Prayer Power in the Small Group (Español abajo)

By Joel Comiskey, Empowered to Lead

Prayer dependence should be seen in the cell and the celebration—not just one or the other. Cell prayer and church-wide prayer provide the one-two punch to the cell driven church.

In past blogs, I’ve talked about prayer at the level of entire church. Here are some ideas to jump start cells for prayer:

  • Break into groups of two or three. This allows more people to enter into prayer and is less intimidating for quieter members.
  • Ask individual cell members to intercede, calling on them by name.
  • Train your group to pray short, conversational prayers that provide greater interaction and agreement. This allows more people to pray and helps prevent one person from dominating.
  • During the last fifteen minutes of the cell, ask the men to go into one room to pray and the women to pray in another room. Often there is more liberty to freely share prayer requests among gender-specific groups.

Cells are simply the conduit of the Holy Spirit; they are not an end in themselves. Prayer empowers cells and makes them a blessing to others.

Prayer, along with worship, fill the small group with God’s presence and power. Non-Christians are converted when feel and experience God’s power because God created them for Himself and hearts will remain restless until finding rest in Him alone. Prayer power creates the atmosphere for these same non-Christians to “fall down and worship God, exclaiming, ‘God is really among you!’ ” (1 Corinthians 14:25).

The cell church is uniquely capable of raising up an army of warriors who go forth in God’s power, penetrating a lost world for Jesus. When this happens through churches on their knees, a new day will dawn for Christ’s church. The best is yet to come.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Poder de oração no pequeno grupo

Joel Comiskey, com base no texto do livro ainda não publicado em português “Empowered to Lead”  (“Poder para Liderar”, em tradução livre)

A dependência da oração é algo que deveríamos poder notar tanto na célula quanto nos cultos de celebração, e não apenas em um ou outro. A oração nas células e na grande celebração são como uma sequência de golpes certeiros e precisos que a igreja em células precisa saber utilizar.     

Nos últimos blogs, tenho falado sobre oração, no contexto da igreja como um todo. Aqui estão algumas ideias para incluir rapidamente a oração nas células:

  • Faça a divisão das células em grupos de dois ou três participantes. Isto permitirá que mais pessoas efetivamente orem e torna o ambiente menos intimidador para os membros que não são muito participativos.
  • Peça que os membros orem, e faça isso chamando pelos nomes dos membros da célula.
  • Treine o grupo para fazer orações curtas, em formato de conversa com Deus, permitindo mais interação e concordância de todos. Isso é uma prática para que que mais pessoas orem e ajuda a evitar que uma pessoa apenas domine todo o período de oração.
  • Durante os últimos quinze minutos da célula, peça que os homens se dirijam a um quarto e as mulheres a outro, para orarem. Normalmente há mais liberdade para compartilhar pedidos de oração em grupos de pessoas do mesmo sexo.

As células são apenas o instrumento para o agir do Espírito Santo; as células não são um objetivo em si mesmas. A oração traz poder sobre as células e as torna uma bênção para as pessoas.

A oração, junto com o louvor, enche o grupo com a presença e o poder de Deus. Os não-cristãos se convertem quando sentem e experimentam o poder de Deus. Deus os criou para si mesmo e seus corações permanecerão inquietos até que achem descanso nEle. O poder da oração cria a atmosfera para que aconteça com cada um destes não-cristãos o que está descrito em 1 Coríntios 14:25: “prostrando-se com a face em terra, adorará a Deus, testemunhando que Deus está, de fato, no meio de vós.”

A igreja em células está particularmente equipada para levantar um exército de guerreiros que alcançarão para Jesus este mundo perdido, através do poder de Deus. Quando isso acontece com as igrejas que estão com seus joelhos dobrados em oração, um novo dia surge para a Igreja de Cristo. O melhor ainda está por acontecer. 

Spanish blog:

El Poder de la oración en la Celula 

 Por Joel Comiskey, empoderado para liderar 

La dependencia de la oración debe verse en la célula y en la celebración, no solo en una u otra. La oración celular y la oración de toda la iglesia brindan un golpe doble a la iglesia impulsada por las células. 

En blogs anteriores, he hablado de la oración a nivel de toda la iglesia. Aquí hay algunas ideas para reactivar las células en la oración: 

  • Divídanse en grupos de dos o tres. Esto permite que más personas entren en oración y es menos intimidante para los miembros más tranquilos. 
  • Pida a los miembros individuales de la célula que intercedan, llamándolos por su nombre. 
  • Entrene a su célula para que hagan oraciones breves y conversacionales que brinden una mayor interacción y acuerdo. Esto permite que más personas oren y ayuda a evitar que una persona domine el momento. 
  • Durante los últimos quince minutos de la célula, pida a los hombres que vayan a una habitación a orar y a las mujeres a orar en otra habitación. A menudo hay más libertad para compartir libremente las peticiones de oración entre grupos específicos de género. 

 Las células son simplemente el conducto del Espíritu Santo; no son un fin en sí mismos. La oración fortalece a las células y las convierte en una bendición para los demás. 

