Youth Cells: A Safe Place to Believe and Belong

coach_AndrewMiller

Andrew Miller, youth pastor at Crossroads Church, www.crossroadsumc.org

My friend Tim has been a volunteer leader for a teenage boys small group for more than 6 years.  When his boys were in middle school, I remember his frustration that they were not reading their Bibles, and they goofed around too much.  Still, Tim did not give up on these goofballs!  Patiently, he modeled Jesus and continued to share the gospel with them weekly.

Arguably, every person has the same basic need – to be known and affirmed.

This is definitely true for teens!  A cell based ministry meets that need in two unique ways:

  • A safe place to express doubt, fear, concerns, and questions about faith.
  • An adult who knows a student by name and shows interest in their life, activities, and passions.

Teenagers love experiences.  The church does not need to compete with concerts, media, sports, and entertainment because the cell based church can offer real relationships between teens and adult disciplemakers in a positive environment where they do not fear rejection or condemnation.

My friend Tim created this environment and built strong relationships.  By the time the boys reached high school, they trusted Tim, and asked for his help with girl issues, family matters, peer pressure, and college and career decisions.  They were engaging in the Bible, they were growing, and the group birthed into 2 groups with student leaders – the goofballs were leading their own groups!

Discipling students in cell ministry is not a sprint; it is a marathon.  To reach teens, you do not have to be a Bible scholar, or hold a degree in child education; simply, you must love Jesus and have the compassion and patience to show Jesus to students.  We need committed marathon runners!  That is how we create safe environments and build relationships that turn goofballs into disciplemakers.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Andrew Miller, pastor de jovens na Igreja Crossroads

Meu amigo Tim tem sido um lder voluntário para um pequeno grupo de garotos por mais de 6 anos. Quando seus meninos estavam no ensino fundamental, eu me lembro de sua frustração porque eles não estavam lendo suas Bblias e ficavam com brincadeiras em excesso. Ainda assim, Tim não desistiu desses bobões! Pacientemente, ele refletia Jesus para eles e continuou a compartilhar o evangelho com eles semanalmente.

Indiscutivelmente, cada pessoa tem a mesma necessidade básica: ser conhecido e afirmado.

Isso é definitivamente verdadeiro para os adolescentes! Um ministério baseado em células atende a essa necessidade de duas maneiras únicas:

  1. Um lugar seguro para expressar dúvida, medo, preocupações e questões sobre a fé.
  1. Um adulto que conhece o estudante pelo nome e demonstra interesse por sua vida, atividades e paixões.

Adolescentes adoram experiências. A igreja não precisa competir com shows, mdia, esportes e entretenimento, porque a igreja baseada em células pode oferecer relacionamentos reais entre adolescentes e discipuladores adultos em um ambiente positivo onde eles não temem a rejeição ou a condenação.

Meu amigo Tim criou este ambiente e construiu relacionamentos fortes. Quando os meninos chegaram ao ensino médio, eles confiavam em Tim e pediram sua ajuda com questões sobre garotas, assuntos familiares, pressão dos pares, e as decisões sobre a faculdade e a carreira. Eles estavam envolvidos com a Bblia, estavam crescendo, e o grupo se multiplicou em 2 grupos com lderes estudantis – os bobões estavam liderando seus próprios grupos!

Discipular estudantes no ministério celular não é uma corrida de velocidade; é uma maratona. Para alcançar os adolescentes, você não tem que ser um estudioso da Bblia ou possuir um diploma em educação infantil; você simplesmente deve amar a Jesus e ter compaixão e paciência para mostrar Jesus aos estudantes. Precisamos de corredores de maratona comprometidos! É assim que criamos ambientes seguros e construmos relacionamentos que transformam bobões em discipuladores.

Spanish blog:

Andrew Miller, pastor de jóvenes en la Iglesia Crossroads, crossroadsumc.org

Mi amigo Tim ha sido un lder voluntario para un pequeño grupo de jóvenes por más de 6 años. Cuando sus muchachos estaban en la secundaria, recuerdo su frustración porque ellos no estaban leyendo sus Biblias, y estaban jugando demasiado. Aun as, Tim no se dio por vencido con sus hijos. Con paciencia, él modeló a Jesús y continuó compartiendo el Evangelio con ellos semanalmente.

Podra decirse que cada persona tiene la misma necesidad básica – a ser conocida y afirmada.

Esto es definitivamente cierto para los adolescentes. El ministerio basado en células cumple con esa necesidad en dos maneras únicas:

  1. Un lugar seguro para expresar duda, miedo, preocupaciones y preguntas sobre la fe.
  2. Un adulto que conoce al estudiante por su nombre y muestra interés en su vida, actividades y pasiones.

Los jóvenes aman las experiencias. La iglesia no tiene que competir con conciertos, medios de comunicación, deportes y entretenimiento porque la iglesia basada en células ofrece relaciones reales entre los adolescentes y los adultos hacedores de discpulos en un ambiente positivo en el que no temen al rechazo o la condena.

Mi amigo Tim creó este entorno y construyo relaciones sólidas. Cuando los chicos llegaron a estudiar en el bachillerato, ellos confiaban en Tim, y le pidieron ayuda en asuntos con las muchachas, asuntos familiares, la presión de grupo, y las decisiones universitarias y profesionales. Ellos estaban participando en la Biblia, estaban creciendo, y del grupo nacieron 2 nuevos grupos con lderes estudiantiles – Estos jóvenes estaban dirigiendo sus propios grupos.

Discipular estudiantes en el ministerio celular no es una carrera de velocidad; se trata de una maratón. Para alcanzar jóvenes, no tienes que tener un ttulo escolar de la Biblia, o tener un ttulo en educación infantil; Simplemente, tienes que amar a Jesús y tener compasión y paciencia para mostrar a Jesús a los estudiantes. ¡Necesitamos corredores comprometidos en el maratón! Esa es la forma de crear un ambiente seguro y construir relaciones que convierten a los jóvenes en hacedores de discpulos.

Leave a Reply

Your email address will not be published.