Come on In  

coaches_jeffTun2011

By Jeff Tunnell

The scriptures are our final authority. They are also full of pictures and images.  From the days of Abraham’s family traveling in nomadic style, to the small homes of the early church, we see the intimate climate in which relationships were formed.

Welcoming one another and new acquaintances into their family sized tents in the Old Testament and in their homes in the New Testament, God’s people  gathered to foster relationship with God, family and friends. 

Following the ministry of our Master, we see Him preaching in the temples and teaching on the hillsides, reaching large numbers of people at one time. As we look closely at Christ’s ministry, we observe him retreating into homes to meet for meals with his disciples, lawyers, tax collectors, Mary, Martha, Lazarus and others. One time Christ’s own family could not get in the door because of the crowds in the small gathering place. Another time he enters the home of Peter and heals his mother in law. 

The apostle’s were sent out by Jesus to live with families where they were received in order to spread the gospel.  Paul stated that he had not failed to teach the gospel in public and from house-to-house (Acts 20:20). 

Using our homes for hospitality and as meeting places for kingdom expansion and developing disciples is biblical and healthy. Become a host home in your cell church network and get into the equipping track for cell leadership today. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Venha Para Dentro

Por Jeff Tunnell

As Escrituras são a nossa autoridade final. Elas também estão cheias de ilustrações e de imagens. A partir dos dias da família de Abraão viajando em estilo nômade, para as pequenas casas da igreja primitiva, vemos o clima íntimo em que as relações foram formadas.

Acolhendo um ao outro e novos conhecidos em suas tendas de tamanho familiar no Antigo Testamento e em suas casas no Novo Testamento, o povo de Deus se reuniu para promover relacionamentos com Deus, família e amigos.

Seguindo o ministério de nosso Mestre, nós o vemos pregando nos templos e ensinando nas encostas, chegando a um grande número de pessoas ao mesmo tempo. Quando olhamos atentamente para o ministério de Cristo, observamos que ele se encontra em casas para ter refeições com seus discípulos, advogados, cobradores de impostos, Maria, Marta, Lázaro e outros. Uma vez, a própria família de Cristo não conseguiu entrar na porta por causa das multidões no pequeno lugar de encontro. Outra vez ele entra na casa de Pedro e cura sua sogra.

Os apóstolos foram enviados por Jesus para viver com famílias onde foram recebidos para espalhar o evangelho. Paulo afirmou que não falhou em ensinar o evangelho em público e de casa em casa (Atos 20:20).

Usar nossas casas para a hospitalidade e como locais de encontro para expansão do reino e desenvolvimento de discípulos é bíblico e saudável. Torne-se um lar de acolhimento na sua rede da igreja celular e entre no caminho do equipamento para a liderança celular hoje.

Spanish blog:

Ven, entra!

Por Jeff Tunnell

Las escrituras son nuestra autoridad final, asi mismo están llenas de ejemplos e imágenes. Desde los días de la familia de Abraham viajando en estilo nómada, a las pequeñas casas de la iglesia primitiva, vemos el clima íntimo en el que se formaron estás relaciones.

Al darse la bienvenida unos a otros y a nuevos conocidos en sus tiendas familiares en el Antiguo Testamento y en sus casas en el Nuevo Testamento, el pueblo de Dios se reunió para fomentar la relación con Dios, con su familia y sus amigos.

Siguiendo el ministerio de nuestro Maestro, lo vemos predicando en los templos y enseñando en las laderas, llegando a un gran número de personas a la vez. Al observar de cerca el ministerio de Cristo, lo vemos retirándose a los hogares para reunirse con sus discípulos, abogados, recaudadores de impuestos, María, Marta, Lázaro y otros. Una vez, la familia de Cristo no pudo entrar por las multitudes en el pequeño lugar de reunión. En otra ocasión, ingresa en la casa de Peter y sana a su suegra.

Los apóstoles fueron enviados por Jesús para vivir con las familias en donde fueron recibidos para difundir el evangelio. Pablo declaró que no había dejado de enseñar el Evangelio en público y de casa en casa (Hechos 20:20).

Usar nuestros hogares para la hospitalidad y como lugares de encuentro, para la expansión del Reino y el desarrollo de discípulos es bíblico y saludable. Conviértete en un hogar anfitrión en la red de tu iglesia celular y accede hoy a la pista de equipamiento para el liderazgo celular.

Jeffry A. Tunnell

Bless your leaders!

coaches_jeffTun2011

By Jeff Tunnell

There are many ways to demonstrate sincere love for the brothers and sisters in Christ who labor in His field throughout the year.

The annual Christmas banquet for cell leaders was one of our treasured events at the end of our goal-driven year. It was a marvelous celebration every time. We centered on Christ, His birth, and the reason we had worked so hard all year long. A short video compilation showing each group’s activity and events of the year re-inspired us while alerting us to the new year approaching. The food was always catered in a festive and decorated atmosphere.

Worship together followed by a short message of congratulations from a special speaker from outside our own ranks, inspired us toward knowing that our labor was never in vain. Joel Comiskey spoke at these events most often, for which we are forever grateful.

Leaders can grow weary in well doing. Shepherding God’s flock is a 24-hour per day endeavor. The cell leaders stand out as our heroes, and we want them to know that we understand the level of their commitment.

Buying them the latest cell books each year is additionally helpful. Providing other books on leadership and reading them together as a team, is a regular lift to the spirit of the worker.

The greatest motivators I am aware of are times of personal interaction between the cell leader and their direct supervisor or pastor. Knowing those who labor among you works in both directions. Sharing life and fellowship, breaking bread and praying together, enjoying a relaxed meal in pleasure-filled company without a work agenda, are a main impetus to future work together.

An English maxim:
People do not care how much you know,
Until they know how much you care!

Jeff

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Abençoe Seus Líderes!

Por Jeff Tunnell

Há muitas maneiras de demonstrar amor sincero pelos irmãos e irmãs em Cristo que trabalham em Seu campo ao longo do ano.

