On Second Thought…

By Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

When our church transitioned to a cell-based ministry 18 years ago, I was filled with passionate idealism. That passion helped us in some ways and hurt us in others.

For example, in my idealism, I told our people, “Eventually, everyone should become a group leader.”

Theoretically that could be true. Research that showed that cell leaders with all kinds of spiritual gifts multiplied groups; there is no specific gift mix that allows one to lead a thriving group. It is the leader’s love, prayer, and training that are most important, and anyone can have those if they are spiritually mature. So, I said that anyone could grow to the point that they could lead a group (and probably should.) However, not everyone received that exhortation with gladness. In fact, it made some angry. They felt that I was expecting something from them that they did not feel able or inclined to do.

Now, I still believe that more people can lead groups than think they can. However, experience has shown me that some believers are just not going to be suited to be effective solo leaders. Even as they grow spiritually, groups under their care will not thrive… UNLESS — they team with others. 

Today, I still start with the assumption that anyone in my group can grow to the point they can lead a group (until demonstrated otherwise.) However, I have changed my exhortation and now say that many people can lead a group individually, while some others will serve best as part of a leadership team. As they complement the abilities of others they will experience the joy of seeing the kingdom advance and know they have played a part. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Esta é uma tradução do Google. Assim que a tradução normal for recebida, ela será publicada no site do JCG.

Pensando melhor…

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Quando nossa igreja fez a transição para um ministério baseado em células, há 18 anos, fiquei cheio de idealismo apaixonado. Essa paixão nos ajudou de algumas maneiras e nos machucou em outras.

Por exemplo, no meu idealismo, eu disse ao nosso pessoal: “Eventualmente, todos devem se tornar um líder de grupo”.

Teoricamente, isso poderia ser verdade. Pesquisa que mostrou que os líderes de células com todos os tipos de dons espirituais multiplicaram grupos; não há mix de presentes específico que permita liderar um grupo próspero. É o amor, a oração e o treinamento do líder que são os mais importantes, e qualquer um pode tê-los se estiver espiritualmente maduro. Então, eu disse que qualquer um poderia crescer a ponto de liderar um grupo (e provavelmente deveria). No entanto, nem todos receberam essa exortação com alegria. De fato, isso causou raiva. Eles achavam que eu esperava algo deles que eles não se sentiam capazes ou inclinados a fazer.
Agora, ainda acredito que mais pessoas podem liderar grupos do que pensam que podem. No entanto, a experiência me mostrou que alguns crentes simplesmente não serão adequados para serem líderes individuais eficazes. Mesmo que cresçam espiritualmente, os grupos sob seus cuidados não prosperarão … A MENOS – eles se unem a outros.

Hoje, ainda começo com a suposição de que qualquer pessoa do meu grupo pode crescer a ponto de liderar um grupo (até que seja demonstrado o contrário). No entanto, mudei minha exortação e agora digo que muitas pessoas podem liderar um grupo individualmente, enquanto algumas outros servirão melhor como parte de uma equipe de liderança. Ao complementarem as habilidades dos outros, eles experimentarão a alegria de ver o reino avançar e saberão que eles desempenharam um papel.

Spanish blog:

Pensándolo bien…

Por Steve Cordle, www.crossroadsumc.org

Cuando nuestra iglesia hizo la transición a un ministerio basado en células hace 18 años, estaba lleno de un idealismo apasionado. Esa pasión nos ayudó en algunos aspectos y nos hirió en otros.

Por ejemplo, en mi idealismo, le dije a nuestra gente: “Eventualmente, todos deberían convertirse en líderes de grupo”.

Teóricamente eso podría ser cierto. Investigaciones mostraron que los líderes celulares con todo tipo de dones espirituales multiplicaban los grupos; no existe una combinación de dones específica que le permita a uno liderar un grupo próspero. Lo más importante es el amor, la oración y el entrenamiento del líder, y cualquiera puede tenerlos si son maduros espiritualmente. Entonces, dije que cualquiera podría crecer hasta el punto de que podría liderar un grupo (y probablemente debería hacerlo). Sin embargo, no todos recibieron esa exhortación con alegría. De hecho, hizo enojar un poco. Sentían que esperaba algo de ellos que no se sentían capaces o dispuestos a hacer.

Ahora, sigo creyendo que más personas pueden liderar grupos de lo que piensan que pueden. Sin embargo, la experiencia me ha demostrado que algunos creyentes simplemente no serán adecuados para ser líderes solistas efectivos. Incluso a medida que crecen espiritualmente, los grupos bajo su cuidado no prosperarán … A MENOS QUE formen un equipo con otros.

Hoy, todavía comienzo con la suposición de que cualquier persona en mi grupo puede crecer hasta el punto de poder liderar un grupo (hasta que se demuestre lo contrario). Sin embargo, he cambiado mi exhortación y ahora digo que muchas personas pueden liderar un grupo individualmente, mientras que algunos otros servirán mejor como parte de un equipo de liderazgo. A medida que complementan las habilidades de los demás, experimentarán la alegría de ver avanzar el reino y sabrán que han tenido un papel.

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

Leave a Reply

Your email address will not be published.