Hospitality in House to House Ministry

coach_JoelFamilyWeb

By Joel Comiskey, check out  coaching 

Material things have a tendency to dominate, rather than serve. People start focusing on the things rather than the purpose for them. Jesus said, “Watch out! Be on your guard against all kinds of greed; life does not consist in an abundance of possessions” (Luke 12:15). When God graciously gives a nice home or apartment to a believer, it’s not only for personal consumption but to use for others.

One reason cell ministry doesn’t grow more rapidly is because of the lack of hospitality. People are not willing to open their homes for cell groups. But this problem also plagued the early church, and Peter addresses the issue in 1 Peter 4:9, “Offer hospitality to one another without grumbling” (1 Peter 4:9). The early church depended on hospitable members to open their homes and some were grumbling about it, rather than joyfully welcoming others.

The word hospitality means “be friendly; generous reception and entertainment of guests, visitors, or strangers.” Synonyms are: warm reception, welcome, helpfulness, neighborliness, warmth, kindness, congeniality, generosity, entertainment, food. All believers can improve their hospitality–their generosity, neighborliness, and entertainment of guests. But those who open their homes for cell groups have a special opportunity to offer hospitality.

The role of the host is one of the most under-appreciated aspects of cell ministry. We hear a lot about the cell leader, coach, and pastor but preciously little about the host. Yet, hosting a cell meeting can make or break cell ministry. An effective host creates a welcoming atmosphere that draws people back. Hosts allow the cell leader to focus on the people present and relieves him or her from all the additional hosting work.

Is there a gift of hospitality? Some writers think so. I’m not sure if such a gift exists, but I do believe that certain spiritual gifts make it easier to host a cell group. For example, those with the gift of helps, service, pastor, giving, or mercy normally make great hosts. And I believe that God has placed an abundance of the gifts of helps and service in the body of Christ. Those hosts who possess “hospitality type” gifts make excellent “permanent” hosts. Yet, I also believe that all Christians should grow in hospitality and learn to become better hosts.

In November, let’s talk about hospitality and the role of hosting the cell meeting. We’ll cover:

  • (November 05-11) The biblical base. The Bible is full of references to hospitality and the since the early church met in homes, hospitality was very important.
  • (November 12-18).  Benefits of hospitality. These include learning to become more like Jesus, reaching to friends and neighbors, and learning to give rather than just receive.
  •  (November 19-25).  Obstacles to hospitality. These include: busyness, getting caught up in an impersonal society, and esteeming things rather than service to the body of Christ.
  • (November 26-December 02). The role of the host or hostess in cell ministry. Is it better to have one permanent host? Rotate?

Feel free to share about hospitality in cell ministry here.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Hospitalidade No Ministério de Casa em Casa

Por Joel Comiskey

As coisas materiais tendem a dominar, em vez de servir. As pessoas começam a se concentrar nas coisas e não no propósito para elas. Jesus disse: “Cuidado! Cuide-se contra todos os tipos de ganância, a vida não consiste em abundância de bens” (Lucas 12:15). Quando Deus graciosamente dá um bom lar ou apartamento para um crente, não é apenas para consumo pessoal, mas para uso para outros.

Uma razão pela qual o ministério celular não cresce mais rapidamente é devido à falta de hospitalidade. As pessoas não estão dispostas a abrir suas casas para grupos de células. Mas este problema também atormentou a igreja primitiva, e Pedro aborda o problema em 1 Pedro 4: 9, “Ofereça hospitalidade uns aos outros sem resmungar” (1 Pedro 4: 9). A igreja primitiva dependia de membros hospitaleiros para abrir suas casas e alguns estavam resmungando sobre isso, ao invés de acolher alegremente os outros.

A palavra hospitalidade significa “ser amigável, recepção generosa e entretenimento de convidados, visitantes ou estranhos”. Os sinônimos são: recepção calorosa, dar boas-vindas, utilidade, vizinhança, calor, gentileza, congenialidade, generosidade, entretenimento, comida. Todos os crentes podem melhorar sua hospitalidade – sua generosidade, vizinhança e entretenimento dos convidados. Mas aqueles que abrem suas casas para grupos celulares têm uma oportunidade especial para oferecer hospitalidade.

O papel do hospedeiro é um dos aspectos mais subestimados do ministério celular. Nós ouvimos muito sobre o líder da célula, treinador e pastor, mas muito pouco sobre o anfitrião. No entanto, hospedar uma reunião celular pode fazer ou quebrar o ministério das células. Um anfitrião eficaz cria uma atmosfera acolhedora que atrai as pessoas de volta. Os anfitriões permitem que o líder da célula se concentre nas pessoas presentes e o alivia de todo o trabalho de hospedagem adicional.

Existe um dom de hospitalidade? Alguns escritores pensam assim. Não tenho certeza se tal dom existe, mas acredito que certos dons espirituais tornam mais fácil hospedar um grupo de células. Por exemplo, aqueles com o dom de ajuda, serviço, pastoral, de doação ou de misericórdia geralmente fazem ótimos anfitriões. E eu acredito que Deus colocou uma abundância dos dons de ajuda e serviço no corpo de Cristo. Os anfitriões que possuem dons de tipo “hospitalidade” fazem excelentes anfitriões “permanentes”. No entanto, eu também acredito que todos os cristãos devem crescer na hospitalidade e aprender a se tornar melhores hospedeiros.

Em novembro, vamos falar sobre hospitalidade e o papel de hospedagem da reunião celular. Vamos abordar:

  • (05-11 de novembro) A base bíblica. A Bíblia está cheia de referências à hospitalidade e, desde que a igreja primitiva se encontrou em casas, a hospitalidade era muito importante.
  • (12 a 18 de novembro). Benefícios da hospitalidade. Estes incluem aprender a se tornar mais como Jesus, alcançando amigos e vizinhos e aprendendo a dar em vez de apenas receber.
  • (19-25 de novembro). Obstáculos à hospitalidade. Estes incluem: ocupação, ficar preso em uma sociedade impessoal e estimar as coisas em vez de servir ao corpo de Cristo.
  • (26 de novembro a 02 de dezembro). O papel do anfitrião ou da anfitriã no ministério celular. É melhor ter um anfitrião permanente? Alternar?

Sinta-se livre para compartilhar sobre hospitalidade no ministério celular aqui.

Spanish blog:

Hospitalidad en el Ministerio de Casa en Casa

Por Joel Comiskey

Las cosas materiales tienden a dominar, en lugar de servir. La gente comienza a enfocarse en las cosas, más que en el propósito de estas. Jesús dijo: “¡Cuidado! Guardaos de toda avaricia, porque la vida del hombre no consiste en la abundancia de los bienes que posee” (Lucas 12:15). Cuando Dios amablemente le da a un creyente un hogar o un agradable departamento, no es solo para consumo personal, sino para los demás.

Una razón por la cual el ministerio celular no crece más rápido es por la falta de hospitalidad, la gente no está dispuesta a abrir sus hogares para grupos celulares. Pero este problema también plagó a la iglesia primitiva, y Pedro aborda el problema en 1 Pedro 4: 9, “Hospedaos los unos a los otros sin murmuraciones” (1 Pedro 4: 9). La iglesia primitiva dependía de miembros hospitalarios para abrir sus hogares y algunos se quejaban al respecto, en lugar de dar la bienvenida a los demás.

