Natural Development Of Cell Members Into Leaders, part 2

By Ralph Neighbour

Bill Beckham writes, “Jesus’ method of discipleship is caught, not taught. One disciple demonstrates life with Christ to another in the discipleship journey.”

Discipleship “classes” are self-contradictory! Some years ago a fine young man came to me saying, “I have finished all the discipleship courses but something is still missing! Will you disciple me?” “Sure,” I said. “what is the nearest tavern to where you live?”

With a blank look, he replied, “I do not understand?” “Well, the environment we choose for you to be discipled in means everything. Jesus took his disciples into many environments, even to Samaria. I disciple like Jesus. The environment is the first priority.”

As we met in the bar, he observed how I related to those around me. The second time, I turned the conversation over to him and observed, critiquing him afterwards. The third visit I observed. He became passionate about visiting the bar and making friends. The passion for souls required the environment of needy lives. Soon after, he made a trip to Moscow to witness. Upon his return, he filled me with stories of how my discipling had prepared him for the experience.

Participation of the cell in ministry projects is mandatory to developing disciples! Jesus had a perfect balance between sit-downs to teach and multiple experiences he exposed the disciples to during a period of three years. It is a fascinating study of the Gospels to list all the times and places He went with them and the lessons they learned.

Authentic cell life will function best when the group is divided into triads, composed whenever possible of  the three levels described in I John 2:12-14. Each triad must be involved in entering a household!  Often it will be the household of the new believer. A cell group of 12 will, therefore, be ministering in to four family units following Luke 10:1-9. The maturity of the cell members will automatically produce those with the Christ-given gifts of apostle, prophet, evangelist, pastor and teacher. Leadership assignments will flow naturally from the distribution of the gifts by the Holy Spirit.

It has become evident over the past years that cells who lack the ministry of penetrating households do not fulfill the purpose God had in mind when He energized them to be Christ’s second body on earth. Since His new assignment in His second body was to draw all men to salvation, His body has no greater priority. Indeed, the Spirit must be geieving over all the barren brides of Christ we have produced.

Leaders are passionate servants of Christ who are called and sealed for ministry. They do not hesitate to invest time and resources into the task of sharing His agape with the communities they have been directed to influence.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O Desenvolvimento Natural de Membros da Célula em Líderes, parte 2

By Ralph Neighbour

Bill Beckham escreveu: “O método de discipulado de Jesus é agarrado, não ensinado. Um discípulo demonstra a vida com Cristo para outro na jornada de discipulado”.

As “classes” de discipulado são auto-contraditórias! Alguns anos atrás, um bom rapaz veio até mim dizendo: “Eu terminei todos os cursos de discipulado, mas ainda falta alguma coisa! Você vai me discipular?”. “ Claro”, eu disse. “Qual é o bar mais próximo de onde você mora?”

Com um olhar vazio, ele respondeu: “Eu não entendo”. “Bem, o ambiente que escolhemos para você ser discipulado significa tudo. Jesus levou seus discípulos a muitos ambientes, até a Samaria. Eu discipulo como Jesus. O ambiente é a primeira prioridade”.

Ao nos encontrarmos no bar, ele observou como eu me relacionava com aqueles que me cercavam. Na segunda vez, direcionei a conversa para ele e observei, avaliando-o depois. Na terceira visita eu observei. Ele se tornou apaixonado por visitar o bar e fazer amigos. A paixão pelas almas exigia o ambiente de vidas carentes. Logo depois, ele fez uma viagem a Moscou para testemunhar. Ao retornar, ele me contou histórias de como meu discipulado o preparara para essa experiência.

A participação da célula nos projetos ministeriais é obrigatória para o desenvolvimento de discípulos! Jesus tinha um equilíbrio perfeito entre sentar-se para ensinar e múltiplas experiências às quais ele expôs os discípulos durante um período de três anos. Um estudo fascinante dos Evangelhos é listar todas as vezes e lugares onde Ele esteve com eles e as lições que aprenderam.