O banquete anual de Natal para líderes celulares foi um dos nossos tesouros no final de nosso ano dirigido pelo objetivo. Foi sempre uma celebração maravilhosa. Nós nos centramos em Cristo, Seu nascimento e a razão pela qual tínhamos trabalhado tão duro durante todo o ano. Uma breve compilação de vídeo que mostra a atividade e os eventos de cada grupo do ano nos inspiraram novamente, alertando-nos para o ano seguinte que se aproximava. A comida sempre foi atendida em uma atmosfera festiva e decorada.

Adoramos juntos, seguido de uma breve mensagem de parabéns de um orador especial de fora de nosso próprio meio, que nos inspirou a saber que nosso trabalho nunca foi em vão. Joel Comiskey falou nestes eventos mais frequentemente, pelo que estamos sempre gratos.

Os líderes podem ficar cansados ??em fazer bem. Pastar o rebanho de Deus é um esforço de 24 horas por dia. Os líderes celulares se destacam como nossos heróis, e queremos que eles saibam que entendemos o nível de seu compromisso.

Comprar os últimos livros sobre células a cada ano é uma ajuda extra. Fornecer outros livros sobre liderança e lê-los juntos como uma equipe é um impulso regular para o espírito do trabalhador.

Os maiores motivadores que conheço são momentos de interação pessoal entre o líder da célula e seu supervisor direto ou pastor. Saber que queles que trabalham entre vocês funciona em ambos os sentidos. Compartilhar a vida e o companheirismo, dividir o pão e orar juntos, desfrutar de uma refeição descontraída com uma companhia  cheia de prazer sem uma agenda de trabalho são um ímpeto principal para o futuro trabalho em conjunto.

Um princípio inglês:
As pessoas não se importam com o quanto você sabe,
Até que elas saibam o quanto você se importa!

Jeff

Spanish blog:

Bendigan a sus líderes!

Por Jeff Tunnell

Hay muchas maneras de demostrar amor sincero por los hermanos y hermanas en Cristo, que trabajan en los diferentes campos durante todo el año.

El banquete anual de Navidad para líderes celulares, fue uno de nuestros eventos más preciados al final de nuestro año de objetivos. Cada año era una celebración maravillosa. Nos centramos en Cristo, su nacimiento y la razón por la que trabajamos tanto todo el año. Una breve recopilación de videos que mostraba la actividad y los eventos de cada grupo en el año nos inspira de nuevo y nos alerta sobre el próximo año. La comida siempre fue servida en un ambiente festivo y decorado.

Adorar juntos, seguido de un breve mensaje de felicitación de un orador especial de fuera de nuestra congregación, nos inspiraba para saber que nuestro trabajo nunca fue en vano. Joel Comiskey habló en estos eventos con mucha frecuencia, por lo que estamos eternamente agradecidos.

Los líderes pueden agotarse al hacer las cosas bien. Pastorear el rebaño de Dios es una tarea de 24 horas al día. Los líderes celulares se destacan como nuestros héroes, y queremos que sepan que entendemos el nivel de su compromiso.

Comprarlos los últimos libros celulares cada año también es útil. Proporcionar otros libros sobre liderazgo y leerlos juntos como equipo, es una buena manera de elevar el espíritu del trabajador.

Los mayores motivadores que conozco son los momentos de interacción personal entre el líder de la célula y su supervisor directo o su pastor. Conocer a los que trabajan entre ustedes funciona en ambas direcciones. Compartir la vida y el compañerismo, partir el pan y orar juntos, disfrutar de una comida relajada en una compañía de todos, llena de placer sin una agenda de trabajo, son un ímpetu principal para el trabajo futuro en conjunto.

Una máxima en inglés:
A la gente no le importa cuánto sabes
¡Hasta que sepan cuánto te interesas por ellos!

Disciples Indeed

coaches_jeffTun2011

By Jeff Tunnell

In Mark 8:34, Jesus says, “When He had called the people to Himself, with His disciples also, He said to them, “Whoever desires to come after Me, let him deny himself, and take up his cross, and follow Me.” Some translations insert the word “daily.” With or without this word, Jesus was clear: discipleship is not a part-time occupation.

Is Discipleship a lifestyle? In fact, no. Lifestyle is a word that represents a choice. You can elect to change your lifestyle, or have your lifestyle changed by circumstances, such as a reduction in finances or a hurricane that takes out your home.

Discipleship is a life. It is a response to Christ’s Lordship. It acknowledges that there is someone greater than yourself. It requires surrender of the lesser to the greater, and surrender is a permanent condition.

Discipleship is dynamic, not static. It is proactive, not passive. Disciples are involved in the expression and life of Jesus, not simply spectators of what others are doing.

Cell ministry and cell structure, are conducive to the life of a surrendered disciple. Attending a congregational meeting once a week and remaining a casual observer is no longer satisfying. Involvement in cell ministry is more like being on a team or army than going to a performance. Being a disciple in a cell structured ministry requires discipline, training and equipping in order to function on the team. Going to a performance only requires payment and a limited amount of time compared to the rest of your week.

The benefits of true discipleship are lasting and permanent. The benefits of attending a performance are limited and temporary. Discipleship is a permanent surrender, not a temporary or occasional commitment.

My encouragement to you this week and to those you serve is to live at the level of discipleship. Surrender yourself fully to Jesus, cell ministry, and life together in his Kingdom, rather than stopping short by being only an attender at someone else’s program.

Jeff

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Discípulos De Fato

Por Jeff Tunnell

Em Marcos 8:34, Jesus diz: “E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me.” Algumas traduções inserem a palavra “diariamente”. Com ou sem essa palavra, Jesus era claro: o discipulado não é uma ocupação de meio período.

O Discipulado é um estilo de vida? Na verdade não. Estilo de vida é uma palavra que representa uma escolha. Você pode optar por mudar seu estilo de vida ou ter seu estilo de vida alterado pelas circunstâncias, como uma redução nas finanças ou um furacão que leva sua casa.

O discipulado é uma vida. É uma resposta ao Senhorio de Cristo. Ele reconhece que há alguém maior do que você. Exige a entrega do menor ao maior, e a entrega é uma condição permanente.

