Key Principles of the Cell Vision

by Joshua David Lopez Grajeda, lead pastor of Iglesia Nazaret in Guatemala City, Guatemala

WORDS. Paul writes to the believers in Thessalonica: “… for our gospel did not come to you in words only,…” (1 Thessalonians 1: 5). The gospel of Jesus Christ transformed the Thessalonians. We also must first preach the gospel.  Words are important. It is the way we communicate the gospel.

POWER. The gospel is not simply the presentation of an idea, but the operation of power (dunamis). Unless the Spirit of God comes in power, the word of God will become a dead letter to us.

DEPTH. This means full certainty [deep conviction (BHTI)] Certainty is security, which comes from the depth in the word of God and the conviction of our beliefs. We cannot propagate something of which we are not convinced. The Greek word pleroforia, can be translated “conviction”. Paul was not acting as a great Greek-style orator, but he spoke with deep conviction, certain of what he believed and that it came from God.

PERSEVERANCE. The Thessalonians themselves knew that they had come to the gospel through the preaching of Paul and his associates: So they became imitators [Gr. mimetai] of us and of the Lord, (V.6 NBL). The gospel advances when we perseverance in the midst of difficulties. Problems and adversities do not cause true believers to turn away, but rather, they persevere in the midst of problems.

God wants to transform our neighborhoods, but we have to spread our beliefs with conviction, in words, in the power of the Holy Spirit, and in perseverance.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Quatro “Ps” da Visão Celular

por Dr. Joshua David Lopez Grajeda, pastor presidente da Igreja North Nazareth, uma crescente igreja em célula na Cidade da Guatemala, Guatemala.

PALAVRAS. Paulo escreve aos crentes em Tessalônica: “…porque o nosso evangelho não chegou a vocês somente em palavra…” (1 Tessalonicenses 1:5). O evangelho de Jesus Cristo transformou os Tessalonicenses. Nós também devemos primeiro pregar o evangelho. Palavras são importantes. É o modo como nós comunicamos o evangelho.

PODER. O evangelho não é simplesmente uma apresentação de uma ideia, mas a operação de poder (dunamis). A menos que o Espírito de Deus venho em poder, a palavra de Deus se tornará uma carta morta para nós.

PROFUNDIDADE. Isso significa certeza plena [convicção profunda (BHTI)] Certeza é segurança, que vem da profundidade na palavra de Deus e da convicção de nossas crenças. A palavra grega pleroforia, pode ser traduzida como “convicção”. Paulo não estava agindo como um grande orador estilo grego, mas ele falou com convicção profunda, certo do que ele acreditava e isso veio de Deus.

PERSEVERANÇA. Os tessalonicenses sabiam que eles mesmos tinham se achegado ao evangelho através da pregação de Paulo e seus parceiros: De fato, vocês se tornaram nossos imitadores [Gr. mimetai] e do Senhor (v.6). O evangelho avança quando nós não fazemos com que verdadeiros crentes se afastem, ao contrário, eles perseveram em meio a problemas.

Deus quer a transformação de nossas vizinhanças, mas nós temos que compartilhar nossas crenças com convicção, em palavras, no poder do Espírito Santo e na perseverança.

Spanish blog:

Cuatro “Ps” de la Visión Celular

por Dr. Joshua David Lopez Grajeda, pastor presidente de Iglesia Norte Nazaret, una iglesia celular en la ciudad de Guatemala, Guatemala.

PALABRAS.  Pablo les escribe a los creyentes de Tesalónica: “…pues nuestro evangelio no llegó a vosotros en palabras solamente,…” (1 Tesalonicenses 1:5). El evangelio es la primera causa del cambio entre los tesalonicenses y es lo que se debe predicar en palabras, primeramente. Las palabras son importantes. Es la manera en que comunicamos el evangelio.

PODER. El evangelio no es simplemente la presentación de una idea, sino la operación de un poder (dunamis). A menos que el Espíritu de Dios venga con poder, la palabra de Dios se nos volverá letra muerta.

PROFUNDIDAD. Es decir la plena certidumbre [profunda convicción (BHTI)] Certidumbre es seguridad, la cual viene de la profundidad en la palabra de Dios y del convencimiento de nuestras creencias.  No podemos propagar algo de lo que no estamos convencidos.  El vocablo griego pleroforia, puede traducirse “convicción”. Parece que Pablo no actuaba como un gran orador al estilo de los griegos, pero hablaba con profunda convicción, certidumbre de lo que creía y que venía de Dios.

PERSEVERANCIA. Los propios tesalonicenses sabían que habían llegado al evangelio por la predicación de Pablo y sus colaboradores: Así que, el resultado llegó a ser que llegaron a ser imitadores [Gr. mimetai] de nosotros y del Señor, (V.6 NBL). Imitadores de nosotros, implica que el líder debe predicar con el ejemplo porque sus discípulos lo imitarán (1 Co. 11:1). El evangelio avanza cuando hay perseverancia en medio de las dificultades.  Los problemas y las adversidades no logran que el creyente decline, sino que persevera en medio de los problemas.

Dios desea transformar nuestro vecindario, pero tenemos que difundir nuestras creencias con convicción, en palabras, en poder del Espíritu Santo y en forma perseverante.

Leave a Reply

Your email address will not be published.