Prayer through the Holy Spirit, part 2

By Ángel Manuel Hernández Gutiérrez, www.misionmoderna.com

It’s one thing to have an experience with the Holy Spirit, but it’s quite another to continually be filled with Him.  A person can have an experience with the Holy Spirit and not be filled with the Holy Spirit, as happened to Saul when he was persecuting David (1 Samuel 19:23). Saul had an experience with the Holy Spirit but was not filled with the Holy Spirit. We know this because shortly afterwards we read that he still had the desire to kill David (1 Samuel 20: 30-31) and consult a sorceress (1 Samuel 28: 11-16).

One of the undisputed proofs that a person has been filled with the Holy Spirit and has a close relationship with the Holy Spirit is not only the change of life, but the ongoing desire to make Christ-like disciples. Let me say this in another way, “The more communion we have with the Holy Spirit, the greater desire we will have to make disciples of Christ.” This has been our experience with the hundreds of leaders of our Church.

When the relationship with the Holy Spirit declines, the creation of new disciples declines. Our supervisors know that they must make the time to be filled with the Spirit and enter communion with Jesus. This takes place in personal and collective prayer, the reading of the word of God, and communion with other Christians. This enables us to be constantly refilled by God’s Spirit (Ephesians 5: 18-19).

The appearance of the Holy Spirit in Scripture is not something nebulous or ethereal. Rather, having a relationship with the Holy Spirit is part of the normal Christian life and results in a hunger to make disciples. The Holy Spirit’s work in the church creates unity between the members of Christ’s body and love for other believers. This is needed if we are to  reach the world for Christ. Without unity it is impossible for others to recognize that we are disciples of Christ (John 13:35).

Let’s ask the Holy Spirit to make us Christ’s disciples and also give us a desire to make other disciples.

Korean blog: (click here)

Portuguese Blog:

Oração através do Espírito Santo, parte 2

Ángel Manuel Hernández Gutiérrez, pastor e fundador da Mision Moderna www.misionmoderna.com

Uma coisa é ter uma experiência com o Espírito Santo, outra, bem diferente, é ser continuamente cheio do Espírito Santo. Uma pessoa pode realmente ter uma experiência com o Espírito Santo e ainda assim não ser cheia dEle, como aconteceu com Saul, quando ele estava perseguindo Davi (1 Samuel 19:23). Saul teve uma experiência com o Espírito Santo, mas não era cheio do Espírito Santo. Sabemos disso porque logo depois lemos que ele ainda tinha o desejo de matar Davi (1 Samuel 20:30-31) e consultou a uma médium e adivinha. (1 Samuel 28:11-16)

Uma das provas indiscutíveis de que uma pessoa foi cheia do Espírito Santo e tem um relacionamento com o Espírito Santo é não apenas a mudança da vida, mas o desejo contínuo de fazer discípulos de Cristo. Permita-me dizer isso de uma outra maneira, “quanto mais comunhão temos com o Espírito Santo, maior será o desejo de fazer discípulos de Christo”. Esta tem sido a nossa experiência com centenas de líderes de nossa igreja.

Quando o relacionamento com o Espírito Santo diminui, a criação de novos discípulos diminui. Nossos Supervisores sabem que precisam reservar tempo para serem cheios do Espírito Santo e entrar em comunhão com Jesus. Isto acontece em oração individual e coletiva, na leitura da Palavra de Deus, e na comunhão com outros cristãos. Isto permite que estejamos constantemente sendo cheios do Espírito Santo (Efésios 5:18-19). O Espírito Santo não se apresenta nas Escrituras como algo nebuloso ou etéreo. Ao invés disso, o relacionamento com o Espírito Santo é parte da vida normal do Cristão e resulta em fome por fazer discípulos. O trabalho do Espírito Santo na igreja cria unidade entre os membros do Corpo de Cristo e amor pelos demais crentes. Precisamos disso se nosso propósito é alcançar o mundo para Cristo. Sem unidade é impossível que outras pessoas nos reconheçam como discípulos de Cristo (João 13:35).

Peçamos ao Espírito Santo para nos fazer discípulos de Cristo e também para colocar em nós o desejo de fazer outros discípulos.

Spanish blog:

La oración por medio del Espíritu Santo, parte 2

Por Ángel Manuel Hernández Gutiérrez, pastor y fundador de Mision Moderna www.misionmoderna.com

Una cosas es una experiencia con el Espíritu Santo y otra distinta ser lleno del Espíritu Santo.  Una persona puede tener una experiencia con el Espíritu Santo y no haber sino llena del Espíritu Santo, como le pasó a Saúl cuando estaba persiguiendo a David (1 Samuel 19:23), él tuvo una experiencia con el Espíritu Santo, pero no fue lleno del Espíritu Santo, porque poco después de esa experiencia con el Espíritu Santo no solo continua con el deseo de matar a David (1 Samuel 20:30-31) sino que consulta a una hechicera (1 Samuel 28:11-16).

Una de las pruebas indudables de que una persona ha sido llena del Espíritu Santo y que tiene una relación estrecha con el Espíritu Santo no es solo el cambio de vida, sin o la continuidad de la obra de Cristo, es decir, el discipulado. Cuanta más comunión tenemos con el Espíritu Santo, más nos convertimos en colaboradores de él en la obra de hacer discípulos de Cristo. Esta ha sido nuestra experiencia con los cientos de líderes de nuestra Iglesia, cuando decae la ración con el Espíritu Santo decae la creación de nuevos discípulos.

Nuestros supervisores saben que deben cuidar por encima de todo las disciplinas del líderes relacionadas con la comunión con el Espíritu Santo, como son la oración personal y colectiva, la lectura de la palabra de Dios y su estudio, la comunión con otros cristiano que es también por donde nos llenamos del Espíritu Santo (Efesios 5:18-19).

La aparición del Espíritu Santo en la escritura no es algo nebuloso o impalpable, es algo que se hace presente con tal claridad y evidencias indudables, eso significa que cuanto mayor es la relación con el Espíritu Santo mayor es su obra , la continuidad del discipulado de Cristo. Por otro lado, esa obra de discipulado del Espíritu Santo es tan perfecta, que él crea unidad donde antes había división y unión entre parte que es casi imposible de reconciliar, y esta es también una tarea importantísima a la hora de alcanzar el mundo para Cristo, porque sin unidad es imposible que conozcan que somos discípulos de Cristo (Juan 13:35).

Leave a Reply

Your email address will not be published.