A Structure of CARE (part 2)

andrew

By Andrew Mason

Cell Coaching is not a leadership pyramid scheme; rather, it is a structure of CARE.

Last week I covered the C of CARE (cover in prayer). This week I want to look at A,R, & E:

A – Ask, “How are you really doing?”

Proverbs 27:23 says, “Be diligent to know the state of your flocks and attend to your herds.” Through regular communication, coaches need to have their finger on the pulse of the leader’s health and spiritual vitality. A favorite question of mine is, “Where are you getting your head kicked-in at right now?”

I also believe we need to be asking how cell leaders are doing in their personal Bible reading and prayer. People don’t do what’s expected of them, they do what’s inspected of them. In love and CARE, we want to constantly encourage cell leaders in their spiritual development.

R – Raise Up New Leaders

Coaches need to help cell leaders stay focused on the vision to mentor future leaders who can reproduce their group and be sent out to plant a new cell. This essential element for growth and ministry advancement can be easily overlooked if the vision isn’t consistently brought before the cell leader.

This is one of the reasons why coaches are key to a small group ministry growing numerically. My goal as a pastor is to infuse the coaches with the same desire and passion that I have to see the groups multiply and grow. I learned long ago (the hard way) that I couldn’t develop new leaders to start new groups if I was the only person who had the vision burning hot within me. We need to let that fire spread and be kindled in a team of coaches if we want to see the dreams God has placed in our hearts come to pass.

E – Encouragement

We need leaders being profusely encouraged all the time. We need to encourage, encourage, encourage and after we’ve done that, we need to encourage them some more!

I’ve literally seen leaders who were ready to quit, get strengthened to persevere because a coach took some time to see how they were doing. This is a fascinating dynamic to me because “encourage” has the word “courage” in it. To encourage someone means to “put courage back into” so they can go back out into battle and fight the good fight.

In conclusion, not only does this approach of CARE work for cell leaders, but it also works for the coaches too. As your cell ministry grows, you will eventually need to appoint more leaders to minister to the growing number of cell coaches. Following a pattern similar to the Jethro Model (Exodus 18), you should implement CARE for every tier of leadership in your cell ministry. If every leader at every level is covered in prayer, asked how they are really doing, raising up new leaders and being encouraged, you will have a thriving cell group ministry.

Comments?

Andrew

Andrew Mason is an Associate Pastor at Real Life Church, a family of churches in the Nor. CA region. He is also Founder of SmallGroupChurches.com, an online community of leaders dedicated to growing churches one small group at a time. Andrew resides in Sacramento, CA with his wife Camille and their son.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Uma Estrutura de Cuidado (parte 2)

Por Andrew Mason

O Treinamento Celular não é um esquema piramidal de liderança; ao contrário, é uma estrutura de CUIDADO.

Semana passada eu cobri o C (Cobertura em Oração) de CARE (em inglês, significa “cuidado”). Essa semana eu quero olhar para o A, R e E.

A – Pergunte (em inglês, a palavra utilizada para o acrônimo é “Ask”), “Como você realmente está?”

Provérbios 27:23 diz, “Procura conhecer o estado das tuas ovelhas; cuida bem dos teus rebanhos.” Através de comunicação regular, os treinadores precisam ter seu dedo no pulso da saúde e vitalidade espiritual de seus lderes. Uma das minhas perguntas favoritas é, “No que você está com a cabeça neste momento?”

Eu também acredito que nós precisamos perguntar como os lderes estão se saindo em sua leitura pessoal da Bblia e oração. As pessoas não fazem o que é esperado delas, elas fazem o que é inspecionado. Em amor e CUIDADO, nós queremos encorajar constantemente os lderes de célula em seu desenvolvimento espiritual.

R- Levantar (em inglês, a palavra utilizada para o acrônimo é “Raise up”) Novos Lderes

Os treinadores precisam ajudar os lderes de célula a permanecer focados na visão para orientar futuros lderes que possam reproduzir seu grupo e ser enviados para plantar uma nova célula. Esse elemento essencial para o crescimento e avanço do ministério pode ser facilmente negligenciado se a visão não foi conduzida de forma consistente ao lder de célula.

Esta é uma das razões pelas quais os treinadores são fundamentais para um ministério de pequenos grupos crescendo numericamente. Meu objetivo como pastor é inspirar os treinadores com o mesmo desejo e paixão que eu tenho de ver os grupos se multiplicar e crescer. Eu aprendi há muito tempo (do jeito difcil) que eu não poderia desenvolver novos lderes para começar novos grupos se eu fosse a única pessoa com a visão queimando dentro de mim. Nós precisamos deixar o fogo se espalhar e arder numa equipe de lderes se quisermos ver os sonhos que Deus colocou em nossos corações acontecerem.

E- Encorajamento

Nós precisamos que os lderes sejam encorajados abundantemente o tempo todo. Nós precisamos encorajá-los, encorajá-los, encorajá-los e depois que fizermos isso, nós precisamos encorajá-los um pouco mais!

