A Missionary Calling

coach_JoelFamilyWeb

By Joel Comiskey

Excerpts from Youth in Cell Ministry

Blake Foster leads the junior high and high school youth ministry at Antioch Community Church (ACC) in Waco, Texas.  He became a follower of Jesus at twenty-six years old as a freshman at Baylor University and was discipled at ACC. When he graduated from Baylor, he prepared to pay off his loans and go to the mission field. In fact, he and his wife both felt a call to missions and were considering going to the Middle East to spread the gospel. Youth ministry was never on his mind until the college pastor asked if he’d be willing to consider it. He and his wife took time to pray and fast. During that time period he received a prophecy about walking through the open door and felt God was calling him to say yes.

Up to that point, Foster was accustomed to ministering to young adults, not youth. But God showed him that the younger youth were his new mission field. As I interviewed Foster, the phrase “cross-cultural missions” came up again and again. “I see my friends on Instagram, and at times I wish I was ministering to those of my own age group,” Foster said. “Yet, God has called me to my new mission field of young people.” Foster realized that he couldn’t effectively minister to the youth half-heartedly. It required total immersion. “You have to be involved heart and soul. You can’t do it half-heartedly. You have to be restless to allow God to enlarge your territory and your own heart. You have to be willing to weep with those who weep and rejoice with those who rejoice.”

Each culture will define youth a bit differently. Youth in San Salvador, El Salvador,  face unique problems, like gang warfare. Youth growing up in the high-tech culture of Orange County, California,  face challenges such as busyness, materialism, and indifference. Like missionaries, those working with youth need to study their target audience. No doubt, some youth pressures and characteristics are similar to all youth everywhere but even those similarities are constantly in flux.

Youth normally starts at age thirteen until the person takes responsibility for his or her actions. Most cultures would agree that youth ends when the person turns into a responsible individual who is no longer dependent on parents. But there is also the question of age brackets. For example, those who are thirteen to sixteen years old have different needs than those in the seventeen to twenty-one age bracket.

Those working with young adolescents should be sensitive to their level of maturity, not thinking they are developing faster than they are. The age of the youth will also determine how much adult supervision is needed. Junior high groups, for example, need a lot more adult attention than senior high school groups or those who have graduated from high school.

Becoming a missionary to youth involves discovering the core rules that motivate youth to behave the way they do.

Just like missionaries who learn a language and culture, those effective in reaching youth need to get involved in the social world of youth. It involves understanding and experiencing those things that affect youth today. The best youth missionaries know adolescents better than adolescents know themselves.

Special deals this week:

10.95 for print edition (free shipping)

2.99 for kindle edition

2.99 for PDF edition

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Um chamado missionário

Por Joel Comiskey

Excertos de Youth in Cell Ministry (Juventude no Ministério Celular)

Blake Foster lidera o ministério de jovens da escola secundária e superior em Antioch Community Church (ACC) em Waco, Texas. Ele se tornou um seguidor de Jesus aos vinte e seis anos de idade como um calouro na Universidade de Baylor e foi discpulo no ACC. Quando se formou em Baylor, preparou-se para pagar seus empréstimos e ir para o campo missionário. De fato, ele e sua esposa sentiram um chamado às missões e estavam pensando em ir ao Oriente Médio para espalhar o evangelho. O ministério de jovens nunca estava em sua mente até que o pastor da faculdade perguntou se ele estaria disposto a considerá-lo. Ele e sua esposa tiveram tempo para orar e jejuar. Durante esse perodo de tempo ele recebeu uma profecia sobre andar pela porta aberta e sentiu que Deus estava chamando-o para dizer sim.

Até aquele momento, Foster estava acostumado a ministrar a jovens adultos, não a jovens. Mas Deus lhe mostrou que o jovem mais novo era seu novo campo missionário. Quando entrevistei Foster, a frase “missões interculturais” surgiu repetidas vezes. “Eu vejo meus amigos no Instagram, e às vezes eu desejo estar ministrando aos da minha própria faixa etária”, disse Foster. “No entanto, Deus me chamou para o meu novo campo missionário de jovens.” Foster percebeu que não poderia ministrar efetivamente à juventude sem entusiasmo. Foi necessária imersão total. “Você tem que estar envolvido de coração e alma. Você não pode fazê-lo sem entusiasmo. Você tem que estar inquieto para permitir que Deus amplie o seu território e seu próprio coração. Você tem que estar disposto a chorar com aqueles que chorar e se alegrar com os que se alegram”.

Cada cultura define a juventude um pouco diferente. Os jovens em San Salvador, El Salvador, enfrentam problemas únicos, como a guerra de gangues. Jovens crescendo na cultura de alta tecnologia de Orange County, Califórnia, enfrentam desafios como ocupação, materialismo e indiferença. Como missionários, aqueles que trabalham com jovens precisam estudar seu público-alvo. Sem dúvida, algumas pressões e caractersticas da juventude são semelhantes a todos os jovens em todo o mundo, mas mesmo essas semelhanças estão constantemente em fluxo.

A juventude normalmente começa aos treze anos até que a pessoa assume a responsabilidade por suas ações. A maioria de culturas concorda que a juventude termina quando a pessoa se transforma em um indivduo responsável que não seja mais dependente dos pais. Mas há também a questão das faixas etárias. Por exemplo, aqueles que têm treze a dezesseis anos de idade têm necessidades diferentes daqueles na faixa etária de 17 a 21 anos.

