Small Groups: The Best Accountability

By Helen Baratta, Director of Development – First Place for Health www.fp4h.com

The accountability of a Christ-centered community transforms us.  Within the small groups at First Place for Health (FP4H) accountability increases as the group size diminishes.

Belong

Some might find the gathering of a group, loud, noisy, even chaotic. Members share their past week’s challenges and successes. We learn something new about each other with the icebreaker.   When we join, show up, and belong to a group we combat isolation and discover we are not alone.  We are agreeing to be accountable to the group.

Embrace

The opening prayer transitions our hearts and mind from the outside world to the intimacy of the group. A time of teaching focuses on our transformation in placing Christ first, loving the Lord with all our heart, all our soul, all our mind, and all our strength (Mark 12:30).   Embracing the teaching increases our openness to change and being accountable to Christ.

Share

Now, halfway into the meeting is it time to break into smaller groups (4-6 people) for a time of sharing. In the past week during the member’s quiet time, they will have focused on a Scripture to memorize and Bible study of the specific scripture. The discussion questions are designed for sharing their observations and how it applies to their life.  We learn from each other and discover new insights.  We are leaving our self behind and focusing on God.

Truth

Ten to fifteen minutes before the end of the meeting, our smaller groups break up into Prayer Partners, two is best.  In the virtual world, we send our prayer partners off together in a breakout room.  In-person groups, we scoot our chairs together, to allow for intimate conversation. 

Paul quoted the wisdom of Zechariah in Ephesians 4:25 “Therefore each of you must put off falsehood and speak truthfully to your neighbor, for we are all members of one body.”

We challenge Prayer Partners to share their truths.  Based on today’s group, what do they sense they are to change, improve, remove, add in their life as they place Christ first?  How have they sensed God’s love today for themselves?  For their Prayer Partner? For someone else?

We end the time together, praying for one another. As we disperse, we direct Prayer Partners to reach out to each other during the week with intentional acts of encouragement: texts, notes, phone calls, and emails.  Holding each other accountable, together.

“Though one may be overpowered, two can defend themselves.” (Ecclesiastes 4:12)

Our FP4H groups become family – life-giving, long lasting friendships will develop as we give God our best.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Pequenos Grupos – O melhor comprometimento

Helen Baratta, Diretora de Desenvolvimento – First Place for Health www.fp4h.com

Somos transformados pelo comprometimento presente em uma comunidade de fé centrada em Cristo. Nos pequenos grupos da “First Place for Health (FP4H)” podemos perceber que o comprometimento cresce à medida que o tamanho do grupo diminui.

Faça Parte

Pode ser que algumas pessoas achem que a reunião de um grupo seja barulhenta, até mesmo caótica. Os membros do grupo compartilham os desafios vividos na semana anterior e seus sucessos. Aprendemos algo novo uns a respeito dos outros durante o momento do “quebra-gelo”. Quando decidimos participar, realmente comparecemos e pertencemos a um grupo, lutamos contra o isolamento e descobrimos que não estamos sozinhos. Nós concordamos com a ideia de nos comprometermos com o grupo. 

Abrace

A oração inicial faz a transição que nosso coração e nossa mente precisa, nos tirando do mundo e nos trazendo para a intimidade do grupo. O momento de estudo traz o foco para a nossa transformação pessoal, colocando Cristo no primeiro lugar de nossas vidas, amando-o de todo nosso coração, toda nossa alma, todo nosso entendimento e toda nossa força (Marcos 12:30). Ao abraçarmos o ensino, abrimos nossa vida para a mudança e passamos a estar comprometidos com Cristo.

Compartilhe

Agora já na metade da reunião, é o momento de dividir em subgrupos (4 a 6 pessoas) para um momento de compartilhamento. Na semana anterior, em seu momento devocional, cada membro do grupo manteve o foco em um trecho da Palavra a ser memorizado e um estudo bíblico a respeito daquele trecho. As perguntas da discussão são elaboradas como uma oportunidade de compartilhar o que compreendemos e como isso pode ser aplicado às nossas vidas. Aprendemos uns com os outros e descobrimos coisas novas. Estamos deixando nosso eu pra trás e mantendo o foco em Deus.

