Learning from Each Other

coach_mario2016speaking

Mario Vega, www.elim.org.sv

The Word of God repeatedly teaches that the work of the gospel is a collective work. The Lord Jesus himself presented it in this way when he said: “I sent you to reap that for which you have not labored; others have labored, and you have entered into their labors” (John 4:38). Paul, also speaking of the same subject, affirmed: “According to the grace of God which was given to me, as a wise master builder I have laid the foundation, and another builds on it. But let each one take heed how he builds on it” (1 Corinthians 3:10). For Paul, the development of the body of doctrine that we now know as Christianity was the result of the efforts of various people who received God’s grace: “Who then is Paul, and who is Apollos, but ministers through whom you believed, as the Lord gave to each one?  I planted, Apollos watered, but God gave the increase”  (1 Corinthians 3: 5-6).

Even talking about the gifts of the Holy Spirit, Paul explains that the gifts must complement each other if they are going to build up the body of Christ: “If anyone speaks in a tongue, let there be two or at the most three, each in turn, and let one interpret. But if there is no interpreter, let him keep silent in church, and let him speak to himself and to God” (1 Corinthians 14: 27-28). If there is no interpreter, there is no point in speaking in tongues, and if there are no tongues there is nothing to interpret. These two gifts are dependent on each other. This is how God designed the body, which is the church.

Cell ministry is a fundamental part of the church’s nature and demands the participation of the entire body to make it work. No one has the whole truth but only a part. It is the sum of the parts that forms the whole. Therefore, let us never cease to listen and learn from each other.

Korean blog (Click here)

Portuguese blog:

Aprendendo Uns Com Os Outros

Por Mario Vega, www.elim.org.sv

A palavra de Deus nos ensina diversas vezes que o trabalho no Reino é um trabalho coletivo. O próprio senhor Jesus se apresenta dessa maneira quando fala: “Eu os enviei para colherem o que vocês não cultivaram. Outros realizaram o trabalho árduo, e vocês vieram a usufruir do trabalho deles” (Jo 4:38). Paulo também fala sobre o mesmo assunto afirmando: “Conforme a graça de Deus que me foi concedida, eu, como sábio construtor, lancei o alicerce, e outro está construindo sobre ele. Contudo, veja cada um como constrói” (1 Co 3:10). Para Paulo, o desenvolvimento do corpo doutrinário que conhecemos como Cristianismo, é o resultado do esforço de várias pessoas que receberam a Graça de Deus: “Afinal de contas, quem é Apolo? Quem é Paulo? Apenas servos por meio dos quais vocês vieram a crer, conforme o ministério que o Senhor atribuiu a cada um. Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é quem fazia crescer” (1 Co 3:5-6).

Mesmo falando sobre os dons do Esprito Santo, Paulo explica que os dons precisam se completar uns com os outros para que eles possam edificar a igreja: “Se, porém, alguém falar em lngua, devem falar dois, no máximo três, e alguém deve interpretar. Se não houver intérprete, fique calado na igreja, falando consigo mesmo e com Deus” (1 Co 14:27-28). Se não há dom de interpretação, não há razão para falar em lnguas, e se não há dons de lnguas, não há o que interpretar. Esses dois dons dependem um do outro. É assim que Deus desenhou o corpo, que é a Igreja. O ministério em Células é uma parte fundamental da natureza da Igreja e precisa da participação de todo o Corpo para que o mesmo venha a funcionar. Ninguém possui toda a verdade, mas apenas uma parte. É a soma das partes que fazem o todo. Portanto, nunca deixe de ouvir e aprender uns com os outros.

Spanish blog:

Aprendiendo los unos de los otros

por Mario Vega, www.elim.org.sv

La palabra de Dios enseña repetidas veces que la obra del evangelio es un trabajo colectivo. El mismo Señor Jesús lo presentó de esa manera cuando dijo: “Yo os he enviado a segar lo que vosotros no labrasteis; otros labraron, y vosotros habéis entrado en sus labores” (Juan 4:38). También Pablo, hablando del mismo tema afirmó: “Conforme a la gracia de Dios que me ha sido dada, yo como perito arquitecto puse el fundamento, y otro edifica encima; pero cada uno mire cómo sobreedifica” (1 Corintios 3:10). Para Pablo el desarrollo del cuerpo de doctrina que hoy conocemos como cristianismo, fue el resultado del esfuerzo de varias personas que recibieron una gracia de Dios: “¿Qué, pues, es Pablo, y qué es Apolos? Servidores por medio de los cuales habéis credo; y eso según lo que a cada uno concedió el Señor. Yo planté, Apolos regó; pero el crecimiento lo ha dado Dios” (1 Corintios 3:5-6).

Incluso hablando del tema de los dones del Espritu Santo, Pablo explica que para que éstos sean de edificación para la iglesia deben complementarse el uno con el otro: “Si habla alguno en lengua extraña, sea esto por dos, o a lo más tres, y por turno; y uno interprete. Y si no hay intérprete, calle en la iglesia, y hable para s mismo y para Dios” (1 Corintios 14:27-28). Si no hay quien interprete no tiene sentido el hablar en lenguas y si no hay lenguas no hay nada que interpretar. Estos dos dones son dependientes el uno del otro. As es como Dios diseñó el cuerpo, que es la iglesia. El trabajo celular, como elemento fundamental de la naturaleza de la iglesia, es el producto de varios hombres que, según la gracia que recibieron, contribuyeron con una parte de la verdad. Nadie tiene la verdad entera, pero si una parte. Es la suma de las partes lo que forma la totalidad. Por tanto, nunca dejemos de escucharnos y de aprender los unos de los otros.

Leave a Reply

Your email address will not be published.