Vision Mistakes

joel

By Joel Comiskey, excerpts from Children in Cell Ministry (now available at https://joelcomiskeygroup.com/bookstore/children-in-cell-ministry-2/)

When people try something new, they rarely get things right the first or second time—and often mistakes are still made after three or four more attempts. In fact, human beings grow and mature through trial and error. The following are common mistakes in working with children in cell ministry.

Not Prioritizing a Child’s Spiritual Condition

Given the tender and sweet character of children, people adopt a loving and condescending attitude. In other words, one of the biggest mistakes is to not take the child’s spiritual condition seriously. Each child has particular needs that we should try to meet.

Ralph Neighbour has concluded that the greatest pitfall facing the cell church movement is its failure to disciple children and form cells for children between the ages of 5 and 13. He writes, “79 years ago as a five-year old child, I accepted Jesus as my Lord sitting on my father’s lap. It has amazed me to meet Christian workers who think we do not need to focus on harvesting children.”

Not Valuing Their Emotional Needs

Many adults trivialize or discount their child’s emotions and even feel justified in doing so, repeating the often used phrase, “They are just children.” Adults should take children seriously. Those ministering to children should know and care about the little details in the lives of the children under their care.

Not Equipping the Children’s Workers

It might appear that the church has all the workers necessary, but in almost every case, this is a mirage. There will always be new positions and new opportunities to work with children. A church needs to prepare for the future. The Elim Church is able to care for thousands of children because they have a vision to develop new children’s leaders. Because the harvest of children is so continual, Elim is constantly envisioning and preparing for new leaders; they are constantly preparing to reap the harvest through new children’s workers.

Not Obtaining the Proper Legal Protection

Churches should not allow the fear of abuse or legal nightmares to hinder them from making disciples of children. On the other hand, they must make sure that they are legally covered and doing everything to protect the children. It is important that churches have the proper insurance coverage and background checks in place. Churches need to make sure that those working with children have been screened properly and are ministering in teams of at least two people.

The pastor and the church need to have in place a child protection policy that is known, and adhered to. It’s good to have a resource person in the church who is aware of the policies and keep the protection requirements up to date.

Not Praying

Training, material, or legal exactitude should never be a substitute for dependence on Jesus through prayer. The reality is that children’s ministry is spiritual warfare. Satan and his demonic following would prefer that the church not prioritize children. The enemy of our souls does not want to see children formed by the Spirit of God. If the church is not praying, the battle will be too fierce, the devil will deceive too readily. We must not forget the importance of prayer. It’s all important.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Erros de Visão

Por Joel Comiskey, excertos de Children in Cell Ministry (As Crianças no Ministério Celular, em tradução livre) (agora disponvel em https://joelcomiskeygroup.com/bookstore/children-in-cell-ministry-2/)

Quando as pessoas tentam algo novo, elas raramente fazem tudo certo na primeira ou na segunda vez – e frequentemente erros ainda são cometidos depois de mais três ou quatro tentativas. Na verdade, os seres humanos crescem a amadurecem através de tentativas e erros.

Não Priorizar a Condição Espiritual de uma Criança

Dado o caráter de ternura e doçura das crianças, as pessoas adotam uma atitude amável e condescendente. Em outras palavras, um dos maiores erros é não levar a sério a condição espiritual da criança. Cada criança tem necessidades particulares que nós devemos tentar atender.

Ralph Neighbour concluiu que a maior armadilha que o movimento da igreja em células enfrenta é sua falha em discipular e formar células para crianças de 5 a 13 anos. Ele escreve: “79 anos atrás como um menino de 5 anos de idade, eu aceitei a Jesus como meu Senhor sentado no colo de meu pai. Me espantou encontrar obreiros cristãos que pensam que nós não precisamos nos concentrar na colheita das crianças” (em tradução livre).

Não Valorizar Suas Necessidades Emocionais

Muitos adultos banalizam ou desconsideram as emoções de seus filhos e até mesmo se sentem justificados em fazer isso, repetindo a frase usada com frequência: "Eles são apenas crianças". Os adultos devem levar as crianças a sério. As pessoas que ministram às crianças devem conhecer e se preocupar com os pequenos detalhes nas vidas das crianças sob seus cuidados.

Não Equipar os Trabalhadores/Obreiros das Crianças

Pode parecer que a igreja tem todos os trabalhadores necessários, mas em quase todos os casos isso é uma ilusão. Sempre haverá novas posições e novas oportunidades para trabalhar com crianças. Uma igreja precisa se preparar para o futuro. A Igreja Elim é capaz de cuidar de milhares de crianças, porque eles têm uma visão para desenvolver novos lderes de crianças. Como a colheita das crianças é tão contnua, Elim está constantemente visualizando e preparando novos lderes; eles estão constantemente se preparando para fazer a colheita por meio de novos trabalhadores de crianças.

