Learning to say NO

joel

by Joel Comiskey

I’m convinced that learning to say no is one of the most important principles in the cell church. There are one million good things that will come knocking—even pounding—on your church door. These are well-intentioned programs by well-intentioned people, but they will surely drown your cell ministry. No is a blessed word in the cell church. If you don’t learn to say no, you’re cell church system will flounder.

How many times have I heard, “This program will strengthen our cell ministry by making better cell leaders . . .” Be careful about this type of argument. In one sense, every program on the market might have some long-term benefit for cell leaders. But in the meantime, these programs draw the leader away from their principal work. They require loads of extra time and normally only benefit the cell leader indirectly.

Don’t add programs with the hope that it might somehow benefit cell ministry in the long run. Billy Hornsbee writes: “There are many good ideas that we want to attach to the cells to help them be successful. These attachments are simply not needed. In fact, they will eventually burden the cell groups so much that there will be an “overload” factor that will kill one cell group after another along with its leadership” (Holding the Harvest tape series). Admittedly, after the cell church philosophy has been thoroughly formulated as part of the warf and woof of the church, other ministries might be added, but these new ministries are not seen as competitive because everyone on staff understands where they fit and all those who participate are involved in cells.

But the majority of churches are so accustomed to the traditional, program style of ministry that you must learn to say no. This is especially true in the early stages—before cell church ministry is a way of life. In this early stage, you must be exceedingly careful about the addition of new programs. It’s like planting a new garden. You must give the seeds a chance to grow by rooting out the grass, which would destroy the new growth. You must water and provide sufficient sunlight. When you first plant the cell church philosophy, you protect your new philosophy from the grass of church programs and competing activities.For many churches transitioning into the cell lifestyle, it’s wise to place a moratorium on new programs for a certain time. Tell the people that you need to establish the cell philosophy as a way of life in the church.

Thoughts?

Joel

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Aprendendo a dizer NÃO

por Joel Comiskey

Tenho a certeza de que aprender a dizer não é um dos mais importantes princpios na igreja em células. Existem um milhão de coisas boas que virão batendo – até esmurrando – a porta da sua igreja. Estes são os programas bem intencionados de pessoas bem intencionadas, mas eles certamente desacelerarão o seu ministério de células. Não é uma palavra abençoada na igreja em células. Se você não aprender a dizer não, seu sistema vai estribuchar.

Quantas vezes eu ouvi: “Este programa vai fortalecer nosso ministério de células formando lderes melhores…”. Tome cuidado com este tipo de argumento. De certa forma, cada programa no mercado pode trazer algum benefcio ao lder de célula a longo prazo. Mas no decorrer, este programa acabará por afastá-lo do seu objetivo principal. Eles requerem muito tempo extra e normalmente apenas beneficiam indiretamente ao lder de célula.

Não crie programas esperando que eles beneficiarão de certa forma o ministério de célula a longo prazo. Billy Hornsbee escreveu: “Existem muitas ideias que queremos vincular às células para ajudá-las a terem sucesso. Essas atribuições são simplesmente desnecessárias. Na verdade, elas acabarão sobrecarregando tanto as células que eles se tornarão um fator “sobrecarga” que matarão os grupos de célula um a um junto com a liderança” (série Segurando a Colheita). Reconhecidamente, após a filosofia do ministério de células ter sido completamente formulada como revestimento da igreja, outros ministérios podem ser criados, mas esses novos ministérios não podem ser vistos como competitivos porque todos do grupo entendem ondem eles se encaixam e todos aqueles que participam estão envolvidos nas células.

Mas a maioria das igrejas estão muito acostumadas ao tradicional, tipo de ministério que você deve aprender a dizer não. Isto é particularmente verdade nos estágios iniciais – antes o ministério da igreja em célula é um modo de vida. Neste estágio inicial, você deve ser excessivamente cuidadoso com a adição de novos programas. É como plantar um novo jardim. Você deve dar às sementes a oportunidade de crescer enraizando-se na grama, que pode destruir o novo crescimento. Você deve regar e fornecer suficiente luz solar. Quando você implanta a filosofia de igreja em célula, você protege sua nova filosofia dos programas e atividades competitivas do nvel do mato da igreja. Para muitas igrejas, transicionar para o estilo de vida de células é sensato fixar uma moratória sobre novos programas por um certo perodo de tempo. Diga as pessoas que você precisa estabelecer a filosofia da célula como um meio de vida na igreja.

Comentários?

Joel

Spanish blog:

Aprendiendo a decir NO

Por Joel Comiskey

Estoy convencido que aprender a decir no es uno de los principios más importantes de la iglesia celular. Hay un millón de cosas buenas que vendrán golpeando, incluso golpeando a la puerta de la iglesia. Se trata de programas bien intencionados por personas bien intencionadas, pero que seguramente van a ahogar el ministerio celular. No es una palabra bendita en la iglesia celular. Si no aprendes a decir no, el sistema de la iglesia celular se confundirá.

¿Cuántas veces has odo?: “Este programa fortalecerá nuestro ministerio celular haciendo mejores lderes celulares”… Tenga cuidado con este tipo de argumento. En cierto sentido, todos los programas en el mercado podran tener algún beneficio a largo plazo para los lderes celulares. Pero mientras tanto, estos programas toman al lder fuera de su obra principal. Requieren un mucho tiempo extra y normalmente sólo benefician al lder celular de forma indirecta.

No añada programas con la esperanza de que de alguna manera podra beneficiarse el ministerio celular a largo plazo. Billy Hornsbee escribe: “Hay muchas buenas ideas que se quieren unir a las células para ayudarles a tener éxito. Estos programas simplemente no se necesitan. De hecho, con el tiempo sobre cargaran los grupos celulares tanto que habrá un factor de “sobrecarga” que matará a un grupo de células junto con su liderazgo”. Es cierto que, después de que la filosofa de la iglesia celular haya sido formulada a fondo como parte de la  trama de la iglesia, podran añadirse otros ministerios, pero estos nuevos ministerios no son vistos como competitivos porque todo el personal sabe cuál es su lugar y todos los que participan están involucrados en las células.

Pero la mayora de las iglesias están tan acostumbrados al estilo tradicional, el programa del ministerio que usted debe aprender es a decir que no. Esto es especialmente cierto en las primeras etapas del ministerio celular, antes que una forma de vida. En esta primera etapa, debes ser extremadamente cuidadoso con la adición de nuevos programas. Es como plantar un nuevo jardn. Usted debe dar a las semillas la oportunidad de crecer races para erradicar la hierba, lo que destruira el nuevo crecimiento. Usted debe regar y proporcionar suficiente luz solar. Cuando usted planta La primera vez la filosofa de la iglesia celular, usted protege su nueva filosofa de la hierba de los programas de la iglesia y las actividades competitivas.

Para muchas iglesias en transición al estilo de vida celular, es prudente establecer una moratoria sobre los nuevos programas para un tiempo determinado. Dile a la gente que usted necesita para establecer la filosofa celular como una forma de vida en la Iglesia.

¿Pensamientos?

Joel

Leave a Reply

Your email address will not be published.