Cell Integration

joel

by Joel Comiskey

One pastor in the U.S. concluded that cell ministry didn’t work. When I probed further, I discovered that this pastor had wrongly interpreted the cell church strategy. He thought that cell church consisted only of cells with no children’s program or any other ministry. He believed that the cell groups performed all the other ministries in the church, like ushers, missions, children’s church, etc.

Much of the resistance toward the cell group model comes from wrong interpretations. “Cell group churches are against everything except cells,” some imagine. The reality is that it’s okay to have additional ministries in the cell church. The goal, however, is that all those participating in ministries are fully integrated into the cell system.

So what does integration actually mean? Integration means that those in a ministry are already involved in a cell group. They are also participating in the larger gathering. Will this happen immediately? No. If a church is transitioning to cell church ministry, full integration will take place over time. If a church is newly planted, integration can start from day one.

Cell churches believe that the cell is the base of the church. It’s the best place for a person to discover and use his or her spiritual gift and it’s where people become disciples. The larger gathering prepares those same disciples through the preaching of God’s Word and extended family time. In other words, the first priority is to be actively involved in a cell group and the larger gathering. Beyond this, some will have the time and energy to also participate in additional ministries.

For example, when a church has fully transitioned to the cell church strategy, those on the worship team are also regularly attending a cell group and in fact, it’s a requirement (and often those on the worship team were first using their musical talents in a cell group). In a “church with cells,” some are in cells and some in other ministries–cell groups are one ministry among many. In the cell church, the cell is the base of the church and the place where people grow as disciples.

So integration is not the absence of ministries. Rather, it’s making cells the base of the church by asking all those participating in church ministries to first become regularly involved in both cell and celebration. Will everyone be involved in a ministry? No. But in the cell church, everyone is expected to be fully involved in cell and celebration.

Integration also involves those who are in a cell but have not yet connected to the larger gathering (the reverse is also true. Some will first be involved in the larger gathering and need to join a cell group). Note: It’s very important that cell groups don’t try to invite and integrate evangelicals from other churches into their cell groups. This is called sheep stealing and is unethical!!

This month on the JCG blog, we will be exploring the topic of integration in cell ministry. Experienced cell pastors will write twenty blogs on this topic during the month of February. We’ll cover:

• Week 1 (February 02-8). What does it mean to make cells the base of the church? It’s not getting rid of all ministries but integrating people into cell and celebration and then to ministries.

• Week 2 (February 09-15). Difficulties and victories of integration. Difficulties include those who don’t want to be in cells but just want to do tasks. How do cell churches overcome this? Victory is having a true cell church.

• Week 3 (February 16-22). Integration of those outside the church: Remember that cells are for members of your church and unchurched people. We need to avoid sheep stealing.

• Week 4 (February 23-March 01). Some people will be in a cell and not attend the celebration gathering while others will attend the larger gatherings but integrate into a cell group. What are some of the ways to integrate people into both cell and celebration?

What has your experience been with regard to integration in cell ministry? Do you have people in your cell group from other evangelical churches? What are your convictions in this regard? Please feel free to commet.
Joel

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Integração em Células

por Joel Comiskey

Um pastor nos EUA concluiu que o ministério em células não funcionava. Quando eu sondei mais a fundo, descobri que este pastor tinha interpretado erroneamente a estratégia de igrejas em célula. Ele pensava que igrejas em célula consistia apenas em células sem programas para crianças ou qualquer outro ministério. Ele acreditava que os ministérios da célula desenvolviam todos os outros ministérios na igreja, como porteiros, missionários, escola de crianças, etc.

A maior parte da resistência em relação ao modelo de células vêm de interpretações erradas. “Igrejas em células são contra tudo menos células”, alguns pensam. A verdade é que é correto ter ministérios adicionais na igreja em células. O objetivo, entretanto, é que todos os envolvidos nos ministérios estejam completamente integrados no sistema de células.

