I Selfishly Thought Of Not Going

By Bill Mellinger, www.crestlinefbc.com

In the cell church, don’t we see that we all have the responsibility to minister/shepherd one another? A shepherd is one who cares for sheep. It is used of Jesus in John 10 and it is the term translated as pastor in Ephesians 4:11-13. In some ways, we are all pastors based on the role as shepherd of our family, our coworkers, even our neighbors.

We have been praying for a young couple that is having a baby. They learned that the mother has a rapidly growing tumor on her liver. The doctors have talked about “terminating” the pregnancy and doing dramatic measures to try to stop the spread of the cancer. One of the men in our cell is the stepfather of the young man. This stepfather does not believe in abortion, and has attempted to counsel the young couple and offer them pastoral support. His stepson is distant from the Lord and angry about what is happening with the pregnancy and the cancer.

The doctors decided to do a surgery on the girl to see how far the cancer had spread and if they could remove. The possibilities were bleak. In fact, the surgeon prepared them for the possibility of the baby dying during surgery and them not being able to do anything to stop the cancer. Our stepdad almost didn’t go to the hospital for the surgery because his stepson’s Dad was going to be there. He even told our cell, “I selfishly thought of not going.” However, his wife asked him to be present for her support.

With all the bad news, everyone waiting for the surgery to end was very discouraged and afraid. The stepdad led the family in prayer before surgery, prayed again with his stepson, ministered to the parents of the girl, and even ministered to his stepson’s father. He realized that God had him there to minister to them all.

What was he doing? He was doing the work of a pastor. He was ordained by God to be in that hospital and to minister to the family. This stepdad thought that he was failing God, but that is not how I see it. God ordained him as a pastor. That is an ordination I affirm. When we pointed it out to him this morning, he was overwhelmed and pleased. He emphasized his near failure at not going, and we were encouraging his pastoral role.

The best news is that God answered our prayers with a miracle. The tumor did not grow any this past week. They were able to remove the tumor and now there is time for the baby to grow. As soon as the baby is born, they will determine the next measures to be sure the cancer is gone. This stepdad had the faith to be available and obedient even though he almost did not go to the hospital. God rewarded his faith and his prayers. Praise the Lord!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Eu egoisticamente pensei em não ir

Por Bill Mellinger, www.crestlinefbc.com

Na igreja em células, não vemos que todos nós temos a responsabilidade de ministrar/pastorear uns aos outros? Um pastor é aquele que cuida das ovelhas. É usado por Jesus em João 10 e é o termo traduzido como pastor em Efésios 4:11-13. De certa forma, somos todos pastores baseados no papel de pastor de nossa família, nossos colegas de trabalho e até de nossos vizinhos.

Nós temos orado por um jovem casal que está tendo um bebê. Eles descobriram que a mãe tem um tumor em rápido crescimento no fígado. Os médicos falaram em “interromper” a gravidez e tomar medidas dramáticas para tentar impedir a propagação do câncer. Um dos homens da nossa célula é o padrasto do jovem. Este padrasto não acredita em aborto e tentou aconselhar o jovem casal e oferecer-lhes apoio pastoral. Seu enteado está distante do Senhor e bravo com o que está acontecendo com a gravidez e o câncer.

Os médicos decidiram fazer uma cirurgia na moça para ver até onde o câncer se espalhou e se poderiam remover. As possibilidades eram sombrias. Na verdade, o cirurgião preparou-os para a possibilidade de o bebê morrer durante a cirurgia e não conseguir fazer nada para deter o câncer. O padrasto quase não foi ao hospital para a cirurgia porque o pai de seu enteado estava lá. Ele até disse à nossa célula: “Eu egoisticamente pensei em não ir“. No entanto, sua esposa pediu-lhe para estar presente para o seu apoio.

Com todas as más notícias, todos que estavam esperando a cirurgia terminar estavam muito desanimados e com medo. O padrasto conduziu a família em oração antes da cirurgia, orou novamente com o enteado, ministrou aos pais da moça e até ministrou ao pai do seu enteado. Ele percebeu que Deus o tinha lá para ministrar a todos eles.