O discipulado é dinâmico, não estático. É proativo, não passivo. Os discípulos estão envolvidos na expressão e na vida de Jesus, não são apenas espectadores do que os outros estão fazendo.

Ministério celular e estrutura celular são propícios à vida de um discípulo rendido. Participar de uma reunião congregacional uma vez por semana e permanecer um observador casual já não é mais satisfatório. O envolvimento no ministério celular é mais como estar em uma equipe ou exército do que ir a uma performance. Ser um discípulo em um ministério estruturado celular exige disciplina, treinamento e equipamento para funcionar na equipe. Ir a uma performance requer apenas o pagamento e um período de tempo limitado em relação ao resto da semana.

Os benefícios do verdadeiro discipulado são duradouros e permanentes. Os benefícios de participar de uma performance são limitados e temporários. O discipulado é uma rendição permanente, não um compromisso temporário ou ocasional.

Meu incentivo para você esta semana e para aqueles que você serve é viver ao nível do discipulado. Entregue-se plenamente a Jesus, ao ministério celular e a vida juntos em Seu Reino, em vez de ser apenas um participante no programa de outra pessoa.

Jeff

Spanish blog:

Efectivamente, discípulos

Por Jeff Tunnell

En Marcos 8:34, Jesús dice, “Entonces llamó a la multitud y a sus discípulos.?Si alguien quiere ser mi discípulo —les dijo—, que se niegue a sí mismo, lleve su cruz y me siga. ” (NVI)

Algunas traducciones insertan la palabra “diario”. Con o sin esta palabra, Jesús estaba siendo claro: el discipulado no es una ocupación de medio tiempo.

¿Es el discipulado un estilo de vida? En realidad, no, Estilo de vida es un concepto que representa una opción. Puedes elegir cambiar tu estilo de vida y puedes cambiar tu estilo de vida por circunstancias, como una reducción en tus finanzas o un huracán te que quita tu hogar.

El discipulado es una vida, es una respuesta al señorío de Cristo. Reconoce que hay alguien más grande que tu, que requiere la entrega de lo menor a lo mayor, y la rendición es una condición permanente.

El discipulado es dinámico, no estático; es proactivo, no pasivo. Los discípulos están involucrados en la expresión y la vida de Jesús, no sólo son espectadores de lo que otros están haciendo.

El ministerio celular y la estructura celular son propicios para la vida de un discípulo entregado. Asistir a una reunión congregacional una vez a la semana y seguir siendo un observador casual ya no es satisfactorio. La participación en el ministerio celular es más parecido a estar en un equipo o un ejército que ir a un espectáculo. Ser un discípulo en un ministerio celular estructurado requiere disciplina, entrenamiento y equipamiento para poder funcionar en equipo. Ir a una espectáculo solamente requiere que pagues por una cantidad limitada de tiempo, comparado con el resto de tu semana.

Los beneficios del verdadero discipulado son duraderos y permanentes. Los beneficios de asistir a un espectáculo son limitados y temporales. El discipulado es una rendición permanente, no un compromiso temporal u ocasional.

Mi aliento para ti esta semana y para aquellos a quienes sirves es vivir al nivel del discipulado. Ríndete completamente a Jesús, al ministerio celular y a la vida junto a Él en su Reino, en lugar de dejar de ser solo un asistente en el programa de otra persona.

Jeff

Invite Him to Begin

coaches_jeffTun2011

By Jeff Tunnell

At the onset of transition to cell ministry it was hard for me to understand and to see clearly that “the cell is the church.” Seeing the cell as the foundation for an entire ministry was a shocking and stunning view.

Like many, I was raised in a program-driven church and trained to segment it by programs that would satisfy the needs of individual subgroups. Sunday school classes for each age, youth groups, ministry to seniors, couples and marriage ministry, singles, etc. Small groups were simply another subset like worship teams, ushers, women’s group, men’s breakfasts and Bible studies. Individuals could choose any group as an elective, joining and dropping out at will. Each group had the possibility of helping people, but none of them generated the life-giving effects of being a part of the body of Christ.

During our transition from program-based to cell-based church, it helped me to understand cell ministry by comparing the human body to the body of Christ, the church. The very fact that my body is comprised entirely of cells, became an illustration for the body of Christ. Just as each of my biological cells carry the DNA and who I am, so each cell within the church should carry the DNA and importance of the entire congregation. This concept excited me to believe that every member of the body of Christ could be in a life giving cell that contributed to the overall life of the church.

Cells are not an “add on” ministry or segmentation of the body of Christ. They are the structure in which God has chosen to generate and maintain HIS life.

It takes time for the Holy Spirit to work this revelation into your spirit. Invite him to begin today.

Jeff

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Convide-o para começar

Por Jeff Tunnell

No início da transição para o ministério celular, era difícil para mim entender e ver claramente que “a célula é a Igreja”. Ver a célula como base para um ministério inteiro foi uma visão chocante e impressionante.

Como muitos, fui criado em uma igreja orientada por programas e treinado para segmentá-la por programas que satisfizessem as necessidades de subgrupos individuais. Aulas de escola dominical para cada idade, grupos de jovens, ministério para idosos, casais e ministério do casamento, solteiros, etc. Pequenos grupos eram simplesmente outro subconjunto, como equipes de adoração, adotistas, grupo de mulheres, café da manhã e estudos bíblicos. Os indivíduos podiam escolher qualquer grupo como eletivo, juntando-se à vontade. Cada grupo teve a possibilidade de ajudar as pessoas, mas nenhum deles gerou os efeitos vitais de fazer parte do corpo de Cristo.

Durante nossa transição da igreja baseada em programas para células, isso me ajudou a entender o ministério celular, comparando o corpo humano com o corpo de Cristo, a Igreja. O próprio fato de que meu corpo é composto inteiramente de células, tornou-se uma ilustração para o corpo de Cristo. Assim como cada uma de minhas células biológicas carrega o DNA e quem eu sou, então cada célula dentro da igreja deve levar o DNA e a importância de toda a congregação. Este conceito me animou a acreditar que todos os membros do corpo de Cristo poderiam estar em uma célula doadora de vida que contribuiu para a vida geral da igreja.

