Connecting the Leaders through Coaching (Abaixo em português)

coach_freddynoble

By Dr. Freddy Noble, www.iglesiabautistanyc.org

I’ve had the opportunity to speak to pastors in many different countries and contexts about cell church ministry, and I find that many are afraid to become cell churches because they do not understand the importance of coaching their leaders.

The cell-based Church is not a group of disconnected people without any kind of supervision. Rather, the cell church makes sure that each leader receives personal care and attention.

Coaching or supervision is the key to the development of disciples who in turn will become disciples of others. I’ve noticed that when our supervision is working well, we develop strong cell leaders–and some of them became supervisors. At the same time, coaching is not for the faint-hearted. It requires time management to properly administrate the personal meetings and group coaching times.

This week I had the opportunity to chat with two of our supervisors and each of them told me how being able to speak individually with cell leaders under their supervision allowed them not only to know their problems but also to help them find solutions for them. Both gave me testimony of how personal conversations with their leaders allowed them to encourage them in moments of discouragement and to guide them when they did not know how to handle a situation.

Coaching works best when both done in a group context as well as on-on-one. The group is important because leaders can learn from others about how to practice healthy habits and to avoid mistakes. But undoubtedly the individual element will always be necessary so that the coach can speak the truth in love on a deeper level.

Coaching is critical in cell church ministry because it ensures the multiplication of healthy disciples who make more disciples.

Korean blog: (click here)

Portuguese blog:

Conectando os líderes através da supervisão

Dr. Freddy Noble, www.iglesiabautistanyc.org

Eu já tive a oportunidade de falar sobre o ministério em células com pastores de diferentes países e contextos, e percebo que muitos têm receio de tornarem-se igrejas em células porque não compreendem a importância da supervisão sobre seus líderes.

A igreja baseada em células não é um grupo de pessoas desconectadas sem nenhum tipo de supervisão. Ao invés disso, a igreja em células trabalha para que cada líder receba atenção e cuidados personalizados.

A supervisão ou “coaching” como também é conhecida, é a chave para o desenvolvimento de discípulos que por sua vez tornar-se-ão líderes de outros discípulos. Quando nossa supervisão está funcionando bem, podemos testemunhar que vimos surgir crentes que passaram por diferentes estágios de desenvolvimento ao longo do tempo e tornaram-se fortes líderes de células e alguns também se tornaram supervisores. Ao mesmo tempo, a supervisão não é para os fracos do coração. Ela requer uma boa administração do tempo para administrar apropriadamente os encontros pessoais e os momentos de supervisão das células.

Esta semana eu tive a oportunidade de conversar com nossos dois supervisores e ambos relataram que o fato de poder conversar individualmente com os líderes das células permitia que eles não apenas tivessem conhecimento dos problemas, mas também pudessem ajudá-los a achar as soluções. Ambos testemunharam que as conversas pessoais com os líderes os encorajava em momentos de desânimo e os guiavam quando eles não sabiam como proceder.

A supervisão é funciona especialmente bem quando ela é feita no contexto do grupo e também um a um. No grupo ela é importante porque os líderes podem aprender com outros líderes sobre hábitos saudáveis para o crescimento, evitando erros. Mas certamente o elemento individual da supervisão será sempre necessário para que o supervisor possa falar a verdade em amor, em um nível profundo de relacionamento. Certamente o supervisor que desenvolver relacionamentos com seus líderes de célula fará um trabalho melhor discipulando e cuidado das pessoas que estão sob sua responsabilidade.

Spanish blog:

El poder de Coaching

Por Dr. Freddy Noble, www.iglesiabautistanyc.org

En las ocasiones en que he tenido la oportunidad de hablar a los pastores en diferentes contextos acerca de la Iglesia basada en células, me doy cuenta de que la mayoría de los que tienen temor de emprender este trabajo, lo hacen por no entender una de las claves del trabajo, que es el funcionamiento de un buen sistema de supervisión y entrenamiento.

La Iglesia basada en células no es grupo de personas desconectadas sin ninguna clase de supervisión, sino más bien que una de las columnas vertebrales del trabajo de las iglesias celulares está en un buen sistema de entrenamiento y supervisión.

Esta labor es clave para el desarrollo de los discípulos que a su vez se convertirán en discípuladores de otros. Cuando estos funcionado bien en nuestra iglesia, hemos sido testigos del surgimiento de creyentes que han ido pasando las distintas etapas de desarrollo a lo largo del tiempo hasta convertirse en buenos líderes de  celulas y algunos de ellos en supervisores o entrenadores de otros líderes.

Por supuesto es una tarea que demanda intencionalidad y un uso adecuado del tiempo. Esta labor se puede realizar a través de las reuniones periódicas que los líderes pueden desarrollar con aquellos a quienes están entrenando y supervisando y al mismo tiempo mediante el contacto individual con cada uno de ellos.

En esta semana he tenido la oportunidad de charlar con dos de nuestros líderes supervisores y cada uno de ellos me contaba como el poder hablar individualmente con líderes de célula bajo su supervisión les permitía no solamente conocer sus problemas particulares sino ayudarlos a encontrar soluciones para cada  caso concreto. Ambos me dieron testimonio de cómo la conversación personal con sus líderes les permitía alentarlos en momentos de desaliento y orientarlos cuando estos no sabían cómo enfrentar adecuadamente una situación.

En efecto creo que el entrenamiento y la supervisión necesitan de estos dos elementos. Del elemento grupal, en el que los líderes pueden aprender de otros tanto a poner en práctica hábitos saludables como a evitar errores. Pero sin duda el elemento individual será siempre necesario para que el entrenador y asesor de líderes de célula pueda hacer su trabajo con mayor efectividad. Sin duda los supervisores que desarrollan estas relaciones hacen un mejor trabajo en la tarea de discipular y cuidar que aquellos que están bajo su atención.

Leave a Reply

Your email address will not be published.