Então qual é o real significado de integração? Integração significa que todos em um ministério já estão envolvidos em uma célula. Eles também estão participando de uma congregação maior. Isto ocorrerá imediatamente? Não! Se uma igreja está transicionando para o ministério em células, a plena integração ocorrerá com o tempo. Se uma igreja é recém plantada, a integração pode iniciar no primeiro dia.

Igrejas em células acreditam que a célula é a base da igreja. É o melhor local para uma pessoa descobrir e usar seus dons espirituais e é onde as pessoas se tornam discpulos. As reuniões maiores preparam estas mesmas pessoas através da Palavra de Deus e tempo com a famlia estendida. Em outras palavras, a principal prioridade é estar envolvido ativamente em uma célula e nos grupos maiores. Algum tempo depois, algumas pessoas terão o tempo e a energia necessários para participarem de outros ministérios.

Por exemplo, quando uma igreja transiciona totalmente para a estratégia em células, as pessoas do ministério de louvor também participam regularmente de uma célula e, na verdade, é um requisito (e geralmente as pessoas do louvor utilizavam seus talentos musicais previamente em uma célula). Em uma ”igreja com células” alguns estão em células e outros em ministérios – as células são um ministério dentre outros. Na igreja em células, a célula é a base da igreja e o local onde as pessoas se tornam discpulos.

Integração também envolve aqueles que estão em uma célula mas ainda não se conectaram ao grupo maior (o contrário também é verdade. Alguns se envolverão em uma reunião maior e necessitarão se unir a uma célula). Atenção: É muito importante que as células não tentem convidar e integrar evangélicos de outras igrejas nas suas células. Isto é chamado de roubo de ovelhas e não é ético!

Neste mês no blog JCG exploraremos o tópico de integração no ministério em células. Pastores experientes em igrejas em células escreverão vinte blogs sobre este tópico no mês de fevereiro.Discutiremos:

  • Semana 1 (2 a 8 de fevereiro): O que significa fazer das células a base da igreja? Não significa se livrar de todos os ministérios mas integrar as pessoas nas células e celebrações e depois nos ministérios.
  • Semana 2 (9 a 15 de fevereiro): Dificuldades e vitórias na integração. Dificuldades incluem aqueles que não querem estar nas células mas querem desempenhas tarefas. Como vencer isto? Vitória é ter igrejas em células genunas.
  • Semana 3 (16 a 22 de fevereiro): Integração daqueles que não são da igreja: Lembre-se que as células são para aqueles da sua igreja e para pessoas sem igreja. Devemos evitar o roubo de ovelhas.
  • Semana 4 (23 de fevereiro a 1 de março): Algumas pessoas participarão da célula mas não da reunião de celebração mas se integrarão às células. Quais são as formas de integrar as pessoas tanto nas células e nas celebrações?

O que você tem vivenciado com relação a integração ao ministério em células? Você tem pessoas na sua célula de outras igrejas evangélicas? Quais são suas convicções com relação a isso?

Spanish blog:

Integración celular

por Joel Comiskey

Un pastor en los Estados Unidos llegó a la conclusión de que el ministerio celular no funcionaba. Cuando investigué más, descubr que este pastor haba interpretado erróneamente la estrategia de la iglesia celular. Ã‰l pensó que la iglesia celular consista sólo encélulas sin programa de niños o cualquier otro ministerio. Ã‰l creyó que los grupos celulares realizaban todos los otros ministerios en la iglesia, como ujieres, misiones, iglesia de niños, etc.

Gran parte de la resistencia hacia la iglesia celular proviene de interpretaciones equivocadas. “Las iglesias de grupos celulares están en contra de todo, excepto las células,” algunas personas se imaginan. La realidad es que está bien tener ministerios adicionales en la iglesia celular. El objetivo, sin embargo, es que todos los que participan en los ministerios estén plenamente integrados en el sistema celular.