As células não são um ministério “adicionado” ou uma segmentação do corpo de Cristo. Elas são a estrutura em que Deus escolheu gerar e manter sua vida.

É preciso tempo para o Espírito Santo trabalhar essa revelação em seu espírito. Convide-o para começar hoje.

Jeff

Spanish blog:

Invítalo a comenzar

Por Jeff Tunnell

En el comienzo de la transición al ministerio de células fue difícil para mí entender y ver claramente que “la célula es la iglesia”. Ver la célula como el fundamento de todo un ministerio era una visión impactante y sorprendente.

Como muchos, fui educado en un programa dirigido por la iglesia y entrenado para segmentarlo por programas que ayudarian las necesidades de subgrupos individuales. Clases dominicales para cada edad, grupo de jóvenes, ministerio de adultos mayores, de parejas y casados, ministerio de solteros y etc…Los grupos pequeños eran simplemente otro subconjunto como los equipos de adoración, los ujieres, el grupo de mujeres, los desayunos de los hombres y los estudios bíblicos. Los individuos pueden elegir cualquier grupo como un electivo, unirse y abandonar a voluntad. Cada grupo tenía la posibilidad de ayudar a la gente, pero ninguno de ellos generó los efectos vitales para ser parte del cuerpo de Cristo.

Durante nuestra transición del programa basado en la Iglesia, al programa de células, me ayudó a entender el ministerio de células comparando el cuerpo humano con el cuerpo de Cristo, la iglesia. El hecho de que mi cuerpo está compuesto enteramente de células, se convirtió en una ilustración para el cuerpo de Cristo. Así como cada una de mis células biológicas lleva el ADN de quien soy, entonces cada célula dentro de la iglesia debe llevar el ADN y el valor de toda la congregación. Este concepto me entusiasma a creer que cada miembro del cuerpo de Cristo podría estar en cada célula que da vida la cual contribuye a la vida general de la iglesia.

Las células no son un “agregado” al ministerio o un segmento del cuerpo de Cristo. Son la estructura en la que Dios ha elegido para generar y mantener su vida.

Toma tiempo para que el Espíritu Santo trabaje esta revelación en tu espíritu. Invítalo a comenzar hoy.

Jeff

Vital Components 

coaches_jeffTun2011

By Jeff Tunnell

Have you heard the phrase, “the cell is the church but the church is more than one cell”?  For many, the cell group is their main participation in the body of Christ each week. It is the point of their fellowship and worship in a group. This is where they mature and find a place of ministry, themselves being used by the Holy Spirit.

For these reasons it is important that none of the activities of the cell meeting are bypassed or disregarded. We all need time to listen to others and to be heard in an atmosphere of fellowship. The life of worship together is the moment we focus together on the goodness of our God. Listening to His word and discussing its meaning strengthens us and feeds us, since it’s the bread of life. Ministering to one another by the giftings of the Holy Spirit brings pointed relief in a world of struggle.  And leaving the meeting with an outward focus on spreading the gospel is a healthy outcome.

These vital components of living together in the body of Christ do not require equal time in each meeting.  When we are led by the generosity of the Holy Spirit, He will show us what needs to be emphasized. Sometimes we find ourselves filled with God’s presence in worship, and we will remain there a little longer. Other times we may find powerful discussion of His word will take a little longer. We need not be religious in our application of the vital components. However, we need to remain mindful of the importance of each part, excluding none.

We value the importance of each cell group existing as the church!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Componentes Vitais

Por Jeff Tunnell

Você já ouviu a frase: “a célula é a igreja, mas a igreja é mais do que uma célula”? Para muitos, a célula é a principal participação no corpo de Cristo todas as semanas. É o ponto de sua irmandade e adoração em um grupo. Aqui é onde eles amadurecem e encontram um lugar de ministério, sendo eles mesmos usados pelo Espírito Santo.

Por estas razões, é importante que nenhuma das atividades da reunião celular seja ignorada ou desconsiderada. Todos nós precisamos de tempo para ouvir os outros e sermos ouvidos em uma atmosfera de comunhão. A vida de adoração juntos é o momento em que nos concentramos na bondade de nosso Deus. Ouvir a Sua Palavra e discutir o seu significado nos fortalece e nos alimenta, pois é o pão da vida. Ministrar uns aos outros com os dons do Espírito Santo traz alívio em um mundo de lutas. E fazer com que a reunião tenha um foco externo em espalhar o evangelho é um resultado saudável.

Esses componentes vitais de viver juntos no corpo de Cristo não requerem um tempo igual em cada reunião. Quando somos liderados pela generosidade do Espírito Santo, Ele nos mostrará o que precisa ser enfatizado. Às vezes, nos encontramos cheios da presença de Deus na adoração, e permaneceremos nesse momento um pouco mais. Outras vezes, podemos encontrar uma discussão poderosa sobre Sua palavra que levará um pouco mais de tempo. Não precisamos ser religiosos em nossa aplicação desses componentes vitais. No entanto, precisamos permanecer conscientes da importância de cada parte, sem excluir alguma.

Valorizamos a importância de cada célula existente como a igreja!

Spanish blog:

Componentes Vitales

Por Jeff Tunnell

¿Has escuchado la frase “la célula es la iglesia, pero la iglesia es más que una célula?. Para muchos, cada semana, la célula es su principal participación en el cuerpo de Cristo. Es su punto de compañerismo y de adoración. Aquí es donde maduran y encuentran un lugar de ministerio, siendo ellos mismos usados por el Espíritu Santo.

Por estas razones es importante que ninguna de las actividades de la célula sean ignoradas o menospreciadas. Todos necesitamos tiempo para escuchar a los demás y para ser escuchados en una atmosfera de compañerismo. La vida de adorar juntos, es el momento en el cual nos concentramos en la bondad de nuestro Dios. Escuchar Su palabra y discutir su significado nos fortalece y nos alimenta, ya que esta es el pan de vida. Ministrándonos unos a otros por los dones del Espíritu Santo, que traen consigo alivio en mundo de dificultades. Y así dejan a la célula un enfoque externo en la difusión del evangelio siendo este un resultado saludable.

