When Bigger Isn’t Better

steve

by Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

A popular commercial in the U.S. features a man sitting at a table with young children, asking, “Which is better, bigger or smaller?” The kids all respond by yelling, “Bigger!”

However, when it comes to church gathering sizes, the answer might be “Smaller,” at least where discipleship is concerned.

When the New Testament church gathered, it was generally in homes and thus in small groups. The relatively small number of people made it possible for each person to participate actively in ways which are impossible in a large gathering. 1 Corinthians 14:26 says, When you come together, each of you has a hymn, or a word of instruction, a revelation, a tongue or an interpretation. Everything must be done so that the church may be built up. The early church’s meetings were highly interactive. This allowed believers to share with others what God was teaching and to practice their spiritual gifts. This led to a healthy, vital church (“so that the church may be built up”).

Large crowds gathered for worship are exciting in many ways. But by their nature they are “one-way” venues; communication flows from the front to the crowd. Discipleship and personal ministry can be facilitated better in a small gathering. If the mission of your church is to make disciples, then doesn’t it make sense to prioritize the environment that is most effective at doing that?

Putting small cell groups at the core of your church’s ministry can result in stronger disciples. It might be tempting to think that offering a wide variety of ministry programs and options will mean “something for everyone”. But actually, what everyone needs is the opportunity to develop spiritually in an environment where they can participate actively in the ministry. Don’t allow other well-meaning programs to crowd that out. Keep the main thing the main thing, then the church will be built up.

Steve

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Quando o Maior Não é o Melhor

por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Um comercial popular nos EUA mostra um homem sentado à mesa com crianças pequenas, que perguntava, “Qual é o melhor, o maior ou o menor?” Todas as crianças responderam gritando, “O maior!”

No entanto, quando se trata do crescimento da igreja, a resposta correta pode ser “O menor”, pelo menos quanto ao discipulado.

Quando a igreja do Novo Testamento se reunia, era geralmente em casas e, assim, em grupos pequenos. O número relativamente pequeno de pessoas tornava possvel a cada uma participar ativamente de formas que são impossveis em uma grande reunião. Em 1 Corntios 14:26 está escrito, “Quando vocês se reúnem, cada um de vocês tem um salmo, ou uma palavra de instrução, uma revelação, uma palavra em uma lngua ou uma interpretação. Tudo seja feito para a edificação da igreja.” Os encontros da igreja primitiva eram altamente interativos.  Isso permitia aos crentes compartilharem com os outros o que Deus estava ensinando e praticarem seus dons espirituais.  Isso levou a uma saudável, igreja vital (“para a edificação da igreja”).

Grandes multidões reunidas para adorar são empolgantes em muitas formas. Mas por suas naturezas elas são vias de “mão única”; a comunicação flui da frente para a multidão. Discipulado e ministração pessoal podem ser mais bem facilitados em uma pequena reunião. Se a missão da sua igreja é fazer discpulos, então não faz mais sentido priorizar o ambiente que é mais eficaz em fazer isso?

Colocar pequenos grupos de célula no centro do ministério de sua igreja pode resultar em discpulos mais fortes. Pode ser tentador pensar que oferecer uma vasta variedade de programas ministeriais e opções vai significar em “algo para todos”. Mas na realidade, o que todos precisam é a oportunidade de se desenvolver espiritualmente em um ambiente onde eles podem participar ativamente no ministério. Não permita que outros programas bem-intencionados dominem isso. Mantenha o principal como o principal, e então a igreja será edificada.

Steve

Spanish blog:

Cuando grande no es mejor

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Un comercial muy popular en los EE.UU. muestra a un hombre sentado en una mesa con pequeños niños, preguntándoles: “¿Qué es mejor, grande o pequeño?” Todos los niños responden gritando: “¡Grande!”

Sin embargo, cuando se trata de tamaños de reunión en la iglesia, la respuesta podra ser “pequeño”, por lo menos cuando se refiere al discipulado.

Cuando la iglesia del Nuevo Testamento se reuna, era generalmente en los hogares y en pequeños grupos. El número relativamente pequeño de personas, hizo posible que cada persona participe activamente en formas que son imposibles en una gran reunión. 1 Corintios 14:26 dice: Cuando os reuns, cada uno de vosotros tiene salmo, tiene doctrina, tiene lengua, tiene revelación, tiene interpretación. Hágase todo para edificación. Las reuniones de la iglesia primitiva eran muy interactivas. Esto permitió a los creyentes compartir con otros lo que estaba enseñando a Dios y a practicar sus dones espirituales. Esto llevó a una iglesia saludable y vital (“para que la iglesia reciba edificación”).

Las Grandes multitudes se reúnen para alabar y son muy interesantes en muchos aspectos. Pero por su naturaleza, son lugares de “una sola va”, la comunicación fluye desde la parte delantera de la multitud. El discipulado y ministerio personal se puede facilitar mejor en una reunión pequeña. Si la misión de tu iglesia es hacer discpulos, entonces ¿Tiene sentido dar prioridad a un medio ambiente que es más eficaz para hacer eso?

EL poner grupos de células pequeñas en el centro del ministerio de su iglesia puede resultar en discpulos más fuertes. Puede ser tentador pensar en la oferta de una amplia variedad de programas y opciones de ministerio que significa “algo para todos”. Pero en realidad, lo que todos necesitan es la oportunidad de desarrollarse espiritualmente en un entorno en el que puedan participar activamente en el ministerio. No permita que otros programas bien intencionados te aglomeren. Mantén lo principal y solo lo principal, y después la iglesia será edificada.

Steve

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Free Facilitator PDF download

This book on how to facilitate a small group will help your ministry

You have Successfully Subscribed!