La oración, junto con la adoración, llena al pequeño grupo con la presencia y el poder de Dios. Los no cristianos se convierten cuando sienten y experimentan el poder de Dios, porque Dios los creó para sí mismo y los corazones permanecerán inquietos hasta encontrar descanso solo en Él. El poder de la oración crea la atmósfera para que estos mismos no cristianos “se postren y adoren a Dios, exclamando: ‘¡Dios está realmente entre ustedes!’” (1 Corintios 14:25). 

La iglesia celular es excepcionalmente capaz de levantar un ejército de guerreros que avanzan en el poder de Dios, penetrando en un mundo perdido para Jesús. Cuando esto suceda a través de las iglesias que se postran de rodillas, amanecerá un nuevo día para la iglesia de Cristo. Lo mejor está por venir. 

Only Jesus Can Revive His Church

By Joel Comiskey, Empowered to Lead

My pastor friend invited me to attend a local cell seminar. He hoped that this seminar would bring new life to his dying church. His church was definitely on its last breath. My friend wouldn’t quit without a fight. He possessed too much pride. He devoured every new book on church growth and tested each new strategy—with practically no success. Now for another stab–cell groups. “Could this seminar correct a nearly hopeless situation?” he thought.

I believe in cell seminars. I conduct many each year. But I know that a cell seminar won’t cure the ills of a dying church. Only Jesus, the great physician can heal a stagnated church—not small groups. “We must never forget that small groups are not the answer . . . . Jesus is the answer to our problems. Only Jesus can grant new life and dynamic growth. 

Cell Churches contain the power—the current of the Holy Spirit.  They don’t automatically produce that current. If your church is choking the life of the Spirit of God, don’t expect cells to remedy your problem. You must first invite God to fix the basic problem. You must ask Him to clean the rusty pipes that impede His flow. He uses the cell system, but He winces at being used by it.

So many pastors think that a cell church means having people in groups. “Get more people in small groups and the church will grow,” they think.  But this attitude totally misses the point. Cell churches will not grow without the flow of the Spirit of God. Churches can transition to cells, but without the Spirit of God, you will have an empty wineskin. Cells won’t make your church grow. Only the Spirit of God moving through people in community will resurrect a dead church.

Growing cell churches know how to pray. They’ve first won the battle in prayer. They realize that prayer moves God’s hand and unleashes His power to work. They realize that nothing will happen apart from His work.

The largest church in the history of Christianity—Yoido Full Gospel Church– will quickly tell you that secret prayer has brought them public success.  Members wrestle in prayer. Spirituality is taken seriously. 1,000 prayer warriors pass through Prayer Mountain every day. So many of these dear saints of God are dedicated to personal prayer as well as corporate prayer. At 5 a.m. in the morning I witnessed approximately 3,000 people in the main auditorium fervently praying.  In fervent pleas to God, these believers rock back in forth while seated in the pew.  Loud cries can be heard throughout the auditorium as the believers pray in unison. This church is alive with spirituality. The church can be summarized in the phrase “A spiritual church.”

We must not place the cell model before Jesus Christ. Nor should we promise our church something that only Jesus can offer. God is stirring His people to dedicate themselves to prayer and trust in the Spirit of God. His life is imparted through constant communion—time spent in His presence. Pay the price in prayer and your cell ministry will channel God’s power to a lost and dying world.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Só Jesus Pode Reviver Sua Igreja

Por Joel Comiskey,  Empowered to Lead

Meu amigo pastor me convidou para participar de um seminário local de células. Ele esperava que este seminário trouxesse uma nova vida para sua igreja moribunda. Sua igreja estava definitivamente em seu último suspiro. Meu amigo não desistiria sem lutar. Ele tinha muito orgulho. Ele devorou todos os novos livros sobre o crescimento da igreja e testou cada nova estratégia – praticamente sem sucesso. Agora, para outra facada – grupos de células. “Este seminário poderia corrigir uma situação quase desesperadora?” ele pensou.

Eu acredito em seminários sobre células. Eu conduzo muitos todos os anos. Porém, eu sei que um seminário em células não vai curar os males de uma igreja moribunda. Só Jesus, o grande médico, pode curar uma igreja estagnada – não pequenos grupos. “Nunca devemos esquecer que os pequenos grupos não são a resposta. . . . Jesus é a resposta para nossos problemas. Só Jesus pode conceder uma nova vida e um crescimento dinâmico.
 
As igrejas em células contêm o poder – a corrente do Espírito Santo. Eles não produzem automaticamente essa corrente. Se a sua igreja está sufocando a vida do Espírito de Deus, não espere que as células resolvam o seu problema. Você deve primeiro convidar Deus para resolver o problema básico. Você deve pedir a Ele para limpar os canos enferrujados que impedem Seu fluxo. Ele usa o sistema celular, contudo Ele se afasta ao ser usado pelo sistema celular.

