The Number One Key to Raising up Church Planters

By Robert Herber, allpeopleschurch.org

This week I attended a leaders conference in Dubai, UAE for the church movement I belong to. The conference began with a greeting from our leader that lives in the city. As he talked, his passion for Dubai was overwhelming. He literally bounced up and down on the stage as he shared.  His veins bulged out of his neck and tears filled his eyes as he shared about his amazing city and the incredible opportunity to reach the nations of the world in one place.

Within minutes, I found that I had a love for Dubai; a city I had never visited before. Over the next several days, I found myself taking opportunities to meet and share the love of God with the people. I realized this leader had opened my eyes to how amazing this place is; His love for his city had infected me.

Love for something is infectious.

I am in love with the church.  But I realize much of the reason I am in love with the church is that my parents loved the church.  Growing up, my parents were always taking me to different churches.  Not only were we in our local church every Sunday, but we went to a church in every place we vacationed.  If my parents heard that God was doing something special in a church, we would drive there to visit.  I think it is one of the reasons that the only job I have wanted in my adult life is to plant churches. My point is this: my family loved the church and that love was imparted to me.

In scripture, we see this highlighted in John 2:17.  The verse says,  “His disciples remembered that it is written: ‘Zeal for your house will consume me’.”  It is no wonder that church history chronicles Jesus’ disciples going into all the earth planting churches.

I believe when a pastor truly loves the church, the people around him will be infected with a passion for the church.  When he talks constantly about how much he loves leading the church, many people will naturally want to do what he is doing.

On the contrary, I have heard many pastors who only complain about the challenges of pastoring. Although they might gain their congregation’s sympathy, their flock will most likely just thank God that they are not pastors.

Truly, the church is the most exciting, most powerful, and most significant thing going on earth.  Our love for the church is the number one key to raising up church planters.  As pastors, we must continually gather the next generation and speak of our love for the church. We also must speak of the great honor we have of starting and leading churches.  When we do this, we will begin to see many infected with the same passion. The result will be many men and women stepping up to plant churches around the world!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

A Chave Número Um para Levantar Plantadores de Igrejas

Por Robert Herber, allpeopleschurch.org

Esta semana participei de uma conferência de líderes em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, do movimento da igreja a que pertenço. A conferência começou com uma saudação do nosso líder que mora na cidade. Enquanto ele falava, sua paixão por Dubai era avassaladora. Ele literalmente pulou para cima e para baixo no púlpito enquanto compartilhava. Suas veias saltavam do pescoço e lágrimas enchiam seus olhos conforme ele compartilhava sobre sua incrível cidade e a incrível oportunidade de alcançar as nações do mundo através de um só lugar.

Em poucos minutos, descobri que tinha um amor por Dubai; uma cidade que eu nunca tinha visitado antes. Nos dias que se seguiram, encontrei-me aproveitando oportunidades para conhecer e compartilhar do amor de Deus com o povo. Eu percebi que esse líder havia aberto meus olhos para o quão incrível este lugar é; seu amor por sua cidade me contagiou.

O amor por alguma coisa é contagioso.

Eu sou apaixonado pela igreja. Mas percebo que a razão pela qual sou apaixonado pela igreja é que meus pais amavam a igreja. À medida que eu crescia, meus pais estavam sempre me levando para diferentes igrejas. Não estávamos só em nossa igreja local todos os domingos, mas íamos a uma igreja em todos os lugares em que estávamos de férias. Se meus pais soubessem que Deus estava fazendo algo especial em uma igreja, nós íamos lá para visitá-la. Eu acho que essa é uma das razões pela qual o único trabalho que eu sempre quis fazer quando fosse adulto é plantar igrejas. Meu ponto é este: minha família amou a Igreja e esse amor foi transmitido para mim.

Nas Escrituras, vemos isso destacado em João 2:17. O versículo diz: “Seus discípulos lembraram-se que está escrito: “O zelo pela tua casa me consumirá”. Não é de admirar que a história da Igreja narre os discípulos de Jesus indo a todas as partes do mundo plantando igrejas.