Los componentes vitales de vivir juntos en el cuerpo de Cristo no requieren igual periodo de tiempo en cada reunión. Cuando somos guiados por la generosidad del Espíritu Santo, Él nos mostrara los componentes que necesitamos enfatizar. En ocasiones, nos encontraremos llenos de la presencia de Dios en la adoración y permaneceremos ahí un poco más; en otras ocasiones, estaremos en medio de un poderoso debate acerca de Su palabra y eso nos tomara un poco más. No tenemos que ser religiosos en la aplicación de los componentes vitales, sin embargo, necesitamos permanecer conscientes de la importancia de cada componente, no excluyendo ninguno.

Valoramos la importancia de cada célula existente, como la iglesia.

Blessed Practices

coaches_jeffTun2011

By Jeff Tunnell

Jesus conducted a major instructional event with His Disciples in John chapter 13. We should note that Jesus first demonstrated what he was teaching, then asked his disciples if they understood what had happened, followed up with a directive, and He concluded the event by saying,

“Now that you know these things, you will be blessed if you do them.”

To be “blessed” means; to be fortunate, happier and well cared for.

In our cell lessons, practices for living are often discussed.  Encouragement to put these practices in place can be followed up during ensuing weeks to celebrate successful implementation. Building one another up by acknowledging growth in application becomes a powerful tool to motivate others.

We all desire to be “blessed”; let’s be doers of the word and not hearers only.

Jeff

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Práticas Abençoadas

Por Jeff Tunnell

Jesus realizou um grande evento de instrução com Seus discípulos em João capítulo 13. Devemos notar que Jesus primeiro demonstrou o que ele estava ensinando, e depois perguntou a seus discípulos se eles entenderam o que aconteceu, seguido de um direcionamento, e Ele concluiu o evento dizendo:

“Agora que vocês sabem estas coisas, abençoados serão se as praticarem”.

Ser “abençoado” significa; ser afortunado, mais feliz e bem cuidado.

Nas lições de nossas células, as práticas para a vida muitas vezes são discutidas. O incentivo para colocar essas práticas em ação pode ser acontecer durante as semanas seguintes para celebrar uma implementação bem-sucedida. Construir uns aos outros ao reconhecer o crescimento na aplicação torna-se uma ferramenta poderosa para motivar as pessoas.

Todos desejamos ser “abençoados”; vamos colocar a Palavra em ação e não apenas ouvi-la.

Jeff

Spanish blog:

Prácticas bendecidas

Por Jeff Tunnell

Jesús llevó a cabo un importante evento de instrucción con sus discípulos en Juan capítulo 13. Debemos tener en cuenta que Jesús primero demostró lo que estaba enseñando, luego preguntó a sus discípulos si entendían lo que había sucedido, seguido con una directiva, y concluyó el evento diciendo,

“Ahora que sabes estas cosas, serás bendecido si las haces”.

Ser “bendecido” significa; Ser afortunado, más feliz y bien cuidado.

En nuestras lecciones en el grupo celular, las prácticas para vivir son discutidas a menudo. El fomento de poner en práctica estas prácticas puede ser seguido durante las semanas siguientes para celebrar la implementación exitosa. Construirse uno al otro por el reconocimiento del crecimiento en la aplicación se convierte en una herramienta poderosa para motivar a los demás.

Todos deseamos ser “bendecidos”; Seamos hacedores de la palabra y no oidores solamente.

Jeff

Prayer Produces Intimacy

coaches_jeffTun2011

By Jeff Tunnell

Talking with God, about others

Talking with others, about God

Talking WITH God, WITH others

All three of the above descriptions of prayer will produce intimacy, with God and others.  Here I would like to focus on the third description; Talking WITH God, WITH others.  This opportunity occurs regularly in cell meetings.  It can be planned to happen at any point in the gathering; at the beginning as we welcome the Holy Spirit to meet with us, during the discussion when the need is present to invite God to help us with application of the Scripture being considered, or near the end of the time together.  Prayer times also arise spontaneously at the direction of the Holy Spirit and allows wonderful moments to respond.

There are multiple ways to approach talking WITH God, WITH others.  The entire group prays all at once about a particular need or issue for a minute or two without specific coordination.  The group moves into groups of three to pray prayers of agreement about something, or prays for one another around the triplet.  The leader talks with God first, and then passes the prayer moment to the next person in the circle until all have had a chance to talk with God as the rest of the group agrees with the one praying.  Everyone participates in this life-giving exchange rather than prayer being offered by a single person.

Talking with God with others generates life in the cell as each one matures in learning to pray.  These activities also produce intimacy with God and others in a way that leads to a more dynamic group that will support one another throughout the week between gatherings.

Take time to be intimate, WITH God and WITH others.

Jeff

Korean blog (Click here)

Portuguese blog: 

A Oração Produz Intimidade

Por Jeff Tunnell

Conversar com Deus sobre os outros

Conversar com os outros sobre Deus

Conversar COM Deus COM os outros

Todas as três das descrições acima da oração produzirão intimidade com Deus e com os outros. Aqui eu gostaria de me concentrar na terceira descrição: Conversar COM Deus, COM os outros. Esta oportunidade ocorre regularmente em reuniões de células. Pode ser planejado para acontecer em qualquer momento da reunião. No início, quando damos as boas-vindas ao Espírito Santo para nos encontrar, durante a discussão quando há necessidade de convidar Deus a nos ajudar com a aplicação da Escritura que está sendo considerada, ou perto do final do tempo juntos. Os momentos de oração também surgem espontaneamente na direção do Espírito Santo e permitem momentos maravilhosos.

Existem várias maneiras de abordar a conversa COM Deus, COM os outros. Todos no grupo oram juntos por uma necessidade ou uma questão particular, por um minuto ou dois sem coordenação específica. O grupo se divide em grupos de três para orar orações de concordância sobre algo, ou oram uns pelos outros no trio. O líder fala com Deus primeiro e depois passa o momento de oração para a próxima pessoa no círculo até que todos tenham tido a chance de falar com Deus à medida que o resto do grupo concorda com o que está sendo dito. Todos participam dessa troca vivificante e a oração não é oferecida por uma única pessoa.

