Realistic, Flexible Goals for 2021 (Español abajo)

By Joel Comiskey, free teaching videos on leading small groups    

“We are not in Kansas anymore,” a startled Dorothy said in the famous movie The Wizard of Oz. A tornado had turned Dorothy’s world upside down, and she had to learn to walk in an entirely different landscape.

Covid-19 has brought on a different world order that requires a new set of rules. In the past, it was quite easy to set goals for small group based churches. The normal goal was, How many new disciples were ready to lead life-giving small groups? This number was based on those graduating from the church-wide equipping. Of course, the pastoral team had to take into account the health of each small group. Churchwide coaching of the leaders was also a critical factor when determining the goal.

But we’re not in Kansas anymore. Churches are coming out of a dark night of the soul and it’s not clear when things will return to normal. And sadly, some churches won’t make it out of the pandemic winter. According to George Barna’s agency, 20% of North American churches (1 in 5) will permanently close their doors due to Covid-19.

Small group based churches, however, have a distinct advantage. They have learned how to decentralize and are less dependent on one pastor and church buildings. Rather, the pastoral load is distributed among small group leaders who are meeting off-campus.

Yet, small group churches still face the dilemma about when to go from online small groups to face-to-face ones. In my own local church, all of the groups are still online. We have not made clear-cut goals about returning to face-to-face groups due to the restrictions in Los Angeles, California. So apart from the question of online groups versus face-to-face ones, what are some other key goals?

This pandemic has stirred many churches to transition their traditional program-based church to the small group strategy. If you’re one of them, I would encourage you to take the rest of the year to plan your transition. Talk with your board and key leaders. Your goal for 2021 would be to start the first pilot group. I always encourage the lead pastor to facilitate the first pilot group. Who should attend? Willing, key leaders who are willing to start their own small group. You might need some coaching to make this reality and we at JCG are here to help.

If you are a small group based church, it’s important to look ahead and envision the future. I talked to one pastor who has 8 active groups. His goal was to start 2 more in 2021, as well as to activate the church-wide equipping track to prepare future small group facilitators.

Or maybe you need to back-up and “rebuild the walls.” One pastor recently said to me, “Joel, my goal for 2021 is to teach my people biblical values. My people have become jaded with political opinions, and many have lost sight of their biblical moorings. I encouraged him to also include the goal of a new vision for prayer. I pointed out Acts 6:3-4, where the apostles said, “Brothers and sisters, choose seven men from among you who are known to be full of the Spirit and wisdom. We will turn this responsibility over to them and will give our attention to prayer and the ministry of the word.”

For the month of February, we will write twenty blogs on the topic of realistic, flexible goals for 2021. Seasoned pastors and leaders will blog on this topic. If you’d like to receive this blog in your email, please click here. We will cover:

  • February 07-13: Prayerful consideration of the future. God does want us to dream. We are not to worry about our plans (Matthew 6:34), but God wants us to plan (Proverbs 21:5).
  • February 14-20: Prayer and the ministry of the Word in 2021. The church needs to know that Jesus is the head of the church and that he has a plan to strengthen his church. Cell churches should be better equipped to face difficulties and struggles.
  • February 21-27: Specific goals and dreams for 2021. Cell church goals include things like fine-tuning coaching, equipping, statistics, and personal spirituality. The main goal is to make disciples but there are various goals. 
  • February 28 to March 06: Flexibility. I think of a person driving in the fog. While the fog is there, the drive needs to go slower. But when it lifts, the driver can go full speed ahead. We need to be moving forward in 2021 without speeding. God will lift the fog in his time. Let’s be ready. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Por Joel Comiskey, vídeos gratuitos de ensino videos gratuitos de ensino sobre como liderar pequenos grupos

“Não estamos mais no Kansas”, disse Dorothy assustada no famoso filme O Mágico de Oz. Um tornado virou o mundo de Dorothy de cabeça para baixo, e ela teve que aprender a andar em uma paisagem totalmente diferente.

A Covid-19 trouxe uma ordem mundial diferente que exige um novo conjunto de regras. No passado, era muito fácil definir metas para igrejas baseadas em pequenos grupos. O objetivo normal era: Quantos novos discípulos estavam prontos para liderar pequenos grupos doadores de vida? Este número era baseado naqueles que se formaram no trilho de treinamento da igreja. Claro, a equipe pastoral teve que levar em consideração a saúde de cada pequeno grupo. A supervisão dos líderes de toda a Igreja também foi um fator crítico na determinação da meta.

