Don’t Stop Reaching Out, Part 2

By Dr. Ralph Neighbour, cb.online

Unbelievers or ungifted ones are described in 1 Corinthians 14:24-26 as being present in the cell group. They will observe the believers transparently confessing, then listening to the Spirit to receive spiritual gifts. As they observe the group prophesying – bringing strength, comfort, or healing to one another, the power of God’s presence impacts them.

Western Christianity assumes previous scripture teaching is required before conversions can take place. However, for centuries the simple observation of a power encounter brought unbelievers to salvation, with biblical teaching following. This is what is occurring in this Corinthians passage. Imagine the impact of ordinary people manifesting spiritual gifts as invited friends observe!

This is “Body Life Evangelism.” The observer is deeply impacted saying: “Wow! I have experienced God living in you! I want what you have – what must I do to be saved?”

Before any of this can occur, there must be outreach activity by the believers that will result in unbelievers and seekers continually attending the group. Cell members must be equipped to create this steady flow of guests. Jesus gave instructions to follow in Luke 10:1-23. The following simple plan can be used:

  1. Divide the cell members into Triads. When possible, link a “Father” to a “Young Man” and a “Child.” (I John 2:10-12)
  2. Each Triad lists all their individual cell phone contacts. This is their “Mission Field.” (It may be very large. This is their primary world.)
  3. The “Mission Field” is composed of many levels, from relatives to occasional contacts. Prayer and discussion should target a few at a time to be engaged. “Lift up your eyes and see…”
  4. Triads arrange for selected contacts to meet all three Triad members. This bonds him/her to a community of three.
  5. When relationships are solidified, the person is invited to attend the cell.
  6. Thus, with three Triads bringing guests there will always be a few observers present in the cell.

The critical path is creating triads that see a specific group of already met persons as a mission field. The challenge given by the Cell Leader might be, “If you do not share Christ’s love with these persons, who will? Your cell phone lists your private world, your mission field. You can become a team to reach them. Some are seekers, some are not. Enter their worlds, their homes, and wait for the Spirit to draw them. The Christ who dwells in the three of you said, ‘If you will lift me up, I will draw all men to me.’ Your part is to connect Christ in you to them by loving them and exposing them to the cell group.

Once this routine is launched and reviewed at each cell meeting, the presence of guests will produce continual conversions. Try it for one year and see the difference it makes in the harvest!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Não Pare de Estender a Mão, Parte 2

Por Dr. Ralph Neighbour, cb.online

Incrédulos ou sem-dons são descritos em 1 Coríntios 14: 24-26 como estando presentes no grupo de células. Eles vão observar os crentes confessando de forma transparente, então ouvindo o Espírito para receber dons espirituais. Enquanto eles observam o grupo profetizando – trazendo força, conforto ou cura uns aos outros, o poder da presença de Deus os afeta.

O cristianismo ocidental pressupõe que o ensino anterior das escrituras é necessário antes que as conversões ocorram. No entanto, durante séculos, a simples observação de um encontro de poder trouxe os incrédulos à salvação, com o seguinte ensino bíblico. Isso é o que está ocorrendo nesta passagem de Coríntios. Imagine o impacto de pessoas comuns manifestando dons espirituais enquanto amigos convidados observam!

Isso é “Evangelismo da Vida do Corpo”. O observador fica profundamente impressionado ao dizer: “Uau! Eu experimentei Deus vivendo em você! Eu quero o que você tem – o que devo fazer para ser salvo?”

Antes que qualquer uma dessas coisas possa ocorrer, deve haver atividade por parte dos crentes que resultará em descrentes e buscadores frequentando continuamente o grupo. Os membros da célula devem estar equipados para criar esse fluxo constante de convidados. Jesus deu instruções a seguir em Lucas 10: 1-23. O seguinte plano simples pode ser usado:

  1. Divida os membros da célula em tríades. Quando possível, vincule um “Pai” a um “Jovem” e uma “Criança”. (I João 2: 10-12)
  2. Cada tríade lista todos os seus contatos individuais de telefone celular. Este é o seu “Campo Missionário”. (Pode ser muito grande. Este é o seu mundo principal.)
  3. O “Campo Missionário” é composto por vários níveis, desde parentes até contatos ocasionais. A oração e a discussão devem ter como alvo alguns de cada vez para o envolvimento. “Levante os olhos e veja …”
  4. Tríades organizam contatos selecionados para encontrar todos os três membros da Tríade. Isso o liga a uma comunidade de três.
  5. Quando os relacionamentos se solidificam, a pessoa é convidada a comparecer à cela.
  6. Assim, com três Tríades trazendo convidados, sempre haverá alguns observadores presentes na célula.

