How Our Discipleship Equipping Route Evolved

mario

by Mario Vega, http://www.elim.org.sv/

When Elim made its transition to become a cell church, we saw immediately the need for having a equipping course for leaders. Our first Leader’s Route, however, was extremely short and simple. There were only four lessons that were completed in a month. But there was a reason for that. Elim already had 3,000 members when it made its transition. Consequently, it had enough mature people in the faith that did not need more than a few weeks of instruction to become leaders.

However, when that initial base ran out, we soon discovered the need to improve our route. Little by little new lessons were added. But the purpose of the route was always to train believers to become leaders. In other words, we always started with people who were already disciples of Jesus. This is how we managed for many years, but then we noticed that the rate of cell multiplication began to drop. We realized that we needed a discipleship equipping route that started with conversion and ended in leadership.

I checked out other discipleship routes from different churches, but the common problem in these routes was that their material did not relate to our culture. In fact, none of these equipping routes were from a Latin American author.
So we decided to produce our own Leader’s Route, which takes a person from conversion to leadership. We made sure our route was presented in a simple and practical way, specifically for a Latin American audience.

Comments?

Mario

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Como equipar nosso discipulado evoluiu o percurso

 por Mario Vega, http://www.elim.org.sv/

Quando Elim fez sua transição para se tornar uma igreja em célula, nós vimos imediatamente que precisávamos ter um curso de formação para os lderes. Nosso primeiro percurso para lderes era extremamente curto e simples. Tinha apenas quatro lições que eram completadas em um mês. Mas tinha uma razão para isto. Elim já tinha 3.000 membros quando fizemos a transição. Consequentemente, já tnhamos um número suficiente de pessoas maduras na fé que não precisavam mais do que poucas semanas de instrução para se tornarem lderes. 

Entretanto, quando esta base inicial se esgotou, logo descobrimos que precisávamos melhorar nosso percurso. Pouco a pouco novas lições foram adicionadas. Mas o propósito do Curso era sempre o mesmo, treinar cristãos para se tornarem lderes. Em outras palavras, nós sempre começamos com pessoas que já eram discpulas de Jesus. Foi assim que administramos por muitos anos, mas logo percebemos que o ndice de multiplicação de células começou a cair. Então percebemos que precisávamos de um novo curso de formação, equipar o discipulado para que começasse com a conversão e terminasse com a liderança.

Eu verifiquei outros percursos de discipulado de diferentes igrejas, mas um problema era comum em todos eles, o material não estava relacionado a nossa cultura. De fato nenhum desses cursos de formação eram de um autor da América Latina. Então decidimos produzir nosso próprio material de formação de Lderes, o qual levaria a pessoa da conversão para liderança. Nós fizemos  questão que nosso material fosse apresentado de maneira simples e prática, destinado para uma audiência latino- americana.

Comentários?

Mario

Spanish blog:

Evolución de una Ruta

por Mario Vega

Cuando Elim hizo su transición para convertirse en una iglesia celular, de inmediato se percibió la necesidad de contar con un curso de capacitación de lderes. Nuestra primera Ruta del Lder era extremadamente corta y simple. Solamente eran 4 lecciones que se completaban en un mes. Pero eso tena su sentido. Elim ya era una iglesia de 3,000 miembros cuando hizo su transición. Consecuentemente, tena bastantes personas maduras en la fe que no necesitan mas que unas pocas instrucciones para desempeñarse como lderes.

No obstante, cuando esa base inicial se agotó pronto percibimos la necesidad de mejorar nuestra Ruta. Poco a poco se fueron añadiendo nuevas lecciones. Pero, el propósito de la Ruta era siempre el de capacitar a los creyentes para formarlos como lderes. Es decir que siempre partamos de personas que ya eran discpulos de Jesús.

As logramos caminar unos años más, pero luego el ritmo de multiplicación descendió. Entendimos entonces que la Ruta deba comenzar con la conversión y culminar con el liderazgo. En lo personal, revisé otros modelos de rutas de otras iglesias. Pero el problema común era que se traba de materiales poco relacionados con nuestra cultura. De hecho, ninguno de ellos era de un autor latinoamericano.
Fue as como decidimos elaborar nuestra propia Ruta del Lder que ahora va de la conversión hasta el liderazgo presentando los temas de manera sencilla y práctica para nuestra cultura.

Leave a Reply

Your email address will not be published.