Aqueles que trabalham com jovens adolescentes devem ser sensveis ao seu nvel de maturidade, não pensar que estão se desenvolvendo mais rapidamente do que estão. A idade dos jovens também irá determinar o quanto a supervisão de adultos é necessária. Os grupos de ensino fundamental, por exemplo, precisam de muito mais atenção adulta do que os grupos de ensino médio ou aqueles que se formaram na escola.

Tornar-se um missionário para a juventude envolve a descoberta das regras básicas que motivam os jovens a se comportarem da maneira que se comportam.

Assim como os missionários que aprendem uma lngua e uma cultura, aqueles que conseguem alcançar a juventude precisam se envolver no mundo social da juventude. Envolve compreender e experimentar aquelas coisas que afetam a juventude hoje. Os melhores missionários de jovens conhecem melhor os adolescentes do que os próprios adolescentes.

Ofertas especiais esta semana:
10.95 para edição impressa (frete grátis)

2.99 para kindle edition

2.99 para edição em PDF

Spanish blog:

Un Llamado Misionero

por Joel Comiskey

Extractos de Los Jóvenes en el Ministerio Celular (Disponible en Kindle en Español)

Blake Foster dirige el ministerio juvenil de la escuela secundaria en Antioch Community Church (Iglesia Comunitaria Antioqua) (ACC) en Waco, Texas. Se convirtió en un seguidor de Jesús cuando tena veintiséis años cuando era estudiante de primer año en la Universidad de Baylor y fue discipulado en esta misma iglesia. Cuando se graduó de Baylor, se preparó para pagar sus préstamos e ir al campo misionero. De hecho, él y su esposa sentan un llamado a las misiones y estaban considerando ir al Medio Oriente para difundir el evangelio. El ministerio juvenil nunca estuvo en su mente hasta que el pastor de la universidad le preguntó si estara dispuesto a considerarlo. Él y su esposa tomaron tiempo para orar y ayunar. Durante ese perodo de tiempo recibió una profeca acerca de caminar a través de la puerta abierta y sintió que Dios lo estaba llamando para decir que s.

Hasta ese momento, Foster estaba acostumbrado a ministrar a adultos jóvenes, no a los jóvenes. Pero Dios le mostró que los jóvenes eran su nuevo campo misionero. Cuando entrevisté a Foster, la frase “misiones interculturales” surgió una y otra vez. “Veo a mis amigos en Instagram, y a veces me gustara estar ministrando a los de mi grupo de edad”, dijo Foster. “Sin embargo, Dios me ha llamado a mi nuevo campo misionero de jóvenes”. Foster se dio cuenta que no poda ministrar eficazmente a la juventud sin entusiasmo. Para esto se requiere una inmersión total. “Tienes que estar involucrado de todo corazón y con el alma, no puedes hacerlo a medias, tienes que estar inquieto para permitir que Dios ensanche tu territorio y tu propio corazón, tienes que estar dispuesto a llorar con aquellos que lloran y a regocijarte con los que se regocijan”.

Cada cultura definirá a la juventud un poco diferente. Los jóvenes en San Salvador, El Salvador enfrentan problemas únicos, como la guerra entre pandillas. Los jóvenes que crecen con la cultura de la alta tecnologa del condado de Orange, California se enfrentan a desafos tales como estar demasiado ocupados, el materialismo y la indiferencia. Al igual que los misioneros, aquellos que trabajan con jóvenes necesitan estudiar al público que será su objetivo. Sin duda, algunas presiones y caractersticas juveniles son similares en todos los jóvenes de todo el mundo, pero incluso esas similitudes están cambiando constantemente. Un objetivo importante de este libro es ayudar a los lectores a analizar, investigar y prepararse para alcanzar a los jóvenes en su cultura particular­â€” para convertirse en misioneros interculturales donde viven y trabajan.

La juventud normalmente comienza a los trece años hasta que la persona se responsabiliza de sus acciones. La mayora de las culturas estara de acuerdo en que la juventud termina cuando la persona se convierte en un individuo responsable que ya no depende de los padres. Pero también existe la cuestión de los grupos de edad. Por ejemplo, los que tienen de trece a dieciséis años tienen necesidades diferentes a las de los de diecisiete a veintiún años. Aquellos que trabajan con adolescentes jóvenes deben ser sensibles a su nivel de madurez, no deben pensar que se están desarrollando más rápido de lo que en realidad lo están haciendo.  La edad de los jóvenes también determinará cuánta supervisión adulta necesitan. Los jóvenes de séptimo a noveno grado, por ejemplo, necesitan mucha más atención que los que están cursando el último año de la preparatoria.

Al igual que los misioneros que aprenden un idioma y una cultura, aquellos que son efectivos para alcanzar a los jóvenes necesitan involucrarse en el mundo social de los jóvenes. Implica comprender y experimentar esas cosas que afectan a la juventud hoy. Los mejores jóvenes misioneros conocen a los adolescentes mejor que a los adolescentes se conocen a ellos mismos

Leave a Reply

Your email address will not be published.