O que ele estava fazendo? Ele estava fazendo o trabalho de um pastor. Ele foi ordenado por Deus para estar naquele hospital e ministrar para a família. Este padrasto pensou que ele estava falhando com Deus, mas não é assim que eu vejo isso. Deus o ordenou como pastor. Essa é uma ordenação que afirmo. Quando apontamos isso para ele esta manhã, ele ficou impressionado e satisfeito. Ele enfatizou sua quase falha em não ir, e nós estávamos encorajando seu papel pastoral.

A melhor notícia é que Deus respondeu às nossas orações com um milagre. O tumor não cresceu na semana passada. Eles foram capazes de remover o tumor e agora há tempo para o bebê crescer. Assim que o bebê nascer, eles determinarão as próximas medidas para garantir que o câncer tenha desaparecido. Este padrasto teve a fé de estar disponível e obedecer, embora quase não tenha ido ao hospital. Deus recompensou sua fé e suas orações. Louve o Senhor!

Spanish blog:

“Egoístamente pensé en no ir”

Por Bill Mellinger, www.crestlinefbc.com

¿No nos percatamos en la iglesia celular que todos tenemos la responsabilidad de ministrar / pastorear unos a otros? Un pastor es aquel que cuida de sus ovejas. Se usa con Jesús en Juan 10 y es el término traducido como pastor en Efesios 4: 11-13. De alguna manera, todos somos pastores basados ​​en el rol de pastor de nuestra familia, nuestros compañeros de trabajo, incluso nuestros vecinos.

Hemos estado orando por una pareja joven que recientemente tuvieron un bebé. Se dieron cuenta que la madre tiene un tumor en rápido crecimiento en el hígado. Los médicos han hablado sobre “terminar” el embarazo y tomar medidas drásticas para tratar de detener la propagación del cáncer. Uno de los hombres en nuestra célula es el padrastro del joven. Este padrastro no cree en el aborto, y ha intentado aconsejar a la joven pareja y ofrecerles apoyo pastoral. Su hijastro está lejos del Señor y enojado por lo que está sucediendo con el embarazo y el cáncer.

Los médicos decidieron hacerle una cirugía a la niña para ver cuánto se había extendido el cáncer y si podían extirparla; las posibilidades eran sombrías. De hecho, el cirujano los preparó para la posibilidad de que el bebé muera durante la cirugía y no puedan hacer nada para detener el cáncer. El de padrastro de nuestra célula casi no fue al hospital para la cirugía porque el papá de su hijastro iba a estar allí; incluso le dijo a nuestra célula: “egoístamente pensé en no ir”. Sin embargo, su esposa le pidió que estuviera presente por su apoyo.

Con todas las malas noticias, todos los que esperaban que terminara la cirugía estaban muy desanimados y temerosos. El padrastro condujo a la familia en oración antes de la cirugía, oró  nuevamente con su hijastro, ministró a los padres de la niña e incluso ministró al padre de su hijastro. Se dio cuenta de que Dios lo tenía allí para ministrarles a todos.

¿Que estaba haciendo? Él estaba haciendo el trabajo de un pastor. Fue ordenado por Dios para estar en ese hospital y ministrar a la familia. Este padrastro pensó que estaba fallandole a Dios, pero no es así como yo lo veo; Dios lo ordenó como pastor. Esa es una ordenación que afirmo. Cuando se lo mencionamos esa mañana, estaba abrumado y complacido. Hizo hincapié en su casi fracaso en no ir, y estábamos alentando su papel pastoral.

La mejor noticia es que Dios respondió nuestras oraciones con un milagro. El tumor no creció nada la semana pasada, pudieron eliminar el tumor y ahora hay tiempo para que el bebé crezca. Tan pronto como nazca el bebé, determinarán las próximas medidas para asegurarse de que el cáncer desaparezca. Este padrastro tenía la fe para estar disponible y obediente a pesar de que casi no fue al hospital. Dios recompensó su fe y sus oraciones. ¡Alabado sea el Señor!

Leave a Reply

Your email address will not be published.