What is Hospitality?

by Chuck Crismier. Chuck and his wife Kathie, are co-authors of The Power of Hospitality.  Chuck is Founder of Save America Ministries and Host of VIEWPOINT, a national issues-oriented radio broadcast heard on saveus.org, where their book is also available.

Hospitality is not a gift I have, but a gift I give.  Hospitality is not primarily a matter of art, but of heart.

Hospitality is easier caught than taught. Hospitality also creates lasting memories. One of our first such memories as a married couple takes us back more than thirty years to our second year of marriage. We had recently become involved in the young–married’s  class of a large congregation, but we really knew few people. One can feel rather lonely among so many – like a stranger.

Our crowded estrangement was broken one Sunday as a young seminary student and his wife invited us over for lunch. We did not hesitate to accept, but we wondered how they could afford to extend their hand and home to us. As a fledgling teacher at that time, I was struggling to make ends meet and figured their situation must be at least as tight as ours, or worse.

As the congregation dispersed to the privacy of their homes, our invitors led us across a parking lot and a small street to the rough exterior of a wooden staircase that ascended to their “penthouse” quarters above what appeared to be an ancient garage. Furnishings were simple and Spartan at best, but clean. After we men enjoyed a time of gentlemanly conversation, the ladies beckoned us to a small table covered by an inexpensive red–and–white–checkered tablecloth, where we dined sumptuously on hot dogs.

The details of memory were not cemented by finery but by fellowship which left an indelible impression spanning a lifetime. God forbid that seminary training or theological specialization ever supplanted the practical touching of strangers for this dear couple. No preaching could ever replace the practice of holy hospitality. Our paths have never again crossed since that year of brief fellowship borne of hospitality, but Kathie and I will be forever indebted to Don and Jeannie Schutt for opening a window of grace to a theologically–prepared but relationally–impaired couple. They opened to us a vision for hospitality.

God’s plan for you includes hospitality! No man, woman, or child of accountable age is exempted from this overarching plan and purpose of God for His people. It is so simple, so basic.  It is an essential part of being made in the image of God Himself. And its secrets are revealed as our hearts become tuned to the heart of God.

A Jewish rabbi noted, “Hospitality, in the fullest meaning of that word, is as close as we will ever get to the face of God.”  So…how close to the face of God are you?

The psychiatrist Paul Tournier once said that “Happiness is a door opening outward.”  The essence of hospitality is revealed in openness rooted in love.  It is expressed by an open heart, an open hand and an open home.  An Open Heart, Open Hand and Open Home will change your world.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O Que É A Hospitalidade?

por Chuck Crismier. Chuck e sua esposa Kathie, são co-autores do The Power of Hospitality. Chuck é fundador da Save America Ministries (Ministérios Salve a América, em tradução livre) e anfitrião da VIEWPOINT, uma transmissão de rádio nacional orientada para os problemas, ouvida em saveus.org, onde seu livro também está disponível.

A hospitalidade não é um presente que eu tenho, mas um presente que eu dou. A hospitalidade não é principalmente uma questão de arte, mas de coração.

A hospitalidade é mais fácil de capturar do que ensinar. A hospitalidade também cria memórias duradouras. Uma das nossas primeiras lembranças como um casal nos leva de volta mais de trinta anos para o nosso segundo ano de casamento. Recentemente nos envolvemos na classe dos jovens casados ??de uma grande congregação, mas nós realmente conhecemos poucas pessoas. É possível se sentir bastante solitário entre tantos – como um estranho.

Nosso estrondo cheio foi quebrado um domingo quando um jovem estudante de seminário e sua esposa nos convidou para o almoço. Nós não hesitamos em aceitar, mas nós nos perguntamos como eles poderiam dar ao luxo de estender a mão e a nossa casa. Como professora incipiente naquela época, eu estava lutando para chegar ao fim e percebi que sua situação deveria ser pelo menos tão apertada quanto a nossa, ou pior.

À medida que a congregação se dispersava para a privacidade de suas casas, nossos convidados nos levaram através de um estacionamento e uma pequena rua para o exterior áspero de uma escada de madeira que subia para seus aposentos na “cobertura” acima do que parecia ser uma antiga garagem. O mobiliário era simples e espartano, na melhor das hipóteses, mas limpo. Depois que nós homens desfrutamos de uma conversa de cavalheiros, as senhoras nos acenaram para uma pequena mesa coberta por uma toalha barata xadrez vermelha, onde jantamos sumptuosamente cachorros-quentes.