La palabra hospitalidad significa “ser amable, recepción generosa y entretenimiento de invitados, visitantes o extraños”. Los sinónimos son: cálida recepción, bienvenida, amabilidad, vecindad, cordialidad, amabilidad, simpatía, generosidad, entretenimiento, comida. Todos los creyentes pueden mejorar su hospitalidad: su generosidad, la buena vecindad y el entretenimiento de los huéspedes. Pero aquellos que abren sus hogares para grupos celulares tienen una oportunidad especial de ofrecer hospitalidad.

El papel del anfitrión es uno de los aspectos menos apreciados del ministerio celular. Escuchamos mucho sobre el líder de la célula, el entrenador y el pastor, pero poco sobre el anfitrión. Sin embargo, organizar una reunión celular puede desarrollar o romper el ministerio celular. Un anfitrión eficaz crea una atmósfera acogedora que atrae a la gente, los anfitriones permiten que el líder de la célula se centre en las personas presentes y lo libera de todo el trabajo de alojamiento adicional.

¿Hay un don de hospitalidad? Algunos escritores piensan así. No estoy seguro de si existe tal don, pero sí creo que ciertos dones espirituales hacen que sea más fácil albergar un grupo celular. Por ejemplo, aquellos con el don de ayuda, servicio, pastor, ofrenda o misericordia normalmente son grandes anfitriones. Y creo que Dios ha puesto una abundancia de los dones de ayuda y servicio en el cuerpo de Cristo. Aquellos anfitriones que poseen regalos como “hospitalidad” son excelentes anfitriones “permanentes”. Sin embargo, también creo que todos los cristianos deben crecer en hospitalidad y aprender a ser mejores anfitriones.

En noviembre, hablemos de la hospitalidad y el papel de organizar la reunión celular. Si deseas recibir los blogs diarios en tu correo electrónico, presiona aquí. Cubriremos:

  • (Noviembre 05-11) La base bíblica. La Biblia está llena de referencias de hospitalidad y ya que la iglesia primitiva se reunió en los hogares, la hospitalidad era muy importante.
  • (Noviembre 12- 18). Beneficios de la hospitalidad. Estos incluyen aprender a ser más como Jesús, llegar a amigos y vecinos, y aprender a dar en lugar de solo recibir.
  • (Noviembre 19-25). Obstáculos a la hospitalidad. Estos incluyen: ocupaciones, quedar atrapados en una sociedad impersonal y estimar las cosas en lugar de servir al cuerpo de Cristo.
  • (Noviembre 26-  Diciembre 02). El papel del anfitrión o anfitriona en el ministerio celular. ¿Es mejor tener un anfitrión permanente? ¿Es mejor rotar de anfitrión?

Comparte sobre la hospitalidad en el ministerio celular aquí­.

Motivations for Doing Cell Ministry

coach_mario2016speakingMario Vega, www.elim.org.sv

What is your purpose in adopting the cell system? Are you looking for greatness or fame? Or having a mega church that impresses everyone? If those are your motivations, do not expect to count on God’s favor. Paul recommends: “Therefore judge nothing before the time, until the Lord comes, who will both bring to light the hidden things of darkness and reveal the counsels of the hearts. Then each one’s praise will come from God” (1 Cor. 4: 5). God does not judge appearances but the intentions of the heart. He knows very well what really motivates the human being.

On the contrary, if your purpose is only to do God’s will, if you have come to understand that the cell model is God’s design for your church, and you have no intention other than to obey God, you can be sure that the Lord will surely honor you. God has a season to do things, and the reward will surely come if you persevere in doing the right thing. Even if there are no visible results, you will always have the satisfaction of having done the right thing before God. But the Lord, who is good, promises that there is fruit for all the toil. He will not let your effort be in vain. Just persevere and the Lord will reward you.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Motivações Para Fazer O Ministério das Células

Por Mario Vega,  www.elim.org.sv

Qual é o seu propósito na adoção do sistema celular? Você está procurando grandeza ou fama? Ou ter uma mega igreja que impressiona todos? Se essas são suas motivações não espere contar com o favor de Deus. Paulo recomenda: “Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor” (1 Coríntios 4:5). Deus não julga aparências, mas as intenções do coração. Ele sabe muito bem o que realmente motiva o ser humano.

Pelo contrário, se o seu propósito é apenas fazer a vontade de Deus, se você entendeu que o modelo de célula é o projeto de Deus para sua igreja, e você não tem outra intenção senão obedecer a Deus, você pode ter certeza de que o Senhor certamente te honrará. Deus tem uma temporada para fazer as coisas e a recompensa certamente virá se você perseverar em fazer o que é certo. Mesmo que não haja resultados visíveis, você sempre terá a satisfação de ter feito o bem diante de Deus. Mas o Senhor, que é bom, promete que há frutos para todo o trabalho. Ele não deixará seu esforço em vão. Apenas persevere e o Senhor o recompensará.

Spanish blog:

Las motivaciones para el trabajo celular

Por Mario Vega,  www.elim.org.sv

¿Cuál es tu propósito al adoptar el sistema celular? ¿Buscas grandeza o fama? ¿Poseer una mega iglesia que impresione a todos? Si esas son tus motivaciones no esperes contar con el favor de Dios. Pablo recomienda: “Así que, no juzguéis nada antes de tiempo, hasta que venga el Señor, el cual aclarará también lo oculto de las tinieblas, y manifestará las intenciones de los corazones; y entonces cada uno recibirá su alabanza de Dios” (1 Co. 4:5). Dios no juzga las apariencias sino las intenciones de los corazones. Él conoce muy bien lo que de verdad motiva al ser humano.

Por el contrario, si tu propósito es solamente el hacer la voluntad de Dios, si has llegado a comprender que el modelo celular es el diseño de Dios para su iglesia y no tienes otra intención que la de obedecer a Dios; puedes estar seguro que el Señor te honrará de manera segura. Dios tiene un tiempo para hacer las cosas y de seguro que la recompensa vendrá si perseveras en hacer lo correcto. Aún si no hubiera resultados visibles de tu esfuerzo, siempre tendrás la satisfacción de haber hecho lo correcto ante Dios. Pero el Señor, que es bueno, promete que para toda labor hay fruto. No dejará que tu esfuerzo sea en vano. Solamente persevera y el Señor te recompensará.

Who is on your ceiling?

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

By Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

The ceiling of one generation should be the floor of the next. So the question is, How high is your ceiling? And who are you putting on it?

If the “best is yet to come,” we must be intentional about ensuring that this happens. If the next generation is  not prepared to go further than us, the plans and purposes of God will not move forward and God’s plans will remain static.

What does this mean? Moses trained Joshua in the desert as they went round and round.  Most people train the next generation to do the job they are doing.  This is not what Moses did.  Rather, he prepared Joshua to fight battles he had never fought, to lead a people he had not met, and to enter a land he had not experienced. So successful was he that after Moses died Joshua was still reminding the people and himself of what Moses had said.  Under Joshua’s leadership, “the best was yet to come.”

We are to prepare the next generation for a time, a people, and a world who have no experience of God. According to the heads of the major mission organizations, this emerging generation can complete the Great Commission. But we must be willing to prepare them. They will in turn bring back the King.

The best is yet to come, but it is the responsibility of all of us to disciple them and “be Moses” to this emerging generation. The King is coming! The very very best is yet to come!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Quem está no seu teto?

Por Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

O teto de uma geração deve ser o piso do próximo. Então, a questão é: quão alto é seu teto e quem você está colocando sobre ele?

Se “o melhor ainda está por vir”, devemos ser intencionais para garantir que isso seja assim. Se a próxima geração não estiver preparada para ir além de nós, os planos e propósitos de Deus não avançarão e permanecerão estáticos.

