Party with a Purpose

coaches_steveCordleCropped

By Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Cell group Christmas parties are an opportunity to strengthen the relational bonds of the group as well as to celebrate the activity of God.

Over the years, the groups that I have led have ended the calendar year with a special event that looks like this:

1) Dinner. Everyone brings something to contribute. People usually bring one of their specialties, so the meal is always delicious. Around the table conversation usually turns toward family Christmas traditions and memories, so we learn about more one another. Eating together fosters a stronger family tie.

2. Communion with appreciation. After the meal I explain to the group that we are going to share Communion with each other in a special way. I start by picking a group member and tell that person one specific way their life or example has influenced me toward Jesus that year. Then I serve them communion. That member then takes the elements, picks another person in the group and does the same thing. Kneeling in front of that person, they share a way in which they were impacted by that individual and serves communion. This continues until the whole group receives and shares. As the leader, I am always served last (that way no one in the group feels like they’ve neglected)

The evening is always impactful (often tear-filled) as people feel loved and hear someone describe how their life has made a difference, usually without them realizing it. This event celebrates the way God has been at work in the group through the members, and underscores the value of relational discipleship in the cell. A great way to celebrate Christmas as a group!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Festeje Com Um Propósito

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org/

As festas de Natal do grupo celular são uma oportunidade para fortalecer os laços relacionais do grupo e para celebrar a atividade de Deus.

Ao longo dos anos, os grupos que liderei encerraram o ano civil com um evento especial que se parece com isto:

1) Jantar. Todo mundo traz algo para contribuir. As pessoas geralmente trazem uma de suas especialidades, então a comida sempre é deliciosa. Ao redor da mesa, a conversa geralmente se volta para as tradições e memórias de Natal da família, então aprendemos mais uns sobre os outros. Comer juntos promove um laço familiar mais forte.

2. Comunhão com agradecimento. Após a refeição, explico ao grupo que vamos compartilhar a Comunhão uns com os outros de maneira especial. Eu começo por escolher um membro do grupo e dizer a essa pessoa uma forma específica que sua vida ou exemplo me influenciaram em direção a Jesus naquele ano. Então eu lhes sirvo a Comunhão. Esse membro então tira os elementos, escolhe outra pessoa no grupo e faz o mesmo. Ajoelhados diante dessa pessoa, eles compartilham uma maneira pela qual foram afetados por esse indivíduo e servem a Comunhão. Isso continua até que todo o grupo receba e compartilhe. Como líder, sempre sou servido no final (dessa forma, ninguém no grupo se sente o último escolhido).

Esta noite é impactante (muitas vezes cheia de lágrimas), pois as pessoas se sentem amadas e ouvem alguém descrever como sua vida fez a diferença, geralmente sem que elas percebessem. Este evento celebra o modo como Deus tem trabalhado no grupo através dos membros e ressalta o valor do discipulado relacional na célula. Uma ótima maneira de celebrar o Natal como um grupo!

Spanish blog:

Una Fiesta con un propósito

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org/

Las fiestas de Navidad del grupo celular son una oportunidad para fortalecer los lazos relacionales del grupo y para celebrar la actividad de Dios.

Con los años, las células que he liderado han terminado el año calendario con un evento especial que se realiza así:

  1. Cena. Todos aportan algo para contribuir. La gente suele traer un plato especial, por lo que la comida siempre es deliciosa. Alrededor de la mesa, la conversación generalmente se trata acerca de las tradiciones y recuerdos navideños en familia, por lo que aprendemos más unos de otros. Comer juntos fomenta un vínculo familiar más fuerte.
  2. Comunión con aprecio. Después de la comida, le explico a la célula que vamos a compartir un momento de Comunión entre nosotros de una manera especial. Empiezo seleccionando a un miembro de la célula y le mencionó un aspecto específico en que su vida o ejemplo me han influenciado hacia Jesús en ese año; luego de esto ocurre la comunión. Ese miembro toma los elementos, elige a otra persona en la célula y hace lo mismo. Arrodillándose frente a esa persona, comparten la manera en que fueron impactados por ese individuo y esto crea comunión. Esto continúa hasta que toda la célula reciba y comparta. Siendo el líder, siempre participo al final (de esa manera nadie en la célula se siente mal por ser elegido hasta el final).

Esta noche es impactante (a menudo llena de lágrimas) ya que las personas se sienten amadas y escuchan a alguien describir cómo su vida ha marcado la diferencia, generalmente sin que se den cuenta. Este evento celebra la forma en que Dios ha estado trabajando en la célula a través de los miembros, y subraya el valor del discipulado relacional en esta. ¡Una excelente manera de celebrar la Navidad como célula!

Leave a Reply

Your email address will not be published.