Muitos pastores pensam que uma igreja em células significa ter pessoas em grupos. “Junte mais pessoas em pequenos grupos e a igreja crescerá”, eles pensam. Mas essa atitude erra totalmente o alvo. As igrejas em células não crescerão sem o fluir do Espírito de Deus. As igrejas podem fazer a transição para células, mas sem o Espírito de Deus, você terá um odre vazio. As células não farão sua igreja crescer. Somente o Espírito de Deus movendo-se através das pessoas na comunidade ressuscitará uma igreja morta.

As igrejas em células em crescimento sabem orar. Eles primeiro venceram a batalha em oração. Eles percebem que a oração move a mão de Deus e libera Seu poder para trabalhar. Eles percebem que nada acontecerá fora de Seu trabalho.

A maior igreja da história do Cristianismo – a Igreja do Evangelho Pleno de Yoido – irá rapidamente dizer a você que a oração secreta lhes trouxe sucesso público. Os membros lutam em oração. A espiritualidade é levada a sério. 1.000 guerreiros de oração passam pela Montanha da Oração todos os dias. Muitos desses queridos santos de Deus são dedicados à oração pessoal e também à oração congregacional. Às 5h da manhã, testemunhei cerca de 3.000 pessoas no auditório principal orando fervorosamente. Em súplicas fervorosas a Deus, esses crentes balançam para a frente enquanto estão sentados no banco. Gritos altos podem ser ouvidos por todo o auditório enquanto os crentes oram em uníssono. Esta igreja está viva com espiritualidade. A igreja pode ser resumida na frase “Uma igreja espiritual”.

Não devemos colocar o modelo de célula antes de Jesus Cristo. Nem devemos prometer à nossa igreja algo que somente Jesus pode oferecer. Deus está estimulando Seu povo a se dedicar à oração e à confiança no Espírito de Deus. Sua vida é comunicada por meio de comunhão constante – tempo gasto em Sua presença. Pague o preço em oração e seu ministério de células canalizará o poder de Deus para um mundo perdido e moribundo.

Spanish blog: 

Solo Jesús puede revivir su iglesia

Por Joel Comiskey, empoderado para liderar

Mi amigo pastor me invitó a asistir a un seminario celular local. Esperaba que este seminario le diera nueva vida a su iglesia moribunda. Su iglesia definitivamente estaba en su último aliento. Mi amigo no renunciaría sin luchar. Poseía demasiado orgullo. Devoró cada nuevo libro sobre el crecimiento de la iglesia y probó cada nueva estrategia, sin prácticamente ningún éxito. Ahora para otra puñalada: grupos de células. “¿Podría este seminario corregir una situación casi desesperada?” el pensó.

Creo en los seminarios celulares. Realizo muchos cada año, pero sé que un seminario celular no curará los males de una iglesia moribunda. Solo Jesús, el gran médico, puede curar una iglesia estancada, no grupos pequeños. “Nunca debemos olvidar que los grupos pequeños no son la respuesta. . . . Jesús es la respuesta a nuestros problemas. Solo Jesús puede otorgar nueva vida y crecimiento dinámico.

Las iglesias celulares contienen el poder, la corriente del Espíritu Santo. No producen esa corriente automáticamente. Si su iglesia está asfixiando la vida del Espíritu de Dios, no espere que las células solucionen su problema. Primero debe invitar a Dios a solucionar el problema básico. Debes pedirle que limpie las tuberías oxidadas que impiden Su fluir. Él usa el sistema celular, pero se estremece al ser usado por él.

Muchos pastores piensan que una iglesia celular significa tener personas en grupos. “Consiga más gente en grupos pequeños y la iglesia crecerá”, piensan. Pero esta actitud pierde totalmente el sentido, las iglesias celulares no crecerán sin el fluir del Espíritu de Dios. Las iglesias pueden pasar a las células, pero sin el Espíritu de Dios, tendrá un odre vacío. Las células no harán que su iglesia crezca. Solo el Espíritu de Dios moviéndose a través de las personas en comunidad resucitará una iglesia muerta.

Las iglesias celulares en crecimiento saben cómo orar, primero ganaron la batalla en oración. Se dan cuenta de que la oración mueve la mano de Dios y desata su poder para trabajar, se dan cuenta de que nada sucederá sin su obra.

La iglesia más grande en la historia del cristianismo, la Iglesia del Evangelio Completo de Yoido, le dirá rápidamente que la oración secreta les ha traído éxito público. Los miembros luchan en oración. La espiritualidad se toma en serio. 1,000 guerreros de oración pasan por Prayer Mountain (monte de oración) todos los días. Muchos de estos queridos santos de Dios están dedicados a la oración personal así como a la oración colectiva. A las 5 de la mañana, fui testigo de aproximadamente 3,000 personas en el auditorio principal orando fervientemente. En fervientes súplicas a Dios, estos creyentes se balancean hacia adelante mientras están sentados en el banco. Se pueden escuchar fuertes gritos en todo el auditorio mientras los creyentes oran al unísono. Esta iglesia está viva con espiritualidad. La iglesia se puede resumir en la frase “Una iglesia espiritual”.