O que isto significa? Moisés treinou Josué no deserto quando davam voltas e voltas. A maioria das pessoas treina a próxima geração para fazer o trabalho que está fazendo. Não foi o que Moisés fez. Em vez disso, ele preparou Josué para lutar contra batalhas que ele nunca lutou, para liderar um povo que ele não conheceu e para entrar em uma terra que ele não experimentou. Tão bem sucedido foi ele que depois que Moisés morreu, Josué ainda estava lembrando o povo e ele próprio do que Moisés havia dito para entrar com sucesso na terra. Então, foi quando “o melhor que ainda estava por vir” aconteceu para as pessoas sob a liderança de Josué.

Devemos preparar a próxima geração como Moisés por um tempo, um povo e um mundo que não tem experiência. De acordo com os chefes das principais organizações missionárias, esta geração emergente pode completar a Grande Comissão. Mas devemos estar dispostos a prepará-los. Eles, por sua vez, trarão de volta o Rei.

O melhor ainda está por vir, mas é responsabilidade de todos nós discípulos e “ser Moisés” para esta geração emergente. O rei está chegando! O melhor ainda está por vir!

Spanish blog:

¿Quién está sobre tu techo?

Por Daphne Kirk, www.Gnation2gnation.com; Twitter: daphnekirk

El techo de una generación debe ser el piso de la siguiente. Entonces, la pregunta es: ¿Qué tan alto es tu techo, y quién lo está construyendo?

Si “lo mejor está por venir”, debemos ser intencionales para garantizar que esto sea así. Si la próxima generación no está preparada para ir más allá que nosotros, los planes y propósitos de Dios no avanzarán y permanecerán estáticos.

¿Qué significa esto? Moisés entrenó a Josué en el desierto mientras daban vueltas y vueltas. La mayoría de las personas capacita a la próxima generación para hacer el trabajo que ellos hacen; esto no es lo que Moisés hizo. Por el contrario, preparó a Josué para luchar en batallas contra las que nunca había luchado, para conducir a un pueblo que no había conocido y para entrar en una tierra que no había experimentado. Tan exitoso fue que, después de la muerte de Moisés, Josué todavía recordaba a la gente y a sí mismo lo que Moisés había dicho para, poder entrar en la tierra con éxito. Entonces fue así “lo mejor estaba por venir” para la gente, bajo el liderazgo de Josué.

Debemos preparar a la próxima generación como Moisés para un tiempo, un pueblo y un mundo que no tienen experiencia. Según los responsables de las principales organizaciones de misiones, esta generación emergente puede completar la Gran Comisión. Pero debemos estar dispuestos a prepararlos, ellos a su vez traerán de vuelta al Rey.

Lo mejor está por venir, pero es responsabilidad de todos nosotros discipularlos y “ser Moisés” para esta generación emergente. ¡El Rey viene! ¡Lo mejor está por venir!

Press Ahead

coach_freddynoble

By Dr. Freddy Noble, www.iglesiabautistanyc.org 

I recently had a meeting with one of our Hispanic area officials on the National Missions Board at our Southern Baptist Convention. We talked about the ministry of our Church and how we are developing cells throughout the New York metropolitan area. When this official  asked me to explain the “key” for our success, I gave him one word, “persistence.”

From personal experience, I know that many pastors attend conferences on ministry and evangelism in the hope of finding a secret that will free them from their church’s stagnation. They hope to find a quick solution that will solve the difficulties of the church’s development.

The result is that often the pastor becomes even more discouraged and turns to the next conference—then to the next one and next one, in an endless search for the key. Sadly, the pastor rarely finds it.

The reality is that there are no easy and quick solutions for church  ministry.

We have been highly blessed in our transition to a cell-based church, but in the process we have faced many challenges of all kinds. I’m referring to the defection of some leaders and members.  Some people have repeatedly wanted to return to the earlier mentality of endless ministries and programs that often have no real purpose. In other words, we have experienced resistance in our transition from a traditional church to a cell-based church.

So we have had to continually emphasize and reemphasize the principles of the cell church over the years. We have had to train our staff and retrain them to ensure the quality and efficiency of the ministry.

It has not been easy. It has been a long road on which we have continued. However, today I can say that although the growth of the Church has been gradual and not explosive like we thought in the beginning, it’s certainly been worth it.

The reality is that we no longer have to depend on evangelistic professionals or special events to do God’s work. Rather, cell ministry has allowed us to apply God’s Word: “And every day in the temple, and in the houses, they did not cease to teach and preach Jesus Christ” (Acts 5:42).

The fact that we now see a high percentage of Church members involved in cells and an equal number of people serving in ministry is the fulfillment of the New Testament emphasis on the priesthood of all believers.  So yes, it has been worth it.

But again, there are no easy solutions. The key is persistence and perseverance. We have to continue in the midst of challenges and difficulties. Remembering the words of Scripture that say, “Therefore, my dear brothers and sisters, stand firm. Let nothing move you. Always give yourselves fully to the work of the Lord, because you know that your labor in the Lord is not in vain”(1 Corinthians 15:58).

Let’s move forward!

Freddy

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Pressione Para Frente

Pelo Pastor Freddy Noble, www.iglesiabautistanyc.org

Recentemente, tive uma reunião com um dos funcionários da área hispânica no Conselho Nacional de Missões em nossa Convenção Batista do Sul. Conversamos sobre o ministério da nossa Igreja e sobre como estamos desenvolvendo células em toda a área metropolitana de Nova York. Quando este funcionário me pediu para explicar a “chave” para o nosso sucesso, eu dei uma palavra: “persistência”.

Por experiência pessoal, sei que muitos pastores participam de conferências sobre ministério e evangelismo na esperança de encontrar uma chave que os liberte da estagnação de sua igreja. Eles esperam encontrar uma solução rápida que irá resolver as dificuldades do desenvolvimento da igreja.

O resultado é que, muitas vezes, o pastor fica ainda mais desanimado e se volta para a próxima conferência, depois para a próxima e a próxima, em uma busca interminável pela chave. Infelizmente, o pastor raramente a encontra.

A realidade é que não há soluções fáceis e rápidas para o ministério da igreja.

Nós fomos altamente abençoados em nossa transição para uma igreja baseada em células, mas no processo enfrentamos desafios de todos os tipos. Estou me referindo à deserção de alguns líderes e membros. Nós experimentamos resistência em nossa transição de uma igreja tradicional para uma igreja baseada em células. Algumas pessoas repetidamente queriam retornar à mentalidade anterior de ministérios e programas sem fim que muitas vezes não têm nenhum propósito real.

Então nós tivemos que enfatizar continuamente e ressaltar os princípios da igreja celular ao longo dos anos. Tivemos que treinar nossos funcionários e depois treiná-los mais uma vez para garantir a qualidade e eficiência da obra.

Não tem sido fácil. Foi uma longa estrada na qual continuamos. No entanto, hoje posso dizer que, embora o crescimento da Igreja tenha sido gradual e não explosivo, como pensamos no início, certamente valeu a pena.

A realidade é que não precisamos mais depender de profissionais evangelísticos para fazer o trabalho de Deus ou eventos especiais. Em vez disso, o ministério celular nos permitiu aplicar a Palavra de Deus quando diz: “E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de anunciar a Jesus Cristo.”
Atos 5:42.