Viva a Verdade

Entre 10 e 15 minutos antes do final da reunião, os subgrupos se dividem para os Parceiros de Oração, preferencialmente de dois em dois. Nas reuniões virtuais, os Parceiros de Oração utilizam um “breakout room” da plataforma virtual. Nas reuniões presenciais, nós aproximamos as cadeiras das duplas, para permitir uma conversa ainda mais próxima.

Paulo fez referência à sabedoria de Zacarias em Efésios 4:25 “Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros.”

Nós desafiamos os Parceiros de Oração a compartilhar a verdade em suas vidas. Com base no que foi falado na reunião, o que eles entendem que precisa ser mudado, melhorado, removido, adicionado em suas vidas para que Cristo esteja realmente em primeiro lugar? Como eles sentiram o amor de Deus hoje por suas próprias vidas? E pelo Parceiro de Oração? Por alguma outra pessoa?

Nós concluímos nossa reunião orando uns pelos outros. Ao nos despedirmos, encorajamos os Parceiros de Oração a manter contato durante a semana, com atos intencionais de encorajamento: mensagens de texto, lembretes, ligações telefônicas ou e-mails. Comprometendo-se um com o outro, juntos.

“Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade.” Eclesiastes 4:12

Nossos grupos na FP4H tornam-se famílias – amizades duradouras, cheias de vida, que se desenvolvem à medida que entregamos a Deus o melhor.

Spanish blog:

Grupo pequeño: la mejor responsabilidad

Por Helen Baratta, Directora de Desarrollo – Salud en el primer lugar  www.fp4h.com

La responsabilidad de la comunidad centrada en Cristo nos transforma. Dentro de los grupos pequeños de First Place for Health (FP4H), la responsabilidad aumenta a medida que disminuye el tamaño del grupo.

Pertenecer

Algunos pueden encontrar la reunión de un grupo estridente, ruidosa, incluso caótica. Los miembros comparten los desafíos y éxitos de la semana pasada. Aprendemos algo nuevo el uno del otro con el rompehielos. Cuando nos unimos, nos presentamos y pertenecemos a un grupo, combatimos el aislamiento y descubrimos que no estamos solos. Estamos de acuerdo en rendir cuentas al grupo.

Abarcar

La oración de apertura hace que nuestro corazón y nuestra mente pasen del mundo exterior a la intimidad del grupo. Un tiempo de enseñanza se enfoca en nuestra transformación al poner a Cristo en primer lugar, amando al Señor con todo nuestro corazón, toda nuestra alma, toda nuestra mente y todas nuestras fuerzas (Marcos 12:30). Aceptar la enseñanza aumenta nuestra apertura al cambio y rendir cuentas a Cristo.

Compartir 

Ahora, a la mitad de la reunión, es el momento de dividirse en grupos más pequeños (4-6 personas) para compartir un tiempo. La semana pasada, durante el tiempo de silencio de los miembros, se habrán centrado en un pasaje de las Escrituras para memorizar y en el estudio bíblico de un pasaje específico. Las preguntas de discusión están diseñadas para compartir sus observaciones y cómo se aplica a su vida. Aprendemos unos de otros y descubrimos nuevos conocimientos. Dejamos nuestro yo atrás y nos enfocamos en Dios.

Verdad

Diez a quince minutos antes del final de la reunión, nuestros grupos más pequeños se dividen en Compañeros de oración, dos es lo mejor. En el mundo virtual, enviamos a nuestros compañeros de oración juntos en una sala de reuniones. En grupos de personas, movemos nuestras sillas juntos para permitir una conversación íntima.