No debemos colocar el modelo celular ante Jesucristo. Tampoco debemos prometer a nuestra iglesia algo que solo Jesús puede ofrecer. Dios está impulsando a su pueblo a dedicarse a la oración y a confiar en el Espíritu de Dios. Su vida se imparte a través de la comunión constante: el tiempo que pasa en Su presencia. Pague el precio en oración y su ministerio celular canalizará el poder de Dios a un mundo perdido y moribundo. 

The Power and Priority of Prayer

By Joel Comiskey, An Appointment with the King

“Joel, remember to tell pastors that  commitment to prayer is the main thing,” my wife Celyce reminds me. Celyce knows from experience that prayer power drives successful cell churches. She also knows that I can easily forget this truth and start over-emphasizing the technical side of cell church ministry.  

Many churches have little need for prayer because the programs and techniques are so effective. As long as the worship team performs, the pastor preaches a relevant message, and the administration flows without a hitch, everyone feels satisfied. As you examine these churches, however, you’ll notice a fatal flaw: the lack of transformed lives. There is no power. God even seems scheduled on the church calendar.  

A pastor can grow a church numerically without prayer. But it will be a weak church that lacks power. Transformed lives will be the exception, rather than the norm.  

How much better to build a church that breathes New Testament life from every pore—where people can feel the power of the Spirit and sense that the church has been laboring on its knees. People come to Christ and sign up for cell ministry because of the Spirit’s compulsion. God wants our churches to breathe this type of New Testament life. Prayer is the key to making this a reality.  

I believe that those who will even consider church in today’s post-modern society will most likely come because they are drawn to Jesus–not man’s techniques. The most powerful witness to non-believers in a post-modern age is demonstrating the power of God, whether in the cell or celebration. People in today’s society go to a cell or celebration because they want to see Jesus.  

What can you do to promote prayer in your church?  First, the senior pastor must lead the way. People will follow what the senior pastor does, not just what he says.  If the senior pastor is a man of prayer, the people will follow. Second, welcome a wide variety of prayer options in your church. Are some willing to come to the church at 7 a.m.? Gladly receive them. Appoint a prayer warrior to lead the meeting. Are others willing to pray in the afternoon? Gather them into a prayer group. All you need is two or three, and Christ promises to abide in their midst.  Third, encourage your cell groups to pray. Give the cell leaders specific petitions. It’s a good idea to include those petitions on your cell lesson handout.  

Cypress Creek Church in Wimberley, Texas prioritized prayer from its initial roots. Rob Campbell, the founding pastor (and JCG board member), not only exemplified prayer but hired Cecilia Belvin, the pastor of prayer, as the first staff person. Cypress Creek Church has one of the most vital prayer ministries I have ever seen.  

Prayer is cell church oxygen.  To breath normally, prayer must permeate the church. It doesn’t matter if a pastor is starting a cell church or transitioning to the cell church strategy, prayer has to be the first step.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O Poder e a Prioridade da Oração

Por Joel Comiskey, Crescer: aprofundando seu relacionamento com Cristo

“Joel, lembre-se de dizer aos pastores que o compromisso com a oração é o principal”, lembra-me minha esposa Celyce. Celyce sabe por experiência própria que o poder da oração impulsiona igrejas em células de sucesso. Ela também sabe que posso facilmente esquecer essa verdade e começar a enfatizar demais o lado técnico do ministério da igreja em células.

Muitas igrejas têm pouca necessidade de oração porque os programas e técnicas são muito eficazes. Enquanto a equipe de louvor atua, o pastor prega uma mensagem relevante e a administração flui sem problemas, todos se sentem satisfeitos. Ao examinar essas igrejas, no entanto, você notará uma falha fatal: a falta de vidas transformadas. Não há poder. Deus até parece programado no calendário da igreja.

Um pastor pode fazer uma igreja crescer numericamente sem oração. Mas será uma igreja fraca e sem poder. Vidas transformadas serão a exceção, e não a norma.

É muito melhor construir uma igreja que respire a vida do Novo Testamento por todos os poros – onde as pessoas possam sentir o poder do Espírito e sentir que a igreja está trabalhando de joelhos. As pessoas vêm a Cristo e se inscrevem no ministério de células por causa da compulsão do Espírito. Deus quer que nossas igrejas respirem este tipo de vida do Novo Testamento. A oração é a chave para tornar isso realidade.

Eu acredito que aqueles que ainda consideram a igreja na sociedade pós-moderna de hoje provavelmente virão porque são atraídos por Jesus – não pelas técnicas do homem. O testemunho mais poderoso para os não crentes na era pós-moderna é demonstrar o poder de Deus, seja na célula ou na celebração. As pessoas na sociedade de hoje vão a uma célula ou celebração porque querem ver Jesus.