Conversar com Deus com os outros gera vida na célula conforme cada um amadurece aprendendo a orar. Essas atividades também produzem intimidade com Deus e com os outros de modo que o grupo fica mais dinâmico e apoia uns aos outros durante a semana entre os encontros.

Tome tempo para ser íntimo, com Deus e com os outros.

Jeff

Spanish blog: 

La Oración Produce Intimidad

Por Jeff Tunnell

Hablar con Dios, acerca de los demás

Hablar con otros, acerca de Dios

Hablar con Dios, con otros

Las tres descripciones anteriores de la oración producirán intimidad, con Dios y con los demás. Aquí me gustaría concentrarme en la tercera descripción; Hablar con Dios, con otros. Esta oportunidad ocurre regularmente en las reuniones de la célula. Se puede planificar para que ocurra en cualquier momento de la reunión; Al principio, damos la bienvenida al Espíritu Santo para reunirse con nosotros, durante la discusión cuando la necesidad está presente para invitar a Dios a ayudarnos con la aplicación de la Escritura que está siendo considerada, o cerca del final del tiempo juntos. Los tiempos de oración también surgen espontáneamente en la dirección del Espíritu Santo y permiten momentos maravillosos para responder.

Hay varias formas de acercarse a hablar con Dios, con otros. Todo el grupo ora a la vez sobre una necesidad particular o problema durante un minuto o dos sin coordinación específica. El grupo se mueve en grupos de tres para orar oraciones de sobre algo, u ora unos por otros alrededor del trío. El líder habla primero con Dios y luego pasa el momento de oración a la siguiente persona en el círculo hasta que todos hayan tenido la oportunidad de hablar con Dios, ya que el resto del grupo está de acuerdo con el que está orando. Todos participan en este intercambio de vida más que en la oración ofrecida por una sola persona.

Hablar con Dios con otros genera vida en la célula, ya que cada uno madura aprendiendo a orar. Estas actividades también producen intimidad con Dios y con los demás de una manera que conduce a un grupo más dinámico que se apoyará unos a otros durante la semana entre reuniones.

Tómate tu tiempo para ser íntimo, CON Dios y CON los demás.

Jeff

Love People, Use Things

coaches_jeffTun2011

By Jeff Tunnell

In an individualistic culture, many live in isolation.  Living in isolation leads to a loss of relational skills and a self-focused view of life.  Self-focused living as a pattern leads to selfishness and soon everything in life is about having my own needs met or pleasures fulfilled.  Generally, this is accomplished at the expense of others who are ‘used’ as means to an end.  To the selfish person, other people are merely ‘things’ and have little or no value.  They are an avenue only for getting what we want for ourselves.  Not a pretty picture!

Jesus walks into the picture and brings salvation, peace and life.  He transforms lives and teaches the believer to  care, love, and esteem others more than self. This presents a major shift in the new believer’s life.  When the Holy Spirit brings transformation, many make the shift in a short period of time.  For others, the ingrained system of worldly, individualistic thinking takes longer to reverse.

In cell life, human nature manifests the old life quickly when new ideas are presented.  Effective leaders guide the cell to reach out to others for Christ’s sake.  Some members take longer than others in making the shift to community. They simply want to have their own needs met in the cell and resist letting others into their circle of love.

Cell leaders recognize that reaching out to others is a wonderful opportunity to gently lead the flock into new experiences that will stretch and grow the cell members to focus on others. When the cell reaches out to new people with love and concern, its own previous self-focused lifestyle begins to change.

Remember: Love People, Use Things.  Don’t love Things and use People.

Enjoy the outreach. He Is Risen!

Jeff

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Ame Pessoas, Use Coisas

Por Jeff Tunnell

Em uma cultura individualista, o resultado é viver isoladamente. Viver em isolamento leva a uma perda de habilidades relacionais e uma visão auto focada da vida. Viver de modo auto focado como um padrão leva ao egoísmo e logo tudo na vida é sobre ter minhas próprias necessidades satisfeitas ou prazeres cumpridos. Geralmente, isso será feito à custa de outros que são “usados” como meio para um fim. Para a pessoa egoísta, as outras pessoas são apenas “coisas” e têm pouco ou nenhum valor. Elas são uma avenida que usamos apenas para obter o que queremos para nós mesmos. Essa não é uma imagem bonita!

Jesus entra no cenário e traz salvação, paz e vida. Ele transforma vidas e ensina o novo convertido a cuidar, amar e estimar os outros mais do que a si mesmo. Isso representa uma grande mudança na vida do novo cristão. Quando o Espírito Santo traz transformação, muitos fazem a mudança em um curto período de tempo. Para outros, o sistema arraigado de pensamentos mundanos e individualistas leva mais tempo para ser revertido.

Na vida celular, a natureza humana manifesta a velha vida rapidamente quando novas ideias são apresentadas. Líderes eficazes guiam a célula para alcançar os outros por amor a Cristo. Alguns membros demoram mais do que outros para fazer essa mudança interna para a vida em comunidade. Eles simplesmente querem ter suas próprias necessidades satisfeitas na célula e resistem a deixar os outros entrarem no círculo do amor.

Líderes de célula reconhecem isso como uma oportunidade maravilhosa para conduzir suavemente o rebanho em novas experiências que vão esticar e fazer crescer os membros da célula para se concentrarem nos outros. Quando a célula alcança novas pessoas com amor e preocupação, seu próprio estilo de vida anterior auto focada e egoísta é superado.

Lembre-se: Ame Pessoas, Use Coisas. Não ame Coisas e use Pessoas.

Aproveite o evangelismo. Ele Ressuscitou!

Jeff

Spanish blog:

Gente del amor, usa cosas

Por Jeff Tunnell

En una cultura individualista, el resultado es vivir aisladamente. Vivir en el aislamiento conduce a una pérdida de habilidades relacionales y a una visión concentrada en sí misma en la vida. La vida auto-enfocada como un patrón conduce al egoísmo y pronto todo en la vida se trata de tener mis propias necesidades satisfechas o placeres. Generalmente, esto se realizará a expensas de otros que son “usados” como medios para un fin. Para la persona egoísta, las otras personas son meramente “cosas” y tienen poco o ningún valor. Son una avenida sólo para conseguir lo que queremos para nosotros mismos. ¡No es una foto bonita!