Pablo citó la sabiduría de Zacarías en Efesios 4:25 “Por tanto, cada uno de ustedes debe despojarse de la falsedad y hablar con sinceridad a su prójimo, porque todos somos miembros de un solo cuerpo”.

Desafiamos a los compañeros de oración a compartir sus verdades. Según el grupo de hoy, ¿qué sienten que deben cambiar, mejorar, eliminar, agregar en su vida al colocar a Cristo en primer lugar? ¿Cómo han sentido hoy el amor de Dios para ellos mismos? ¿Por su compañero de oración? ¿Para alguien más?

Terminamos el tiempo juntos, orando el uno por el otro. A medida que nos dispersamos, dirigimos a los compañeros de oración para que se comuniquen entre sí durante la semana con actos intencionales de aliento: mensajes de texto, notas, llamadas telefónicas y correos electrónicos. Haciéndose responsables unos a otros, juntos.

“Aunque uno puede ser dominado, dos pueden defenderse”. (Eclesiastés 4:12)

Nuestros grupos FP4H (salud en primero lugar) se convierten en familia: se desarrollarán amistades duraderas y vivificantes a medida que le demos a Dios lo mejor de nosotros. 

A Community of Believers: Passionate for the One

By Helen Baratta, Helen is Director of Development for First Place for Health. In 2006, obese and unable to walk without pain, Helen surrendered to the Lord and He transformed her life. She shed and now maintains a 100-pound weight loss. Helen is the author of the book Restored! Embracing Weight Loss God’s Way.  Helen helps others embrace change and say “Yes” to all that God has planned. 

I was far from God. Deep down inside, I felt that my children needed to know the Lord. Not yet ready to attend church, I sent them to daycares and preschools at churches.  When we moved to Pittsburgh in 1998, my son Davis met his best friends, two brothers, at a church after-school daycare.

Their mom, Jane, became my friend.  Jane was different. She asked how she could pray for me. She read her Bible and shared the insights she received with me. She attended a small group with others from her church.  Unbeknownst to me, her small group had a list. Each group member identified one person far from God.  I was Jane’s “One”.

It is too embarrassing to share how many times I turned down invitations to join Jane at church and small group.  Jane and her group never gave up.  Jane was my friend. Her invitations were always extended with grace and love.  After two years, I finally walked into church. Finally, my “no” turned into a “yes” when I gave my life back to Christ.

In true form, I dragged my feet when Jane insisted, I join a small group. I had the instinct that something was going to happen to me in that small group. I was going to change. Jane’s persistence paid off when I joined a group that formed out of a church membership class I’d attended.

Since 2001, I’ve been in multiple small groups filled with people striving for a Christ-filled life. In the natural progression of Small Group, I became a leader, then a coach, then a trainer.

As you read this, it may sound like I was humming along. Looking back, I still had a lot of work ahead of me and it was done in the Small Group.  Each of us need people in our lives who will spur us onto meet our goals, ask us tough questions when we’re not experiencing success, wait for our responses, challenge us when we might be lying to ourselves, and cheer us on when we discover the steps to success.  

A community of believers passionate for their “Ones” transformed my life.  Do your Small Groups have a list of friends, family, and acquaintances far from God?  Challenge your group members to:

  • Identify their “One”. 
  • Pray for their “One”
  • Pray for their group’s “Ones”
  • Never give up on the one person God has put on our heart. 
  • Rejoice when your “One” joins the ninety-nine (Luke 15:6)

In 2011, I answered the call to ministry. I spent time in training and joined the staff at Crossroads Church as the Small Group Director. In 2015 I answered the call to serve First Place for Health as their Director of Development overseeing Leadership and Small Groups.

I’m eternally grateful. Jane and her Small Group never gave up praying for me.  Who is your “One”?

