The Largest and Smallest Church

By Mario Vega, www.elim.org.sv

We first began to hear about Pastor Cho’s church in El Salvador in the mid-eighties through his books. In one of his books I read he had been introduced to one of the deacons from his church. It gave me a feeling of disappointment that a pastor did not know one of the deacons in his church. It took me several years to come to understand the dimensions of Yoido’s church, which, by that time, had reached half a million members. Sure, it is not easy to get to know all the members when the church is the size of a city.

But, as in any city, people can fall into a feeling of anonymity—just one of the thousands joining worship activities. When thousands attend worship, it might take years before the congregation notices the existence of a new member. But, in a cell church, things are different. No person goes unnoticed because new people are quickly invited to a meeting in a house. The fact that the cell meetings have limited attendance allows the participants to develop a true fellowship with each other. The bonds of love are strengthened, and people live their faith while being discipled. Cell churches can grow large while at the remaining very small (two sides of the same coin).

On another occasion, I was able to read from an interview with Pastor Cho about whether it was true that his church was the largest church in the world. He replied that his church was the largest but at the same time the smallest. He later clarified that it was the largest when they met in the Yoido district building, but it was the smallest when they met in the houses. What a great truth!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

A maior e menor igreja

Mario Vega, www.elim.org.sv

A primeira vez que ouvimos falar sobre a igreja do Pastor Cho aqui em El Salvador foi em meados dos anos 80, através de seus livros. Em um deles, li sobre quando ele foi apresentado a um dos diáconos de sua igreja. Me senti inicialmente desapontado pelo fato de que um pastor não conhecesse um dos diáconos de sua igreja. Demorei alguns anos para entender o tamanho da Igreja Yoido, que àquela época tinha atingido meio milhão de membros. Realmente não é nada fácil conhecer todos os membros quando a igreja é do tamanho de uma cidade.

Mas assim como acontece em uma cidade, as pessoas podem ter uma sensação de anonimato – apenas um em milhares de outras pessoas que se unem nas atividades de culto. Quando milhares estão congregados, pode demorar anos até que a congregação note a existência de um novo membro. Mas em uma igreja celular, as coisas são diferentes. Ninguém passa despercebido porque as pessoas são imediatamente convidadas a participar de uma reunião em um dos lares. O fato de que as reuniões das células tem uma quantidade máxima de pessoas permite que os participantes desenvolvam uma comunhão verdadeira uns com os outros. Os laços de amor são fortalecidos e as pessoas vivem a sua fé enquanto são discipuladas. As igrejas celulares podem crescer e ao mesmo tempo permanecer muito pequenas (duas faces da mesma moeda)

Em outra ocasião, eu tive a oportunidade de ler uma entrevista com o Pastor Cho, onde ele foi perguntado se sua igreja era a maior igreja do mundo. Ele respondeu que sua igreja era a maior, mas ao mesmo tempo, a menor. Ele explicou que era a maior quando se reunia no prédio principal em Yoido, mas era a menor quando eles se reuniam nas casas. Que verdade maravilhosa!

Spanish blog:

La iglesia más grande y la más pequeña

por Mario Vega, www.elim.org.sv

Cuando se comenzó a escuchar de la iglesia del pastor Cho en El Salvador, a mediados de los años ochenta, leí en uno de sus libros que comentaba la ocasión cuando le habían presentado a uno de los diáconos de su iglesia. Me causó una sensación de desencanto el que un pastor no conociera a uno de los diáconos de su iglesia. Me tomó varios años llegar a comprender las dimensiones de la iglesia de Yoido que, en ese tiempo, había alcanzado el medio millón de miembros. Claro, no es fácil conocer a todos los miembros cuando la iglesia tiene el tamaño de una ciudad.

Pero, como en toda ciudad, las personas pueden caer en una sensación de anonimato. Ser uno de millares que se suman a las actividades de culto. Pensar que pasarán años antes que la congregación note la existencia de un nuevo miembro. Pero, en una iglesia celular, las cosas son diferentes. Ninguna persona podría pasar desapercibida y pronto sería invitada a una reunión en una casa. El hecho de que las reuniones de células tienen una asistencia limitada permite que los participantes puedan desarrollar una verdadera comunión entre ellos. Los lazos de amor se fortalecen y las personas viven su fe mientras son discipulados. Ese es el otro lado de la moneda en una iglesia celular.

En otra ocasión, pude leer de una entrevista que le hicieron al pastor Cho sobre si era cierto que la suya era la iglesia más grande del mundo. El respondió que su iglesia era la más grande, pero al mismo tiempo la más pequeña. Luego aclaró que era la más grande cuando se reunían en el edificio del distrito de Yoido, pero era la más pequeña cuando se reunían en las casas. ¡Qué gran verdad la que dijo!

Leave a Reply

Your email address will not be published.