O que você pode fazer para promover a oração em sua igreja? Primeiro, o pastor sênior deve mostrar o caminho. As pessoas seguirão o que o pastor sênior faz, não apenas o que ele diz. Se o pastor titular for um homem de oração, as pessoas o seguirão. Em segundo lugar, dê boas-vindas a uma ampla variedade de opções de oração em sua igreja. Alguns estão dispostos a ir à igreja às 7 da manhã? Receba-os com prazer. Nomeie um guerreiro de oração para liderar a reunião. Outras pessoas estão dispostas a orar à tarde? Reúna-os em um grupo de oração. Você só precisa de dois ou três, e Cristo promete permanecer no meio deles. Terceiro, incentive seus grupos de células a orar. Dê petições específicas aos líderes de célula. É uma boa ideia incluir essas petições em sua lição que será usada nas células.

A Igreja Cypress Creek em Wimberley, Texas priorizou a oração desde suas raízes iniciais. Rob Campbell, o pastor fundador (e membro do conselho JCG), não apenas exemplificou a oração, mas contratou Cecilia Belvin, a pastora de oração, como a primeira pessoa da equipe. A Igreja Cypress Creek tem um dos ministérios de oração mais importantes que já vi.

A oração é o oxigênio da igreja em células. Para respirar normalmente, a oração deve permear a igreja. Não importa se um pastor está começando uma igreja em células ou fazendo a transição para a estratégia da igreja em células, a oração tem que ser o primeiro passo.

Spanish blog:

El poder y la prioridad de la oración

Por Joel Comiskey, Una Cita con el Rey

“Joel, recuerda decirles a los pastores que el compromiso con la oración es lo principal”, me recuerda mi esposa Celyce. Celyce sabe por experiencia que el poder de la oración impulsa a las iglesias celulares exitosas. Ella también sabe que puedo olvidar fácilmente esta verdad y comenzar a enfatizar demasiado el lado técnico del ministerio de la iglesia celular.

Muchas iglesias tienen poca necesidad de oración porque los programas y las técnicas son muy efectivos. Mientras el equipo de adoración actúe, el pastor predique un mensaje relevante y la administración fluya sin problemas, todos se sentirán satisfechos. Sin embargo, al examinar estas iglesias, notará un defecto fatal: la falta de vidas transformadas. No hay poder. Dios incluso parece programado en el calendario de la iglesia.

Un pastor puede hacer crecer una iglesia numéricamente sin oración. Pero será una iglesia débil que carecerá de poder. Las vidas transformadas serán la excepción, más que la norma.

Cuánto mejor es construir una iglesia que respire la vida del Nuevo Testamento por cada poro, donde la gente pueda sentir el poder del Espíritu y sentir que la iglesia ha estado trabajando de rodillas. La gente viene a Cristo y se inscribe en el ministerio celular debido a la compulsión del Espíritu. Dios quiere que nuestras iglesias respiren este tipo de vida neotestamentaria y la oración es la clave para hacer esto realidad.

Creo que aquellos que incluso considerarán la iglesia en la sociedad posmoderna de hoy probablemente vendrán porque se sienten atraídos por Jesús, no por las técnicas del hombre. El testimonio más poderoso para los no creyentes en una era posmoderna es demostrar el poder de Dios, ya sea en la célula o en la celebración. La gente en la sociedad actual va a una célula o celebración porque quiere ver a Jesús.

¿Qué puede hacer para promover la oración en su iglesia? Primero, el pastor principal debe liderar el camino. La gente seguirá lo que hace el pastor principal, no solo lo que dice. Si el pastor principal es un hombre de oración, la gente lo seguirá. En segundo lugar, dé la bienvenida a una amplia variedad de opciones de oración en su iglesia. ¿Están algunos dispuestos a venir a la iglesia a las 7 a.m.? Recíbelos con mucho gusto. Designe a un guerrero de oración para que dirija la reunión. ¿Están otros dispuestos a orar por la tarde? Reúnalos en un grupo de oración. Todo lo que necesitas son dos o tres, y Cristo promete permanecer en medio de ellos. En tercer lugar, anime a sus grupos celulares a orar. Entregue peticiones específicas a los líderes celulares, también es una buena idea incluir esas peticiones en el folleto de la lección de su celular.

La Iglesia Cypress Creek en Wimberley, Texas priorizó la oración desde sus raíces iniciales. Rob Campbell, el pastor fundador (y miembro de la junta de JCG), no solo ejemplificó la oración sino que contrató a Cecilia Belvin, la pastora de oración, como la primera persona del personal. La Iglesia Cypress Creek tiene uno de los ministerios de oración más importantes que jamás haya visto.

La oración es el oxígeno de la iglesia celular. Para respirar normalmente, la oración debe impregnar la iglesia. No importa si un pastor está comenzando una iglesia celular o está haciendo la transición a la estrategia de la iglesia celular, la oración tiene que ser el primer paso. 

 

 

 

Take Time to be Holy

By Joel Comiskey, An Appointment with the King

I’ve been coaching pastors for the last 20 years. Normally, pastors want me to coach them because they desire to improve their small group ministry, whether they are transitioning, planting, or just want to fine-tune their groups. They soon discover, however, that my coaching involves more than small groups. I ask questions about their marriage, day off, and devotional time.

Why? Because small group ministry is about making disciples who make disciples, and the first  disciple is the pastor. The spiritual and physical health of the lead pastor is essential for effective ministry to happen. Of course the same is true for team members, leaders, and supervisors.

