The “with Him” principle

By Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

The biblical ministry principle that has guided me more than any other is this: “There is no discipleship without relationship.”

Jesus’ command was to go make disciples. He did not say to go build a church (he said he would take care of that himself.) He didn’t instruct us to go rally a crowd, or take an offering, or even make converts. He commissioned us to make disciples.

Jesus also gave us the example of how to make world-changing disciples. Mark 3:14  “He appointed twelve that they might be with him and that he might send them out to preach.”

Jesus’ disciples spent time with him, traveled with him, and did life together with him. Jesus spent time with a few people so that they could get to know him. They got a close-up view as he preached and healed so that they could learn to do the same things.

When Jesus made disciples, he didn’t say, “Read my books.” (He didn’t write any.) He didn’t say, “Attend my meetings.” Jesus said, “Follow me.” Being with him was the curriculum.

As a pastor, I preach and teach. But I also know that I cannot fully disciple people from the front of the room. I can’t disciple hundreds of people at the same time. I need to invite a few people into my life and let them see how I (imperfectly) follow Jesus. Then they can do the same thing.

To put this “with him” ministry principle into practice as a church, it invariably leads to a cell-based ministry. A church with holistic small groups creates the perfect environment to disciple-making to flourish. 

Korean blog (Click here)

Portuguese blog:

O princípio “Com Ele”

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

O princípio do ministério bíblico que me guiou mais do que qualquer outro é o seguinte: “Não há discipulado sem relacionamento”.

A ordem de Jesus foi de ir e fazer discípulos. Ele não nos disse para ir construir uma igreja (ele disse que cuidaria disso.) Ele não nos instruiu a reunir uma multidão, fazer uma oferta ou até fazer convertidos. Ele nos enviou para fazer discípulos.

Jesus também nos deu o exemplo de como fazer discípulos que mudam o mundo. Marcos 3:14 diz: “Escolheu doze, designando-os apóstolos, para que estivessem com ele e os enviasse a pregar.”

Os discípulos de Jesus passavam tempo com ele, viajavam com ele e viviam juntos com ele. Jesus passou um tempo com algumas pessoas para que pudessem conhecê-lo. Eles tiveram uma visão de perto enquanto ele pregava e curava para que pudessem aprender a fazer as mesmas coisas.

Quando Jesus fez discípulos, ele não disse: “leiam meus livros” (Ele não escreveu nenhum). Ele não disse: “participem de minhas reuniões”. Jesus disse: “Sigam-me”. Estar com ele era o currículo.

Como pastor, eu prego e ensino. Mas também sei que não posso discipular completamente as pessoas ficando na frente da sala. Eu não consigo discipular centenas de pessoas ao mesmo tempo. Preciso convidar algumas pessoas para minha vida e deixá-las ver como eu (imperfeitamente) sigo a Jesus. E então elas podem fazer a mesma coisa.

Colocar esse princípio ministerial “com Ele” em prática como igreja, leva invariavelmente a um ministério baseado em células. Uma igreja com pequenos grupos holísticos cria o ambiente perfeito para o discipulado florescer.

Spanish blog:

El principio “con él”

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

El principio del ministerio bíblico que me ha guiado más que ningún otro es este: “No hay discipulado sin relación”.

La orden de Jesús fue ir a hacer discípulos. No dijo que fuera a construir una iglesia (dijo que él se encargaría de eso él mismo). No nos indicó que fuéramos a reunir a una multitud, ni a hacer una ofrenda, ni siquiera a convertirnos. Nos comisionó para hacer discípulos.

Jesús también nos dio el ejemplo de cómo hacer discípulos que cambien el mundo. Marcos 3:14 “Él designó a doce para que estuvieran con él y los enviara a predicar”.

Los discípulos de Jesús pasaron tiempo con él, viajaron con él e hicieron vida juntos con él. Jesús pasó tiempo con algunas personas para que pudieran conocerlo. Obtuvieron una vista de cerca mientras él predicaba y sanaba para que pudieran aprender a hacer lo mismo.

Cuando Jesús hizo discípulos, no dijo: “Lee mis libros” (no escribió ninguno). No dijo: “Asiste a mis reuniones”. Jesús dijo: “Sígueme”. Estar con él era El curriculo.

Como pastor, predico y enseño. Pero también sé que no puedo discipular completamente a las personas desde el frente de la sala. No puedo discipular a cientos de personas al mismo tiempo. Necesito invitar a algunas personas a mi vida y dejarles ver cómo (imperfectamente) sigo a Jesús. Entonces pueden hacer lo mismo.

Para poner en práctica este principio de ministerio “con él” como iglesia, invariablemente conduce a un ministerio basado en células. Una iglesia con pequeños grupos holísticos crea el ambiente perfecto para que los discípulos prosperen.

Leave a Reply

Your email address will not be published.