O fato de que agora vemos uma alta porcentagem de membros da Igreja envolvidos em células e um número igual de pessoas servindo no ministério é o cumprimento da ênfase do Novo Testamento no sacerdócio de todos os crentes. Então sim, valeu a pena.

Mas, novamente, não há soluções fáceis. A chave é persistência e perseverança. Temos de continuar em meio a desafios e dificuldades. Recordando as palavras da Escritura que dizem: “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.”
1 Coríntios 15:58

Avançemos!

Freddy

Spanish blog:

Seguir Adelante

Por Pastor Freddy Noble, www.iglesiabautistanyc.org

Recientemente tuve una provechosa reunión con uno de nuestros funcionarios del área hispana de la junta de Misiones Nacionales en nuestra Convención Bautista del Sur. Conversamos básicamente acerca del ministerio que nuestra Iglesia está desarrollando por medio de las células en el área metropolitana de New York. Cuando nuestro hermano me preguntó cuál era la clave de todo esto le contesté que el nombre del asunto era persistencia.

En efecto por experiencia personal sé que muchos pastores asisten a conferencias sobre ministerio y evangelización con la esperanza de encontrar una clave que los libere del estancamiento en el que se encuentran en sus iglesias. Esperan encontrar una especie de panacea que resuelva rápidamente las dificultades de desarrollo de la Iglesia.

El resultado es que a menudo, todo queda en una lamentable decepción y el pastor se vuelve hacia la próxima conferencia y hacia la siguiente y de esa manera de forma interminable continúa buscando una clave que no encuentra.

La realidad es que no hay soluciones fáciles y rápidas dentro del trabajo el ministerio. Nosotros hemos sido altamente bendecidos en nuestra transición hacía una Iglesia basada en células, pero en el proceso hemos enfrentado desafíos de todo tipo.

Desde la defección de algunos líderes o miembros, hasta la inercia de alguno de nuestros dirigentes de células. Hemos experimentado que la tendencia de una iglesia tradicional hace la transición hacia una Iglesia basada en células es siempre regresar a la mentalidad anterior del desarrollo de interminables ministerios y comisiones que muchas veces no tienen ninguna razón de ser para fines reales del ministerio de la Iglesia.

Así que hemos tenido que estar continuamente enfatizando y volviendo enfatizar los principios de la Iglesia celular a lo largo de los años. Hemos tenido que entrenar a nuestro personal y volver a entrenarlo para garantizar la calidad y la eficacia del trabajo.

No ha sido fácil. Ha sido un camino largo en el que hemos continuado. Sin embargo, hoy puedo decir que a pesar de que crecimiento de la Iglesia ha sido más bien gradual y no explosivo, no obstante, ha valido la pena. Sin ninguna duda nuestra iglesia ha experimentado grandes beneficios al hacer dicha transición.

El hecho de que no tenemos que depender de profesionales de la evangelización para que la obra de Dios se haga, o de temporadas especiales para que el trabajo se realice, constituye una gran diferencia que nos permite acercarnos a lo que el Nuevo Testamento dice cuando afirma “ y todos los días en el templo y por las casas no cesaban de enseñar y predicar a Jesucristo”.(Hechos 5:42)

El hecho de que podamos ver un alto porcentaje de miembros de la Iglesia involucrados en las cédulas, y la gran cantidad de personas sirviendo de ministerio, en cumplimiento de lo que enseña la Palabra de Dios cuando habla del sacerdocio de todos los creyentes, indica que el trabajo ha valido la pena.

Pero no hay, no hay soluciones fáciles. El nombre de este asunto es persistencia y perseverancia. Tenemos que continuar adelante en medio de los desafíos y las dificultades. Recordando las palabras de las Escrituras que dicen ‘ así que hermanos  míos amados estad firmes y constantes; creciendo la obra del Señor, siempre sabiendo que vuestro trabajo en el Señor no es en vano ‘. (1 de Corintios 15:58) Sigamos adelante!

Persistence

coach_freddynoble

By Dr. Freddy Noble, www.iglesiabautistanyc.org 

Our church is located in Manhattan New York, and in the year 2000 we began our transition to a cell-based church. We did it because we thought the cell church vision would produce rapid growth. I have to confess this didn’t happen.

The following year, the tragic and painful events of September 11, 2001 occurred in Manhattan. Two months later, a commercial plane, mostly occupied by Dominican citizens, was heading for the Dominican Republic, and crashed into the Queens area of New York.

These two events affected very strongly the community in which our church building is located, which forced us to stop the process of becoming a cell church for several months and focus our energies on consoling, strengthening, and encouraging the congregation because many members were seriously affected by these tragedies.

In the middle of 2002, we returned to transitioning to the cell approach.  Since then we have continued transitioning, and we’ve been able to fine-tune our ministry and complete the process.

But it has been an ongoing process of learning from our mistakes and continuing to move forward. The result has not only been the increase in membership and attendance, which has virtually doubled since we started, but also the Church has been blessed with the involvement of people in God’s service, care of believers,  the emergence of new leaders, and an atmosphere of joy that we feel in both our celebration meetings and in our cell meetings.

The experience of transitioning to cell-based ministry has been critical to the development, strengthening, and growth of our ministry. Currently our church has more than 90 cells that meet in the different regions of New York City and the state of New Jersey. We aspire to soon reach 100 cells.

At this time the cells are the main tool of evangelization of our church. Virtually every person who professes faith and is baptized in our congregation comes from one of our 90 cell groups. It is a great joy to be able to see normal members of our church, ordinary people, share the Gospel in the context of their cells and help others find the truth in Jesus Christ.

But it is important to emphasize that all this has been gradual and that it has taken many years to arrive at where we are today. At first we thought that the results would be instantaneous. This didn’t happen. But the conviction that this vision is God’s call to us, and that it is in accordance with the teachings of the Bible, has guided us thus far. And we hope to continue on that same path for many years to come.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Persistência

Pelo Pastor Freddy Noble, www.iglesiabautistanyc.org

Nossa igreja está localizada em Manhattan-Nova York e iniciamos nossa transição para uma igreja baseada em células em torno do ano 2000. Nós fizemos isso porque achamos que a visão da igreja celular produziria um rápido crescimento. Eu tenho que confessar que isso não aconteceu.

No ano seguinte de trabalhar com essa abordagem, os trágicos e dolorosos acontecimentos do 11 de setembro de 2001 ocorreram em Manhattan. Dois meses depois, um avião comercial, ocupado principalmente por cidadãos dominicanos, dirigia-se para a República Dominicana e caiu na área de Queens em Nova York.

Esses dois eventos afetaram muito fortemente a comunidade em que o nosso prédio da igreja está localizado, o que nos forçou a parar o processo de se tornar uma igreja celular por vários meses e concentrar nossas energias em consolar, fortalecer e incentivar a congregação cujos membros foram seriamente afetados por estas tragédias.

Após esse período, retornamos à transição para a abordagem celular em meados de 2002. Desde então, continuamos a transição para o ministério da igreja celular, e conseguimos afinar nosso ministério e completar nosso processo.

Mas tem sido um processo contínuo de aprender com nossos erros e continuar a avançar. O resultado não foi apenas o aumento da participação e do comparecimento, que praticamente se duplicou desde que começamos, mas também a Igreja foi abençoada com o envolvimento de pessoas no serviço de Deus, o cuidado dos crentes, o surgimento de novos líderes e uma atmosfera de alegria que sentimos em nossas reuniões de celebração e em nossas reuniões de células.

