The Pastoral Team is a Key to Success in Cell Ministry

By Joel Comiskey, check out Joel’s latest book, Living in Victory

“If you can successfully transition your pastoral team to cell church ministry, the rest is easy,” I often say to pastors. Or if the church has already made the cell church transition, I say, “Make your pastoral team your top priority and you will have a healthy cell system.”

Why is this important? Because vision flows from leaders. Scripture tells us that Christ has placed pastor/teachers in his body to build up his church (Ephesians 4:11-12). Pastors are the key visionaries in cell church ministry and guide the cell church vision. But there is a problem, especially for those in the U.S.  The lone-ranger pastor is simply not biblical. Leadership in the New Testament is always plural!

The New Testament writers avoid the idea of one, single leader. The norm for the early churches was to have a team of pastors rather than only one. In addition to overseers and/or elders, two churches are mentioned as having deacons (Philippians 1:1; 1 Timothy 3:8, 12). Whatever their functions may have been, their services were also provided on the basis of shared leadership since they are always mentioned in the plural.

The essence of the cell church is to provide care for the entire church through multiple leaders. But this means that the pastor has a team, a lot like Jesus with this team of James, John, and Peter.

So who should be part of this pastoral team? Those who are committed to Jesus, walking in integrity, and 100% committed to cell church ministry. In the early stages, this means those who are leading cells. As the church grows, those who participate on the pastoral team should be those who have multiplied their cells. The New Testament elders were leaders of house churches, so asking that those on the team lead a cell group is very biblical.

The pastor ministers to the team who in turn minister to those leaders under their care. Team ministry involves praying together, sharing from God’s Word, and then envisioning the needs of the cell leaders. A key reason for the leadership team is to care for those who are ministering to the flock. Has each group been meeting? Are all the leaders on the same page? What are the victories? The dangers?

I’m more and more convinced, in fact, that up-to-date statistics are essential to know what’s happening in the groups. The team needs to analyze these statistics and make the necessary adjustments according to what they see.

I’m convinced that team leadership is essential for fruitful small group ministry. In fact,  I’m sensing a renewed emphasis in this area and a tiredness with lone-ranger leadership.  Yes, there’s a price to pay with shared leadership and most likely conflict will occur. However, the rewards and fruitfulness  team leadership far outweighs the difficulties along the way. As the Solomon once said long ago, “Though one may be overpowered, two can defend themselves. A cord of three strands is not quickly broken”(Ecclesiastes 4:12).

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

A Equipe Pastoral é a Chave Para o Sucesso no Ministério em Células

Por Joel Comiskey, Living in Victory

 “Se você conseguir fazer a transição de sua equipe pastoral para o ministério da igreja em células com sucesso, o resto é fácil”, costumo dizer aos pastores. Ou se a igreja já fez a transição da igreja em células, eu digo: “Faça de sua equipe pastoral sua principal prioridade e você terá um sistema de células saudável”.

Por que isso é importante? Porque a visão flui dos líderes. A Escritura nos diz que Cristo colocou pastor/mestres em seu corpo para edificar sua igreja (Efésios 4: 11-12). Os pastores são os principais visionários no ministério da igreja em células e orientam a visão da igreja em células. Mas há um problema, especialmente para aqueles nos EUA. O pastor cavaleiro-solitário simplesmente não é bíblico. A liderança no Novo Testamento é sempre plural!

Os escritores do Novo Testamento evitam a ideia de um líder único. A norma para as igrejas primitivas era ter uma equipe de pastores ao invés de apenas um. Além de supervisores e/ou presbíteros, duas igrejas são mencionadas como tendo diáconos (Filipenses 1: 1; 1 Timóteo 3: 8, 12). Quaisquer que tenham sido suas funções, seus serviços também foram prestados com base na liderança compartilhada, uma vez que são sempre mencionados no plural.

A essência da igreja em células é cuidar de toda a igreja por meio de vários líderes. Mas isso significa que o pastor tem uma equipe, muito parecida com Jesus com esta equipe de Tiago, João e Pedro.

Então, quem deve fazer parte dessa equipe pastoral? Aqueles que estão comprometidos com Jesus, caminhando em integridade e 100% comprometidos com o ministério da igreja em células. Nos estágios iniciais, isso significa aqueles que são células líderes. Conforme a igreja cresce, aqueles que participam da equipe pastoral devem ser aqueles que multiplicaram suas células. Os presbíteros do Novo Testamento eram líderes de igrejas caseiras, então pedir que aqueles na equipe liderassem um grupo de células é muito bíblico.