Os detalhes da memória não foram fortalecidos por elegância, mas por companheirismo, que deixou uma impressão que não pode ser apagada durante toda a vida. Deus proibiu que o treinamento de seminário ou a especialização teológica já suplantasse o toque prático de estranhos para esse querido casal. Nenhuma pregação poderia substituir a prática da hospitalidade sagrada. Nossos caminhos nunca mais se cruzaram desde aquele ano de uma breve irmandade de hospitalidade, mas Kathie e eu ficaremos em dívida para sempre com Don e Jeannie Schutt por terem aberto uma janela de Graça a um casal teologicamente preparado mas com deficiência relacional. Eles nos abriram uma visão de hospitalidade.

O plano de Deus para você inclui hospitalidade! Nenhum homem, mulher ou filho de idade responsável está isento desse plano abrangente e propósito de Deus para Seu povo. É tão simples, tão básico. É uma parte essencial de ser feita à imagem do próprio Deus. E seus segredos são revelados, pois nossos corações se tornam sintonizados com o coração de Deus.

Um rabino judeu observou: “A hospitalidade, no sentido mais completo dessa palavra é tão próxima quanto sempre chegaremos ao rosto de Deus”. Então … quão perto do rosto de Deus está você?

O psiquiatra Paul Tournier disse uma vez que “a felicidade é uma porta que se abre para fora”. A essência da hospitalidade é revelada na abertura enraizada no amor. É expressas por um coração aberto, uma mão aberta e uma casa aberta. Um coração aberto, uma mão aberta e um lar aberto mudarão seu mundo.

Spanish blog:

Qué es la hospitalidad?

Por Chuck Crismier. Chuck y su esposa Kathie, son coautores de The Power of Hospitality. Chuck es fundador de Save America Ministries y presentador de VIEWPOINT, una emisión radial orientada a temas nacionales, se puede escuchar en saveus.org, donde su libro también está disponible.

La hospitalidad no es un don que poseo, sino un don que regalo. La hospitalidad no es principalmente una cuestión de arte, sino de corazón.

La hospitalidad es más fácil de dar que de enseñar. La hospitalidad también crea recuerdos duraderos; uno de nuestros primeros recuerdos como pareja casada nos remonta más de treinta años a nuestro segundo año de matrimonio. Recientemente nos habíamos involucrado en una clase para jóvenes casados, de una gran congregación, pero conocíamos a pocas personas. Uno puede sentirse bastante solo entre muchos, casi como extraños.

Nuestra unión a la distancia se rompió un domingo cuando un joven estudiante del seminario y su esposa nos invitó a almorzar. No dudamos en aceptarlo, pero nos preguntamos cómo podían permitirse extender su mano y su hogar hacia nosotros. Siendo un novato profesor en ese momento, estaba luchando para llegar al fin de mes y pensé que su situación debía ser igual o peor a la nuestra.

Cuando la congregación se dispersó hacia la privacidad de sus hogares, nuestros anfitriones nos condujeron a través de un estacionamiento de una pequeña calle hasta el tosco exterior de una escalera de madera que ascendía a su “penthouse” por encima de lo que parecía ser un antiguo garaje. Los muebles eran simples y Espartanos en el mejor de los casos, pero limpios. Después de que los hombres disfrutamos de un momento de conversación, las damas nos hicieron señales para que nos acercáramos a una pequeña mesa cubierta por un económico mantel a cuadros rojos y blancos, donde cenamos ostentosamente con hot dogs.

Los detalles de esta memoria no fueron cementados por la elegancia, sino por el compañerismo que dejó una impresión indeleble que me acompaña para toda la vida. Dios no permita que el entrenamiento en el seminario o la especialización teológica suplantaran el toque práctico a extraños para esta querida pareja. Ninguna predicación podría reemplazar la práctica de la santa hospitalidad. Nuestros caminos no se han cruzado nunca más desde ese año de breve confraternidad hospitalaria, pero Kathie y yo estaremos eternamente en deuda con Don y Jeannie Schutt por abrir una ventana de gracia a una pareja teológicamente preparada pero con problemas de relación con los demás; nos abrieron una visión de la hospitalidad.

¡El plan de Dios para ti, incluye la hospitalidad! Ningún hombre, mujer o niño de edad razonable está exento de este plan y propósito general de Dios para su pueblo. Es tan simple, tan básico; es una parte esencial de ser hecho a la imagen de Dios mismo. Y sus secretos se revelan a medida que nuestros corazones se sintonizan con el corazón de Dios.

Un rabino judío señaló: “La hospitalidad, en el sentido más amplio de la palabra, es lo más cercano que podremos llegar al rostro de Dios”. Entonces … ¿qué tan cerca de la rostro de Dios estás tú?

El psiquiatra Paul Tournier dijo que “la felicidad es una puerta que se abre hacia afuera”. La esencia de la hospitalidad se revela en la apertura arraigada en el amor. Se expresa por un corazón abierto, una mano abierta y un hogar abierto. Un corazón abierto, una mano abierta y un hogar abierto cambiarán tu mundo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.