Lead Pastor as Leader of Cell Ministry, part 2

coaches_JimWall

Dr. Jim Wall, Acts 2 Network, Executive Director, www.acts2network.org 

Change is hard. No matter how many blessings are promised as a result of the change, it is still hard. That’s true in every area of life. It is particularly true in churches. Christians have an amazing tendency to find a church they like and then do everything they can to keep it from changing! That’s why it often takes a deeply-loving and highly-skilled leader to bring about change, no matter how badly change is needed.

That’s just one of the many  reasons why—when a church commits to transition from a program-based approach to ministry to a cell-based approach—the senior pastor must lead the way. The journey is as much about providing loving guidance, gentle correction and strong leadership as any father has ever provided for his sons and daughters. Dad’s can’t delegate that level of leadership.

That’s why when I sensed God’s call to lead Western Branch Community Church to embrace the cell paradigm, I started one cell group. I hand selected six couples I believed to have the capacity to lead the initial wave of cell groups. We met for nearly eighteen months. We worshipped, prayed, studied and dialogued about what the cell ministry would look like in our church. When we came to unity, I preached a series of sermons in our weekend celebration services on the Biblical basis for—and the practical value of—being in a cell group. I then called on our members to join a cell group knowing we had seven cell leaders (including my wife and I) who would lead the initial wave of cells in agreement. The result was a smooth transition to the cell model. There was some resistance as we phased out programs one-by-one. But everyone knew that I was leading the charge. They believed that I had their best interest at heart. They trusted that I was following the Lord’s leading. They saw my father’s heart for them. All of that resulted in the vast majority making the change.

As our cell network grew, we added section leaders and zone leaders. In time there were many father figures in our church. Even then, the cell leaders always knew I was leading the way as I met with them all regularly for training and encouragement. You just can’t delegate being “Dad.”

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Pastor Presidente como Lder do Ministério Celular, parte 2

Dr. Jim Wall, Acts 2 Network, www.acts2network.org

Mudar é difcil. Não importa quantas bênçãos são prometidas, como resultado da mudança, ainda é difcil. Isso é verdadeiro em todas as áreas da vida. Isso é particularmente verdadeiro em igrejas. Os cristãos têm uma tendência incrvel para encontrar uma igreja que eles gostam e, em seguida, fazer tudo o que puderem para evitar que ela mude! É por isso que muitas vezes é necessário um lder profundamente amoroso e altamente qualificado para trazer a mudança, não importa o quanto ela seja necessária.

Isso é apenas uma das muitas razões para que quando uma igreja se compromete em transicionar de uma abordagem baseada em programas para uma abordagem de ministério em células o pastor presidente deve liderar o caminho. Nessa jornada é necessário que haja direcionamento amoroso, correção gentil e uma liderança forte como qualquer pai proporciona para seus filhos e filhas. Os pais não podem delegar esse nvel de liderança.

É por isso que quando eu senti o chamado de Deus para liderar a Western Branch Community Church para abraçar o paradigma celular, eu iniciei uma célula. Eu escolhi a dedo seis casais que eu acreditava que tinham capacidade para liderar a onda inicial de células. Nós nos reunimos por quase 18 meses. Nós adoramos, oramos, estudamos e conversamos sobre como seria o ministério de células em nossa igreja. Quando chegamos à unidade, eu preguei uma série de sermões em nossos cultos de celebração de fim de semana sobre a base bblica e o valor prático de se estar em uma célula. Depois eu pedi para nossos membros participarem de uma das células, sabendo que tnhamos sete lderes de células (incluindo minha esposa e eu), que liderariam a onda inicial de células. O resultado foi uma transição suave para o modelo celular. Houve uma certa resistência à medida que nós gradualmente eliminamos os programas um por um. Mas todos sabiam que eu estava liderando a carga. Eles acreditavam que eu tinha o melhor interesse no coração. Eles confiavam que eu estava seguindo a direção do Senhor. Eles viram o meu coração de pai para eles. Tudo isso fez com que a maioria fizesse a mudança.

Como a nossa rede celular cresceu, nós adicionamos lderes de setor e lderes de região. Na época, havia muitas figuras paternas em nossa igreja. Mesmo assim, os lderes de célula sempre souberam que eu estava liderando o caminho, porque eu sempre me reuni regularmente com todos eles para dar treinamento e incentivo. Você simplesmente não pode delegar ser “pai”.

Spanish blog:

Pastor Principal como lder del Ministerio celular

Dr. Jim Wall, de la Red hechos 2, Director Ejecutivo, www.acts2network.org

El cambio es difcil. No importa cuántas bendiciones han sido prometidas como resultado del cambio, aún es difcil. Eso es cierto en todos los ámbitos de la vida. Es particularmente cierto en las iglesias. Los cristianos tienen una tendencia sorprendente encontrar una iglesia que les gusta y luego hacer todo lo posible para evitar el cambio. Es por eso que a menudo se necesita un lder profundamente amoroso y altamente cualificado para dirigir el cambio, no importa que tan necesario sea el cambio.

Eso es sólo una de las muchas razones del porqué, cuando una iglesia se compromete a la transición de un enfoque basado en los programas de ministerio a un enfoque de la iglesia basada en células deben mostrar el camino. El viaje se trata tanto de proporcionar orientación amorosa, suave corrección y un liderazgo fuerte como cualquier padre ha proporcionado para sus hijos e hijas. El padre no puede delegar ese nivel de liderazgo.

Es por eso que cuando sent el llamado de Dios para dirigir la Iglesia Western Branch Community para abrazar el paradigma celular, empecé un grupo de células. Tome seis parejas seleccionadas con las que creo que tienen la capacidad de dirigir la ola inicial de grupos celulares. Nos reunimos por casi dieciocho meses. Adorábamos, oramos, estudiamos y dialogamos sobre lo que el ministerio celular vera en nuestra iglesia. Cuando llegamos a la unidad, prediqué una serie de predicaciones en nuestros servicios de celebración de fin de semana sobre la base bblica y el valor práctico de los miembros de un grupo de células. Después llame a los miembros a unirse a un grupo de células sabiendo que tenamos siete lderes celulares (incluyendo a mi esposa y a mi) que dirigira la ola inicial de células. El resultado fue una transición suave hacia el modelo celular. Hubo cierta resistencia por etapas a medida que sacamos los programas uno por uno. Pero todos saban que estaban llevando la carga. Se crea que tena su mejor interés en el corazón. Ellos confiaban en que yo estaba siguiendo la dirección del Señor. Vieron el corazón de mi padre para ellos. Todo esto dio lugar a la gran mayora de hacer el cambio.

A medida que nuestra red celular creció, añadimos lderes de sección y lderes de zona. Con el tiempo haba muchas figuras paternas en nuestra iglesia. Incluso entonces, los lderes celulares siempre supieron que estaban dirigiendo de la manera como me encontré con todos ellos regularmente para la formación y el estmulo. Usted simplemente no puede delegar ser “padre”.

Leave a Reply

Your email address will not be published.