A vida celular autêntica funcionará melhor quando o grupo for dividido em tríades, composto sempre que possível dos três níveis descritos em 1João 2:12-14. Cada tríade deve estar envolvida ao adentrar uma casa! Muitas vezes será a casa do novo convertido. Um grupo de células de 12 pessoas, portanto, estará ministrando em quatro unidades familiares seguindo Lucas 10:1-9. A maturidade dos membros da célula produzirá automaticamente aqueles com os dons de apóstolo, profeta, evangelista, pastor e mestre dados por Cristo. As designações de liderança fluirão naturalmente da distribuição dos dons pelo Espírito Santo.

Tornou-se evidente nos últimos anos que as células que não possuem o ministério de famílias penetrantes não cumprem o propósito que Deus tinha em mente quando as energizou para ser o segundo Corpo de Cristo na Terra. Desde que Sua nova designação em Seu segundo corpo foi atrair todos os homens para a salvação, Seu corpo não outra prioridade maior. De fato, o Espírito deve estar se dedicando a todas as noivas estéreis de Cristo que produzimos.

Líderes são servos apaixonados de Cristo que são chamados e selados para o ministério. Eles não hesitam em investir tempo e recursos na tarefa de compartilhar o Seu amor ágape com as comunidades para as quais foram direcionados para influenciar.

Spanish blog:

Desarrollo natural de los miembros de la célula para convertirse en líderes, parte 2

Por Ralph Neighbor

Bill Beckham escribe: “El método de discipulado de Jesús es atrapado, no enseñado. Un discípulo demuestra la vida con Cristo a otro en el camino del discipulado “.

¡Las “clases” de discipulado son autocontradictorias! Hace algunos años, un buen hombre joven vino a mí y me dijo: “He terminado todos los cursos de discipulado pero todavía me falta algo. ¿Me discipularias? “” Claro “, le dije. “¿Cuál es la taberna más cercana a donde vives?”

Con una mirada en blanco, respondió: “¿No entiendo?” “Bueno, el medio ambiente que elegimos para que seas discipulado significa todo. Jesús llevó a sus discípulos a muchos ambientes, incluso a Samaria. Yo discipulo como Jesús “Él” medio ambiente es la primera prioridad “.

Cuando nos encontramos en el bar, observó cómo me relacionaba con los que me rodeaban. La segunda vez, le pasé la conversación y observé, criticándolo después. La tercera visita que observé. Se apasionó por visitar el bar y hacer amigos. La pasión por las almas requiere el entorno de las vidas necesitadas. Poco después, hizo un viaje a Moscú para ser testigo. A su regreso, me llenó de historias de cómo mi discipulado lo había preparado para la experiencia.

¡La participación de la célula en proyectos de ministerio es obligatoria para el desarrollo de discípulos! Jesús tenía un equilibrio perfecto entre los ejercicios para enseñar y las experiencias múltiples que expuso a los discípulos durante un período de tres años. Es un estudio fascinante de los Evangelios enumerar todos los momentos y lugares a los que fue con ellos y las lecciones que aprendieron.

La vida celular auténtica funcionará mejor cuando el grupo se divide en tríadas, compuestas siempre que sea posible de los tres niveles descritos en I Juan 2: 12-14. ¡Cada tríada debe participar al ingresar a un hogar! A menudo será la casa del nuevo creyente. Un grupo celular de 12, por lo tanto, estará ministrando en cuatro unidades familiares siguiendo a Lucas 10: 1-9. La madurez de los miembros de la célula producirá automáticamente aquellos con los dones dados por Cristo de apóstol, profeta, evangelista, pastor y maestro. Las asignaciones de liderazgo fluirán naturalmente de la distribución de los dones por el Espíritu Santo.

En los últimos años se ha hecho evidente que las células que carecen del ministerio de hogares; no cumplen el propósito que Dios tenía en mente cuando los energizó para que fueran el segundo cuerpo de Cristo en la tierra. Dado que su nueva asignación en su segundo cuerpo era atraer a todos los hombres a la salvación, su cuerpo no tiene mayor prioridad. De hecho, el Espíritu debe estar gestando sobre todas las novias estériles de Cristo que hemos producido.

Los líderes son siervos apasionados de Cristo que son llamados y sellados para el ministerio. No dudan en invertir tiempo y recursos en la tarea de compartir su amor ágape con las comunidades a las que se les ha ordenado influir.

Leave a Reply

Your email address will not be published.