Porém, não estamos mais no Kansas. As igrejas estão saindo de uma noite sombria da alma e não está claro quando as coisas vão voltar ao normal. E, infelizmente, algumas igrejas não sobreviverão ao inverno pandêmico. De acordo com a agência de George Barna, 20% das igrejas norte-americanas (1 em 5) fecharão definitivamente suas portas devido à Covid-19.

As igrejas baseadas em pequenos grupos, entretanto, têm uma vantagem distinta. Eles aprenderam como descentralizar e são menos dependentes de um pastor e dos prédios da igreja. Em vez disso, a carga pastoral é distribuída entre os líderes de pequenos grupos que se reúnem fora do templo.

No entanto, as igrejas de pequenos grupos ainda enfrentam o dilema sobre quando passar de pequenos grupos online para presenciais. Em minha própria igreja local, todos os grupos ainda estão online. Não estabelecemos objetivos claros sobre o retorno aos grupos face a face devido às restrições em Los Angeles, Califórnia. Portanto, além da questão dos grupos online versus os presenciais, quais são alguns outros objetivos principais?

Esta pandemia levou muitas igrejas a fazer a transição de sua igreja tradicional baseada em programas para a estratégia de pequenos grupos. Se você é um deles, eu o encorajo a usar o resto do ano para planejar sua transição. Converse com seu conselho e com os principais líderes. Sua meta para 2021 seria iniciar o primeiro grupo piloto. Sempre incentivo o pastor líder a facilitar o primeiro grupo piloto. Quem deve comparecer? Líderes chave dispostos a iniciar seu próprio pequeno grupo. Você pode precisar de algum treinamento para tornar isso realidade e nós da JCG estamos aqui para ajudar.

Se você é uma igreja baseada em um pequeno grupo, é importante olhar para frente e imaginar o futuro. Falei com um pastor que tem 8 grupos ativos. Sua meta era começar mais 2 em 2021, bem como ativar o trilho de treinamento para toda a igreja, e assim, preparar futuros facilitadores de pequenos grupos.

Ou talvez você precise fazer backup e “reconstruir os muros”. Um pastor disse-me recentemente: “Joel, minha meta para 2021 é ensinar valores bíblicos ao meu povo. Meu povo se cansou de opiniões políticas e muitos perderam de vista suas amarras bíblicas. Eu o incentivei a incluir também a meta de uma nova visão para a oração. Eu apontei Atos 6: 3-4, onde os apóstolos disseram:

“Irmãos e irmãs, escolham sete homens entre vocês que são conhecidos como cheios do Espírito e de sabedoria. Vamos entregar esta responsabilidade a eles e daremos nossa atenção à oração e ao ministério da palavra. ”

Para o mês de fevereiro, escreveremos vinte blogs sobre o tópico de metas realistas e flexíveis para 2021. Pastores e líderes experientes farão um blog sobre esse tópico. Se desejar receber este blog em seu e-mail, por favor clique aqui. Vamos cobrir:

  • 07-13 de fevereiro: Consideração fervorosa do futuro. Deus quer que sonhemos. Nós não devemos nos preocupar com nossos planos (Mateus 6:34), mas Deus quer que planejemos (Provérbios 21:5).
  • 14 a 20 de fevereiro: Oração e ministério da Palavra em 2021. A igreja precisa saber que Jesus é o cabeça da igreja e que ele tem um plano para fortalecer sua igreja. As igrejas em células deveriam estar melhor equipadas para enfrentar dificuldades e lutas.
  • 21 a 27 de fevereiro: Metas e sonhos específicos para 2021. As metas da igreja em células incluem coisas como ajuste fino na supervisão, treinamento, estatísticas e espiritualidade pessoal. O objetivo principal é fazer discípulos, contudo existem vários objetivos.
  • 28 de fevereiro a 06 de março: Flexibilidade. Eu penso em uma pessoa dirigindo no nevoeiro. Enquanto o nevoeiro está presente, a viagem precisa ser mais lenta. Mas quando ele se dissipa, o motorista pode ir a toda velocidade. Nós precisamos avançar em 2021 sem excesso de velocidade. Deus levantará a névoa a seu tempo. Estejamos prontos.

Spanish blog:

Por Joel Comiskey, videos educativos gratuitos sobre cómo liderar grupos pequeños

“Ya no estamos en Kansas”, dijo Dorothy sorprendida en la famosa película El mago de Oz. Un tornado había trastornado el mundo de Dorothy y tenía que aprender a caminar en un paisaje completamente diferente.