When asking about the quiet time, I’m always thrilled when the pastor gives me a clear, consistent answer about spending time with Jesus. Why? Because Jesus meets us in the quiet time, fills us, and prepares us for the day. The quiet time is like pushing a reset button and starting over. No matter what has happened beforehand, Jesus gives us new strength, vision, and anointing when we spend time with him. Jesus said, “Each day has enough trouble of its own” (Matthew 6:34). Yesterday’s blessing and anointing won’t prepare you to face today’s cares, trials and heartaches. We need fresh nourishment from Jesus today.

I confess that I didn’t always believe in the importance of making my quiet time a daily activity. At times when I was too busy, I’d say, “I’m too busy today, God, I’ll do extra devotions tomorrow.” I didn’t realize how much I would need fresh nourishment today—as well as tomorrow.

We don’t have our quiet time in order to be acceptable before God. The truth is that Jesus has already made us holy and righteous (2 Corinthians 5:21).The message of the Protestant reformation is that we are made righteous by Jesus Christ and not by good works. The quiet time, therefore, is a response to His love. Because Jesus loves us and has made us righteous by His blood, we desire to spend time with Him and know Him more intimately.   We long to be with Him—not because we have to, but because we want to. 

Tozer, a spiritual leader of the twentieth century, says, “We pursue God because and only because He has first put an urge within us that spurs us to pursuit.”  God’s grace births a desire in us to spend time with him. We simply respond to His love and desire to enter His presence.

When we realize how desperately we need God’s fullness, we will want to take time to spend with Him each day.  The reality, however, is that finding that time won’t be easy. The hymn Take Time to Be Holy expresses the hardest thing in spending time with God. We will most likely never find time; we will have to take it from the other demands that crowd and press on us.

Korean blog: (click here

Portuguese blog:

Reserve Um Tempo Para Ser Santo

Por Joel Comiskey,  Um Encontro com o Rei

Tenho supervisionado pastores nos últimos 20 anos. Normalmente, os pastores querem que eu os supervisione porque eles desejam melhorar seu ministério de pequenos grupos, estejam eles em transição, plantando ou apenas querendo ajustar seus grupos. Eles logo descobrem, no entanto, que minha supervisão envolve mais do que pequenos grupos. Faço perguntas sobre seu casamento, dia de folga e tempo de devoção.

Por quê? Porque o ministério de pequenos grupos trata de fazer discípulos que fazem discípulos, e o primeiro discípulo é o pastor. A saúde espiritual e física do pastor líder é essencial para que o ministério eficaz aconteça. É claro que o mesmo se aplica a membros da equipe, líderes e supervisores.

Quando pergunto sobre o momento de silêncio, sempre fico emocionado quando o pastor me dá uma resposta clara e consistente sobre como passar tempo com Jesus. Por quê? Porque Jesus nos encontra na hora do silêncio, nos preenche e nos prepara para o dia. O tempo de silêncio é como apertar um botão de reset e começar de novo. Não importa o que tenha acontecido antes, Jesus nos dá nova força, visão e unção quando passamos tempo com ele. Jesus disse: “Cada dia já tem problemas suficientes” (Mateus 6:34). A bênção e a unção de ontem não vão prepará-lo para enfrentar as preocupações, as provações e as dores de hoje. Precisamos de alimento fresco de Jesus hoje.

Confesso que nem sempre acreditei na importância de fazer do meu tempo de silêncio uma atividade diária. Às vezes, quando estava muito ocupado, dizia: “Estou muito ocupado hoje, Deus, farei devoções extras amanhã.” Eu não sabia o quanto eu precisaria de alimentos frescos hoje – assim como amanhã.

Não temos nosso tempo de silêncio para sermos aceitáveis diante de Deus. A verdade é que Jesus já nos tornou santos e justos (2 Coríntios 5:21). A mensagem da reforma protestante é que somos feitos justos por Jesus Cristo e não por boas obras. O momento de silêncio, portanto, é uma resposta ao Seu amor. Porque Jesus nos ama e nos tornou justos pelo Seu sangue, desejamos passar tempo com Ele e conhecê-Lo mais intimamente. Desejamos estar com Ele – não porque precisamos, mas porque queremos.

W. Tozer, um líder espiritual do século vinte, diz: “Buscamos Deus porque e somente porque Ele primeiro colocou em nós um desejo que nos estimula a persegui-lo”. A graça de Deus gera em nós o desejo de passar tempo com ele. Simplesmente respondemos ao Seu amor e desejo de entrar em Sua presença.

Quando percebemos o quão desesperadamente precisamos da plenitude de Deus, vamos querer reservar um tempo para ficar com Ele todos os dias. A realidade, no entanto, é que encontrar esse tempo não será fácil. O hino Take Time to Be Holy (Reserve Um Tempo Para Ser Santo) expressa a coisa mais difícil em passar tempo com Deus. Provavelmente nunca encontraremos tempo; teremos que tirar das outras demandas que nos aglomeram e nos pressionam.

