It’s About Hearts; Not Structures

keith

by Keith Bates, www.new-life.org.au; www.facebook.com/groups/cellchurches

When we were led by the Lord to start our church in 1996, I knew that it was to be “a new thing,” although I was not sure what the new thing was to be. I did know that we were to be a cell church, but I didn’t really know what that meant.

When I first read Ralph Neighbour’s book “Where Do We Go From Here?” along with books by Joel Comiskey, David Cho and other cell church experts, I was excited about the promise of real growth in the church as people got saved in cell groups. Reading of groups doubling every 12 months excited my vision of reaching our town and growing real disciples.

It has taken most of the last 18 years to understand that just calling ourselves a cell church and insisting that people join cell groups does not mean that the cell church values are there in all of our people. I still hear people occasionally talk about going to Bible Study. And I still get criticism for sometimes saying that if people can only go to one event a week, make sure they go to cell group rather than the Sunday celebration service.

However, at last I feel people truly understand that we are a church of cell groups not a church with small groups as an added extra. Better still, we are at a point where we are about to multiply our first cell, and maybe another one shortly after. So it took 18 years instead of 18 months, but we are getting there! It has been a slow process, but the values have gone deep into our people’s hearts, and are now starting to bear fruit.

Changing the structure of the church achieves nothing. Changing the hearts of the people changes everything.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

É Sobre Corações; Não Estruturas

por Keith Bates, www.new-life.org.au; www.facebook.com/groups/cellchurches

Quando nós fomos direcionados pelo Senhor para começar nossa igreja em 1996, eu sabia que era para ser “uma coisa nova”, apesar de eu não ter certeza do que essa coisa nova seria. Eu sabia que nós seramos uma igreja em células, mas eu não sabia o que isso realmente significava.

Quando eu li pela primeira vez o livro de Ralph Neighbour “Para Onde Vamos A Partir Daqui?” (Tradução livre) juntamente com livros de Joel Comiskey, David Cho e outros especialistas em igrejas em células, eu fiquei animado com a promessa de crescimento verdadeiro da igreja à medida que as pessoas fossem salvas nos grupos celulares. Ler sobre grupos se multiplicando a cada 12 meses animou a minha visão de alcançar nossa cidade e desenvolver discpulos verdadeiros.

Levamos a maior parte dos últimos 18 anos para entendermos que simplesmente chamar a nós mesmos de uma igreja em células e insistir para que as pessoas se juntem em grupos celulares não significa que os valores da igreja em células existam em todo o nosso povo. Eu ainda ouço ocasionalmente pessoas falando sobre ir ao Estudo Bblico. E eu ainda recebo crticas por às vezes dizer que, se as pessoas só podem ir a um evento por semana, que elas possam ir com certeza à célula em vez de ir ao culto de celebração do domingo.

No entanto, eu finalmente sinto que as pessoas entendem verdadeiramente que nós somos uma igreja de grupos celulares, e não uma igreja com pequenos grupos como algo extra. Melhor ainda, nós estamos em um ponto em que estamos prestes a multiplicar nossa primeira célula, e talvez mais uma logo depois. Então levou 18 anos em vez de 18 meses, mas estamos chegando lá! Tem sido um processo lento, mas os valores entraram profundamente nos corações do nosso povo, e agora estão começando a dar frutos.

Mudar a estrutura da igreja não nos faz alcançar nada. Mudar os corações do povo muda tudo.

Keith

Spanish blog:

Es sobre los corazones; No Estructuras
 
por Keith Bates, www.new-life.org.au; www.facebook.com/groups/cellchurches
 
Cuando fuimos conducidos por el Señor para comenzar nuestra iglesia en 1996, saba que iba a ser “una cosa nueva”, aunque no estaba seguro qué sera esa cosa nueva. Yo s saba que bamos a ser una iglesia celular, pero realmente no saba lo que eso significaba.
 
La primera vez que le el libro de Ralph Neighbour “Where Do We Go From Here?”  “Y desde aqu ¿hacia dónde vamos?”, junto con los libros de Joel Comiskey, David Cho y otros expertos de la iglesia celular, estaba entusiasmado con la promesa de un crecimiento real en la iglesia mientras las personas eran salvas en grupos celulares. Al leer sobre grupos que se duplicaban cada 12 meses, mi visión de alcanzar a nuestra ciudad y desarrollar verdaderos discpulos se entusiasmaba.

Me ha tomado la mayor parte de los últimos 18 años para entender que sólo llamarnos a nosotros mismos una iglesia celular e insistir en que las personas se unan en grupos celulares, no significa que los valores de la iglesia celular estén all en toda nuestra gente. Todava escucho a las personas, de vez en cuando, hablar de ir al estudio bblico. Y sigo obteniendo crticas por decir, algunas veces, que si las personas sólo pueden ir a un evento en la semana, que se aseguren de ir al grupo celular en vez del servicio de celebración dominical.
No obstante, por fin siento que la gente realmente entiende que somos una iglesia de grupos celulares no una iglesia con grupos pequeños como un extra añadido. Mejor aún, nos encontramos en un punto en el que estamos por multiplicar nuestra primera célula, y tal vez una más un poco después. As que nos tomó 18 años en lugar de 18 meses, ¡pero ya estamos llegando! Ha sido un proceso lento, pero los valores se han ido profundizando en los corazones de nuestro pueblo, y ahora están empezando a dar sus frutos.
 
El cambio de la estructura de la iglesia no logra nada. El cambio en los corazones de la gente lo cambia todo.
 
Keith

Leave a Reply

Your email address will not be published.