A experiência de transição para o ministério baseado em células tem sido fundamental para o desenvolvimento, fortalecimento e crescimento de nosso ministério. Atualmente, nossa igreja tem mais de 90 células que se encontram nas diferentes áreas da cidade de Nova York e no estado de Nova Jersey. Nós aspiramos a chegar em breve a 100 células.

Neste momento, as células são a principal ferramenta de evangelização da nossa igreja. Praticamente toda pessoa que professa fé e é batizada em nossa congregação vem de um de nossos 90 grupos celulares. É uma grande alegria poder ver membros normais de nossa igreja, pessoas comuns, compartilhar o Evangelho no contexto de suas células e ajudar os outros a encontrar a verdade em Jesus Cristo.

Mas é importante enfatizar que tudo isso tem sido um caminho no qual continuamos ao longo dos anos. No início, pensamos que os resultados seriam instantâneos, e não era assim. Mas a convicção de que esta visão é o chamado de Deus para nós, e que está de acordo com os ensinamentos da Bíblia, nos guiou até aqui. E esperamos continuar nesse mesmo caminho

Spanish blog:

Persistencia

Por Freddy Noble

Comenzamos nuestra transición hacia el enfoque de una iglesia basada en células alrededor del año 2000. Lo hicimos con la ilusión de que se convirtiera en el factor rápidamente determinante de un crecimiento explosivo. Confieso que no fue así.

Al año siguiente de estar trabajando con este enfoque ocurrieron los eventos trágicos y dolorosos de septiembre 11 del año 2001.Dos meses más tarde un avión comercial ocupado mayormente por ciudadanos dominicanos se dirigía hacia la República Dominicana cayendo estrepitosamente sobre el área de Queens.

Esos dos eventos afectaron muy fuertemente a la comunidad en la cual nuestro templo se encuentra situado lo que nos obligó a detener el proceso de convertirnos en una iglesia celular durante varios meses y enfocar nuestras energías en el trabajo de consolar, fortalecer y animar la congregación cuyos miembros estaban seriamente afectados por todos estos eventos.

Pasado este periodo regresamos a nuestra tarea de enfocarnos en la transición hacia una iglesia celular a mediados del año 2002. Desde entonces hemos continuado nuestro trabajo de manera ininterrumpida de forma tal que hemos podido desarrollar y completar nuestro proceso.

Pero ha sido un proceso continuo en el que a lo largo de los años nos hemos esforzado por continuar adelante. El resultado ha sido no solo o el incremento de la membresía y la asistencia, que virtualmente se ha duplicado desde el inicio de este, sino que además la Iglesia sido bendecida con la incorporación de la gente al servicio del Señor, una mejor atención espiritual a los creyentes, el surgimiento de nuevos líderes, y un ambiente de gozo y de alegría que se puede respirar tanto en las reuniones de celebración como en nuestras reuniones de células.

Realmente puedo señalar que la experiencia de haber hecho la transición hacia la el enfoque de una iglesia basada en células ha sido fundamental para el desarrollo, fortalecimiento y crecimiento de nuestro ministerio. En la actualidad nuestra iglesia tiene más de 90 células que se reúnen en las diferentes áreas de la ciudad de New York y el estado de New Jersey y aspiramos pronto alcanzar las 100 células operando dentro de esta área.

En este momento las células son la principal herramienta de evangelización de nuestra iglesia. Prácticamente toda persona que hace profesión de fe y se bautiza en nuestra congregación procede de alguna de nuestras células. Es un gran gozo poder ver a nuestros hermanos, miembros de nuestra iglesia, gente común y corriente, como nosotros, compartir el Evangelio en el contexto de sus células y ayudar a otros a encontrar la verdad en Jesucristo.

Pero es importante recalcar que todo esto ha sido un camino en el que hemos continuado a lo largo de los años. En un principio pensábamos que l los resultados serían instantáneos y no fue así. Pero la convicción de que esta visión es el llamado de Dios para nosotros, y que se encuentra de conformidad con las enseñanzas de la Biblia nos ha guiado hasta aquí. Y esperamos continuar en el mismo camino.

Passion and Persistence in Cell Ministry

coaches_robLAY-web

By Robert Lay, Cell Church Ministry Brazil, www.celulas.com.br

In these past twenty years of cell ministry in Brazil, I have seen a lot of fads appear, last for a while, and then disappear. In most cases the intentions in doing cells were wrong. One of the main myths I’ve noticed is that cell church ministry is first and foremost a church growth model. This is a very big lure. Those who follow this myth do not understand the dynamics of change, its costs and time.

The cell church is not a system you can get by turning a switch or a key. The basis of everything consists in living a set of New Testament relational values. To change from a program and event based church to a New Testament community based church takes time and persistence. It means adopting a new lifestyle based on New Testament values. Years of transition and adaptation are needed.

Take the example of Jesus with his disciples. It took him at least three years to transition their minds and hearts to the new Kingdom values he was implementing. All Judaism had to be taken out and replaced by new values based on grace, faith, forgiveness, love, etc. Jesus had to work hard with these men, and at the end it looked like he failed. But Jesus maintained his focus, passion and persistence in going after them after his resurrection. Otherwise, things would have turned out very differently.

Pastor Mario Vega in the Elim Church in El Salvador is a good example of Passion and Persistence. I have known Pastor Mario for many years, and he still is doing the same things. No fads, tricks or gimmicks. His church has made living in New Testament community a normal lifestyle. His growth is a natural result of right values being lived.

Dr Bill Beckham says: “Until the vision owns you, very little will happen”.

Change takes time, nerves, endurance, commitment, passion, persistence, faithfulness, and a lot of GRACE…  And then comes growth!

Help us God!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Paixão e Persistência no Ministério de Células

Por Robert Lay, www.celulas.com.br

Nos últimos vinte anos de ministério celular no Brasil, eu vi um monte de modas aparecerem, durar um pouco, e depois desaparecerem. Na maioria dos casos, as intenções em fazer células estavam erradas. Um dos principais mitos que notei é que o ministério da igreja celular é, antes de mais, um modelo de crescimento da igreja. Esta é uma atração muito grande. Aqueles que seguem este mito não compreendem a dinâmica da mudança, seus custos e tempo.

A igreja celular não é um sistema que você pode obter girando um interruptor ou uma chave. A base de tudo consiste em viver um conjunto de valores relacionais do Novo Testamento. Para mudar de uma igreja baseada em programas e eventos para uma igreja baseada no Novo Testamento, a comunidade leva tempo e persistência. Significa adotar um novo estilo de vida baseado nos valores do Novo Testamento. São necessários anos de transição e adaptação.

Tome o exemplo de Jesus com seus discípulos. Levou pelo menos três anos para transição de suas mentes e corações para os novos valores do Reino que ele estava implementando. Todo o judaísmo teve que ser retirado e substituído por novos valores baseados na graça, fé, perdão, amor, etc. Jesus teve que trabalhar duro com esses homens e, no final, parecia que ele falhou. Mas Jesus manteve seu foco, paixão e persistência ao persegui-los após sua ressurreição. Caso contrário, as coisas teriam um resultado muito diferente.

O Pastor Mario Vega da Igreja de Elim em El Salvador é um bom exemplo de paixão e persistência. Tenho conhecido o Pastor Mario por muitos anos, e ele ainda está fazendo as mesmas coisas. Sem modas, truques ou artimanhas. Sua igreja tornou a vida na comunidade do Novo Testamento um estilo de vida normal. Seu crescimento é um resultado natural dos valores certos que estão sendo vividos.

