Dealing with Difficult People

By Michelle Geoffrey, www.celebrationchurch.org

In everyday life we all have to deal with people that are trying or challenging.  Sometimes it is family members, friends, co-workers, or neighbors.  Hopefully, it is not all four at the same time!

Then there are difficult or challenging people in our cell group or possibly leaders.  They come in all shapes, sizes and issues.  Jesus LOVES these people.  They are messy.  They are us.  I don’t know about you, but I have been a difficult person in the lives of those that know and love me.  So the question is WHAT DO WE DO WITH THEM!?!?!

First, we have to pray for them.  Don’t just pray for God to change them, but pray for God to show us how to love them the way that He does.  Ask the Lord to give you opportunities to speak wisdom in their lives.

Second, look at your expectations.  At Celebration Church, we have Life Group Goals and Guidelines.  Each group should start by reading all of the goals and one guideline.  The leader or member can pick which one to read.  These cover things like talking too much, staying on topic, being loving and kind, sharing the ministry, etc.  The difficult people that most of us face can be helped by being reminded of the group’s goals and guidelines regularly.

Third, talk to them.  Most of us are not raised in a home that teaches good communication and how to have healthy conflict.  When someone in group is having difficulties, talk to them.  Ask them how things are going in their family, at work, in their spiritual life.  See if there is an issue going on that you can help with through discipleship.  Maybe the lady talking too much is lonely and needs more friends and doesn’t know how to make friends.  Possibly the gentleman that brings up irrelevant stories each week at group doesn’t know the Bible or feels comfortable talking about spiritual issues.  Perhaps the teenager gossiping about what everyone says in group doesn’t know that they are hurting others by their actions.

We must remember that people are doing the best they can. It is our job and calling as leaders to walk with them through discipleship, lead by example, and spur in love (Hebrews 10:24-25) to be the men, women and children that God has created them to be.  The world is a hurt and broken place, we can build bridges in our groups to minister to those formidable members or we can let them go.  Jesus had a band of twelve challenging fellows that caused Him grief, but He didn’t let them go, He laid down His life for them and for us.

Michelle Geoffrey

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Lidando com Pessoas Difceis

Por Michelle Geoffrey, www.celebrationchurch.org

Na vida cotidiana todos nós temos que lidar com pessoas que estão nos tentando ou desafiando. Às vezes, são membros da famlia, amigos, colegas de trabalho ou vizinhos. Felizmente, não são todos os quatro ao mesmo tempo!

Também há pessoas difceis ou desafiadoras em nossa célula ou, possivelmente, lderes. Eles vêm em todas as formas, tamanhos e problemas. Jesus AMA essas pessoas. Elas estão bagunçadas. Elas são nós. Eu não sei você, mas eu já fui uma pessoa difcil na vida daqueles que me conhecem e me amam. Então a questão é: O QUE FAZEMOS COM ESSAS PESSOAS?!?!

Primeiro, temos que orar por elas. Não ore apenas para Deus para mudá-las, mas ore para que Deus nos mostre como amá-las do jeito que Ele ama. Peça ao Senhor para lhe dar oportunidades de falar palavras cheias de sabedoria em suas vidas.

Em segundo lugar, olhe suas expectativas. Na Celebration Church, nós temos objetivos e diretrizes das células. Cada grupo deve começar lendo todos os objetivos e uma orientação. O lder ou o membro pode escolher qual deles ler. Isso abrange coisas como falar demais, permanecer no tópico, ser amoroso e gentil, compartilhar o ministério, etc. As pessoas difceis que a maioria de nós enfrentamos podem ser ajudadas se forem lembradas regularmente dos objetivos e diretrizes do grupo.

