Free to Fail and Succeed

steve

by Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

I learned to ski when I was in high school. A friend took me out on the slopes and taught me the basics of how to get moving and how to stop. I spent the afternoon practicing what he told me to do, and at dinner I proudly announced that I had not fallen once. My friend wasn’t impressed. Basically, he told me that if I wasn’t falling I wasn’t learning, I was just playing it safe.

We all want to do ministry right. But the most important thing in developing a cell ministry isn’t avoiding mistakes, it is learning from the ones you make. If we are afraid to make mistakes, we will become paralyzed.

The great advantage of cell ministry is that you can start small. You don’t have to risk massive initiatives. You can experiment with one group, then apply what works to the next group. You can try training a leader one way, and if it doesn’t seem satisfactory, try something different next time. Frame everything you do as an “experiment”, and have fun learning.

Your people and ministry is more resilient than you think. If a group initiative doesn’t work, the vision will still survive and so will your people.
Pause frequently to evaluate what you are doing and how well it is working. Don’t be afraid to say, “That isn’t working”, because the moment you do, you are free to change and you are that much closer to finding what will work.

This is an essential attitude to adopt, because what works today may not work tomorrow. There is no such thing as “arriving” at the perfect destination. So you will always need to take a learning posture. As your church grows, you may need to change the way you train leaders, report, get people into groups, and more. That will not be a problem if you remember you are free to fail.

Steve

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Livre para Falhar e Ter Sucesso

por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Eu aprendi a esquiar quando eu estava no colégio. Um amigo me levou para as pistas e me ensinou o básico de como entrar em movimento e como parar. Passei a tarde praticando o que ele me disse para fazer, e no jantar eu anunciei com orgulho que eu não tinha cado nenhuma vez. Meu amigo não estava impressionado. Basicamente, ele me disse que se eu não estava caindo eu não estava aprendendo, eu estava apenas brincando de forma segura. 

Todos nós queremos fazer o ministério do jeito certo. Mas a coisa mais importante no desenvolvimento de um ministério de células não é evitar erros, mas é aprender com os que você comete. Se temos medo de cometer erros, vamos ficar paralisados. 

A grande vantagem do ministério de células é que você pode começar pequeno. Você não tem que arriscar iniciativas maciças. Você pode experimentar com um grupo, em seguida, aplicar o que funciona para o próximo grupo. Você pode tentar a formação de um lder de um jeito, e se essa forma não parece satisfatória, tente algo diferente da próxima vez. Enquadre tudo que você faz como uma “experiência”, e divirta-se aprendendo.  

O seu povo e seu ministério são mais resistentes do que você pensa. Se uma iniciativa de grupo não funcionar, a visão ainda vai sobreviver e o seu povo também. Pare com frequência para avaliar o que você está fazendo e como isso está funcionando. Não tenha medo de dizer: “Isso não está funcionando”, porque no momento em que você fizer, você fica livre para mudar e muito mais perto de encontrar o que vai funcionar.

Esta é uma atitude essencial para se adotar, porque o que funciona hoje pode não funcionar amanhã. Não existe isso de “chegar” no destino perfeito. Assim, você sempre terá que tomar uma postura de aprendizado. À medida que sua igreja cresce, você pode precisar mudar a maneira de treinar lderes, relatórios, colocar as pessoas em grupos e muito mais. Isso não será um problema se você se lembrar que é livre para falhar.

Steve

Spanish blog:

Libre para fallar y tener éxito

por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Aprend a esquiar cuando estaba en bachillerato (preparatoria, secundaria). Un amigo me llevó a las pistas y me enseñó lo básico sobre cómo moverme y cómo detenerme. Pasé la tarde practicando lo que él me dijo que hiciera, y durante la cena anuncié con orgullo que no haba cado ni una vez. Mi amigo no estaba impresionado. Básicamente, me dijo que si no me estaba cayendo, no estaba aprendiendo, sólo estaba jugando a lo seguro.

Todos queremos desarrollar el ministerio bien. Pero lo más importante en el desarrollo de un ministerio celular no es evitar errores, es aprender de los que se cometan. Si tenemos miedo de cometer errores, nos paralizaremos.

La gran ventaja del ministerio celular es que puedes empezar poco a poco. No tienes que arriesgar iniciativas masivas. Puedes experimentar con un grupo, a continuación, aplicar lo que te funcionó en el siguiente grupo. Puedes tratar de capacitar a un lder de una manera, y si no resulta satisfactorio, trata algo diferente la próxima vez. Enmarca todo lo que haces como un “experimento”, y diviértete aprendiendo.

Tu congregación y ministerio es más fuerte de lo que crees. Si una iniciativa de grupo no funciona, la visión aún sobrevivirá, y también lo hará tu gente. Detente con frecuencia para evaluar lo que estás haciendo y qué tan bien está funcionando. No tengas miedo de decir: “Eso no funciona”, porque en el momento en que lo hagas, serás libre para cambiar y estarás mucho más cerca de encontrar lo que s funcionará.

Esta es una actitud esencial a adoptar, porque lo que funciona hoy puede que no funcione mañana. No existe eso de “llegar” al destino perfecto. As que, siempre tendrás que tomar una postura de aprendizaje. A medida que tu iglesia crece, es posible que tengas que cambiar la forma de entrenar a los lderes, de hacer informes, llevar a las personas a los grupos, y más. Eso no será un problema si recuerdas que eres libre para fallar.

Steve

Leave a Reply

Your email address will not be published.