Hybrid Cells

By Joel Comiskey, How to Lead a Great Small Group (new 2022 edition)

I believe that God is calling his church back to face-to-face cell groups. We’ve been exploring post-Covid small groups on the JCG blog this month. But what about those people who have been won to Christ during Covid-19 and don’t live close to the church or maybe even in another country? What about the shut-ins and those who can’t drive at night?

I believe that the cell groups are for members of each local church as well as the unchurched—those who don’t regularly attend an evangelical church or who are unbelievers. It’s unwise to invite a member of another evangelical local church. Remember that this person is being pastored by another pastor and should be encouraged to start small groups within their local church.  And this is true for those who live overseas. Those who have received Christ via Internet cells during Covid-19 should now be encouraged to find a local church and a face-to-face cell group in that local church.

But let’s say someone has been converted and is part of your local church. Perhaps the person lives overseas and has not found a local church. Maybe the person simply can’t attend because of age or physical disability. What about the possibility of zooming the person into the cell group?

How can this happen? One way is to connect a notebook computer to a TV screen so the person can communicate as if he or she was in the cell group.

One time we placed a notebook computer on a chair and zoomed in on a cell member who was feeling sick that night. Granted, it wasn’t the best experience for her because the screen was small, and it was hard for her to see everyone. I noticed that after the cell, some caring members took the computer around to various people to offer greetings and prayers. We have another cell group in our church that Zooms people in each week. This cell meets in Henry’s house but has perfected bringing in others via the Internet. 

My wife works at BIOLA university as part of the staff faculty in spiritual formation. She facilitates small group cohorts on campus. One of her groups has 4 students physically present and six online. Of course, BIOLA is set up to easily bring in the other students via the Internet with many microphones and cameras. Most cell groups won’t come close to this type of professionalism. Yet, it’s worth trying, failing, and trying again. 

In the first week of September, we highlighted on this blog the need to return to the face-to-face community in our cell groups. I hope that this is your church’s desire as well. However, maybe God is teaching his church also to use the Internet for his glory. While groups should meet face-to-face, maybe God is opening the doors to bring people into the group via the internet. 

What have you experienced with hybrid groups? Have they worked for you? Please feel free to comment below.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Células Híbridas

Por Joel Comiskey, Seja Um Supervisor de Células Eficaz

Eu acredito que Deus está chamando sua igreja de volta para as celulas face a face. Estamos explorando pequenos grupos pós-Covid no blog do JCG este mês. Mas e aquelas pessoas que foram ganhas para Cristo durante o Covid-19 e não moram perto da igreja ou talvez até em outro país? E os reclusos e aqueles que não podem dirigir à noite?

Acredito que os grupos de células são para membros de cada igreja local, bem como para os sem igreja – aqueles que não frequentam regularmente uma igreja evangélica ou que são incrédulos. Não é sábio convidar um membro de outra igreja evangélica local. Lembre-se de que essa pessoa está sendo pastoreada por outro pastor e deve ser incentivada a iniciar pequenos grupos em sua igreja local. E isso vale para quem mora no exterior. Aqueles que receberam a Cristo através de células da Internet durante o Covid-19 devem agora ser encorajados a encontrar uma igreja local e uma célula presencial nessa igreja local.

Mas digamos que alguém se converteu e faz parte de sua igreja local. Talvez a pessoa viva no exterior e não tenha encontrado uma igreja local. Talvez a pessoa simplesmente não possa comparecer fisicamente por causa da idade ou deficiência física. E quanto à possibilidade de aproximar a pessoa da célula através de uma transmissão para o grupo?

Como isso pode acontecer? Uma maneira é conectar um notebook a uma tela de TV para que a pessoa possa se comunicar como se estivesse na célula.

Certa vez, colocamos um notebook em uma cadeira e através do Zoom um membro da célula que estava passando mal naquela noite pode participar. Deveras, não foi a melhor experiência para ela porque a tela era muito pequena e era difícil para ela ver todos. Percebi que, depois da célula, alguns membros atenciosos levaram o computador para várias pessoas para oferecer saudações e orações. Temos outro grupo de células em nossa igreja que usa o Zoom para aproximar as pessoas a cada semana. Essa célula em particular se reúne na casa de Henry, mas aperfeiçoou o processo de trazer outras pessoas pela Internet.