As que, ¿Qué significa en realidad la integración? La integración significa que los que están en cualquier ministerio en la iglesia ya están involucrados en unacélula y en la celebración el domingo. ¿Ocurrirá esto de inmediato? No. Si una iglesia está en la transición al ministerio de la iglesia celular, la plena integración se llevará a cabo a través del tiempo. Si una iglesia está recién plantada, la integración puede comenzar desde el primer da.

Las iglesias celulares creen que la célula es la base de la iglesia. Es el mejor lugar para descubrir y usar sudon espiritual y es donde la gente se convierte en discpulos. La celebración (grupo grande) prepara esos mismos discpulos a través de la predicación de la Palabra de Dios y el tiempo de la familia extendida.En otras palabras, la primera prioridad es la de participar activamente en una célula y la reunión grande (celebración). Más allá de esto, algunos tendrán tiempo y energa para participar también en ministerios adicionales.

Por ejemplo, cuando una iglesia ha llegado a ser una iglesia celular, los del grupo de alabanza también están asistiendo regularmente a un grupo de células y, de hecho, es un requisito (y muchas veces los del grupo de alabanza fueron primero utilizando sus talentos musicales en un grupo de células). En una “iglesia con células,” algunos se encuentran en las células y algunos en otros ministerios. O sea, los grupos celulares son un ministerio entre muchos. En una iglesia celular, la célula es la base de la iglesia y el lugar donde la gente crece como discpulos.

As que la integración no es la ausencia de ministerios.Más bien, se trata de hacer las células la base de la iglesia. ¿Estará todos participando en un ministerio?No. Pero en la iglesia celular, se espera que todos participen plenamente en la célula y la celebración.

La integración también involucra a quellos que están en una célula, pero aún no se han conectado a lareunión grande (por otro lado, algunos primero participarán en la reunión grande y tendrán necesidad de unirse a una célula). Nota: Es muy importante que los grupos de células no traten de invitar e integrar evangélicos de otras iglesias en sus grupos celulares. Esto se llama “robar ovejas” y no es ético.

Este mes en el blog de JCG, vamos a explorar el tema de la integración en el ministerio celular. Pastores de células con experiencia escribirán veinte blogs sobre este tema durante el mes de febrero. Vamos a cubrir: 

 

  • Semana 1 (Febrero 02 al 08). ¿Qué significa hacer que las células sea la base de la iglesia? No es deshacerse de todos los ministerios, sino integrar a las personas en la célula y la celebración y luego a los ministerios.
  • Semana 2 (Febrero 09 al 15). Las dificultades y los triunfos de la integración. Las dificultades incluyen a aquellos que no quieren estar en las células, pero sólo quieren hacer las tareas.¿Cómo iglesias celulares superan esto? La victoria es tener una verdadera iglesia celular.
  • Semana 3 (Febrero 16 al 22). La Integración de personas fuera de la iglesia: Recuerde que las células son para los miembros de su iglesia y las personas que no tienen una iglesia. Tenemos que evitar el “robo de ovejas” de otras iglesias evangelicas.  
  • Semana 4 (Febrero 23 a Marzo 01). Algunas personas estarán en una célula y no asisten a la reunión de la celebración mientras que otros asistirán a las reuniones grandes, pero se integraran en un grupo de células. ¿Cuáles son algunas de las maneras de integrar a las personas tanto en la célula y la celebración?

¿Cuál ha sido su experiencia con respecto a la integración en el ministerio celular? ¿Tiene gente en tu grupo celular de otras iglesias evangélicas? ¿Cuáles son tus convicciones en este sentido? Por favor, siéntase libre de comentar.

2 thoughts on “Cell Integration

  • “For example, when a church has fully transitioned to the cell church strategy, those on the worship team are also regularly attending a cell group and in fact, it’s a requirement…”

    That’s really good Joel! Highlight, underline and star it.

Leave a Reply

Your email address will not be published.