Jesús camina en el cuadro y trae salvación, paz y vida. Él transforma vidas y enseña al creyente a cuidar, amar y estimar a los demás más que a sí mismo. Esto presenta un cambio importante en la vida del nuevo creyente. Cuando el Espíritu Santo trae transformación, muchos hacen el cambio en un corto período de tiempo. Para otros, el sistema arraigado de pensamiento mundano e individualista tarda más en revertirse.

En la vida celular, la naturaleza humana manifiesta rápidamente la vieja vida cuando se presentan nuevas ideas. Los líderes eficaces guían a la célula para alcanzar a otros por el bien de Cristo. Algunos miembros tardan más que otros en hacer el cambio a la comunidad. Simplemente quieren tener sus propias necesidades satisfechas en la célula y resistirse a dejar que otros entren al círculo del amor.

Los líderes celulares reconocen esto como una maravillosa oportunidad para conducir suavemente al rebaño hacia nuevas experiencias que extienden y hacen crecer a los miembros de la célula para enfocarse en los demás. Cuando la célula alcanza a nuevas personas con amor y preocupación, su propio estilo de vida auto-enfocado, egoísta anterior es superado.

Recuerda: Ama a la gente, usa las cosas. No ames las cosas y uses a la gente.

Disfruta del alcance. ¡Él ha resucitado!

Jeff

Preparation – Source of Confidence

coaches_jeffTun2011By Jeff Tunnell

There are many among us who are eager to serve the Lord. The general response when asked to start serving in a cell group is apprehensiveness due to feeling unqualified. Some of us have worked that out ourselves and understand the nervous place of uncertainty. No one enjoys failing.

Preparation is a source of confidence. Equipping potential new leaders is more than discipleship. Equipping is focused on providing knowledge and skills necessary to accomplish an important task. It follows spiritual formation and discipleship. It is an additional and intentional step toward becoming useful in the service of our Lord.

Information is shared and skills are practiced under the supervision of someone who already demonstrates proficiency with the information and skills involved in the new leader’s equipping. They are being prepared to lead on their own, while working alongside a seasoned coach.

When sufficient ability is reached, the coach steps back to observe from a distance as the new leader practices what they have learned, (Think – soccer, baseball, acting, orchestra, etc).

When the new leader’s preparation becomes their source of confidence, they will excel. At this point, the coach will take a position of adviser and encourager, ensuring the longevity of the student.

Equipping should be ongoing in the cell church, helping to discover those eager to serve. Regular vision casting from the leadership via all church correspondence, whether written or spoken supports the new leader by keeping them focused on the overall work of the kingdom.

All will then say, “That of which I am a part, is greater than the part I play. But the part I play is extremely important!”

Jeff

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Prepara̤̣o РFonte de Confian̤a

Por Jeff Tunnell

Há muitos entre nós que estão ansiosos para servir ao Senhor. A resposta geral que recebemos quando pedimos para alguém começar a servir em uma célula é a apreensão devido ao sentimento de ser desqualificado(a). Alguns de nós passaram por isso e compreendem o nervoso que a incerteza traz. Ninguém gosta de falhar.

A preparação é uma fonte de confiança. Equipar novos líderes em potencial é mais do que discipulá-los. O equipamento está focado em fornecer conhecimento e habilidades necessárias para realizarem uma tarefa importante. Ele segue a formação espiritual e o discipulado. É um passo adicional e intencional para se tornar útil ao serviço de nosso Senhor.

A informação é compartilhada e as habilidades são praticadas sob a supervisão de alguém que já demonstra proficiência com as informações e habilidades envolvidas no equipamento do novo líder. Eles são preparados para liderar por conta própria enquanto trabalham ao lado de um treinador experiente.

Quando a habilidade suficiente é alcançada, o treinador se afasta para observar a distância à medida que o novo líder pratica o que aprendeu (Pense – futebol, beisebol, atuação, orquestra, etc).

Quando o preparo do novo líder se torna a fonte de confiança deles, eles vão se destacar. Neste ponto, o treinador terá uma posição de conselheiro e incentivador, garantindo a longevidade do aluno.

O processo de equipamento deve ser contínuo na igreja em células, ajudando a descobrir aqueles que estão ansiosos para servir. O lançamento regular da visão da liderança para toda a igreja, seja de modo escrito ou falado, sustenta os novos líderes, mantendo-os focados no trabalho geral do reino.

Então, todos dirão: “Aquilo de que sou parte, é maior do que a parte que eu desempenho. Mas a parte que eu desempenho é extremamente importante!”

Jeff

Spanish blog:

Preparación – Fuente de confianza

Por Jeff Tunnell

Hay muchos entre nosotros que están ansiosos de servir al Señor. La respuesta general cuando preguntan es que comience a servir en un grupo de células eso es la aprensión debido a la sensación de incompetencia. Algunos de nosotros hemos trabajado eso nosotros mismos y entendemos el lugar nervioso de la incertidumbre. Nadie disfruta fallar.

La preparación es una fuente de confianza. Equipar posibles nuevos líderes es más que discipulado. El equipamiento se concentra en proporcionar conocimientos y habilidades necesarias para llevar a cabo una tarea importante. Sigue la formación espiritual y el discipulado. Es un paso adicional e intencional para llegar a ser útil en el servicio de nuestro Señor.

La información es compartida y las habilidades se practican bajo la supervisión de alguien que ya demuestra habilidad con la información y habilidades involucradas en el equipamiento del nuevo líder. Están siendo preparados para dirigir por su cuenta, mientras trabajan junto con un entrenador experimentado.

Cuando se alcanza la habilidad suficiente, el entrenador retrocede para observar a distancia mientras el nuevo líder practica lo que ha aprendido, (Piense – fútbol, béisbol, actuación, orquesta, etc.).

Cuando la preparación del nuevo líder se convierta en su fuente de confianza, sobresaldrán. En este punto, el entrenador tomará una posición de consejero y animador, asegurando la longevidad del estudiante.