O Dr. Bill Beckham diz: “Até que a visão tome conta de você, muito pouco acontecerá”.

A mudança leva tempo, nervos, resistência, compromisso, paixão, persistência, fidelidade e muita GRAÇA … E então vem o crescimento!

Ajude-nos, Deus!

Robert Michael Lay
Ministério da Igreja celular Brasil

Spanish blog:

Pasión y persistencia en el ministerio celular

Por Robert Lay, www.celulas.com.br

En los últimos veinte años de ministerio celular en Brasil, he visto muchas modas, duran algún tiempo y luego desaparecen. En la mayoría de los casos, las intenciones al hacer células eran incorrectas. Uno de los principales mitos que he notado es que en el ministerio de la iglesia celular, es ante todo un modelo de crecimiento. Esto es un gran señuelo, aquellos que siguen este mito no entienden la dinámica del cambio, sus costos y tiempo.

La iglesia celular no es un sistema que puedes alcanzar al girar para cambiar o una tecla. La base de todo, consiste en vivir un conjunto de valores relacionales del Nuevo Testamento. Cambiar de un programa y una iglesia basada en un evento a una iglesia basada en la comunidad del Nuevo Testamento requiere tiempo y persistencia. Significa adoptar un nuevo estilo de vida basado en los valores del Nuevo Testamento, se necesitan años de transición y adaptación.

Tome el ejemplo de Jesús con sus discípulos, le llevó al menos tres años hacer una transición de sus mentes y corazones a los nuevos valores del Reino que estaba implementando. Todo el judaísmo había sido quitado y reemplazado por nuevos valores basados ??en la gracia, la fe, el perdón, el amor, etc. Jesús tuvo que trabajar duro con estos hombres, y aún asi al final parecía que había fallado. Pero Jesús mantuvo su enfoque, pasión y persistencia en seguirlos después de su resurrección. De lo contrario, las cosas habrían resultado de manera muy diferente.

El pastor Mario Vega en la Iglesia Elim en El Salvador, es un buen ejemplo de pasión y persistencia. Conozco al pastor Mario desde hace muchos años, y todavía está haciendo las mismas cosas, sin modas, trucos o juegos. Su iglesia ha hecho que el vivir en la comunidad del Nuevo Testamento sea un estilo de vida normal. Su crecimiento es un resultado natural de los valores correctos en que viven.

El Dr. Bill Beckham dice: “Hasta que la visión te posea, muy poco sucederá”. El cambio requiere tiempo, nervios, resistencia, compromiso, pasión, persistencia, fidelidad y mucha GRACIA … ¡Y luego viene el crecimiento!

Ayúdanos a Dios!

Robert Michael Lay

Cell Ministerio de la Iglesia de Brasil

Permanent Incentive to Leaders

coach_mario2016speakingMario Vega, www.elim.org.sv

At the Elim church, we have a special conference for leaders and coaches once a year. The conference is held from Monday to Friday and during those days leaders and coaches are the only ones who can participate in the activity. During that week the regular activities of the church are suspended to serve the people who committed and have labored all year in cell ministry. In addition, at the end of every year, we organize activities at the zone and district level to thank and encourage the leaders.

However, the real incentive for leaders is the care that the system itself gives them. It is the coach’s responsibility to love their leaders, listen to them, train them, challenge them and accompany them. The coach’s role as an advisor is so fundamental that it ends up being the deciding factor to keep the leaders’ passion burning. On the other hand, the coaches also have the pastors who are responsible for encouraging them on a constant basis. When this task of care and mutual love is practiced on a permanent basis, leaders will always have the courage to continue their work in the long run.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Incentivo Permanente aos Líderes

Por Mario Vega,  www.elim.org.sv

Na igreja Elim temos uma conferência especial para líderes e treinadores uma vez por ano. A conferência é realizada de segunda a sexta-feira e, durante esses dias, líderes e treinadores são os únicos que podem participar da atividade. Durante essa semana, as atividades regulares da igreja são suspensas para servir as pessoas que se comprometeram e trabalharam o ano todo no ministério celular. Além disso, no final de cada ano, organizamos atividades no nível da zona e do distrito para agradecer e incentivar os líderes.

No entanto, o verdadeiro incentivo para os líderes é o cuidado que o próprio sistema lhes dá. É responsabilidade do treinador amar seus líderes, ouvi-los, treiná-los, desafiá-los e acompanhá-los. O papel do treinador como conselheiro é tão fundamental que acaba por ser o fator decisivo para que a paixão dos líderes se mantenha queimando. Por outro lado, os treinadores também têm os pastores que são responsáveis por encorajá-los em uma base constante. Quando esta tarefa de cuidado e amor mútuo é praticada de forma permanente, os líderes sempre terão a coragem de continuar seu trabalho a longo prazo.

Spanish blog:

El estímulo permanente a los líderes

Por Mario Vega,  www.elim.org.sv

En iglesia Elim se realiza una conferencia especial para líderes y supervisores una vez al año. La conferencia se desarrolla de lunes a viernes y durante esos días los líderes y los supervisores son los únicos que pueden participar de la actividad. Durante esa semana las actividades regulares de la iglesia se suspenden para atender a las personas comprometidas con el trabajo celular. Además, cada fin de año se suelen organizar actividades de agradecimiento y de estímulo para los líderes a nivel de zonas o de distritos.

No obstante, el verdadero estímulo para los líderes es el cuidado que el mismo sistema les brinda. Es responsabilidad de los supervisores el amar a sus líderes, escucharlos, entrenarlos, desafiarlos y acompañarlos. El papel del supervisor como asesor es tan fundamental que termina siendo el factor decisivo para mantener encendida la pasión en los líderes. Por su parte, los supervisores tienen a la vez a los pastores que son los responsables de animarles de manera constante. Cuando esta tarea de cuidado y amor mutuo se práctica de manera permanente, los líderes siempre tendrán el ánimo suficiente para continuar con su tarea al largo plazo.

Bless your leaders!

coaches_jeffTun2011

By Jeff Tunnell

There are many ways to demonstrate sincere love for the brothers and sisters in Christ who labor in His field throughout the year.

The annual Christmas banquet for cell leaders was one of our treasured events at the end of our goal-driven year. It was a marvelous celebration every time. We centered on Christ, His birth, and the reason we had worked so hard all year long. A short video compilation showing each group’s activity and events of the year re-inspired us while alerting us to the new year approaching. The food was always catered in a festive and decorated atmosphere.

Worship together followed by a short message of congratulations from a special speaker from outside our own ranks, inspired us toward knowing that our labor was never in vain. Joel Comiskey spoke at these events most often, for which we are forever grateful.

Leaders can grow weary in well doing. Shepherding God’s flock is a 24-hour per day endeavor. The cell leaders stand out as our heroes, and we want them to know that we understand the level of their commitment.

Buying them the latest cell books each year is additionally helpful. Providing other books on leadership and reading them together as a team, is a regular lift to the spirit of the worker.

The greatest motivators I am aware of are times of personal interaction between the cell leader and their direct supervisor or pastor. Knowing those who labor among you works in both directions. Sharing life and fellowship, breaking bread and praying together, enjoying a relaxed meal in pleasure-filled company without a work agenda, are a main impetus to future work together.

An English maxim:
People do not care how much you know,
Until they know how much you care!

Jeff

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Abençoe Seus Líderes!

Por Jeff Tunnell

Há muitas maneiras de demonstrar amor sincero pelos irmãos e irmãs em Cristo que trabalham em Seu campo ao longo do ano.