El Covid-19 ha traído un orden mundial diferente que requiere un nuevo conjunto de reglas. En el pasado, era bastante fácil establecer metas para iglesias basadas en grupos pequeños. La meta normal era, ¿cuántos discípulos nuevos estaban listos para dirigir grupos pequeños vivificantes? Este número se basó en los que se gradúan del equipamiento de toda la iglesia. Por supuesto, el equipo pastoral tuvo que tener en cuenta la salud de cada pequeño grupo. El entrenamiento de los líderes en toda la Iglesia también fue un factor crítico al determinar la meta.

Pero ya no estamos en Kansas. Las iglesias están saliendo de una noche oscura del alma y no está claro cuándo las cosas volverán a la normalidad. Y, lamentablemente, algunas iglesias no lograrán salir del invierno pandémico. Según la agencia de George Barna, el 20% de las iglesias norteamericanas (1 de cada 5) cerrarán permanentemente sus puertas debido al Covid-19.

Sin embargo, las iglesias basadas en grupos pequeños tienen una clara ventaja. Han aprendido a descentralizarse y dependen menos de un solo pastor y de los edificios de la iglesia. Más bien, la carga pastoral se distribuye entre los líderes de grupos pequeños que se reúnen fuera del campus.

Sin embargo, las iglesias de grupos pequeños todavía enfrentan el dilema de cuándo pasar de los grupos pequeños en línea a los presenciales. En mi propia iglesia local, todos los grupos todavía están en línea. No hemos establecido metas claras sobre el regreso a los grupos presenciales debido a las restricciones en Los Ángeles, California. Entonces, aparte de la cuestión de los grupos en línea frente a los cara a cara, ¿cuáles son algunos otros objetivos clave?

Esta pandemia ha movido a muchas iglesias a hacer la transición de su iglesia tradicional basada en programas a la estrategia de grupos pequeños. Si es uno de ellos, le animo a que se tome el resto del año para planificar su transición. Hable con su junta y líderes clave. Su objetivo para 2021 sería iniciar el primer grupo piloto. Siempre animo al pastor principal a facilitar el primer grupo piloto. ¿Quién debe asistir? Líderes clave dispuestos que estén dispuestos a comenzar su propio grupo pequeño. Es posible que necesite un poco de entrenamiento para hacer esto realidad y nosotros en JCG estamos aquí para ayudarlo.

Si usted es una iglesia basada en grupos pequeños, es importante mirar hacia adelante e imaginar el futuro. Hablé con un pastor que tiene 8 grupos activos. Su objetivo era comenzar 2 más en 2021, así como activar la vía de equipamiento de toda la iglesia para preparar futuros facilitadores de grupos pequeños.

O tal vez necesite hacer una copia de seguridad y “reconstruir las paredes”. Un pastor me dijo recientemente: “Joel, mi objetivo para el 2021 es enseñarle a mi gente los valores bíblicos. Mi gente se ha cansado de las opiniones políticas y muchos han perdido de vista sus amarres bíblicos. Lo animé a incluir también el objetivo de una nueva visión para la oración. Señalé Hechos 6: 3-4, donde los apóstoles dijeron: “Hermanos y hermanas, escojan siete hombres de entre ustedes que se sepa que están llenos del Espíritu y de sabiduría. Les daremos esta responsabilidad y prestaremos nuestra atención a la oración y al ministerio de la palabra ”.

Para el mes de febrero, escribiremos veinte blogs sobre el tema de metas realistas y flexibles para el 2021. Pastores y líderes experimentados escribirán blogs sobre este tema. Si desea recibir este blog en su correo electrónico, haga clic aquí. Cubriremos:

  • 07-13 de febrero: Consideración en oración del futuro. Dios quiere que soñemos. No debemos preocuparnos por nuestros planes (Mateo 6:34), pero Dios quiere que planifiquemos (Proverbios 21: 5).
  • 14-20 de febrero: Oración y el ministerio de la Palabra en 2021. La iglesia necesita saber que Jesús es la cabeza de la iglesia y que tiene un plan para fortalecer su iglesia. Las iglesias celulares deberían estar mejor equipadas para enfrentar dificultades y luchas.
  • 21-27 de febrero: Metas y sueños específicos para el 2021. Las metas de la iglesia celular incluyen cosas como entrenamiento, equipamiento, estadísticas y espiritualidad personal. El objetivo principal es hacer discípulos, pero hay varios objetivos.
  • 28 de febrero al 06 de marzo: Flexibilidad. Pienso en una persona conduciendo en la niebla. Mientras haya niebla, la unidad debe ir más lenta. Pero cuando se eleva, el conductor puede avanzar a toda velocidad. Necesitamos avanzar en 2021 sin acelerar. Dios levantará la niebla en su tiempo. Estemos listos.

Leave a Reply

Your email address will not be published.