Capturing the Heartbeat of God

By Nelma Araujo, cell pastor at Foursquare Church of God, Belem, Brazil

One of the great features of the Cell Church is that it is not static. You can move quickly and uncomplicatedly toward your proposed goals and objectives. This mobility is precisely due to the fact that, like the New Testament, this model of Church does not need a physical megastructure to function successfully, because it’s a house to house ministry. It goes where people are, so it has the ability to reach everywhere, anywhere people live.

In fact, the Cell Church goes where the physical Church cannot go, which makes it strategic in fulfilling Christ great commission, “Therefore go, make disciples of all nations, baptizing them in the name of the Father, the Son, and the Holy Spirit; teaching them to keep all the things that I have taught you … ”(Mt.28: 19,20).

How can cells be involved in missions?

First of all, it is necessary that your base leadership are committed to missions because those who have the missionary vision will share it. Leaders who discern God’s heart know that it beats in a rhythm: “Go, go,…”

Visionary leaders dream and communicate the dream in such a passionate way that they can infect everyone around them. The vision is shared and it becomes contagious.

Secondly, the cell can become like a camouflaged soldier in the jungle, who is not easily perceived by the enemy, but who plays an extraordinarily important role in advancing troops and maintaining life. The soldier guards his companions while destroying enemy forces. When a Cell intercedes for those who don’t know Jesus, it is penetrating a lost world, destroying traps, blowing up ammunition dumps, and disrupting enemy forces. This ministry is sublime and must be taught to new ones, so they can participate as new warriors of intercession.

Third, the cell must be engaged in the goal of contributing financially, so that the Gospel of Jesus reaches everywhere in the world. Remember what Paul said, “Everything is his, for him and for him” (Rom. 11:36).

In many cultures there is a fierce persecution of the Church of Jesus Christ. There are places in the world where faith in Jesus cannot be expressed publicly, even under the penalty of torture and death. We have heard of countries where theoretically there is religious freedom, but the churches are burned, pastors and missionaries persecuted and murdered. How could the Gospel advance in these places? How can the church grow in the midst of persecution? The answer is in the cells. Gaining, training new leaders, and sending them on missions is part of the dynamics of the cell church.

Cells are strategic to fulfill the mission of going and preaching the Gospel to the ends of the earth–this includes your city, your neighborhood, and your community. Performing cross-cultural missions is of the utmost importance, but it is equally important to invest in local missions, reaching out through cells to needy communities and people who do not know Jesus as their Savior.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Capturando os batimentos cardíacos de Deus
 
Por Nelma Araujo, pastor de células da Igreja Quadrangular de Deus, Belém, Brasil

Uma das grandes características da Igreja em Células é que ela não é estática. Portanto, pode mover-se rapidamente e de forma descomplicada em direção a alcançar os objetivos e alvos que lhe forem propostos. Essa mobilidade se dá exatamente pelo fato de que, a exemplo do Novo Testamento, esse modelo de Igreja não necessita de uma megaestrutura física para funcionar com êxito, pois funciona na casa dos irmãos. Ela vai onde as pessoas estão, por isso, tem a capacidade de alcançar todos os lugares, inclusive os mais longínquos.

A Igreja em Células vai onde a Igreja física não pode ir, o que a torna estratégica para auxiliar no cumprimento do Ide de Jesus: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ensinado…” (Mt.28:19,20).

Como as células podem ser envolvidas em Missões?

Em primeiro lugar, é necessário ter em sua liderança base, pessoas que compreendam a importância de se fazer missões, pois quem tem a visão sabe compartilha-la. Líderes que conseguem discernir o coração de Deus sabem que Ele pulsa em um ritmo: “Ide, ide,…”.

Líderes visionários sonham e comunicam o sonho de forma tão apaixonada, que conseguem contagiar todos ao seu redor. A visão é compartilhada, torna-se unânime.

Em segundo lugar, a célula pode tornar-se como aquele soldado camuflado na selva, que não é facilmente perceptível ao inimigo, mas que desempenha uma função extraordinariamente importante para o avanço das tropas e a manutenção da vida; pois ao mesmo tempo em que guarda seus companheiros, ele abre o caminho a sua frente, implodindo as forças do inimigo.  Quando uma Célula intercede por Missões, ela está indo à frente, desfazendo as armadilhas, implodindo os arsenais e desbaratando as forças do inimigo. Esse ministério é sublime e deve ser ensinado a outros, para que haja, a cada tempo, novos guerreiros de intercessão sendo levantados.

