The High Cost of Doing It All Yourself; Part 1: The People Price

jim

by Dr. Jim Wall, Executive Director, Acts 2 Network, www.acts2network.org

The first six years in the planting of Western Branch Community Church were among the most dynamic and exhilarating years of my ministry life. The seventh year was the hardest.

God blessed dramatically in those early years. Hundreds of unchurched, unsaved people came and found Christ. 70% of our growth came from conversion growth. Unfortunately, my approach to caring for all those baby Christians was deeply flawed. You see, I came from the world where the Senior Pastor took care of the flock personally. If there was a need, it was supposed to be met by me. If there was question, it had to answered by me. If there was meeting, it couldn’t start until I arrived. If someone was in the hospital, the angels didn’t start singing the “Hallelujah Chorus” until I got there.

It all came crashing down on the day I promised a church member I’d go to the hospital to pray with her before her scheduled minor surgery. Before I got there that day, I received a call that another church member was going into emergency heart surgery—at a different hospital. As soon as I worked out a way to get to them both, the phone rang again. It was yet another church member who’s 20 year old daughter had died by her own hand during the night! What do I do now? I did what I thought I was supposed to do. I ran as hard as I could for the next several days trying to minister to them all. In the process, I failed them all. I didn’t just fail those families. I had been so busy trying to provide pastoral care to everyone, when Sunday morning came, I wasn’t adequately prepared to preach a life giving message. We won’t even talk about the level at which I was failing my marriage or my children. We won’t even address the deep level of burnout I was reaching personally. The seventh year was a hard year.

The solution came in form of our cell system; distributing the pastoral care blessing to capable, called cell leaders. But the solution couldn’t be applied until I died to self and stopped hording the blessings of ministry for myself!

The “people price” of trying to do it all yourself is incredibly high. I beg you not to pay it, nor ask those around you to pay it too. That’s not the only cost. In Part 2 of this article we’ll see the cost in terms of the harvest.

Jim

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O Preço Alto de Fazer Tudo Sozinho; Parte 1: O Preço das Pessoas

Dr. Jim Wall, Diretor Executivo, Acts 2 Network, www.acts2network.org

Os primeiros seis anos na implantação da Western Branch Community Church (““Filial Ocidental da Igreja da Comunidade”, tradução livre) estavam entre os anos mais dinâmicos e emocionantes da minha vida ministerial. O sétimo ano foi o mais difcil.

Deus nos abençoou drasticamente naqueles primeiros anos. Centenas de pessoas sem igreja e pessoas não salvas vieram e encontraram a Cristo. 70% do nosso crescimento veio através de conversões. Infelizmente, a minha abordagem para cuidar de todos os cristãos bebês foi profundamente falha. Veja bem, eu vim da realidade onde o pastor principal cuidava do rebanho pessoalmente. Se havia uma necessidade, ela tinha que ser atendida por mim. Se existia uma pergunta, ela tinha que ser respondida por mim. Se tinha uma reunião, ela não poderia começar antes de eu chegar. Se alguém estava no hospital, os anjos não começavam a cantar o louvor Aleluia até que eu chegasse lá.

Tudo desabou no dia em que eu prometi a uma mulher membro da igreja que eu iria para o hospital orar com ela antes do horário agendado para sua pequena cirurgia. Antes de eu chegar lá naquele dia, eu recebi uma ligação dizendo que outro membro da igreja estava indo para uma cirurgia cardaca de emergência em um hospital diferente. Assim que eu pensei numa maneira de ir para ambos, o telefone tocou novamente. Era mais um membro da igreja, cuja filha de 20 anos de idade tinha morrido por sua própria mão durante a noite! O que eu faria naquela hora? Eu fiz o que eu pensei que eu devia fazer. Eu corri o máximo que pude nos vários dias seguintes tentando ministrar a todos eles. No processo, eu falhei com todos eles. Eu não falhei apenas com aquelas famlias. Eu estava tão ocupado tentando prestar atendimento pastoral a todos que, quando chegou domingo de manhã, eu não estava suficientemente preparado para pregar uma mensagem de vida. Não vamos nem falar sobre o nvel em que eu estava falhando com meu casamento ou com meus filhos. Não vamos nem mencionar o profundo nvel de esgotamento que eu estava atingindo pessoalmente. O sétimo ano foi um ano difcil. 

A solução veio na forma do nosso sistema celular; distribuir a bênção pastoral para pessoas capazes, chamadas de lderes de células. Contudo, a solução não poderia ser aplicada até eu morrer para mim mesmo e parar de acumular as bênçãos do ministério para mim!

O "preço das pessoas" por tentar fazer tudo sozinho é incrivelmente alto. Eu imploro para que você não o pague, nem peça para as pessoas ao seu redor pagá-lo também. Esse não é o único preço. Na parte 2 deste artigo, vamos ver o preço em termos de colheita.

Jim

Spanish blog:

El alto costo de hacerlo todo usted mismo; Parte 1: El Precio de la gente

Por el Dr. Jim Wall, Director Ejecutivo, de la Red de Hechos 2, www.acts2network.org

Los primeros seis años de la plantación de la Iglesia Comunitaria Western Branch fueron algunos de los años más dinámicos y emocionantes de mi vida ministerial. El séptimo año fue el más difcil.

Dios bendijo dramáticamente en aquellos primeros años. Cientos de personas no salvas, sin iglesia llegaron y encontraron a Cristo. El setenta por ciento de nuestro crecimiento provino del crecimiento de la conversión. Por desgracia, mi acercamiento al cuidado de todos esos bebés cristianos era profundamente defectuoso. Ya ves, yo vengo del mundo donde el Pastor Principal cuidaba del rebaño personalmente. Si era necesario, se supone que deberan reunirse conmigo. Si haba una pregunta, tendra que ser respondida por m. Si haba una reunión, no se poda empezar hasta que yo llegara. Si alguien estaba en el hospital, los ángeles no empezaban a cantar el "Coro Aleluya" hasta que yo llegase.

Todo se vino abajo el da que le promet a un miembro de la iglesia que ira al hospital a orar por ella antes de que fuera intervenida por una ciruga menor. Antes de llegar all ese da, recib una llamada de que otro miembro de la iglesia estaba en la sala de emergencias para una ciruga en el corazón en un hospital diferente. Tan pronto como encontré la forma de llegar a los dos, el teléfono volvió a sonar. Fue otro miembro de la iglesia en donde su hija de 20 años de edad, haba muerto por su propia mano durante la noche. ¿Qué hago ahora? Hice lo que pensé que tena que hacer. Corr tan fuerte como pude para los próximos das tratando de atender a todos ellos. En el proceso, les falle a todos ellos. No solo le falle a esas familias. Solamente haba estado tan ocupado tratando de brindar atención pastoral a todos, que cuando llegó la mañana del domingo, no estaba preparado adecuadamente para predicar un mensaje de vida. No vamos a hablar sobre el nivel en el que estaba fallando mi matrimonio y a mis hijos. A parte el profundo nivel de desgaste fsico que haba alcanzado personalmente. El séptimo año fue un año duro.

La solución llegó en forma con nuestro sistema celular; distribuyendo la bendición pastoral capacitada, llamando lderes celulares. Pero la solución no podra aplicarse hasta que muriera el yo y deje de acaparar las bendiciones del ministerio para m.

El "precio de la gente" de tratar de hacerlo todo usted mismo es increblemente alto. Yo ruego que no lo pagues, ni pidas a los que te rodean que lo paguen también. Ese no es el único costo. En la Parte 2 de este artculo vamos a ver el costo en términos de la cosecha.

Jim

Leave a Reply

Your email address will not be published.