Eu já vi literalmente lderes que estavam prontos para desistir, se fortalecerem para perseverar porque um treinador investiu algum tempo para ver como eles estavam. Esta é uma dinâmica fascinante para mim porque “encourage” (em inglês, significa “encorajar”) tem a palavra “courage” (em inglês, significa “coragem”) dentro.  Encorajar alguém significa “colocar de volta a coragem dentro” para que eles possam então sair à batalha e combater o bom combate.

Em conclusão, essa abordagem de cuidado não funciona só para lderes de célula, mas também funciona para os treinadores. Conforme o seu ministério de células cresce, você eventualmente vai precisar designar mais lderes para ministrar o crescente número de treinadores de célula. Seguindo um modelo similar ao Modelo de Jetro (Êxodo 18), você deve implementar o CARE para todos os nveis de liderança em seu ministério celular. Se todo lder em todos os nveis de liderança é coberto em oração, é questionado sobre como está indo, levanta novos lderes e está sendo encorajado, você vai ter um próspero ministério de grupos celulares.

Comentários?

Andrew

Andrew Mason é um Pastor Associado na Igreja Vida Real, uma famlia de igrejas na região do norte da Califórnia. Ele também é o Fundador do SmallGroupChurches.com, uma comunidade online de lderes dedicados ao crescimento das igrejas, um pequeno grupo de cada vez. Andrew reside em Sacramento, Califórnia com sua esposa Camille e seu filho.

Spanish blog:

Una estructura de cuidado (parte 2)

Por Andrew Mason

Entrenamiento celular no es un esquema piramidal de liderazgo; más bien, es una estructura de CUIDADO.

La semana pasada cubr la C de CARE (cubierta en la oración). Esta semana quiero mirar A, R, &E:

A – Pregunta, “¿Cómo estás en realidad?”

Proverbios 27:23 dice: ” Sé diligente en conocer el estado de tus ovejas, 

Y mira con cuidado por tus rebaños“. A través de una comunicación regular, los entrenadores necesitan tener su dedo en el pulso de la salud del lder y la vitalidad espiritual. Una de mis preguntas favoritas es: “¿Dónde estás recibiendo una patada en tu cabeza en este momento?”

También creo que tenemos que estar preguntando cómo los lderes celulares van en su lectura personal de la Biblia y la oración. La gente no hace lo que se espera de ellos, ellos hacen lo que se inspecciona de ellos. En el amor y cuidado, queremos animar constantemente a los lderes celulares en su desarrollo espiritual.

R – Levantando Nuevos Lderes

Los entrenadores necesitan ayudar a los lderes celulares a permanecer enfocados en la visión, para guiar a futuros lderes que puedan reproducir su grupo y ser enviados a plantar una nueva célula. Este elemento esencial para el crecimiento y el progreso del ministerio puede ser pasado por alto fácilmente, si la visión no se lleva sistemáticamente ante el lder celular.

Esta es una de las razones por las que los entrenadores son la clave para un ministerio de grupos pequeños en crecimiento numéricamente. Mi objetivo como pastor es infundir a los entrenadores con las mismas ganas y pasión que tengo que ver a los grupos multiplicarse y crecer. Aprend hace mucho tiempo (por las malas) que no poda desarrollar nuevos lderes para comenzar nuevos grupos si yo era la única persona que tena la visión ardiente dentro de m. Tenemos que dejar propagar el fuego y que el equipo de entrenadores se encienda, si queremos ver los sueños que Dios ha puesto en nuestros corazones hacerse realidad.

E – Estmulo

Necesitamos que los lderes estén profusamente animados todo el tiempo. Tenemos que alentar, estimular y animar, y después de hacer esto, tenemos que animarles un poco más.

He visto literalmente lderes dispuestos a renunciar, se fortalecen a perseverar porque un entrenador tomó su tiempo para ver cómo les iba. Esta es una dinámica fascinante para m, porque “animar” tiene la palabra “valenta” en ella. Para animar a alguien significa “poner valenta en ellos” para que puedan volver a la batalla y pelear la buena batalla.

En conclusión, no sólo este enfoque de cuidado funciona para los lderes celulares, sino que también funciona con los entrenadores. A medida que su ministerio celular crece, es muy probable que tenga que nombrar más lderes para ministrar a la creciente cantidad de entrenadores de células. Siguiendo un patrón similar al Modelo de Jetro (Éxodo 18), debes implementar Cuidado para cada nivel de liderazgo en el ministerio celular. Si todos los lderes en todos los niveles son cubiertos en la oración, pregúntales cómo están realmente, levantando nuevos lderes y siendo animados, usted tendrá un ministerio prospero de grupos celulares.

¿Comentarios?

Andrew

Andrew Mason es un pastor asociado de la iglesia Real Life, una familia de iglesias en el Nor. Región de California. También es el fundador de SmallGroupChurches.com, una comunidad en lnea de lderes dedicada al crecimiento de iglesias un pequeño grupo a la vez. Andrew vive en Sacramento, California, con su esposa Camille y su hijo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.