Learning from Our Mistakes: Repairing Our Evangelism Network

By Mario Vega, www.elim.org.sv

34 years ago, when we started our cell ministry here at the Elim Church in El Salvador, we strongly emphasized evangelism. Yet we were also very concerned about retaining the fruit of evangelism, and that is why we started a ministry of visiting each new convert once per week during the first month after their conversion. During those initial years of cell ministry, we also decided that all cell leaders needed to be attending the Elim Church at least six months. We figured that six months was enough time to understand the vision of the church.

Without realizing it, we had allowed a weakness in the cell system that we would not identify until years later. It was a five-month hole, between the first month of visits to the new convert and, five months later, when the person was ready to begin training to become a leader. We didn’t realize this gap existed until we understood the importance of having an established equipping that took a person all the way from conversion to becoming a leader. Since then, we now ask the person who is born again to take the first lesson of the leader’ route the week following their conversion. Of course, it starts with the fundamentals of the gospel, such as: justification, prayer, the Bible, etc.

The person is not consulted about whether he wants to receive the course. It is presented to them as part of their new experience in Christ and the Christian life. After six months the person will have covered the contents and will have reached the time requirement: they will be ready to lead their cell. Thus, the training is for all new converts. It is part of their understanding of what the Christian life is. This is how everyone is trained, everyone is encouraged to lead, everyone receives a coach, and everyone is invited to lead a cell.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Aprendendo com nossos erros: Consertando nossa rede de evangelismo

por Mario Vega, www.elim.org.sv

Há 34 anos, quando começamos nosso ministério em células aqui na Igreja Elim em El Salvador, nós dávamos forte ênfase ao evangelismo. Também nos preocupávamos em reter o fruto do evangelismo e este foi o motivo para começarmos um ministério onde cada convertido era visitado uma vez por semana durante o primeiro mês após a sua conversão. Nos primeiros anos do nosso ministério em células, nós também decidimos que todos os líderes de células deveriam estar frequentando a Igreja Elim por pelo menos seis meses. Nosso entendimento era de que seis meses era tempo suficiente para compreender a visão da igreja.

Sem perceber, permitimos assim um ponto fraco em nosso modelo celular que não seria identificado durante diversos anos. Havia um buraco de 5 meses, entre o primeiro mês de visitas ao novo convertido e o tempo em que a pessoa estava pronta para tornar-se um líder. Nós falhamos em perceber este espaço, até que entendemos a importância de uma capacitação implantada de forma que o novo convertido fosse acompanhado durante todo o período desde a conversão até que estivesse pronto a liderar. Desde então, nós passamos a solicitar que o novo convertido faça a primeira lição do trilho de liderança na semana seguinte à sua conversão. Obviamente tudo começa com os fundamentos do evangelho, como: justificação, oração, a Bíblia, etc.

A pessoa não é consultada se ela quer receber o curso. Ele é apresentado como parte de sua nova experiência em Cristo e na vida Cristã. Depois de seis meses, a pessoa vai ter recebido o treinamento e também terá completado o tempo exigido: estará pronta para liderar uma célula. Portanto, o treinamento é para todos os novos convertidos. Ele faz parte da compreensão do que é a vida Cristã. É assim que todos são treinados, todos são encorajados a liderar, todos recebem supervisão e todos são convidados a liderar uma célula.

Spanish blog:

Reparando la red del evangelismo

por Mario Vega, www.elim.org.sv

Hace 34 años, cuando comenzó el trabajo con células en la iglesia Elim de El Salvador, existía un énfasis en el tema del evangelismo. El retener los resultados era muy importante y, por eso, se estableció un programa de visitas a cada nuevo converso que se realizaban una vez por semana durante su primer mes en Cristo. Al mismo tiempo, se estableció que para llegar a ser un líder de célula se requería haberse congregado en Elim durante seis meses. Lo cual, se consideraba un tiempo suficiente para comprender la visión de la iglesia.

Sin advertirlo, habíamos dejado una rotura en la red que no identificaríamos sino años después. Era un agujero de cinco meses. Entre el primer mes de visitas al nuevo converso y, cinco meses después, cuando se le buscaba para que iniciara su entrenamiento como líder. No sería sino hasta que llegamos a conocer de la importancia de la ruta del líder que decidimos elaborar un curso de entrenamiento que fuera desde la conversión hasta el liderazgo. Ahora cada persona que nace de nuevo recibe la primera lección de la ruta del líder la siguiente semana a su conversión. Por supuesto, se comienza por lo fundamental del evangelio, como: la justificación, la oración, la Biblia, etc.

La persona no es consultada si desea recibir el curso. Se le presenta como parte de su nueva experiencia en Cristo y su vida cristiana. Después de seis meses la persona habrá cubierto los contenidos y habrá alcanzado el requisito del tiempo: estará lista para recibir su célula. De manera que la capacitación es para todos los nuevos conversos. Es parte de su comprensión de lo que es la vida cristiana. Así, todos son entrenados, todos son animados a liderar, todos reciben un supervisor, todos son invitados a recibir una célula.

Leave a Reply

Your email address will not be published.