Spanish blog:

Tómate el tiempo para ser santo

 

Por Joel Comiskey, una cita con el rey

 

He estado entrenando pastores durante los últimos 20 años. Normalmente, los pastores quieren que los entrene porque desean mejorar su ministerio de grupos pequeños, ya sea que estén en transición, plantando o simplemente quieran afinar sus grupos. Pronto descubren, sin embargo, que mi entrenamiento involucra más que grupos pequeños. Hago preguntas sobre su matrimonio, día libre y tiempo devocional.

 

¿Por qué? Porque el ministerio de grupos pequeños se trata de hacer discípulos que hacen discípulos, y el primer discípulo es el pastor. La salud espiritual y física del pastor principal es esencial para que suceda un ministerio eficaz. Por supuesto, lo mismo ocurre con los miembros del equipo, los líderes y los supervisores.

 

Cuando pregunto sobre el tiempo de silencio, siempre me emociono cuando el pastor me da una respuesta clara y consistente sobre pasar tiempo con Jesús. ¿Por qué? Porque Jesús se encuentra con nosotros en el tiempo de silencio, nos llena y nos prepara para el día. El tiempo de silencio es como presionar un botón de reinicio y comenzar de nuevo. No importa lo que haya sucedido de antemano, Jesús nos da nueva fuerza, visión y unción cuando pasamos tiempo con él. Jesús dijo: “Cada día tiene suficientes problemas propios” (Mateo 6:34). La bendición y la unción de ayer no lo prepararán para enfrentar las preocupaciones, las pruebas y las angustias de hoy. Necesitamos alimento fresco de Jesús hoy.

 

Confieso que no siempre creí en la importancia de hacer de mi tiempo de tranquilidad una actividad diaria. En momentos en que estaba demasiado ocupado, decía: “Estoy demasiado ocupado hoy, Dios, haré devociones adicionales mañana”. No me di cuenta de cuánto necesitaría alimentos frescos hoy, así como mañana.

 

No tenemos nuestro tiempo de tranquilidad para ser aceptables ante Dios. La verdad es que Jesús ya nos ha hecho santos y justos (2 Corintios 5:21). El mensaje de la reforma protestante es que somos hechos justos por Jesucristo y no por buenas obras. El tiempo de quietud, por lo tanto, es una respuesta a su amor. Debido a que Jesús nos ama y nos ha hecho justos por Su sangre, deseamos pasar tiempo con Él y conocerlo más íntimamente. Anhelamos estar con Él, no porque tengamos que hacerlo, sino porque queremos.

 

W. Tozer, un líder espiritual del siglo XX, dice: “Buscamos a Dios porque y solo porque Él primero ha puesto un impulso dentro de nosotros que nos lleva a buscarlo”. La gracia de Dios genera en nosotros el deseo de pasar tiempo con él. Simplemente respondemos a Su amor y deseo de entrar en Su presencia.

 

Cuando nos demos cuenta de cuán desesperadamente necesitamos la plenitud de Dios, querremos tomarnos un tiempo para pasar con Él todos los días. La realidad, sin embargo, es que encontrar ese momento no será fácil. El himno Take Time to Be Holy (toma tiempo para ser santo) expresa lo más difícil de pasar tiempo con Dios. Lo más probable es que nunca encontremos tiempo; tendremos que tomarlo de las otras demandas que se agolpan y presionan sobre nosotros. 

Becoming Like Jesus Involves Spending Time Alone and Praying Continually

By Joel Comiskey, An Appointment with the King

I’ve been married to my wife Celyce for 33 years. Our marriage is enhanced by spending focused time together each day. We also plan two special “date nights” each month. Of course, we do speak to each other at different times throughout the day, but we need the focused time to go deeper. The reality is that we need both the concentrated times and quick conversations to keep us growing in our marriage. 

Similarly , God invites us to enter our prayer closets to spend time with the Father (Matthew 6:5-6), but the Bible also tells us to pray without ceasing (1 Thessalonians 5:17) and to live in the Spirit (Galatians 5:25). Personal time with God refreshes and empowers us to walk in the Spirit for the rest of the day.

              Quiet Time Versus Continually Abiding

Quiet Time

Continually Abiding

·        Receiving God fullness

·        Studying God’s Word

·        Waiting on God

·        Praying about particular matters

·        Maintaining God’s fullness

·        Remembering God’s Word

·        Walking with God

·        Praying moment by moment

After spending time in His presence, you will notice a new attentiveness to His presence in your daily activities. Still, filling up during quiet time doesn’t deny the need to pray without ceasing throughout the day. Both are important. We should develop the pattern of seeking God throughout the day, always asking, “what do you want me to do next, Lord.” 

What Do You Actually Do During Quiet Time? 

The purpose of quiet time is to develop an intimate relationship with God.  It’s about friendship rather than rules.  When you get together with a friend, do you list beforehand precisely what you are going to do and say? Of course not. You let the conversation ebb and flow—you  just enjoy each other’s company. That’s how a quiet time with God should be, too. Yet many Christians treat it as a ritual instead of a relationship.

