Avoiding Fatigue and Burn-out in God’s Service

mario

by Mario Vega, www.elim.org.sv

Pastors and cell leaders can burn-out in the ministry. Fatigued people end up ineffective, frustrated, and they can even become hostile in their relations with others. Normally exhaustion is the result of a compulsive work ethic, the feeling that there’s always more work to do, the lack of proper rest, and the failure to practice spiritual disciplines.

In order to avoid fatigue, it’s important to remember that life on earth is momentary compared to eternity. The human potential is not fully developed in the present life but only in eternity. The Christian life is about our relationship with Jesus. He will continue to be with us beyond the grave. When we leave, others will be called to replace us, and the gospel will continue from generation to generation. Everything is in God’s hands. We cannot do things better than he can.

It’s important to remember that Jesus doesn’t ask us to do everything. Our responsibility is only to do what he has called us to do. To take on additional work because of guilt is not doing the work of the Lord. Doing God’s work is about being faithful only to what he asks us to do, nothing more. So my question is this: What did Jesus call you to do? He doesn’t expect you to do all things. He only expects you to be faithful in those areas connected to your calling, gifting, and sphere of influence. Specialize yourself in what he has asked you to do. Do it with all your heart. But remember to only do what he has asked you to do and remind yourself that God won’t require anything beyond that.

Mario

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Evitando a Fadiga e o Esgotamento na Obra de Deus

por Mario Vega, www.elim.org.sv

Pastores e lderes de célula podem se esgotar no ministério. Pessoas fatigadas acabam sendo ineficazes, frustradas e elas podem até mesmo se tornar hostis em suas relações com os outros. Normalmente a exaustão é o resultado de uma ética de trabalho compulsivo, da sensação de que há sempre mais trabalho a fazer, da falta de descanso adequado, e do fracasso em praticar disciplinas espirituais. 

A fim de evitar a fadiga, é importante lembrar que a vida na Terra é momentânea em comparação com a eternidade. O potencial humano não é totalmente desenvolvido na vida presente, apenas na eternidade. A vida cristã é sobre o nosso relacionamento com Jesus. Ele vai continuar a estar conosco além do túmulo. Quando nós partirmos, outros serão chamados para nos substituir e o evangelho vai continuar de geração em geração. Tudo está nas mãos de Deus. Nós não podemos fazer as coisas melhor do que Ele.

É importante lembrar que Jesus não nos pede para fazermos tudo. Nossa responsabilidade é apenas fazer o que Ele nos chamou para fazer. Assumir trabalho adicional por causa de culpa não é fazer o trabalho do Senhor. Fazer a obra de Deus tem a ver com ser fiel apenas ao que Ele nos pede para fazer, nada mais. Então, a minha pergunta é: O que Jesus te chamou para fazer? Ele não espera que você faça todas as coisas. Ele só espera que você seja fiel naquelas áreas ligadas ao seu chamado, seus dons e esfera de influência. Se especialize naquilo que Ele lhe pediu para fazer. Faça com todo o seu coração. Mas lembre-se de fazer apenas o que Ele lhe pediu para fazer e lembre-se que Deus não vai exigir nada além disso.

Mario

Spanish blog:

Evitando la fatiga en el servicio

por Mario Vega

Tanto los pastores de iglesias como los lderes de células corren el riesgo de fatigarse en el proceso. Las personas fatigadas terminan siendo ineficaces, se frustran y pueden volverse hostiles en sus relaciones con los demás. La fatiga viene como resultado de un trabajo obsesivo, el deseo de hacer mucho más, la falta de descanso y el descuido de las disciplinas espirituales.

Para evitar la fatiga es importante recordar que la vida en la tierra es solamente un parpadeo si se compara con la eternidad. El potencial del ser humano no se desarrolla completamente en la vida presente sino en la eternidad. La vida cristiana se trata de nuestra relación con Jesús. Él continuará estando a nuestro lado más allá de la tumba. Cuando partamos, otros serán llamados y el evangelio continuará pasando de generación a generación. Todo está en las manos de Dios. No podemos hacer las cosas mejor de lo que él las hace.

Por otra parte, Jesús no nos pide que hagamos todas las cosas. Nuestra responsabilidad es solamente hacer lo que él nos llamó a hacer. El cargarnos con lo que otras personas desean que nosotros hagamos no es hacer más la obra de Dios. Lo es solamente ser fieles en lo que él nos pide. ¿A qué te llamó Jesús a ti? Él no espera que hagas todas las cosas. Solo espera que seas fiel en lo poco. Especialzate en aquello que él te pidió que hicieras. Hazlo de todo corazón. Pero, solamente lo que él te pidió. No te pedirá cuentas de nada más.

Leave a Reply

Your email address will not be published.