Interdependent Nature of the Cell Church, part 2

coaches_lesB

By Leslie Brickman, www.strategiccell.com

Early December of last year my wife caught a cold from her brother. Not a problem, you say. Easy to get over, you think. By December 7th the cold had lodged in her lungs. Her lungs were an easy target, having been damaged by a childhood disease. She soon required a round of steroids to decrease the inflammation and a round of antibiotics to kill the infection. A second round of both soon ensued. This lethal combination unfortunately impacted her intestinal tract, causing a major eruption of candida, leading to a severe candidal infection of her esophagus and lungs. This necessitated two rounds of an oral antifungal to kill the candidal infection. This medical merry-go-round continued until she finally arrived home (Nairobi) the 20th of January. Six weeks later she was once again healthy and ready for 2016. Bottom line – even though an individual drug may be beneficial for a specific ailment, a combination of drugs can prove detrimental, or even fatal.

We cannot treat the body as we would a car engine. We can pull apart a car engine and service the parts individually, put it all back together, and drive home. Organisms, including the church, don’t work like that. Each part must be addressed in the context of its impact on the whole. A seemingly isolated decision, or even a series of decisions, may be beneficial for solving a specific need in the church, but it may prove detrimental or fatal to other systems.

In a desire to accommodate the people in our church, we multiply cells employing fast-track cell leader training. Mission accomplished. Cell leaders are trained. People are in cells. Cells grow. Cell leaders burn out. Why? The cell system did not have time to develop cell coaches (Empowering) to care for cell leaders.

Oikos evangelism is wildly successful. The cell is bursting, ready to multiply – but unable. Why? There are no cell apprentices with which to multiply. Why? There has been no peer-to-peer accountability system by which to equip cell members in the care of another. No hands-on training. No experiential learning. So, no one is confident to step up to become trained as an apprentice.  Further, there is no equipping system in place to train apprentices. Effective adult learning is experiential, not classroom based. There is a cognitive classroom cell leader instruction, but no affective or experiential OJT. Evangelism, Empowering, and Equipping are interrelated. Every decision in one area impacts the others.

The church is growing and has outstripped its venue. What to do? Hold two services! A decision is made and announced. No thought is given to the impact on the children’s ministry. What about worship? We’ll just have to have our present team do double duty until we can raise up additional teams. Really? Seems to be a prescription for burnout!

The interdependent nature of Cell Church demands that we as leaders examine the impact of our decisions on ALL aspects of Body Life, BEFORE we make them.

What do you think?

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

A Natureza Interdependente da Igreja em Células, parte 2

Por Leslie Brickman, www.strategiccell.com

No começo do mês de dezembro do ano passado, a minha esposa pegou um resfriado de seu irmão. Sem problemas, você pode dizer. Fácil de superar, você pode pensar. Pelo dia 7 de dezembro, a gripe se alojou em seus pulmões. Seus pulmões eram um alvo fácil, uma vez que foram danificados por uma doença da infância. Ela logo precisou de uma rodada de esteroides para diminuir a inflamação e uma rodada de antibióticos para matar a infecção. Uma segunda rodada de ambos logo aconteceu. Essa combinação letal infelizmente teve um impacto em seu trato intestinal, causando uma grande erupção de Candida, levando a uma grave infecção por Candida de seu esôfago e pulmões. Foram necessárias duas rodadas de um antifúngico oral para matar a infecção de Candida. Esse carrossel médico continuou até que ela finalmente voltou para casa no dia 20 de janeiro. Seis semanas depois ela estava saudável novamente e pronta para 2016. Resumindo: mesmo que um determinado remédio seja benéfico para o tratamento de uma doença especfica, uma combinação de remédios pode ser prejudicial, ou mesmo fatal.

Nós não podemos tratar o corpo como trataramos o motor de um carro. Nós podemos desmontar o motor de um carro e trabalhar individualmente nas partes, colocar tudo junto novamente e dirigir para casa. Organismos, incluindo a igreja, não funcionam assim. Cada parte deve ser tratada no contexto de seu impacto sobre o todo. Uma decisão aparentemente isolada, ou mesmo uma série de decisões, pode ser benéfica para resolver uma necessidade especfica da igreja, mas pode ser prejudicial ou fatal para os outros sistemas.

Em um desejo de acomodar as pessoas em nossa igreja, nós multiplicamos as células, empregando treinamentos rápidos para lderes de célula. Missão cumprida. Os lderes de célula são treinados. As pessoas estão nas células. As células crescem. Os lderes se esgotam. Por quê? O sistema celular não teve tempo para desenvolver treinadores celulares (Empoderamento/Capacitação) para cuidarem dos lderes de célula.