O banquete anual de Natal para líderes celulares foi um dos nossos tesouros no final de nosso ano dirigido pelo objetivo. Foi sempre uma celebração maravilhosa. Nós nos centramos em Cristo, Seu nascimento e a razão pela qual tínhamos trabalhado tão duro durante todo o ano. Uma breve compilação de vídeo que mostra a atividade e os eventos de cada grupo do ano nos inspiraram novamente, alertando-nos para o ano seguinte que se aproximava. A comida sempre foi atendida em uma atmosfera festiva e decorada.

Adoramos juntos, seguido de uma breve mensagem de parabéns de um orador especial de fora de nosso próprio meio, que nos inspirou a saber que nosso trabalho nunca foi em vão. Joel Comiskey falou nestes eventos mais frequentemente, pelo que estamos sempre gratos.

Os líderes podem ficar cansados ??em fazer bem. Pastar o rebanho de Deus é um esforço de 24 horas por dia. Os líderes celulares se destacam como nossos heróis, e queremos que eles saibam que entendemos o nível de seu compromisso.

Comprar os últimos livros sobre células a cada ano é uma ajuda extra. Fornecer outros livros sobre liderança e lê-los juntos como uma equipe é um impulso regular para o espírito do trabalhador.

Os maiores motivadores que conheço são momentos de interação pessoal entre o líder da célula e seu supervisor direto ou pastor. Saber que queles que trabalham entre vocês funciona em ambos os sentidos. Compartilhar a vida e o companheirismo, dividir o pão e orar juntos, desfrutar de uma refeição descontraída com uma companhia  cheia de prazer sem uma agenda de trabalho são um ímpeto principal para o futuro trabalho em conjunto.

Um princípio inglês:
As pessoas não se importam com o quanto você sabe,
Até que elas saibam o quanto você se importa!

Jeff

Spanish blog:

Bendigan a sus líderes!

Por Jeff Tunnell

Hay muchas maneras de demostrar amor sincero por los hermanos y hermanas en Cristo, que trabajan en los diferentes campos durante todo el año.

El banquete anual de Navidad para líderes celulares, fue uno de nuestros eventos más preciados al final de nuestro año de objetivos. Cada año era una celebración maravillosa. Nos centramos en Cristo, su nacimiento y la razón por la que trabajamos tanto todo el año. Una breve recopilación de videos que mostraba la actividad y los eventos de cada grupo en el año nos inspira de nuevo y nos alerta sobre el próximo año. La comida siempre fue servida en un ambiente festivo y decorado.

Adorar juntos, seguido de un breve mensaje de felicitación de un orador especial de fuera de nuestra congregación, nos inspiraba para saber que nuestro trabajo nunca fue en vano. Joel Comiskey habló en estos eventos con mucha frecuencia, por lo que estamos eternamente agradecidos.

Los líderes pueden agotarse al hacer las cosas bien. Pastorear el rebaño de Dios es una tarea de 24 horas al día. Los líderes celulares se destacan como nuestros héroes, y queremos que sepan que entendemos el nivel de su compromiso.

Comprarlos los últimos libros celulares cada año también es útil. Proporcionar otros libros sobre liderazgo y leerlos juntos como equipo, es una buena manera de elevar el espíritu del trabajador.

Los mayores motivadores que conozco son los momentos de interacción personal entre el líder de la célula y su supervisor directo o su pastor. Conocer a los que trabajan entre ustedes funciona en ambas direcciones. Compartir la vida y el compañerismo, partir el pan y orar juntos, disfrutar de una comida relajada en una compañía de todos, llena de placer sin una agenda de trabajo, son un ímpetu principal para el trabajo futuro en conjunto.

Una máxima en inglés:
A la gente no le importa cuánto sabes
¡Hasta que sepan cuánto te interesas por ellos!

Persistence In Cell Ministry, part 2

Chris Oahre, HilltopChristianCentre

Proverbs 24:10

I have fallen several times, but never let go in my pursuit of cell ministry. I have found that persistence is the key word for remaining in cell ministry and making a success of it.

From the early days of cell ministry, the attacks have been intense. The worst have been from within the church. The pain is greatest if your attackers are from your own family. “A man’s foes are those of his household” (Matthew 10:36).

Many of our cell leaders were quite discouraged and often returned to me with reports of difficulties. I learned that the devil will often seek to use the potent weapon of discouragement to stop us. But like it was for the widow in Luke 18:1-7 who persisted until the unjust judge gave in and granted her petition against her adversary, if we persist, we can overcome the obstacles and adversary.

The reluctance of a sizable number of our leaders to buy into the vision of cells was very distressing. This was happening because they were comparing our church with other churches that are program oriented.

Nigeria is blessed with very large churches that don’t practice cells. Many of them are led by Anointed Apostolic and Prophetic leaders whose gifts pull great crowds of people after them. Some of these churches have hundreds of thousands of members.

Being in such an environment often results in our own members challenging us to abandon the cell strategy and become program driven. I have only continued to persist in cell ministry because of my resolve to do what God has said.

The joy of cell ministry is that it creates an environment for authentic Christianity. It raises disciples, the laborers that will reap the end time harvest. Difficult times will come, but I always remember, “if you faint in the days of adversity, then your strength is small” (Proverbs 24:10). If you persist, your prosperity will emerge out the ashes of the same adversity.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Persistência no Ministério das Células, parte 2

Chris Oahre, HilltopChristianCentre

Provérbios 24:10

Eu caí várias vezes, mas me ergui de volta na minha busca do ministério celular. Descobri que a persistência é a palavra-chave para permanecer no ministério das células e fazer um sucesso disso.

Desde os primeiros dias do ministério celular, os ataques foram intensos. O pior foi da igreja. A dor é maior se seus atacantes forem de sua própria família. “E assim os inimigos do homem serão os seus familiares.”Mateus 10:36

Muitos dos nossos líderes celulares foram bastante desencorajados e muitas vezes voltaram para mim com relatos de dificuldades. Aprendi que o diabo muitas vezes procura usar a poderosa arma de desânimo para nos impedir. Mas, como foi para a viúva em Lucas 18: 1-7 que persistiu até que o juiz injusto cedeu e concedeu sua petição contra seu adversário, se persistiremos, podemos superar os obstáculos e adversários.

A relutância de um número considerável de nossos líderes para comprar a visão das células foi muito angustiante. Isso estava acontecendo porque eles estavam comparando nossa igreja com outras igrejas orientadas para o programa.

A Nigéria é abençoada com igrejas muito grandes que não praticam células. Muitas delas são liderados por líderes apostólicos e proféticos ungidos, cujos dons levam grande multidão de pessoas atrás deles. Algumas dessas igrejas têm centenas de milhares de membros.

Estar em um ambiente desse tipo muitas vezes resulta em nossos próprios membros desafiando-nos a abandonar a estratégia celular e nos tornarmos orientados para o programa. Eu apenas continuei a persistir no ministério celular por causa da minha determinação de fazer o que Deus disse.

A alegria do ministério celular é que cria um ambiente para o cristianismo autêntico. Ela levanta discípulos, os trabalhadores que colherão a colheita do fim do tempo. Serão tempos difíceis, mas sempre me lembro, “Se te mostrares fraco no dia da angústia, é que a tua força é pequena.” (Provérbios 24:10). Se você persistir, a prosperidade emergirá das cinzas da mesma adversidade.