O pastor ministra à equipe que, por sua vez, ministra aos líderes sob seus cuidados. O ministério de equipe envolve orar juntos, compartilhar a Palavra de Deus e, então, imaginar as necessidades dos líderes de célula. Um dos principais motivos para a equipe de liderança é cuidar daqueles que estão ministrando ao rebanho. Cada grupo tem se encontrado? Todos os líderes estão na mesma página? Quais são as vitórias? Os perigos?

Estou cada vez mais convencido, de fato, de que estatísticas atualizadas são essenciais para saber o que está acontecendo nos grupos. A equipe precisa analisar essas estatísticas e fazer os ajustes necessários de acordo com o que vê.

Estou convencido de que a liderança de equipe é essencial para o ministério frutífero de pequenos grupos. Na verdade, estou sentindo uma ênfase renovada nesta área e um cansaço com a liderança solitária. Sim, há um preço a pagar com a liderança compartilhada e muito provavelmente o conflito ocorrerá. No entanto, as recompensas e a produtividade da liderança da equipe superam em muito as dificuldades ao longo do caminho. Como o Salomão disse há muito tempo: “Embora um possa ser derrotado, dois podem se defender. Um cordão de três fios não se quebra rapidamente ”(Eclesiastes 4:12).

Spanish blog:

El equipo pastoral es clave para el éxito en el ministerio celular 

Por Joel Comiskey, Living in Victory 

“Si puede hacer una transición exitosa de tu equipo pastoral al ministerio de la iglesia celular, el resto es fácil”, esto es lo que les digo a menudo a los pastores. O si la iglesia ya ha hecho la transición de la iglesia celular, digo: “Haz de tu equipo pastoral tu máxima prioridad y tendrás un sistema celular saludable”. 

¿Porque es esto importante? Porque la visión fluye de los líderes. Las Escrituras nos dicen que Cristo ha puesto pastores / maestros en su cuerpo para edificar su iglesia (Efesios 4: 11-12). Los pastores son los visionarios clave en el ministerio de la iglesia celular y guían la visión de la iglesia. Pero hay un problema, especialmente para aquellos en los EE. UU. El pastor llanero solitario simplemente no es bíblico. ¡El liderazgo en el Nuevo Testamento siempre es plural! 

Los escritores del Nuevo Testamento evitan la idea de un solo líder. La norma para las primeras iglesias era tener un equipo de pastores en lugar de uno solo. Además de los supervisores y / o ancianos, se menciona que dos iglesias tenían diáconos (Filipenses 1: 1; 1 Timoteo 3: 8, 12). Cualesquiera que hayan sido sus funciones, sus servicios también se prestaron sobre la base de un liderazgo compartido ya que siempre se mencionan en plural. 

La esencia de la iglesia celular es brindar atención a toda la iglesia a través de múltiples líderes. Pero esto significa que el pastor tiene un equipo, muy parecido a Jesús con este equipo de Santiago, Juan y Pedro. 

Entonces, ¿quién debería formar parte de este equipo pastoral? Aquellos que están comprometidos con Jesús, caminando en integridad y 100% comprometidos con el ministerio de la iglesia celular. En las primeras etapas, esto significa aquellos que son células líderes. A medida que la iglesia crece, los que participan en el equipo pastoral deben ser los que han multiplicado sus células. Los ancianos del Nuevo Testamento eran líderes de iglesias en las casas, por lo que pedir que los del equipo lideren un grupo celular es muy bíblico. 

El pastor ministra al equipo que a su vez ministra a los líderes bajo su cuidado. El ministerio en equipo implica orar juntos, compartir la Palabra de Dios y luego visualizar las necesidades de los líderes celulares. Una razón clave para el equipo de liderazgo es cuidar de aquellos que ministran al rebaño. ¿Se ha estado reuniendo cada grupo? ¿Están todos los líderes en la misma página? ¿Cuáles son las victorias? ¿Los peligros? 

Estoy cada vez más convencido de que las estadísticas actualizadas son fundamentales para saber qué está pasando en los grupos. El equipo necesita analizar estas estadísticas y hacer los ajustes necesarios de acuerdo con lo que ven. 

Estoy convencido de que el liderazgo en equipo es esencial para un ministerio celular fructífero. De hecho, siento un renovado énfasis en esta área y un cansancio en el liderazgo de los llaneros solitarios. Sí, hay un precio que pagar con el liderazgo compartido y lo más probable es que ocurra un conflicto. Sin embargo, las recompensas y la productividad del liderazgo del equipo superan con creces las dificultades en el camino. Como dijo una vez el Salomón hace mucho tiempo, “Aunque uno puede ser vencido, dos pueden defenderse. Una cuerda de tres hilos no se rompe rápidamente”(Eclesiastés 4:12). 

Leave a Reply

Your email address will not be published.