O evangelismo das famlias é um sucesso estrondoso. A célula está estourando, pronta para se multiplicar – mas incapaz. Por quê? Não há aprendizes celulares para que a célula se multiplique. Por quê? Não houve nenhum sistema de prestação de contas pessoa-a-pessoa, pelo qual os membros das células são equipados para cuidarem de outros. Nenhum treinamento prático. Nenhuma aprendizagem por experiência. Então, ninguém está confiante para posicionar-se para ser treinado como um aprendiz. Além disso, não há um sistema de equipamento para treinar aprendizes. A educação eficaz de adultos baseia-se em experiências, não em aulas em sala. Há uma instrução cognitiva em sala de aula para os lderes de célula, mas não há treinamento prático, afetivo ou experiencial. Evangelismo, Empoderamento e Equipamento são inter-relacionados. Cada decisão em uma área tem impacto sobre as outras.

A igreja está crescendo e ultrapassou sua sede. O que fazer? Realizar dois cultos! Uma decisão é feita e anunciada. Nenhuma consideração é feita sobre o impacto no ministério infantil. E a adoração? Nós vamos precisar que nossa equipe atual dobre seu trabalho até que consigamos levantar equipes adicionais. Sério? Isso parece ser uma prescrição para o esgotamento!

A natureza interdependente da Igreja em Células exige que nós, como lderes, examinemos o impacto de nossas decisões em TODOS os aspectos da Vida do Corpo ANTES de tomá-las.

O que você acha?

Les

Spanish blog:

La naturaleza interdependiente de la Iglesia celular, parte 2

Por Leslie Brickman, www.strategiccell.com

A principios de diciembre del año pasado mi esposa cogió un resfriado de su hermano. No es un problema, usted dice. Fácil de superar, es lo que piensas. El 7 de diciembre, el fro se haba alojado en los pulmones. Sus pulmones fueron un blanco fácil, siendo dañado por una enfermedad infantil. Pronto se requirió una ronda de esteroides para disminuir la inflamación y una ronda de antibióticos para eliminar la infección. Una segunda ronda de ambos pronto se produjo. Esta combinación letal por desgracia afecto su tracto intestinal, causando una gran erupción de Cándida, lo que lleva a una infección grave candidiásica de su esófago y los pulmones.  Esto requirió dos rondas de un anti fúngico oral para matar la infección Cándida. Este caso medico se repitió hasta que finalmente ella llegó a su casa (Nairobi) el 20 de enero. Seis semanas después, ella estaba una vez más saludable y lista para el 2016. En pocas palabras – aunque los fármacos individuales pueden ser beneficioso para una enfermedad especfica, una combinación de medicamentos puede resultar perjudicial, o incluso mortal.

No podemos tratar el cuerpo como lo hacemos con un motor de un vehculo. Podemos separar un motor de un vehculo y dar servicio a las partes por separado, poner todo de nuevo junto, y llevarlo a su casa. Los organismos, incluyendo la iglesia, no funcionan de esa manera. Cada parte debe abordarse en el contexto de su impacto en el conjunto. Una decisión aparentemente aislada, o incluso una serie de decisiones, pueden ser beneficiosos para resolver una necesidad especfica en la iglesia, pero puede resultar perjudicial o fatal para otros sistemas.

En un deseo de acomodar a la gente en nuestra iglesia, multiplicamos las células de va rápida empleando las formaciones de lderes celulares. Misión cumplida. Los lderes celulares están entrenados. La gente está en las células. Las células crecen. Los lderes celulares se agotan. ¿Por qué? El sistema celular no tuvo tiempo para desarrollar entrenadores celulares (potenciación) para cuidar a los lderes celulares.

El evangelismo en los Oikos es un gran éxito. La célula está llena, lista para multiplicarse – pero no puede. ¿Por qué? No hay aprendices celulares con quien multiplicarse. ¿Por qué? No ha habido ningún sistema de responsabilidad uno a uno en el cual se pueda equipar a los miembros celulares en el cuidado de uno a otro. No hay una formación práctica. Sin aprendizaje experimental. Por lo tanto, nadie está seguro de dar un paso hasta llegar a ser entrenado como un aprendiz. Además, no existe un sistema de equipamiento en el lugar para formar aprendices. el aprendizaje de adultos eficaz se basa en la experiencia, no en el aula. Hay una instrucción lder celular en el aula cognitivo, afectivo, pero no entrenando para el trabajo o sin experiencia. El evangelismo, autorización, y equipamiento están relacionados entre s. Cada decisión en una zona impacta los otros.

La iglesia está creciendo y ha superado su lugar. ¿Qué hago? ¡Celebra con dos servicios! Se toma una decisión y se anuncia. No se piensa en el impacto en el ministerio de los niños. ¿Qué pasa con la adoración? Tendremos que tener presente equipo de trabajo haciendo una doble función hasta que podamos tener equipos de trabajo adicionales. ¿De Verdad? ¡Parece ser una receta para el agotamiento!

La naturaleza interdependiente de la Iglesia celular nos exige que nosotros, como lderes debemos examinar el impacto de nuestras decisiones sobre todos los aspectos de la vida del cuerpo, antes de hacerlas.

¿Qué piensas?

Les

Leave a Reply

Your email address will not be published.