Reaching Family Members in Nicaragua

By Raquel Molina, cell leader at Nuevo Amanecer

When I came to know Jesus in 2006, I began to evangelize my family. The first step was to send a letter to each family member.  I wrote 37 personal letters, specific to each one. The result? No one responded—not even a comment! I was very discouraged and even depressed because of their lack of response. The reality is that they were concerned that I had become an “evangelical” and didn’t want to show interest in my newfound faith. I had to realize that “no prophet is accepted in his own country (or family).”

I live in Los Angeles, California but my family members live in Nicaragua. So how was I going to reach them? The opportunity came during COVID-19. God opened a door to reach out to them via Zoom. Since everyone had to stay home, they were more open to an online meeting.

I have my own cell group at Nuevo Amanecer every Monday night. We go over the same passage preached in the Sunday sermon, and all the cell groups use three simple questions.  I took the same Scriptural passage using those three questions and invited my family in Nicaragua to meet with me in an online group on Sunday night. They agreed! The result? Normally we have 5 or 6  family members every Sunday night and we’ve been doing this for about one year now. They have warmed up to the cell questions and even invited their friends.

This is the first time they’ve heard the good news of the gospel, and we’ve seen many wonderful changes, although they continue to go to the Catholic Church. They are learning how to pray and approach God personally. God is so good and the best is yet to come.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Alcançando membros da família na Nicarágua

Por Raquel Molina, líder de célula em Nuevo Amanecer

Quando conheci Jesus em 2006, comecei a evangelizar minha família. O primeiro passo foi enviar uma carta a cada membro da família. Escrevi 37 cartas pessoais, específicas para cada uma. O resultado? Ninguém respondeu – nem mesmo um comentário! Fiquei muito desanimada e até deprimida por causa da falta de resposta deles. A realidade é que eles estavam preocupados porque eu havia me tornado uma “evangélica” e não queriam mostrar interesse na minha nova fé. Tive que perceber que “nenhum profeta é aceito em seu próprio país (ou família)”.

Eu moro em Los Angeles, Califórnia, mas meus familiares moram na Nicarágua. Então, como eu iria alcançá-los? A oportunidade surgiu durante o COVID-19. Deus abriu uma porta para alcançá-los via Zoom. Como todos tinham que ficar em casa, eles estavam mais abertos a reuniões online.

Eu tenho meu próprio grupo de células em Nuevo Amanecer todas as segundas-feiras à noite. Nós repassamos a mesma passagem pregada no sermão de domingo e todos os grupos de células usam três perguntas simples. Peguei a mesma passagem bíblica e três perguntas e convidei minha família na Nicarágua para se encontrar comigo em um grupo online no domingo à noite. Eles concordaram! Normalmente 5 ou 6 todos os domingos à noite e já fazemos isso há cerca de um ano. Eles se abriram muito mais para as questões da célula e até convidaram seus amigos.

Esta é a primeira vez que eles ouvem as boas novas do evangelho, e vimos muitas mudanças maravilhosas, embora eles continuem a ir para a Igreja Católica. Eles estão aprendendo a orar e a se aproximar de Deus pessoalmente. Deus é tão bom e o melhor ainda está por vir.

Spanish blog:

Llegar a familiares en Nicaragua

Por Raquel Molina, líder de célula en Nuevo Amanecer

Cuando conocí a Jesús en 2006, comencé a evangelizar a mi familia. El primer paso fue enviar una carta a cada miembro de la familia. Escribí 37 cartas personales, específicas para cada una. ¿El resultado? Nadie respondió, ¡ni siquiera un comentario! Estaba muy desanimada e incluso deprimida por su falta de respuesta. La realidad es que les preocupaba que me hubiera convertido en una “evangélica” y no querían mostrar interés en mi nueva fe. Tuve que darme cuenta de que “ninguno es profeta en su propia tierra (o familia)”.

Vivo en Los Ángeles, California, pero los miembros de mi familia viven en Nicaragua. Entonces, ¿cómo iba a llegar a ellos? La oportunidad llegó durante el COVID-19. Dios abrió una puerta para llegar a ellos a través de Zoom. Como todos tenían que quedarse en casa, estaban más abiertos a una reunión en línea.

Tengo mi propio grupo celular en Nuevo Amanecer todos los lunes por la noche. Repasamos el mismo pasaje predicado en el sermón del domingo y todos los grupos celulares usan tres preguntas simples. Tomé el mismo pasaje de las Escrituras y tres preguntas e invité a mi familia en Nicaragua a reunirse conmigo en un grupo en línea el domingo por la noche. ¡Ellos estuvieron de acuerdo! Normalmente 5 o 6 nos reunimos todos los domingos por la noche y hemos estado haciendo esto durante aproximadamente un año. Se han intensificado hasta las preguntas en la célula, incluso han invitado a sus amigos.

Esta es la primera vez que escuchan las buenas nuevas del evangelio y hemos visto muchos cambios maravillosos, aunque continúan yendo a la Iglesia Católica. Están aprendiendo a orar y acercarse a Dios personalmente. Dios es tan bueno y lo mejor está por venir. 

Leave a Reply

Your email address will not be published.