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Um grupo de pessoas crentes, cada um apaixonado por alcançar sua “uma pessoa”

Escrito por Helen Baratta. Helen é Diretora de Desenvolvimento da “First Place for Health” (Primeiro lugar pra Saúde, em tradução livre). Em 2006, obesa e incapaz de sequer andar sem sentir dores, Helen se rendeu ao Senhor Jesus e Ele transformou sua vida. Ela perdeu 45 kilos e mantêm seu peso desde então. Helen é autora do livro “Restored! Embracing Weight Loss God’s Way” (Restaurada! Comprometida com a perda de peso como Deus mesmo imaginou, em tradução livre). Helen atualmente apoia outras pessoas a comprometerem-se com a mudança e dizer “SIM” a tudo o que Deus planejou.

Eu estava longe de Deus. Bem dentro de mim eu sentia que meus filhos precisavam conhecer ao Senhor. Ainda não me sentia pronta para me congregar então eu utilizava creches e pré-escolas que funcionavam em igrejas. Quando nos mudamos para Pittsburgh, em 1998, meu filho Davis conheceu seus melhores amigos, dois irmãos, em uma creche que funcionava em uma igreja.

 Jane, a mãe daqueles garotos, tornou-se minha amiga. Jane era diferente. Ela me perguntava se podia orar por mim. Ela lia a Bíblia e compartilhava comigo o que ia compreendendo. Ela frequentava uma célula juntamente com outras pessoas da sua igreja. Eu não sabia naquele momento, mas aquele grupo tinha uma lista. Cada membro do grupo identificava uma pessoa que estava longe de Deus. Eu era a “uma pessoa” da Jane.

Eu me envergonho hoje em dia de dizer quantas vezes eu recusei os convites da Jane para visitar a igreja e aquela célula. Ela e sua célula nunca desistiram. Jane era minha amiga. Seus convites eram sempre feitos de uma forma graciosa e com muito amor. Depois de dois anos, eu finalmente entrei na igreja para uma visita. Finalmente, o meu “não” se transformou em “sim” quando eu entreguei minha vida novamente para Cristo.

Sendo bem realista, eu resisti muito quando a Jane insistiu que eu passasse a frequentar uma célula. Instintivamente eu sabia que algo aconteceria comigo naquela célula. Eu mudaria. A persistência da Jane finalmente valeu a pena, pois passei a frequentar uma célula que se formou a partir de uma classe para novos membros.

Desde 2001, já estive em muitas células, cheias de pessoas famintas por uma vida cheia da presença de Cristo. De uma forma muito natural, me tornei líder, depois supervisora e finalmente instrutora.

Pode ser que ao ler meu testemunho, pareça que eu estava indo de vento em popa. Olhando para trás, é fácil perceber que eu ainda tinha muito pra trabalhar e tudo isso aconteceu nas células. Cada um de nós precisa de alguém em nossas vidas que nos incentive em nossos projetos, faça as perguntas difíceis quando estivermos desanimados, ouça pacientemente, proponha desafios quando estivermos mentindo para nós mesmos, e finalmente nos apoie quando descobrirmos o caminho para o sucesso.

Minha vida foi transformada por um grupo de pessoas crentes, cada um apaixonado por alcançar sua “uma pessoa” que apresentaram a Deus. Suas células e pequenos grupos também têm uma lista de amigos, familiares e conhecidos que estão longe de Deus? Desafie os membros do seu grupo assim:

  • Identifique sua “uma pessoa”
  • Ore por “uma pessoa”
  • Ore pelo conjunto de “uma pessoa” indicado por todo o grupo
  • Nunca desista da “uma pessoa” que Deus colocou em seu coração
  • Alegre-se quando a sua “uma pessoa” se unir às noventa e nove (Lucas 15:6)

Em 2011 eu atendi ao chamado ministerial. Passei um bom tempo me capacitando e então passei a fazer parte da equipe da Crossroads Church, como Diretora de Células e Pequenos Grupos. Em 2015 atendi a outro chamado e passei a servir na “First Place for Health” como Diretora de Desenvolvimento, supervisionando a Liderança e as Células.

Sou eternamente grata. Jane e sua célula nunca desistiram de orar por mim. Quem é a sua “uma pessoa”?