Spanish blog:

La persistencia en el Ministerio Celular, parte 2

Chris Oahre, HilltopChristianCentre

Proverbios 24:10

He caído varias veces, pero volví en mi búsqueda del ministerio celular. Descubrí que la persistencia es la palabra clave para permanecer en el ministerio y lograr el éxito.

Desde los primeros días del ministerio celular, los ataques han sido intensos. Lo peor ha sido desde dentro de la iglesia, el dolor es mayor si tus atacantes son de tu propia familia. “Los enemigos del hombre será los de su casa” (Mateo 10:36).

Muchos de nuestros líderes celulares estaban bastante desanimados y con frecuencia venían a mi, con informes de dificultades. Aprendí que el diablo a menudo buscará utilizar la arma poderosa del desánimo para detenernos. Pero como ocurrió  con la viuda en Lucas 18: 1-7 que persistió hasta que el juez injusto cedió y aceptó su petición contra su adversario, si persistimos, podemos vencer los obstáculos y las adversidades.

La renuencia de una cantidad considerable de nuestros líderes a comprar en la visión de las células fue muy angustiante. Esto estaba sucediendo porque estaban comparando nuestra iglesia con otras iglesias que están orientadas a los programas.

Nigeria está bendecida con iglesias muy grandes que no practican el modelo célular. Muchas de estás son dirigidos por líderes Apostólicos y Proféticos Ungidos cuyos dones atraen a grandes multitudes de personas. Algunas de estas iglesias tienen cientos de miles de miembros.

Estar en un entorno de este tipo a menudo resulta en que nuestros propios miembros nos desafíen a abandonar la estrategia celular y convertirnos en un iglesia basada en programas. Solo he continuado persistiendo en el ministerio celular debido a mi determinación en hacer lo que Dios ha dicho.

La alegría del ministerio celular es, que crea un ambiente para un cristianismo auténtico. Levanta discípulos, los obreros que cosecharán la cosecha de los tiempos finales. Llegarán tiempos difíciles, pero yo siempre recuerdo, “si fueres flojo en el día de trabajo, Tu fuerza será reducida.” (Proverbios 24:10). Si persistes, tu prosperidad surgirá de las cenizas de la misma adversidad.

Persistence In Cell Ministry, part 1

Chris Oahre, HilltopChristianCentre

“Let us not become weary in doing good, for at the proper time we will reap a harvest if we do not give up.” -Galatians 6:9

Since learning about cell ministry as a young christian, I have felt a special connection to the concept. However, my experience with it in practice has not been as rosy as I thought it would be.

I have made several attempts at cell ministry and quit an equivalent number of times. However I have been drawn back to it like ants are to sugar.

Our first cell experience was in 1996 when our church was very young. The concept quickly took hold. In a period of eighteen months, our single cell multiplied into ten cells groups. But this powerful movement that could have potentially took our city over suffered a slow death due to poor leadership and negligence. We lost momentum and for some years it was buried.

I have now learned that this failure occurred because I was not schooled on the real reason for cell ministry. I did not understand the “why” of the cell system.

I used to see cell church as a numerical growth tactic. Although growth occurred, it was not as “fast as we expected.” Thankfully, we did experience slow and steady growth.

However, my dream was for fantastic numerical increase because I was carried away with stories of fast growing churches and their methods that were making news. I inadvertently ran after them, to our detriment.

Although I had Biblical reasons for cells in my spirit, pressure for numerical growth forced me to rewrite my theology.

The character that will stabilize you to be able to persist in cell ministry is this: a strong realization that the cell is God’s strategy. It is Gods method to raise disciples. This must be you reason, your “why” for cell ministry or else you will quit when the going gets rough.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Persistência no Ministério das Células, parte 1

Chris Oahre, HilltopChristianCentre

“E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. Gálatas 6:9

Desde que aprendi sobre o ministério celular como um jovem cristão, senti uma conexão especial com o conceito. No entanto, minha experiência com ele na prática não foi tão favorável como eu pensei que seria.

Eu fiz várias tentativas no ministério celular e desisti um número equivalente de vezes. No entanto, eu fui atraído de volta para ele como formigas são para açúcar.

Nossa primeira experiência celular foi em 1996, quando nossa igreja era muito jovem. O conceito rapidamente tomou posse. Em um período de dezoito meses, nossa célula única se multiplicou em dez grupos de células. Mas este poderoso movimento que poderia ter potencialmente levado a nossa cidade sofreu uma morte lenta devido à má liderança e negligência. Perdemos o impulso e por alguns anos ficou enterrado.

Agora soube que essa falha ocorreu porque não fui educado no verdadeiro motivo do ministério celular. Não entendi o “porquê” do sistema celular.

Eu costumava vê-lo como uma tática de crescimento numérico. Embora o crescimento tenha ocorrido, não foi tão rápido quanto esperávamos. Sim, experimentamos um crescimento lento e estável.

Meu sonho foi para o aumento numérico fantástico porque me deixei levar por histórias de igrejas de rápido crescimento e seus métodos que estavam fazendo notícias. Eu inadvertidamente correi atrás deles, em nosso detrimento.

Embora eu tivesse razões bíblicas para células em meu espírito, a pressão para o crescimento numérico me obrigava a reescrever minha teologia.

O caráter da superestrutura para te estabilizar para poder persistir no ministério celular é este: uma forte percepção de que a célula é a estratégia de Deus. É o método de Deus para criar discípulos. Esta deve ser sua razão, seu “porquê” para o ministério celular, ou então você vai desistir quando as coisas ficarem difíceis.

Spanish blog:

La persistencia en el ministerio celular, parte 1

Chris Oahre, HilltopChristianCentre

“No nos cansemos, pues, de hacer bien; porque a su tiempo segaremos, si no desmayamos.” -Gálatas 6:9

Desde que aprendí sobre el ministerio celular como un joven cristiano, he sentido una conexión especial con el concepto. Sin embargo, mi experiencia con el ministerio  en la práctica no ha sido tan facil, como pensé que sería.

He hecho varios intentos en el ministerio celular y no me fue bien un igual número de veces. Sin embargo, he llamado de nuevo como las hormigas al azúcar.

Nuestra primera experiencia celular fue en 1996 cuando nuestra iglesia era muy joven. El concepto rápidamente se detuvo;  en un período de dieciocho meses, nuestra única célula se multiplicó en diez células. Pero este poderoso movimiento que potencialmente podría haber tomado nuestra ciudad, sufrió una muerte lenta debido a la falta de liderazgo y negligencia. Perdimos impulso y durante algunos años fue enterrado.

Ahora he aprendido que este fracaso ocurrió porque no fui educado sobre la verdadera razón del ministerio celular. No entendí el “por qué” del sistema celular.

Solía ??verlo como una táctica de crecimiento numérico. Aunque el crecimiento ocurrió, no fue tan “rápido como esperábamos”. Sí, experimentamos un crecimiento lento y constante.

Mi sueño era un fantástico aumento numérico, porque me dejé llevar por las historias de la iglesia de rápido crecimiento y sus métodos que eran noticia. Inadvertidamente corrí detrás de ellos, para nuestro perjuicio.

Aunque tenía bases Bíblicas para las células en mi espíritu, la presión del crecimiento numérico me obligó a reescribir mi teología.

El carácter de la superestructura, para que puedas persistir y estabilizarte en el ministerio celular es esta: una fuerte convicción de que la célula es la estrategia de Dios. Es el método de Dios para levantar discípulos. Debes verlo así, tu “por qué” para el ministerio celular o de lo contrario abandonarás todo, cuando las cosas se pongan difíciles.