O caminho crítico é criar tríades que veem um grupo específico de pessoas já conhecidas como um campo missionário. O desafio dado pelo líder da célula pode ser: “Se você não compartilhar o amor de Cristo com essas pessoas, quem o fará? Seu celular lista seu mundo privado, seu campo missionário. Você pode se tornar uma equipe para alcançá-los. Alguns são buscadores, outros não. Entre em seus mundos, em suas casas e espere que o Espírito os atraia. O Cristo que habita em vocês três disse: ‘Se vocês me levantarem, atrairei todos os homens a mim’. Sua parte é conectar Cristo em você a eles, amando-os e expondo-os ao grupo de células.

Uma vez que essa rotina seja lançada e revisada em cada reunião de célula, a presença de convidados produzirá conversões contínuas. Experimente por um ano e veja a diferença que faz na colheita!

Spanish blog:

No dejes de acercarte, parte 2

Por el Dr. Ralph Neighbour, cb.online

Los incrédulos o no bautizados se describen en 1 Corintios 14: 24-26 como presentes en el grupo celular. Observarán a los creyentes confesando con transparencia y luego escuchando al Espíritu para recibir los dones espirituales. Mientras observan al grupo profetizando, trayendo fuerza, consuelo o sanidad unos a otros, el poder de la presencia de Dios los impacta.

El cristianismo occidental asume que se requiere la enseñanza previa de las Escrituras antes de que puedan tener lugar las conversiones. Sin embargo, durante siglos, la simple observación de un encuentro de poder llevó a los incrédulos a la salvación, seguida de la enseñanza bíblica. Esto es lo que ocurre en este pasaje de Corintios. ¡Imagínese el impacto de la gente común manifestando dones espirituales mientras los amigos invitados observan!

Esto es “Evangelismo de vida corporal”. El observador está profundamente impactado diciendo: “¡Vaya! ¡He experimentado a Dios viviendo en ti! Quiero lo que tienes, ¿qué debo hacer para ser salvo?

Antes de que algo de esto pueda ocurrir, debe haber actividad por parte de los creyentes que resulte en que incrédulos y buscadores asistan continuamente al grupo. Los miembros de la célula deben estar equipados para crear este flujo constante de invitados. Jesús dio instrucciones a seguir en Lucas 10: 1-23. Se puede utilizar el siguiente plan simple:

  1. Divida a los miembros de la célula en tríadas. Cuando sea posible, vincule un “padre” con un “joven” y un “niño”. (I Juan 2: 10-12)
  2. Cada Tríada enumera todos sus contactos individuales de teléfono celular. Este es su “campo de misión”. (Puede ser muy grande. Este es su mundo principal).
  3. El “campo misionero” se compone de muchos niveles, desde familiares hasta contactos ocasionales. La oración y la discusión deben apuntar a unos pocos a la vez para participar. “Levanta los ojos y mira …”
  4. Las tríadas hacen arreglos para que los contactos seleccionados se reúnan con los tres miembros de la tríada. Esto lo une a una comunidad de tres.
  5. Cuando las relaciones se solidifican, se invita a la persona a asistir a la célula.
  6. Por lo tanto, con tres Tríadas que traen invitados, siempre habrán algunos observadores presentes en la célula.

El camino crítico es crear tríadas que vean a un grupo específico de personas ya conocidas como un campo misionero. El desafío dado por el líder de la célula podría ser: “Si no comparten el amor de Cristo con estas personas, ¿quién lo hará? Su teléfono celular muestra su mundo privado, su campo misional. Puedes convertirte en un equipo para llegar a ellos. Algunos son buscadores, otros no. Entra en sus mundos, en sus hogares y espera a que el Espíritu los atraiga. El Cristo que habita en ustedes tres dijo: “Si me levantas, atraeré a todos los hombres hacia mí”. Tu parte es conectar a Cristo en ti con ellos amándolos y exponiéndolos al grupo celular.

Una vez que esta rutina se lanza y se revisa en cada reunión celular, la presencia de invitados producirá conversiones continuas. ¡Pruébelo durante un año y vea la diferencia que hace en la cosecha!

Leave a Reply

Your email address will not be published.