Spanish blog:

Una comunidad de creyentes apasionados por “Ese uno”

Por Helen Baratta, Helen es Directora de Desarrollo de First Place for Health (Salud en el Primer Lugar). En 2006, obesa e incapaz de caminar sin dolor, Helen se rindió al Señor y Él transformó su vida. Ella perdió 45 kilos y ahora mantiene su peso. Helen es autora del libro ¡Restaurada! Adoptando la pérdida de peso a la manera de Dios. Helen ayuda a otros a aceptar el cambio y decir “Sí” a todo lo que Dios ha planeado.

Estaba lejos de Dios. En el fondo, sentía que mis hijos necesitaban conocer al Señor. Aún sin estar listo para asistir a la iglesia, los envié a las guarderías y preescolares de las iglesias. Cuando nos mudamos a Pittsburgh en 1998, mi hijo Davis conoció a sus mejores amigos, dos hermanos, en una guardería de la iglesia después de la escuela.

La madre de sus amigos, Jane, se convirtió en mi amiga. Jane era diferente. Ella preguntó cómo podía orar por mí. Ella leyó su Biblia y compartió conmigo las ideas que recibía. Asistió a un pequeño grupo con otras personas de su iglesia. Sin que yo lo supiera, su pequeño grupo tenía una lista. Cada miembro del grupo identificó a una persona lejos de Dios. Yo era el “Ese uno” de Jane.

Es demasiado vergonzoso compartir cuántas veces rechacé las invitaciones para unirme a Jane en la iglesia y en grupos pequeños. Jane y su grupo nunca se rindieron. Jane era mi amiga. Sus invitaciones siempre fueron extendidas con gracia y amor. Después de dos años, finalmente entré a la iglesia. Finalmente, mi “no” se convirtió en un “sí” cuando le devolví mi vida a Cristo.

En forma verdadera, arrastré mis pies cuando Jane insistió, me uni a un pequeño grupo. Sentí el presentimiento  de que algo me iba a pasar en ese pequeño grupo. Iba a cambiar. La persistencia de Jane dio sus frutos cuando me uní a un grupo que se formó a partir de una clase de membresía de la iglesia a la que había asistido.

Desde 2001, he estado en varios grupos pequeños llenos de personas que luchan por una vida llena de Cristo. En la progresión natural de Los grupos pequeños, me convertí en líder, luego supervisora, luego facilitadora.

Mientras lees esto, puede parecer que yo estaba tarareando. Mirando hacia atrás, todavía tenía mucho trabajo por delante y todo lo logre en el Grupo Pequeño. Cada uno de nosotros necesita personas en nuestra vida que nos estimulen a alcanzar nuestras metas, nos hagan preguntas difíciles cuando no estemos teniendo éxito, esperen nuestras respuestas, nos desafíen cuando podamos estar mintiéndonos a nosotros mismos y nos animarán cuando no tengamos los pasos para el éxito.

Una comunidad de creyentes apasionados por sus “esos unos” transformó mi vida. ¿Tienen sus grupos pequeños una lista de amigos, familiares y conocidos lejos de Dios? Desafía a los miembros de tu grupo a:

Identifica a tu”ese uno”.

  • Ora por tu “ese Uno”
  • Ora por los “esos unos” de tu grupo
  • Nunca te rindas con la única persona que Dios ha puesto en nuestro corazón.
  • Regocíjate cuando tu “ese Uno” se una a los noventa y nueve (Lucas 15: 6)

En 2011, respondí al llamado al ministerio. Pasé un tiempo capacitándome y me uní al personal de Crossroads Church como directora de grupos pequeños. En 2015 respondí al llamado para servir en First Place for Health como su Directora de Desarrollo supervisando Liderazgo y Grupos Pequeños.

Estoy eternamente agradecida. Jane y su grupo pequeño nunca dejaron de orar por mí. ¿Quién es tu “ese Uno”?