Minha esposa trabalha na universidade BIOLA como parte do corpo docente em formação espiritual. Ela facilita coortes de pequenos grupos no campus. Um de seus grupos tem 4 alunos presentes fisicamente e seis online. Claro, BIOLA está equipada para trazer facilmente os outros alunos através da Internet com muitos microfones e câmeras. A maioria das células não chega nem perto desse tipo de profissionalismo. No entanto, vale a pena tentar, falhar e tentar novamente.
 
Na primeira semana de setembro, destacamos neste blog a necessidade de retornarmos à comunidade presencial em nossas células. Espero que este seja o desejo da sua igreja também. No entanto, talvez Deus esteja ensinando sua igreja a também usar a Internet para sua glória. Embora os grupos devam se encontrar pessoalmente, talvez Deus esteja abrindo as portas para trazer pessoas para o grupo pela internet.

O que você experimentou com grupos híbridos? Eles funcionaram para você? Por favor, sinta-se livre para comentar abaixo.

Spanish blog:

Células híbridas

Por Joel Comiskey, Cómo liderar un gran grupo pequeño (nueva edición 2022)

Creo que Dios está llamando a su iglesia a volver a los grupos celulares cara a cara. Hemos estado explorando los grupos pequeños post-Covid en el blog de JCG este mes. Pero, ¿qué pasa con aquellas personas que han sido ganadas para Cristo durante la  Covid-19 y no viven cerca de la iglesia o quizás incluso en otro país? ¿Qué pasa con los que están encerrados y los que no pueden conducir por la noche?

Creo que los grupos celulares son para los miembros de cada iglesia local, así como para los que no asisten regularmente a una iglesia evangélica o son incrédulos. No es prudente invitar a un miembro de otra iglesia local evangélica. Recuerde que esta persona está siendo pastoreada por otro pastor y debe ser animada a iniciar grupos pequeños dentro de su iglesia local.  Y esto es cierto para aquellos que viven en el extranjero. Aquellos que han recibido a Cristo a través de células de Internet durante la Covid-19 deben ser animados a encontrar una iglesia local y un grupo celular presencial en esa iglesia local.

Pero digamos que alguien se ha convertido y forma parte de su iglesia local. Tal vez la persona vive en el extranjero y no ha encontrado una iglesia local. Tal vez la persona simplemente no puede asistir físicamente debido a la edad o una discapacidad física. ¿Qué hay de la posibilidad de acercar a la persona al grupo celular?

¿Cómo se puede hacer esto? Una forma es conectar un ordenador portátil (laptop) a una pantalla de televisión para que la persona pueda comunicarse como si estuviera en el grupo celular.

Una vez colocamos un ordenador portátil en una silla y enfocamos a un miembro de la célula que se sentía mal esa noche. Es cierto que no fue la mejor experiencia para ella porque la pantalla era bastante pequeña y le resultaba difícil ver a todos. Me di cuenta de que, después de la célula, algunos miembros que se preocupan por ella llevaron la laptop a varias personas para ofrecerles saludos y oraciones. Tenemos otro grupo celular en nuestra iglesia que se reúne con personas cada semana. Esta célula en particular se reúne en la casa de Henry pero ha perfeccionado el proceso de traer a otros vía Internet. 

Mi esposa trabaja en la universidad BIOLA como parte de la facultad de personal en la formación espiritual. Ella facilita conjuntos de grupos pequeños en el campus. Uno de sus grupos tiene 4 estudiantes físicamente presentes y seis en línea. Por supuesto, BIOLA está configurado para traer fácilmente a los otros estudiantes a través de Internet con un montón de micrófonos y cámaras. La mayoría de los grupos celulares no se acercan a este tipo de profesionalidad. Sin embargo, merece la pena intentarlo, fracasar y volver a intentarlo. 

En la primera semana de septiembre, destacamos en este blog la necesidad de volver a la comunidad cara a cara en nuestros grupos celulares. Espero que éste sea también el deseo de su iglesia. Sin embargo, tal vez Dios esté enseñando a su iglesia a utilizar también Internet para su gloria. Mientras que los grupos deben reunirse cara a cara, tal vez Dios está abriendo las puertas para traer gente al grupo a través de Internet. 

¿Qué has experimentado con los grupos híbridos? ¿Te han funcionado? Por favor, siéntete libre de comentar a continuación.

Leave a Reply

Your email address will not be published.