How Doners Get Done

rob

By Rob Campbell, www.cypresscreekchurch.com

It would be a fallacy to think that “Doners” will “get done” only in the context of a traditional church. “Doners” have and will be a reality in cell churches, house churches, and more. I have experienced “Doners” in my church. Have you?

Let me suggest a few thoughts of how once committed church and cell members say, “I’m done.”

First, these individuals have experienced the old adage, “familiarity breeds contempt.” For whatever reason (and many such reasons are legitimate), cell church strategies, methodologies, value systems, practices and such have become rote and lifeless. A thought that these folks have simply “lost their first love” might serve as a spiritual salve to many leaders; however, the explanation falls short of truly addressing root issues. It’s a simpleton’s mindset that must be challenged.

Next, “Doners” have not discovered a compelling answer to the question “Why should I stay engaged in the mission and vision of this community of faith?” For whatever reason (hurt, burnout, the overbearing control of primary church leaders), they are not experiencing life giving relationships. Such relationships lead to changed lives which inspires one to stay connected to God and others.

Finally, I’m wondering if the primary leaders of the church have failed to listen to “Doners.” They desire to be heard. They desire a seat at the table. Their dreams for their church family and/or their cell group have fallen on deaf ears. Are leaders listening? Proverbs 18:13 states, “Spouting off before listening to the facts is both shameful and foolish.”

I acknowledge that my before mentioned thoughts are limited and imperfect. I do, trust, however, that these thoughts might spur us to wrestle well with this “Doner” phenomenon. It will visit a multitude of churches regardless of structure, past successes/failures, and what we may consider a “compelling vision” to serve God through the local church.

I’m thinking that many who are reading this blog post might have felt (at one time or another…maybe even right now?) like joining the “Doners.”

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Como os Fartos se Cansam

Por Rob Campbell, www.cypresscreekchurch.com

Seria uma falácia pensar que os “Fartos” só vão se cansar no contexto de uma igreja tradicional. Os “fartos” acontecem e serão uma realidade em igrejas em células, igrejas domésticas, e muito mais. Eu já tive “Fartos” na minha igreja. Você já?

Deixe-me sugerir alguns pensamentos de como membros comprometidos da igreja e das células dizem: “Eu estou farto.”

Em primeiro lugar, estes indivduos têm experimentado o velho ditado: “a familiaridade gera desprezo”. Por alguma razão (e muitas dessas razões são legtimas), as estratégias da igreja em células, metodologias, sistemas de valores, práticas e tudo mais se tornaram coisas rotineiras e sem vida. O pensamento de que essas pessoas simplesmente “perderam seu primeiro amor” pode servir como um bálsamo espiritual para muitos lderes; no entanto, essa explicação está aquém de resolver verdadeiramente os problemas de raiz. É uma mentalidade simplória que deve ser desafiada.

Depois, os “Fartos” não descobriram uma resposta convincente à pergunta “Por que eu deveria permanecer engajado na missão e visão dessa comunidade da fé?”. Por qualquer que seja a razão (mágoa, esgotamento, o controle autoritário de lderes principais da igreja), eles não estão experimentando relacionamentos que dão vida. Tais relacionamentos levam a vidas transformadas que inspiram a pessoa a ficar conectada com Deus e com outros.

Finalmente, eu estou pensando se os lderes principais da igreja falharam em ouvir os “Fartos.” Eles desejam ser ouvidos. Eles desejam um lugar à mesa. Seus sonhos para a sua famlia da igreja e/ou sua célula caram em ouvidos surdos. Os lderes estão ouvindo? Provérbios 18:13 afirma: “Quem responde antes de ouvir, comete insensatez e passa vergonha”.

Eu reconheço que os meus pensamentos antes mencionados são limitados e imperfeitos. Eu confio, no entanto, que esses pensamentos podem nos estimular a combater esse fenômeno de “Fartos”. Ele vai visitar uma infinidade de igrejas independentemente da estrutura, de sucessos/falhas do passado, e do que nós podemos considerar uma “visão convincente” para servir a Deus através da igreja local.

Eu estou pensando que muitos dos que estão lendo este post podem ter sentido (em um momento ou outro… talvez até agora?) vontade de se juntar aos “Fartos.”

Spanish blog:

¿Cómo terminan los hastiados?

Por Rob Campbell, www.cypresscreekchurch.com

Sera un error pensar que los “hastiados” “terminaran” sólo en el contexto de una iglesia tradicional. Los “Hastiados” están y serán una realidad en las iglesias celulares, casas iglesias, y más. He experimentado “hastiados” en mi iglesia. ¿Y tú?

Permtanme sugerir algunas ideas de cómo una iglesia comprometida y miembros de la célula dicen: “he terminado.”

En primer lugar, estos individuos han experimentado el viejo adagio, “la familiaridad engendra desprecio.” Por alguna razón (y muchas de esas razones son legtimas), las estrategias de la iglesia celular, metodologas, sistemas de valores, las prácticas y como se han convertido en una rutina y sin vida. Pensé que estas personas simplemente han “perdido su primer amor” podra servir como un bálsamo espiritual para muchos lderes; Sin embargo, la explicación está a la altura de abordar realmente los problemas de raz. Es la mentalidad de un simplón que debe ser cuestionada.

A continuación, “hastiados” no han descubierto una respuesta convincente a la pregunta “¿Por qué debera seguir participando en la misión y visión de esta comunidad de fe?” Por alguna razón (dolor, agotamiento, control autoritario de los principales lderes de la iglesia), ellos no están experimentando relaciones de vida. Tales relaciones conducen a las vidas cambiadas que inspiran a uno para permanecer conectados con Dios y los demás.

Por último, me pregunto si los lderes principales de la iglesia no han podido escuchar a los “hastiados”. Ellos desean ser escuchados. Ellos desean sentarse en la mesa. Sus sueños para su familia en la iglesia y/o su grupo celular han cado en odos sordos. ¿Están escuchando lderes? Proverbios 18:13 dice, ” Al que responde palabra antes de or, Le es fatuidad y oprobio”.

Reconozco que mis pensamientos antes mencionados son limitados e imperfectos. Yo, confo, sin embargo, que estos pensamientos pueden ser que nos impulsen a luchar bien con este fenómeno llamado los  “hastiados”. Visitaré una multitud de iglesias, independientemente de la estructura, éxitos del pasado/fracasos, y lo que se puede considerar una “visión convincente” para servir a Dios a través de la iglesia local.

Estoy pensando que muchos de los que están leyendo este blog podra haberse cado (en un momento u otro… tal vez ¿Incluso en este momento?) Te gusta haberte unido a la “hastiados”

Leave a Reply

Your email address will not be published.