The Jesus Way

By Daphne Kirk, www.G2gMandate.org; Twitter: daphnekirk

Jesus is our great Leader in “Developing and Deploying.” He was consistent in His strategy, never faltering in His vision and always obeying the Father.

His “team” included Judas, who ran in the moment of the greatest crises. His team failed when He turned his back, argued between themselves, and looked like a group of young men with no cohesion.

Jesus would have done it better himself. Yet, Jesus knew that the overarching goal and mission was to develop others.

It takes risks, determination, vision, and denying oneself to “Develop and Deploy.”

But. . . .

Check out Jesus’ results. The world was changed and continues to be changed.

He also asks us to develop others, even though it will involve sacrifice and strategy.

In fact, God has given us the cell church vision as part of that trust. And this trust needs to be passed on. And he has given strategies for doing so, ensuring that it is passed to the whole church, to future generations, to the youth, children, and adults– that it becomes a heartbeat, a culture, and lifestyle.

Jesus took the “risks” and the disappointments along the way. He embraced the joys and the love of those he was equipping and raising up.

This is the mandate for pastors: lead the way in word and deed, champion equipping, release others, be the greatest encourager when others “don’t get it right,” and secure the future by developing the next generation 

Then. . .

You will be the recipient of such joy when others shine, overcome difficult  challenges, and see the vision and strategies for success permeate the church that God entrusted you with.

Go. Release. Equip. Cheer On. Support. But most of all, Be Like Jesus!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O “jeito” de Jesus

Daphne Kirk, www.G2gMandate.org; Twitter: daphnekirk

Jesus é nosso grande líder na estratégia “Treinar e Enviar”. Ele era muito consistente em sua estratégia, nunca descuidando da Sua visão e sempre obedecendo ao Pai.

A “Equipe” de Jesus incluía Judas, que fugiu no momento da maior crise. Seu grupo falhou quando Jesus não estava olhando, discutiram entre si e pareciam um grupo de jovens homens sem coesão.

Jesus teria feito tudo melhor se fizesse Ele mesmo. Ainda assim, Jesus sabia que o objetivo maior e sua missão era desenvolver outras pessoas.

Isso traz riscos, demanda determinação e visão. Para “Treinar e Enviar” é necessário negar-se a si mesmo. 

Mas…

Observe os resultados obtidos por Jesus. O mundo mudou e continua a ser transformado.

Ele pede que também desenvolvamos outras pessoas, mesmo sabendo que isso vai demandar sacrifício e estratégia.

Na realidade, Deus nos entregou a visão da Igreja em Células como parte de sua confiança em nós. E sua confiança deve ser repassada a outros. Ele nos deu estratégias para fazer isso, para que seja entregue à toda a Igreja, às futuras gerações, aos jovens, às crianças e aos adultos – até que se torne como a batida do coração, uma cultura, um verdadeiro estilo de vida.

Jesus aceitou os “riscos” e os desapontamentos que viriam com a caminhada. Ele acolheu a alegria e o amor daqueles que ele mesmo estava capacitando e treinando.

Isso é simplesmente imperativo para os pastores: lidere a caminhada com a voz e com seu viver, treine campeões, envie, seja o maior encorajador daqueles que “não entenderam bem”, garanta o futuro através da capacitação da próxima geração.

E então…

Você se alegrará muito quando outros brilharem, quando eles superarem os desafios que você também teve que enfrentar, quando for possível observar a visão e as estratégias de sucesso tornarem-se parte da igreja que Deus confiou a você.

Vá. Envie. Treine. Encoraje. Apoie. Mas acima de tudo, seja alguém como Jesus!

Spanish blog:

La manera de Jesús

Por Daphne Kirk, www.G2gMandate.org; Gorjeo: daphnekirk

Jesús es nuestro gran líder en “Desarrollo y despliegue”. Fue consistente en Su estrategia, nunca flaqueó en Su visión y siempre obedeció al Padre.

Su “equipo” incluía a Judas, que corrió en el momento de las mayores crisis. Su equipo falló cuando le dio la espalda, discutieron entre ellos y parecía un grupo de jóvenes sin cohesión.

Jesús pudo haber tenido un mejor equipo. Sin embargo, Jesús sabía que la meta y la misión primordiales eran desarrollar a otros.

Se necesitan riesgos, determinación, visión y negarse a uno mismo para “Desarrollar e implementar”

Pero. . . .

Mira los resultados de Jesús. El mundo cambió y sigue cambiando.

También nos pide que desarrollemos a los demás, aunque eso supondrá sacrificio y estrategia.

De hecho, Dios nos ha dado la visión de la iglesia celular como parte de esa confianza. Y esta confianza debe transmitirse. Y ha dado estrategias para hacerlo, asegurándose de que se transmita a toda la iglesia, a las generaciones futuras, a los jóvenes, niños y adultos, que se convierta en un latido del corazón, una cultura y un estilo de vida.

Jesús tomó los “riesgos” y las decepciones del camino. Abrazó las alegrías y el amor de aquellos a quienes estaba equipando y formando.

Este es el mandato para los pastores: liderar el camino con palabras y hechos, defender el equipamiento, liberar a otros, ser los mayores animadores cuando otros “no lo están haciendo bien”, asegurar el futuro desarrollando la próxima generación.

Luego. . .

Serás el destinatario de tal gozo cuando otros brillen, cuando superen los desafíos que tú también has tenido que enfrentar, y veas que la visión y las estrategias para el éxito impregnan la iglesia que Dios te confió.

Ve. Deja crecer. Equipa. Anima. Apoya. Pero sobre todo, ¡Sé como Jesús!

Leave a Reply

Your email address will not be published.