Em terceiro lugar, fale com eles. A maioria de nós não é criado em uma casa que ensina uma boa comunicação e a ter um conflito saudável. Quando alguém no grupo está tendo dificuldades, fale com ele. Pergunte-lhe como estão as coisas na famlia, no trabalho, na vida espiritual. Veja se há uma questão em que você possa ajudar com o discipulado. Talvez a senhora que fala demais é solitária e precisa de mais amigos e não sabe como fazer amigos. Possivelmente, o cavalheiro que traz histórias irrelevantes a cada semana no grupo não conhece a Bblia ou não se sente à vontade para falar sobre questões espirituais. Talvez o adolescente que brinque sobre o que todos dizem na célula não sabe que está prejudicando as outras pessoas com suas ações.

Devemos lembrar que as pessoas estão fazendo o melhor que podem. É nosso trabalho e chamado como lderes caminhar com elas através do discipulado, liderar pelo exemplo e estimular o amor (Hebreus 10:24-25) para que sejam os homens, mulheres e filhos que Deus os criou para serem. O mundo é um lugar ferido e quebrado, e nós podemos construir pontes em nossos grupos para ministrar a esses formidáveis membros ou podemos deixá-los ir. Jesus teve um grupo de doze companheiros desafiadores que lhe causaram dor, mas Ele não os deixou ir, Ele entregou Sua vida por eles e por nós.

Michelle Geoffrey

Spanish blog:

Tratando con gente difcil

Por Michelle Geoffrey, www.celebrationchurch.org

En la vida cotidiana todos tenemos que lidiar con personas que están tratando o desafiando. A veces son miembros de la familia, amigos, compañeros de trabajo o vecinos. Con suerte, no son los cuatro al mismo tiempo.

Luego hay personas difciles o desafiantes en nuestro grupo celular o posiblemente lderes. Vienen en todas las formas, tamaños y problemas. Jesús AMA a estas personas. Son desordenados. Ellos son nosotros. No sé de ti, pero he sido una persona difcil en la vida de aquellos que me conocen y me aman. As que la pregunta es ¿QUÉ HACEMOS CON ELLOS?

Primero, tenemos que orar por ellos. No sólo oren para que Dios los cambie, oren para que Dios nos muestre cómo amarlos de la manera que lo hace. Pdale al Señor que le dé oportunidades para hablar palabras de sabidura en sus vidas.

En segundo lugar, mirar sus expectativas. En la Iglesia Celebración, tenemos Las guas y las metas de los grupos de vida. Cada grupo debe comenzar leyendo todos los objetivos y una pauta. El lder o miembro puede elegir cuál leer. Esto cubre cosas como hablar demasiado, mantenerse en el tema, ser cariñoso y amable, compartir el ministerio, etc. Las personas difciles que la mayora de nosotros enfrentamos pueden ser ayudadas recordándonos regularmente las metas y pautas del grupo.

En tercer lugar, hablar con ellos. La mayora de nosotros no somos criados en una casa que enseña una buena comunicación y cómo tener un conflicto saludable. Cuando alguien en el grupo está teniendo dificultades, hable con ellos. Pregúntales cómo van las cosas en su familia, en el trabajo, en su vida espiritual. Vea si hay un problema en curso que usted puede ayudar a través del discipulado. Tal vez la señora que habla demasiado es solitaria y necesita más amigos y no sabe cómo hacer amigos. Posiblemente el caballero que trae historias irrelevantes cada semana en el grupo no conoce la Biblia o se siente cómodo hablando de temas espirituales. Tal vez el chisme adolescente sobre lo que todo el mundo dice en el grupo no sabe que están lastimando a otros por sus acciones.

Debemos recordar que las personas están haciendo lo mejor que pueden. Es nuestro trabajo y llamamos como lderes a caminar con ellos a través del discipulado, guiados por el ejemplo, y estimular en el amor (Hebreos 10: 24-25) para ser los hombres, mujeres y niños que Dios los ha creado a ser. El mundo es un lugar herido y roto, podemos construir puentes en nuestros grupos para ministrar a esos formidables miembros o podemos dejarlos ir. Jesús tena una banda de doce compañeros desafiantes que Le causaron dolor, pero Él no los dejó ir, Él dio su vida por ellos y por nosotros.

Michelle Geoffrey

Leave a Reply

Your email address will not be published.