Making Disciples through Prayer

por Mario Vega, www.elim.org.sv

Prayer is a vital part of cell ministry, and we have to make sure that it doesn’t become routine or something forced on people. Actually, prayer is an integral part of the process of making disciples. In the same way that John the Baptist and the Lord Jesus taught their disciples to pray, so the leaders must teach their cell members to pray.

One way to achieve this is that, instead of always assuming the role of who presides over prayer, the leader should encourage the cell members to pray in pairs, for each other. By doing it this way, people go from being passive listeners to proactive prayer participants. Another resource to encourage cell prayer is to delegate a member to lead the prayer at the meeting. In this way, members are not only encouraged to pray but also to exercise leadership roles that guide them to become new leaders.

Another way to pray is by praying together in agreement. That is, everyone prays together audibly. It is different to be a passive listener of the prayer that the leader makes and to say “amen” at the end of it than to be someone who prays with the leader and with all the others at the same time. Praying together in agreement tend to become very passionate and that is much better than simply being listeners. The combination of these resources is useful for making disciples who learn to pray.
Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Fazendo Discípulos Através da Oração

Por Mario Vega, www.elim.org.sv

A oração é uma parte vital do ministério celular, e temos que nos certificar de que não se torne rotina ou algo forçado às pessoas. Na verdade, a oração é parte integrante do processo de fazer discípulos. Da mesma maneira que João Batista e o Senhor Jesus ensinaram seus discípulos a orar, os líderes devem ensinar seus membros de célula a orar.

Uma maneira de alcançar isso é, em vez de sempre assumir o papel de quem preside a oração, o líder deve encorajar os membros da célula a orar em pares, um pelo outro. Ao fazê-lo dessa forma, as pessoas passam de ouvintes passivos para participantes proativos da oração. Outro recurso para incentivar a oração da célula é delegar um membro para liderar a oração na reunião. Desta forma, os membros não só são encorajados a orar, mas também a exercer papéis de liderança que os guiam a se tornar novos líderes.

Outra maneira de orar é fazê-lo junto em concordância. Ou seja, todos oram juntos de forma audível. É diferente ser um ouvinte passivo da oração que o líder faz e que diz “amém” no final dela de ser alguém que ora com o líder e com todos os outros ao mesmo tempo. Orar junto em acordo tende a se tornar muito apaixonado e isso é muito melhor do que simplesmente ser ouvintes. A combinação desses recursos é útil para fazer discípulos que aprendem a orar.

Spanish blog:

Hacer discípulos por medio de la oración

por Mario Vega, www.elim.org.sv

La oración es parte del programa de la célula, pero eso no significa que deba convertirse en algo rutinario o solo en un punto por el cual necesariamente hay que pasar. La oración es un elemento integral del proceso de hacer discípulos. De la misma manera que Juan el Bautista y el Señor Jesús enseñaron a sus discípulos a orar, también los líderes deben enseñar a los miembros de su célula a orar.

Una manera de lograrlo es que, en lugar de asumir siempre el papel de quien preside la oración, el líder debe animar a los miembros de su célula a que oren en parejas, el uno por el otro. Al hacerlo de esa manera, las personas pasan de ser oyentes pasivos a protagonistas de la oración. Otro recurso para fomentar la oración en la célula es delegar a un miembro para que dirija la oración en la reunión. De esa manera, no solamente se está animando a los miembros a orar sino a ejercer roles de dirección que los van guiando a ser nuevos líderes.

Otra manera de orar, es realizando oraciones convenidas. Es decir, oraciones en donde todos oran juntos de manera audible. Es diferente ser un oyente pasivo de la oración que hace el líder para decir al final de la misma «amén» a ser alguien que ora con el líder y con todos los demás al mismo tiempo. Las oraciones convenidas suelen volverse muy apasionadas y eso es mucho mejor que ser simplemente oyentes. La combinación de estos recursos es útil para hacer discípulos que aprenden a orar.

Leave a Reply

Your email address will not be published.