Terceiro, a célula deve ser engajada no objetivo de contribuir financeiramente, para que o Evangelho de Jesus chegue a todos os lugares do mundo.  “Tudo é dele, por ele e para ele” (Rm.11:36).

Em muitas culturas há uma perseguição ferrenha à Igreja de Jesus Cristo. Há localidades no mundo onde a fé em Jesus não pode ser expressada publicamente, sob pena de reclusão, tortura e morte. Temos ouvido de países onde, teoricamente, há liberdade religiosa, mas as Igrejas são queimadas, pastores e missionários perseguidos e assassinados. Como poderia o Evangelho avançar nesses lugares? Como pode a Igreja crescer em meio à perseguição? A resposta está nas Células. Ganhar, treinar novos líderes, e envia-los á missões, é parte da dinâmica da Igreja celular.

Células são estratégicas para cumprir a missão de ir e pregar o Evangelho até os confins da terra, isso inclui sua cidade, seu bairro, sua comunidade. Realizar missões transculturais é de extrema importância, mas é igualmente importante investir em missões urbanas, alcançando, através das células, as comunidades carentes, e as pessoas que não conhecem Jesus como Salvador. 

Spanish blog:

Capturando el latido del corazón de Dios

Por Nelma Araujo, pastora celular en la Iglesia Cuadrangular de Dios, Belem, Brasil

Para Nelma una de las grandes características de la Iglesia Celular es que no es estática. Puede avanzar rápidamente y sin complicaciones hacia sus metas y objetivos propuestos. Esta movilidad se debe precisamente al hecho de que, como el Nuevo Testamento, este modelo de Iglesia no necesita una megaestructura física para funcionar con éxito, porque es un ministerio de casa en casa. Va donde está la gente, por lo que tiene la capacidad de llegar a todas partes, a cualquier lugar donde viva la gente.

De hecho, la Iglesia Celular va donde la Iglesia física no puede ir, lo que la hace estratégica para cumplir la gran comisión de Cristo: “Por lo tanto, ve, haz discípulos de todas las naciones, bautizándolos en el nombre del Padre, el Hijo y el Espíritu Santo. ; enseñándoles a guardar todas las cosas que les he enseñado … ”(Mt.28: 19,20).

¿Cómo pueden participar las células en las misiones?

En primer lugar, es necesario que su liderazgo base esté comprometido con las misiones porque aquellos que tienen la visión misionera la compartirán. Los líderes que disciernen el corazón de Dios saben que late a un ritmo: “Ve, ve, …”

Los líderes visionarios sueñan y comunican el sueño de una manera tan apasionada que pueden infectar a todos a su alrededor. La visión se comparte y se vuelve contagiosa.

En segundo lugar, la célula puede convertirse en un soldado camuflado en la jungla, a quien el enemigo no percibe fácilmente, pero que desempeña un papel extraordinariamente importante en el avance de las tropas y el mantenimiento de la vida. El soldado protege a sus compañeros mientras destruye las fuerzas enemigas. Cuando una Célula intercede por aquellos que no conocen a Jesús, está penetrando en un mundo perdido, destruyendo trampas, volando depósitos de municiones e interrumpiendo las fuerzas enemigas. Este ministerio es sublime y debe enseñarse a los nuevos, para que puedan participar como nuevos guerreros de intercesión.

Tercero, la célula debe estar comprometida con el objetivo de contribuir financieramente, para que el Evangelio de Jesús llegue a todas partes del mundo. Recuerde lo que dijo Pablo: “Todo es suyo, para él y para él” (Rom. 11:36).

En muchas culturas hay una feroz persecución a la Iglesia de Jesucristo. Hay lugares en el mundo donde la fe en Jesús no se puede expresar públicamente, incluso bajo pena de tortura y muerte. Hemos escuchado de países donde teóricamente hay libertad religiosa, pero las iglesias son quemadas, pastores y misioneros perseguidos y asesinados. ¿Cómo podría avanzar el Evangelio en estos lugares? ¿Cómo puede crecer la iglesia en medio de la persecución? La respuesta está en las células. Ganar, entrenar a nuevos líderes y enviarlos a misiones es parte de la dinámica de la iglesia celular.

Las células son estratégicas para cumplir la misión de ir y predicar el Evangelio hasta los confines de la tierra; esto incluye tu ciudad, tu vecindario y tu comunidad. Realizar misiones interculturales es de suma importancia, pero es igualmente importante invertir en misiones locales, llegando a través de células a comunidades necesitadas y personas que no conocen a Jesús como su Salvador.

Leave a Reply

Your email address will not be published.