Tips on Growing Together

By Stephen Daigle, College and Young Adult Pastor at Celebration Church, www.celebrationchurch.org

As a father of 3 boys, there are no shortages of disagreements and fights between my children. The title of ‘referee’ sometimes feels more appropriate to use than parent at times. It brings me great joy to see my boys play together, work together and help each other. Jesus described God as a Father more than anything else, so I’m sure that the joy I receive from my kids working together is a mirror of what God must feel when His children spend time and grow together. As a cell leader, I view myself as a parent. Each of the members are at different places spiritually, but striving together. Here are some helpful tips to create more unity in your cell:

Common Interest – Everyone is unique in their own way but there are many things that cell members can share in common. Sometimes it is the love of a sports team, a season of life (like being single, engaged or married) or certain hobbies. Planning events outside of the cell meeting around common interests will help to build deeper relationships among members.

Serving Together – One of the goals that we have for all of our cells is to participate in a  serve project together once every three months. The cell could serve at a local homeless shelter, help a church member in need or serve together at a weekend service.

Attending Events As A Group – Here in New Orleans, there is no shortage of festivals and activities. Each culture is different and has it’s own opportunities to engage with the city/town. Participating together as a cell helps to build deeper relationships than what you would have if you only meet weekly in the cell.

Sharing Failures – I’ve heard it said that “We may impress people with our strengths. But we connect with people through our weaknesses.” This has been key to building unity in the cells that I have been a part of. However, the cell leader needs to be the one to lead with transparency and vulnerability. No one is perfect, but many times cell members think the leader is close to perfect. As we share our struggles and failures, the cell will feel more comfortable being open and honest. Others will follow, trust me.

Ask the Lord to give you wisdom as to how you can implement these ideas and others into your cells to help build deeper relationships.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Dicas para crescer juntos

Stephen Daigle, Pastor de Universitários e Jovens Adultos na igreja Celebration Church, www.celebrationchurch.org

Sou pai de 3 meninos, e, portanto, posso dizer que nunca faltam discussões e brigas entre eles. No meu caso, parece que às vezes o termo “Árbitro” ou “Juiz” se encaixa melhor do que o de “Pai”. Vê-los brincando juntos, trabalhando em algo juntos e ajudando uns aos outros é algo que traz enorme alegria ao meu coração. Jesus descreveu Deus como um Pai mais do que de qualquer outra maneira, então eu tenho absoluta certeza que a alegria que eu sinto ao observar meus filhos trabalhando juntos é um reflexo de como Deus deve sentir quando Seus próprios filhos passam tempo juntos e crescem em Unidade. Como um líder de célula, procuro ver meu trabalho como de um pai. Cada um dos membros está em um momento diferente, espiritualmente falando, mas estão todos juntos. Aqui vão algumas dicas para criar ainda mais unidade em sua célula:

Interesse em comum – Cada pessoa é única em sua própria maneira, mas há muitas coisas que os membros da célula podem compartilhar. Por vezes é a paixão por um time ou esporte, por vezes é um determinado período ou etapa da vida (estar solteiro, noivo ou casado), ou ainda outro tipo de hobby ou atividade. Planejar eventos além da reunião da célula, em torno de interesses em comum, certamente ajudará a aprofundar o relacionamento entre os seus membros.

Servir juntos – Um dos objetivos que perseguimos em nossa igreja é de que todas as células participem em algum tipo de projeto de serviço, pelo menos a cada trimestre. A célula pode se voluntariar a servir em uma organização que apoie pessoas em situação de vulnerabilidade, ajudar um membro da igreja que esteja precisando ou ainda ministrar em unidade em um dos Cultos da igreja.

Ir a eventos como um grupo – Moramos em Nova Orleans e obviamente não faltam festivais e atividades aqui. Cada cultura é diferente e tem suas próprias oportunidades de engajamento no seu bairro ou cidade. Participar de eventos juntos ajudará a formar relacionamentos profundos, muito mais do que se vocês se encontrarem apenas uma vez por semana em sua reunião de célula.

Compartilhar falhas e erros – Já ouvi dizer que “Pode ser que causemos uma forte impressão nas pessoas com nossas fortalezas, mas é pelas nossas fraquezas que realmente nos conectamos com as pessoas”. Isto tem sido uma verdadeira chave na construção da unidade nas células das quais fiz parte. Entretanto, é absolutamente necessário que o líder seja aquele que lidera pelo exemplo de transparência e vulnerabilidade. Ninguém é perfeito, mas por vezes os membros da célula acham que o líder está bem perto da perfeição. À medida que compartilhamos nossas dificuldades e falhas, a célula vai sentir-se à vontade para ser honesta e aberta. As pessoas seguem este exemplo, creia nisso.

Peça a Deus que lhe conceda sabedoria para que você implemente estas ideias e muitas outras ideias em sua própria célula, para que vocês construam relacionamentos cada vez mais profundos.

Spanish blog:

Consejos para crecer juntos

Por Stephen Daigle, pastor de universitarios y jóvenes adultos de la iglesia Celebration, www.celebrationchurch.org

Como padre de 3 niños, no faltan los desacuerdos y las peleas entre mis hijos. El título de “árbitro” a veces se siente más apropiado para usar que el de padre. Me da mucha alegría ver a mis hijos jugar juntos, trabajar juntos y ayudarse mutuamente. Jesús describió a Dios como un Padre más que cualquier otra cosa, así que estoy seguro de que la alegría que recibo de mis hijos trabajando juntos es un espejo de lo que Dios debe sentir cuando sus hijos pasan tiempo y crecen juntos. Como líder de una célula, me veo como un padre.

Cada uno de los miembros está en diferentes lugares espiritualmente, pero se esfuerzan juntos. Aquí hay algunos consejos útiles para crear más unidad en su célula:

Interés común – Cada uno es único a su manera, pero hay muchas cosas que los miembros de la célula pueden compartir en común. A veces es el amor a un equipo deportivo, una estación de la vida (como estar soltero, comprometido o casado) o ciertos pasatiempos. Planear eventos fuera de la reunión celular en torno a intereses comunes ayudará a construir relaciones más profundas entre los miembros.

Servir juntos – Uno de los objetivos que tenemos para todas nuestras células es participar en un proyecto de servicio juntos una vez cada tres meses. La célula podría servir en un refugio local para personas sin hogar, ayudar a un miembro de la iglesia en necesidad o servir juntos en un servicio de fin de semana.

Asistir a eventos como grupo – Aquí en Nueva Orleans, no hay escasez de festivales y actividades. Cada cultura es diferente y tiene sus propias oportunidades para comprometerse con la ciudad/pueblo. Participar juntos como célula ayuda a construir relaciones más profundas que las que tendrías si sólo te reunieras semanalmente en la célula.

Compartir los fracasos – He oído decir que “podemos impresionar a la gente con nuestros puntos fuertes. Pero conectamos con la gente a través de nuestras debilidades”. Esto ha sido clave para construir la unidad en las células de las que he sido parte. Sin embargo, el líder de la célula tiene que ser el que dirija con transparencia y vulnerabilidad. Nadie es perfecto, pero muchas veces los miembros de la célula piensan que el líder es casi perfecto. Al compartir nuestras luchas y fracasos, la célula se sentirá más cómoda siendo abierta y honesta. Otros nos seguirán, créame.

Pida al Señor que le dé sabiduría sobre cómo puede implementar estas ideas y otras en sus células para ayudar a construir relaciones más profundas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.