Não Obter a Proteção Jurdica Adequada

As igrejas não devem permitir que o medo de abuso ou que pesadelos jurdicos as impeçam de fazer discpulos de crianças. Por outro lado, elas devem se certificar de que eles estão legalmente cobertos e fazendo de tudo para proteger as crianças. É importante que as igrejas tenham a cobertura de seguro em dia. As igrejas precisam ter certeza de que aqueles que trabalham com crianças foram rastreados corretamente e estão ministrando em equipes de pelo menos duas pessoas.

O pastor e a igreja precisa ter no lugar uma poltica de proteção à criança que seja conhecida e respeitada. É bom ter uma pessoa de recursos na igreja que entenda das polticas e mantenha em dia os requisitos de proteção.

Não Orar

Treinamento, material, ou exatidão legal nunca devem substituir a dependência de Jesus através da oração. A realidade é que o ministério infantil é uma guerra espiritual. Satanás e seus seguidores demonacos preferem que a Igreja não priorize as crianças. O inimigo de nossas almas não quer ver as crianças formadas pelo Esprito de Deus. Se a Igreja não está orando, a batalha será muito feroz e o diabo vai enganar muito facilmente. Não devemos nos esquecer da importância da oração. Tudo é importante.

Spanish blog:

Los Errores de la Visión

Por Joel Comiskey, extractos de la Infancia en el Ministerio Celular (ahora disponible en https://joelcomiskeygroup.com/bookstore/children-in-cell-ministry-2/ )

Cuando alguien trata de hacer algo nuevo, rara vez hace las cosas bien la primera o segunda vez, y con frecuencia los errores todava se hacen después de tres o cuatro intentos más. De hecho, los seres humanos crecen y maduran a través de errores. Lo siguiente son errores comunes en el ministerio celular con niños.

No Priorizar Condición spiritual de un niño

Dado el carácter tierno y dulce de los niños, las personas adoptan una actitud amorosa y condescendiente. En otras palabras, uno de los mayores errores es no tener la condición espiritual del niño en serio. Cada niño tiene necesidades particulares que debemos tratar de cumplir.

Ralph Neighbour ha llegado a la conclusión de que el mayor error que enfrenta el movimiento de la iglesia celular es su incapacidad para discipular a los niños y formar células para los niños entre las edades de 5 y 13. Él escribe, "hace 79 años como un niño de cinco años de edad, yo acepté a Jesús como mi Señor sentado en el regazo de mi padre. Me ha sorprendido que muchos ministros piensan que no es necesario levantar células para niños y discipularles en células."

No valorar sus necesidades emocionales

Muchos adultos trivializar o descontar las emociones de sus hijos e incluso se sienten justificado al hacerlo, repitiendo la frase que se usa a menudo, "Son sólo niños." Los adultos deben tomar en serio los niños. Los que ministren a los niños deben conocer y preocuparse por los pequeños detalles de la vida de los niños bajo su cuidado.

No equipar a los trabajadores de los niños

Podra parecer que la iglesia tiene todos los trabajadores necesarios, pero en casi todos los casos, se trata de un espejismo. Siempre habrá nuevas posiciones y nuevas oportunidades para trabajar con niños. Una iglesia necesita prepararse para el futuro. La Iglesia Elim es capaz de cuidar de miles de niños, ya que tienen una visión para desarrollar lderes nuevos para servir a los niños. Debido a que la cosecha de los niños es tan continua, Elim constantemente está preparando a los nuevos lderes; constantemente están preparando para recoger la cosecha a través de los trabajadores de los nuevos niños.

No Obtención de la protección jurdica adecuada

Las iglesias no deben permitir que el temor de abuso o jurdicas pesadillas les impida hacer discpulos de los niños. Por otro lado, deben asegurarse de que están legalmente cubiertos y haciendo todo lo posible para proteger a los niños. Es importante que las iglesias tienen los adecuados controles de cobertura de seguro y de fondo en el lugar. Las iglesias deben asegurarse de que los que trabajan con niños han sido examinados adecuadamente y están ministrando en equipos de al menos dos personas.

El pastor y la iglesia necesita tener en marcha una poltica de protección del niño que se sabe, y respetada. Es bueno tener una persona de recursos en la iglesia que está al tanto de las polticas y mantener los requisitos de protección hasta la fecha.

No Orar

Entrenamiento, material o exactitud jurdica no deben ser un sustituto de la dependencia de Jesús a través de la oración. La realidad es que el ministerio de niños es la guerra espiritual. Satanás y sus seguidores demonaca preferiran que la iglesia no priorizar los niños. El enemigo de nuestras almas no quiere ver a los niños formados por el Espritu de Dios. Si la iglesia no está orando, la batalla será demasiado difcil, el diablo engañar con demasiada facilidad. No hay que olvidar la importancia de la oración.

Leave a Reply

Your email address will not be published.