When Do We Send a Disciple?

By Mario Vega, www.elim.org.sv

Jesus trained his disciples for about three years. The purpose was for them to continue the work he had begun. And that work continues more than 2000 years later. Can you really believe that three years of training was enough for such a commission? For Jesus they were enough, even with all the deficiencies that the disciples displayed.

Paul also made disciples and planted churches in a very short period of time. His longest stay was Ephesus and that was only three years. Then in Corinth, he stayed one year. The other churches were shorter periods. The extreme was Thessalonica, where he stayed only three Sabbaths. Could he really give direction to the church with such short training? Paul did.

It seems that something is wrong in our understanding of the meaning of making a disciple. We think of the finished product. But Jesus and Paul thought about the power of the Holy Spirit to complete the process. The lesson is that we must learn to depend on God for the moment when we must release our disciples and send them on the mission, even if they are not perfect and do not even know everything. Knowledge is acquired along the way. And the good news is that they will not walk alone. The Holy Spirit will be with them.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Quando enviar um discípulo?

Por Mario Vega, www.elim.org.sv

Jesus treinou seus discípulos por cerca de três anos. O objetivo era que eles continuassem o trabalho que ele começara. E esse trabalho continua mais de 2000 anos depois. Você realmente acredita que três anos de treinamento foram suficientes para essa comissão? Para Jesus foram suficientes, mesmo com todas as deficiências que os discípulos exibiam.

Paulo também fez discípulos e plantou igrejas em um período muito curto de tempo. Sua permanência mais longa foi em Éfeso e foram apenas três anos. Depois em Corinto por um ano. As outras igrejas tiveram períodos mais curtos. O extremo foi a Tessalônica, cujo discipulado foi de apenas três sábados. Daríamos realmente a direção da igreja a pessoas com um treinamento tão curto? Paulo conseguiu.

Parece que algo está errado em nossa compreensão do significado de fazer um discípulo. Pensamos no processo totalmente finalizado. Mas Jesus e Paulo pensaram no poder do Espírito Santo para concluir os processos. A lição é que devemos aprender a depender de Deus no momento em que devemos liberar nossos discípulos e enviá-los para a missão, mesmo que não estejam perfeitos e nem saibam tudo. O conhecimento é adquirido ao longo do caminho, naquela caminhada em que eles não irão sozinhos, mas com o Espírito Santo.

Spanish blog:

¿Cuándo enviar a un discípulo?

Por Mario Vega, www.elim.org.sv

Jesús formó a sus discípulos durante unos tres años. El propósito era que ellos continuaran la labor que él había iniciado y que debía perdurar por milenios. ¿En serio se puede creer que para tal comisión son suficientes tres años de formación? Para Jesús fueron suficientes, aun con todas las deficiencias que los discípulos mostraban.

Por su parte, Pablo, solía entregar la dirección de las iglesias a hombres a quienes había hecho discípulos por poco tiempo. El discipulado más largo fue el de Éfeso, tres años. Luego le sigue Corinto, un año. Las demás iglesias fueron períodos más cortos. El extremo fue Tesalónica, cuyo discipulado fue de solo tres días de reposo. ¿En serio nosotros entregaríamos la dirección de iglesias a personas con tan corta formación? Pablo lo hizo.

Parece que algo está mal en nuestra comprensión de lo que hacer un discípulo significa. Nosotros pensamos en procesos totalmente acabados, de años. Jesús y Pablo pensaban en la potencia del Espíritu Santo para completar los procesos. La lección es que debemos aprender a depender de Dios para el momento cuando debemos soltar a nuestros discípulos y enviarlos a la misión, aun cuando no sean perfectos y ni siquiera conocedores de todo. El conocimiento se adquiere en el camino, ese caminar en el que no irán solos sino con el Espíritu Santo.

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

Leave a Reply

Your email address will not be published.