El equipar debe estar en curso en la iglesia de la célula, ayudando a descubrir aquellos dispuestos a servir. La visión regular de la dirección a través de toda la correspondencia de la iglesia, ya sea escrito o hablado, apoya al nuevo líder al mantenerlos enfocados en el trabajo general del reino.

Todos dirán entonces: “Lo que yo soy parte es mayor que la parte que toco. ¡Pero la parte que toco es extremadamente importante!”

Jeff

Natural Spirituality

coaches_jeffTun2011By Jeff Tunnell

When an infant is born into the world, it immediately needs to be joined to a family for its protection and care. That infant is totally dependent on others and needs to be nurtured. Parents don’t need to be encouraged to love their newborn child–it is a natural response.

In the Kingdom of Jesus we add additional variables for the spiritual life. Those leading someone to new faith in Christ are responsible to help them discover their family. While the new born-again believer has built-in empathy and love for his/her Savior, they are still vulnerable and need protection. If not assimilated into a small group family, their chances of survival diminish.

I was introduced to Christ by street ministers who did not live in my own town. They led me to salvation in Christ and then returned to their homes more than 50 miles away. My faith wandered for three months not knowing there was a spiritual family to join. I quickly returned to my previous sinful habits and could have easily lost my relationship with Christ. Thankfully the Holy Spirit had a wonderful grip on my heart and led me to a series of gatherings that helped me understand my need for the family of Jesus.

Soon thereafter I joyfully discovered the Life of Christ more fully in the home of new friends and spiritual family members! My spiritual infancy was secured by these more mature believers who functioned as spiritual parents. I had a promising future to grow into christian adulthood.

Personally, I think it would be ideal for an individual to come to know Christ in a cell group. They would be born again in the midst of their family and all of the natural responses would follow: acceptance, love, care, nurturing, and growth.

In this family atmosphere of love and support, the new infant soon becomes a functioning part of the family and begins to take on their own responsibilities in the kingdom of God.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Espiritualidade Natural

Por Jeff Tunnell

Quando uma criança nasce no mundo, ela precisa ser unida imediatamente a uma família para sua proteção e cuidado. Esse bebê é totalmente dependente dos outros e precisa ser nutrido. Os pais não precisam ser encorajados a amar o recém-nascido, pois é uma resposta natural.

No Reino de Jesus nós acrescentamos variáveis adicionais para a vida espiritual. Aqueles que levam alguém à nova fé em Cristo são responsáveis por ajudá-los a descobrir sua família. Enquanto os convertidos recém-nascidos tem empatia e amor por seu Salvador, eles ainda são vulneráveis e precisam de proteção. Se não forem assimilados na família de um pequeno grupo, suas chances de sobrevivência diminuirão.

Fui apresentado a Cristo por ministros de rua que não moravam em minha cidade. Eles me levaram à salvação em Cristo e depois voltaram para suas casas a mais de 50 milhas de distância. Minha fé vagou por três meses sem que eu soubesse que havia uma família espiritual para me juntar. Eu rapidamente voltei aos meus hábitos pecaminosos anteriores e poderia facilmente ter perdido meu relacionamento com Cristo. Felizmente, o Espírito Santo apertou meu coração de uma forma maravilhosa e me levou a uma série de reuniões que me ajudaram a entender minha necessidade pela família de Jesus.

Pouco tempo depois, eu descobri com alegria a Vida de Cristo mais plenamente na casa de novos amigos e membros da família espiritual! Minha infância espiritual foi assegurada por esses crentes mais maduros que foram como pais espirituais. Eu tinha um futuro promissor para crescer na idade adulta da vida cristã.

Pessoalmente, acho que seria ideal um indivíduo conhecer Cristo em uma célula. Eles nasceriam de novo no meio de sua família e todas as respostas naturais seriam: aceitação, amor, cuidado, nutrição e crescimento.

Nesta atmosfera familiar de amor e apoio, o novo bebê logo se torna uma parte funcional da família e começa a assumir suas próprias responsabilidades no Reino de Deus.

Spanish blog:

Espiritualidad natural
Por Jeff Tunnell

Cuando un bebé nace en el mundo, inmediatamente necesita ser unido a una familia para su protección y cuidado. Ese bebé es totalmente dependiente de otros y necesita ser nutrido. Los padres no necesitan ser animados a amar a su hijo recién nacido – es una respuesta natural.

En el Reino de Jesús añadimos variables adicionales para la vida espiritual. Aquellos que llevan a alguien a una nueva fe en Cristo son responsables de ayudarles a descubrir a su familia. Mientras que el creyente nacido de nuevo a empotrado empatía y amor por su Salvador, que siguen siendo vulnerables y necesitan protección. Si no se asimila a una familia de grupos pequeños, sus posibilidades de supervivencia disminuyen.

Me presentaron a Cristo los ministros callejeros que no vivían en mi propia ciudad. Me llevaron a la salvación en Cristo y luego regresaron a sus hogares a más de 50 millas de distancia. Mi fe vagó por tres meses sin saber que había una familia espiritual a la cual me podría unir. Volví rápidamente a mis hábitos pecaminosos anteriores y podría haber perdido fácilmente mi relación con Cristo. Afortunadamente el Espíritu Santo tuvo un maravilloso agarre en mi corazón y me llevó a una serie de reuniones que me ayudaron a entender mi necesidad con la familia de Jesús.

Poco después, ¡descubrí con alegría la Vida de Cristo en el hogar de nuevos amigos y miembros de la familia espiritual! Mi infancia espiritual fue asegurada por estos creyentes más maduros que funcionaban como padres espirituales. Tenía un futuro prometedor para crecer en la adultez cristiana.

Personalmente, creo que sería ideal para un individuo llegar a conocer a Cristo en un grupo de células. Ellos nacerían de nuevo en medio de su familia y todas las respuestas naturales seguirían: aceptación, amor, cuidado, nutrición y crecimiento.

En esta atmósfera familiar de amor y apoyo, el nuevo bebé pronto se convierte en una parte funcional de la familia y comienza a asumir sus propias responsabilidades en el reino de Dios.

Jeff