Eu acredito que quando um pastor ama verdadeiramente a igreja, as pessoas ao seu redor serão contagiadas com uma paixão pela igreja. Quando ele fala constantemente sobre o quanto ele ama liderar a igreja, muitas pessoas naturalmente querem fazer o que ele está fazendo.

Por outro lado, ouvi muitos pastores que só reclamam dos desafios do pastoreio. Embora eles possam ganhar a simpatia de sua congregação, seu rebanho provavelmente agradecerá a Deus por eles não serem pastores.

Verdadeiramente, a Igreja é a coisa mais excitante, mais poderosa e mais significativa acontecendo na terra. Nosso amor pela Igreja é a chave número um para criar plantadores de igrejas. Como pastores, devemos reunir continuamente a próxima geração e falar de nosso amor pela igreja. Também devemos falar da grande honra que temos de plantar e liderar igrejas. Quando fizermos isso, começaremos a ver muitos contaminados com a mesma paixão. O resultado será muitos homens e mulheres se posicionando para plantar igrejas em todo o mundo!

Spanish blog:

La clave número uno para levantar plantadores de iglesias

Por Robert Herber, allpeopleschurch.org

Esta semana asistí a una conferencia de líderes en Dubai, Emiratos Árabes Unidos, para el movimiento eclesial al que pertenezco. La conferencia comenzó con un saludo de nuestro líder que vive en la ciudad. Mientras hablaba, note que la pasión de mi líder por Dubai era abrumadora. Literalmente, he rebotado arriba y abajo en el escenario mientras he compartido. Las venas salieron de su cuello y las lágrimas llenaron sus ojos cuando compartí sobre su increíble ciudad y la increíble oportunidad de llegar a las naciones del mundo en desde un solo lugar.

En cuestión de minutos, descubrí que tenía un amor por Dubai; una ciudad que nunca había visitado antes. Durante los siguientes días, me encontré aprovechando oportunidades para reunirme y compartir el amor de Dios con la gente. Me di cuenta de que este líder había abierto mis ojos a lo asombroso que era este lugar; el amor de Dios por esta ciudad me había contagiado.

El amor por algo es contagioso.

Estoy enamorado de la iglesia, pero me doy cuenta de que gran parte de la razón por la que estoy enamorado de la iglesia es que mis padres la amaban. Al crecer, mis padres siempre me llevaban a diferentes iglesias. No solo estábamos en nuestra iglesia local todos los domingos, sino que íbamos a la iglesia en cada lugar donde vacacionábamos. Si mis padres escucharan que Dios estaba haciendo algo especial en una iglesia, iríamos allí para visitarlos. Creo que es una de las razones por las que el único trabajo que he querido en mi vida adulta es plantar iglesias. Mi punto es este: mi familia amaba a la iglesia y ese amor me fue impartido.

En las escrituras, vemos esto resaltado en Juan 2:17. El versículo dice: “Entonces se acordaron sus discípulos que está escrito: El celo de tu casa me consume.” No es de extrañar que la historia de la iglesia sea una crónica de los discípulos de Jesús que van a todas las iglesias que plantan la tierra.

Creo que cuando un pastor realmente ama a la iglesia, las personas a su alrededor se infectarán con una pasión por la iglesia. Cuando habla de cuánto ama a la iglesia, muchas personas naturalmente querrán hacer lo que él está haciendo.

Por el contrario, he escuchado a muchos pastores que solo se quejan de los desafíos de pastorear. Aunque podrían obtener la simpatía de su congregación, su rebaño probablemente agradecerá a Dios que no sean pastores.

En verdad, la iglesia es el tema más emocionante, más poderosa y más importante que sucede en la tierra. Nuestro amor por la iglesia es la clave número uno para criar plantadores de iglesias. Como pastores, debemos reunir continuamente a la próxima generación y hablar de nuestro amor por la iglesia. También debemos hablar del gran honor que tenemos de iniciar y dirigir iglesias. Cuando hagamos esto, comenzaremos a ver a muchos contagiados con la misma pasión. ¡El resultado serán muchos hombres y mujeres que se acercan a las iglesias de todo el mundo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Free Facilitator PDF download

This book on how to facilitate a small group will help your ministry

You have Successfully Subscribed!