a man called me to ask about the Life Group that meets in our home. He said that he is not worthy to attend. When he shared how angry he was with God because of the death of his child, I understood some of his reservation. While he has tried to attend our Sunday celebration, I do realize that this man will need help before he is ready to lead others in a cell setting. However, this same person asked me to invite his friend to the Life Group. . He had tried to get this person to attend without him. Interesting, he is already on the road of leadership development.

Some of the members of our group have difficulty reading out loud. Some are introverted and quiet. However, I recall a time recently when I had to hand the notes to one of them and asked them to read the questions. This person did an excellent job even though they would never think they could lead. During a group meeting, I work to involve everybody in the conversation, sometimes even limiting the participation of those who are most talkative. It is amazing to hear some of the insights of people who do not normally share.

Is there really any better method to learn than by doing and falling?

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

E Se Eu Cair?

Por Bill Mellinger, www.crestlinefbc.com

Você já assistiu uma criança avançando pelos estágios de desenvolvimento e, eventualmente, aprendendo a andar? Alguém disse uma vez que a razão pela qual as crianças nascem pequenas é para que elas não tenham que cair do alto. O fato é que uma criança aprende a caminhar rastejando, rolando, se esticando, balançando e caindo. Você pode imaginar tentar ensinar uma criança a andar dando-lhe um livro, uma apresentação em PowerPoint, ou mostrando-lhe um vídeo? Se elas pudessem entender qualquer uma dessas coisas, elas conseguiriam realmente esperar o suficiente para ouvir toda a lição?

Meu neto de seis meses está tentando lentamente se empurrar através do chão. Ele fica com as pernas trêmulas se você segurá-lo em uma posição vertical. Seu principal método de aprendizagem é colocar as coisas em sua boca. Hoje ele aprendeu que os morangos nem sempre são doces e seu rosto expressou sua reação.

Certamente, estou afirmando o óbvio. Um bebê aprende a andar por tentativa e erro, fazendo e caindo. É assim que as pessoas aprendem a liderar também. Eu não digo “ande” para o meu neto e depois o deixo ir. Muito menos diria a um novo convertido para liderar um grupo sem um apoio de passo a passo.

Esta semana um homem me chamou para perguntar sobre o Grupo de Vida (célula) que se reúne em nossa casa. Ele disse que não é digno de participar. Quando ele compartilhou quão zangado estava com Deus por causa da morte de seu filho, eu entendi o motivo de suas reservas. Embora ele tenha tentado assistir a nossa celebração de domingo, eu percebo que este homem vai precisar de ajuda antes de estar pronto para liderar outras pessoas em um ambiente celular. No entanto, esse mesmo homem me pediu para convidar seu amigo para o Grupo de Vida. Ele tinha tentado fazer com que essa pessoa comparecesse sem ele. Interessante, ele já está no caminho do desenvolvimento da liderança.

Alguns dos membros do nosso grupo têm dificuldade em ler em voz alta. Alguns são introvertidos e quietos. No entanto, eu me lembro de um momento recentemente quando tive que entregar as notas para um deles e pedi-lhe para ler as perguntas. Esta pessoa fez um excelente trabalho mesmo que nunca pensasse que poderia liderar. Durante uma reunião de grupo, eu trabalho para envolver todos na conversa, às vezes até mesmo limitando a participação daqueles que são mais falantes. É incrível ouvir algumas das percepções de pessoas que normalmente não compartilham.

Existe realmente algum método melhor para aprender do que fazendo e caindo?

Spanish blog:

¿Qué pasa si me caigo?

Por Bill Mellinger, www.crestlinefbc.com

¿Has visto a un niño moverse a través de las etapas del desarrollo eventualmente aprendendo a caminar? Alguien dijo una vez que la razón por la cual los niños nacen pequeños es para que no tengan mucho que caer. El hecho es que un niño pequeño aprende a caminar gateando, rodando, estirándose, bamboleando y cayéndose. ¿Se puede imaginar tratando de enseñar a un niño pequeño a caminar dándoles un libro, una presentación en PowerPoint o mostrándoles un video? Si ellos pudieran entender cualquiera de ellos, ¿Podrían realmente mantenerse quietos lo suficiente para escuchar toda la lección?

Mi nieto de seis meses está tratando lentamente de empujarse por el suelo. Se pone de pie en las piernas temblorosas si usted lo mantiene en una posición vertical. Su principal método de aprendizaje es poner las cosas en su boca. Hoy se enteró de que las fresas no siempre son dulces y su cara expresó su reacción.

Seguramente, estoy declarando lo obvio. Un bebé aprende a caminar por ensayo y error, por hacer y por caer. Así es como la gente aprende a liderar también. No le digo “camina” a mi nieto y luego lo dejo ir. Tampoco diría a un nuevo creyente que dirija a un grupo sin apoyo paso a paso.

Esta semana un hombre me llamó para preguntarme acerca del Grupo de Vida que se reúne en nuestra casa. Dijo que no es digno de asistir. Cuando compartió lo airado que estaba con Dios por la muerte de su hijo, entendí algunas de sus reservas. Mientras él ha tratado de asistir a nuestra celebración del domingo, me doy cuenta de que este hombre va a necesitar ayuda antes de que esté listo para dirigir a otros en un entorno celular. Sin embargo, esta misma persona me pidió que invitara a su amigo al Grupo de Vida. Había intentado que esa persona asistiera sin él. Interesante, ya está en el camino del desarrollo del liderazgo.

Algunos de los miembros de nuestro grupo tienen dificultades para leer en voz alta. Algunos son introvertidos y callados. Sin embargo, recuerdo un tiempo reciente cuando tuve que entregar las notas a uno de ellos y les pedí que leyeran las preguntas. Esta persona hizo un trabajo excelente a pesar de que nunca pensaría que podría dirigir el grupo. Durante una reunión de grupo, trabajo para involucrar a todos en la conversación, a veces incluso limitando la participación de aquellos que son más habladores. Es increíble escuchar algunas de las ideas de personas que normalmente no comparten.

¿Hay realmente un mejor método para aprender, aparte de hacer y caer?

Bill

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *