Some Cells Will Die

By Roberto Bottrel [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available@amazon.com in English, Portuguese, Spanish and German)]

Myth: A good cell church rarely closes cells 

Truth: In normal life, people die. So do cells. 

Our church started with 16 cells in November/2000. Today we are more than 1800 cells. I believe we are a good healthy cell church. We have had our ups and downs, but we are always growing. Well, do cells close in our church? Statistically, on a normal year our church has multiplied 40% of the existing cells and closed around 15% to 20% which has given us an average net growth of 20% per year. If you have 10 cells, to close 2 of them would be “ok”. But to close 300 cells is like a tragedy… that has happened to us many times…

Let’s see some reasons:

  1. Strategical reasons:

Personally, when I started living cells all I could get was great small groups (fellowship exclusively for believers). So I closed good groups, because we wanted cells that would reach the lost while developing believers. It was a very hard start (I tell the story in details in my book Multiplication)we opened and closed three groups in more than two years and only in our fourth attempt we managed to make it work properly. Many cells get stuck for years and, after having tried everything to bring life to it, sometimes the best is just to close it.

2. Issues with leaders:

When any of these things happens to the leader and there is no leader-in-training ready to take over or an available substitute, the cell closes.

    • Life circumstances – moving out of town; new job or study appointments; personal or family health issues.
    • Discipline – Leaders sometimes have to be disciplined for sinful behaviour and are relieved from their leading position (extra-marital sexual relations, financial mishandling, lack of integrity, resistance to submit to the leadership, etc);
    • Leaders lose the vision and give up leading, even when cells are healthy and growing. They could say: I am too tired; It is not worth investing my time; I don’t feel it is my thing;
    • Weak leaders – may it be because they are undertrained, immature (spiritual or emotionally), have weak leadership skills or even lack a servant-loving-leadership attitude – they just don’t attract new people and even the existing members leave the cell one-by-one, and it slowly dies off.

3. Unhealthy Multiplications

Many cell multiplications are not well planned. We need to have a thriving vision, good new leaders, appropriate hosts, committed core of believers, and newcomers for both cells (mother/daughter). If any of these items are missing the new cell (or even both) struggle to survive.

Can we avoid all this? Well, I can guarantee that we are really working on it – seeking the Lord, continuously casting the vision of compassion, holiness and surrender to God, and constantly reviewing our training and supervision structures. Even so, each year we still have some bad news to tell. Fortunately, despite all this, we are still growing by His grace and mercy. Even with all our limitations, He uses us to reach the lost. Glory be only to God!

Korean blog (Click here)

Portuguese blog:

Mito: Uma boa Igreja em Células raramente fecha células

Verdade: Na vida normal, as pessoas morrem. As células também podem morrer.

Por Roberto Bottrel [servindo igrejas europeias, desafiando-as a serem fazedoras de discípulos através de células que multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplicação, o desafio do cristão, do líder e da Igreja (disponível na loja central.online em Português e @amazon.com em Inglês, Espanhol e Alemão]

Nossa igreja começou com 16 células em novembro do ano 2000. Hoje somos mais de 1800 células. Eu acredito que somos uma igreja celular saudável. Nós tivemos nossos altos e baixos, mas estamos sempre crescendo. Bem, as células fecham em nossa igreja? Estatisticamente, em um ano normal, nossa igreja multiplica 40% das células existentes e fecha em torno de 15% a 20%, o que nos dá um crescimento líquido médio de 20% ao ano. Se você tem 10 células, fechar 2 delas seria “ok”. Mas fechar 300 células é como uma tragédia… que já nos aconteceu muitas vezes…

Vamos ver alguns motivos:

  1. Razões estratégicas

Pessoalmente, quando eu comecei a viver as células, tudo que eu conseguia era bons pequenos grupos (comunhão exclusivamente para os crentes). Então eu fechei bons grupos, porque queríamos células que alcançassem os perdidos ao mesmo tempo que desenvolvessem os novos convertidos. Foi um começo muito difícil (eu conto a história em detalhes no meu livro Multiplicação) – abrimos e fechamos três grupos em mais de dois anos e somente em nossa quarta tentativa conseguimos fazer com que uma célula funcionasse corretamente. Muitas células ficam estagnadas por anos e, depois de ter tentado de tudo para trazer vida a elas, às vezes o melhor é simplesmente fechá-las.

  1. Problemas com líderes:

Quando qualquer uma dessas coisas acontece com o líder e não há um líder em treinamento pronto para assumir ou um substituto disponível, a célula se fecha.

  • Circunstâncias da vida- Sair da cidade; novas oportunidades de emprego ou estudo; questões de saúde pessoal ou familiar;
  • Disciplina- Os líderes às vezes têm que ser disciplinados por comportamentos pecaminosos e são liberados de sua posição de liderança (relações sexuais extraconjugais, má conduta financeira, falta de integridade, resistência a se submeter à liderança, etc);
  • Os líderes perdem a visão e desistem de liderar, mesmo quando as células estão saudáveis e em crescimento. Eles podem dizer: estou cansado demais; não vale a pena investir meu tempo; eu não sinto que isso é para mim;
  • Líderes fracos- Pode ser porque eles são mal treinados, imaturos (espiritual ou emocionalmente), têm habilidades de liderança fracas ou mesmo falta uma atitude de liderar e servir com amor – eles simplesmente não atraem novas pessoas e até mesmo os membros existentes deixam a célula um a um e a célula morre lentamente.
  1. Multiplicações não saudáveis

Muitas multiplicações celulares não são bem planejadas. Precisamos ter uma visão apaixonada, novos líderes bons, anfitriões apropriados, núcleo comprometido de crentes além de gente nova para ambas as células (mãe/filha). Se algum desses itens estiver faltando, a nova célula (ou até mesmo as duas) terá dificuldade para sobreviver.

Podemos evitar tudo isso? Bem, posso garantir que estamos realmente trabalhando nisso – buscando o Senhor, lançando continuamente a visão de compaixão, santidade e entrega a Deus, e constantemente revisando nossas estruturas de treinamento e supervisão. Mesmo assim, a cada ano ainda temos algumas más notícias para contar. Felizmente, apesar de tudo isso, ainda estamos crescendo por Sua graça e misericórdia. Mesmo com todas as nossas limitações, Ele nos usa para alcançar os perdidos. Glória seja dada somente a Deus!

Spanish blog:

Mito: Una buena iglesia celular rara vez cierra las células.

Verdad: En la vida normal, la gente muere. También las células.

Por Roberto Bottrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en @amazon.com en inglés, portugués, español y alemán)]

Nuestra iglesia comenzó con 16 células en noviembre / 2000. Hoy somos más de 1800 células. Creo que somos una buena iglesia de células sanas. Hemos tenido nuestros altibajos, pero siempre estamos creciendo. Bueno, ¿las células se cierran en nuestra iglesia? Estadísticamente, en un año normal, nuestra iglesia ha multiplicado el 40% de las células existentes y ha cerrado entre el 15% y el 20%, lo que nos ha dado un crecimiento neto promedio del 20% por año. Si tienes 10 células, cerrar 2 de ellas sería “bueno”. Pero cerrar 300 células es como una tragedia … que nos ha sucedido muchas veces …

Veamos algunas razones:

  1. Razones estrategicas:

Personalmente, cuando comencé a convivir con las células, todo lo que pude obtener fueron grandes grupos (comunión exclusiva para creyentes). Así que cerré buenos grupos, porque queríamos células que alcanzarían a los perdidos mientras desarrollaban creyentes. Fue un inicio muy difícil (cuento la historia en detalle en mi libro Multiplicación): abrimos y cerramos tres grupos en más de dos años y solo en nuestro cuarto intento logramos que funcionara correctamente. Muchas células se atascan durante años y, después de haber probado todo para darle vida, a veces lo mejor es simplemente cerrarla.

  1. Problemas con los líderes:

Cuando cualquiera de estas cosas le sucede al líder y no hay un líder en entrenamiento listo para hacerse cargo o un sustituto disponible, la célula se cierra.

▪️Circunstancias de la vida – mudarse de la ciudad; nuevas citas de trabajo o estudio; Problemas de salud personal o familiar.

▪️Disciplina: los líderes a veces tienen que ser disciplinados por conductas pecaminosas y se les libera de su posición de liderazgo (relaciones sexuales extra matrimoniales, mal manejo financiero, falta de integridad, resistencia a someterse al liderazgo, etc.);

▪️Los líderes pierden la visión y dejan de liderar, incluso cuando las células están sanas y en crecimiento. Podrían decir: estoy demasiado cansado; No vale la pena invertir mi tiempo; No siento que sea lo mío;

▪️Líderes débiles, ya sea porque están poco capacitados, son inmaduros (espirituales o emocionales), tienen habilidades de liderazgo débiles o incluso carecen de una actitud de liderazgo de servicio: simplemente no atraen a nuevas personas e incluso los miembros existentes dejan la célula uno por uno, y lentamente esta se apaga.

  1. Multiplicación no saludable

Muchas multiplicaciones de células no están bien planeadas. Necesitamos tener una visión próspera, buenos líderes nuevos, anfitriones apropiados, un núcleo comprometido de creyentes y recién llegados para ambas células (madre / hija). Si alguno de estos elementos falta, la nueva célula (o incluso ambas) lucha por sobrevivir.

¿Podemos evitar todo esto? Bueno, puedo garantizar que realmente estamos trabajando en ello, buscando al Señor, brindando continuamente la visión de compasión, santidad y entrega a Dios, y revisando constantemente nuestras estructuras de capacitación y supervisión. Aun así, cada año aún tenemos malas noticias que contar. Afortunadamente, a pesar de todo esto, todavía estamos creciendo por Su gracia y misericordia. Incluso con todas nuestras limitaciones, Él nos usa para alcanzar a los perdidos. ¡Gloria sea solamente a Dios!

Leave a Reply

Your email address will not be published.