The apostle Paul’s yearning captures the heart of quiet time: “I want to know Christ and the power of his resurrection and the fellowship of sharing in his suffering, becoming like him in his death” (Philippians 3:10). Jeremiah covers similar ground:   

“Let not he wise man boast of his wisdom or the strong man boast of his strength or the rich man boast of his riches, but let him who boasts boast about this: that he understands and knows me, that I am the Lord, who exercises kindness, justice and righteousness on earth, for in these I delight,” declares the Lord (Jeremiah 9:23–24).

During my own quiet time, I like to read the Bible, meditate on verses that stand out, worship, pray, and write in my journal. Some days I’ll spend more time in prayer, other days I’ll linger in God’s Word and some days I’ll journal more. My goal is to know God, not to follow a routine.  

Korean blog: (click here)  

Portuguese blog:

Tornar-se Como Jesus Envolve Passar Tempo Sozinho e Orar Continuamente

Por Joel Comiskey,  An Appointment with the King [Um Encontro com o Rei]

Sou casado com minha esposa Celyce há 33 anos. Nosso casamento é aprimorado quando passamos um tempo focado juntos todos os dias. Também planejamos duas “noites de romance” especiais a cada mês. Claro, falamos um com o outro em momentos diferentes ao longo do dia, porém precisamos de um tempo focado para ir mais fundo. A realidade é que precisamos de momentos concentrados e conversas rápidas para nos manter crescendo em nosso casamento.

Da mesma forma, Deus nos convida a entrar em nossos armários de oração para passar tempo com o Pai (Mateus 6: 5-6), mas a Bíblia também nos diz para orar sem cessar (1 Tessalonicenses 5:17) e viver no Espírito (Gálatas 5:25). O tempo pessoal com Deus nos renova e nos capacita a andar no Espírito pelo resto do dia.

             TEMPO DE SILÊNCIO VERSUS PERMANÊNCIA CONTÍNUA

Tempo de Silêncio

Permanência Contínua

·        Recebendo a plenitude de Deus

·        Estudar a Palavra de Deus

·        Esperando em Deus

·        Orando sobre assuntos específicos

·        Manter a plenitude de Deus

·        Lembrando a Palavra de Deus

·        Caminhando com Deus

·        Orando momento a momento

Depois de passar algum tempo em Sua presença, você notará uma nova atenção à Sua presença em suas atividades diárias. Ainda assim, se encher durante o tempo de silêncio não nega a necessidade de orar sem cessar ao longo do dia. Ambos são importantes. Devemos desenvolver o padrão de buscar a Deus ao longo do dia, sempre perguntando: “o que você quer que eu faça a seguir, Senhor.”

O Que Você Realmente Faz Durante o Tempo de Silêncio?

O objetivo do tempo de silêncio é desenvolver um relacionamento íntimo com Deus. É mais sobre amizade do que regras. Quando você se reúne com um amigo, você lista de antemão exatamente o que vai fazer e dizer? Claro que não. Vocês deixam a conversa desenrolar e fluir – vocês apenas aproveitam a companhia um do outro. É assim que um tempo de silêncio com Deus também deve ser. No entanto, muitos cristãos tratam isso como um ritual em vez de um relacionamento.

O anseio do apóstolo Paulo captura o coração do tempo de silêncio: “Quero conhecer a Cristo e o poder da sua ressurreição e a comunhão de compartilhar o seu sofrimento, tornando-me semelhante a ele na sua morte” (Filipenses 3:10). Jeremias cobre tema semelhante:

“Não se glorie o sábio da sua sabedoria, nem o forte se glorie da sua força, ou o rico se glorie das suas riquezas, mas quem se gaba disso: que me entende e me conhece, que eu sou o Senhor, que exerce bondade, justiça e retidão na terra, pois neles me agrado ”, declara o Senhor (Jeremias 9: 23–24).

Durante meu tempo de silêncio, gosto de ler a Bíblia, meditar nos versículos que se destacam, adorar, orar e escrever em meu diário. Alguns dias vou passar mais tempo em oração, outros dias vou demorar na Palavra de Deus e alguns dias vou escrever mais. Meu objetivo é conhecer a Deus, não seguir uma rotina.

Spanish blog:

Llegar a ser como Jesús implica pasar tiempo solo y orar continuamente

Por Joel Comiskey, una cita con el rey

He estado casado con mi esposa Celyce durante 33 años. Nuestro matrimonio mejora al pasar tiempo juntos todos los días. También planeamos dos “noches de cita” especiales cada mes. Por supuesto, nos hablamos en diferentes momentos a lo largo del día, pero necesitamos de tiempo enfocado para profundizar. La realidad es que necesitamos tanto el tiempo concentrado a solas como las conversaciones rápidas para que nuestro matrimonio siga creciendo.

De manera similar, Dios nos invita a entrar a nuestros armarios de oración para pasar tiempo con el Padre (Mateo 6: 5-6), pero la Biblia también nos dice que oremos sin cesar (1 Tesalonicenses 5:17) y que vivamos en el Espíritu (Gálatas. 5:25). El tiempo personal con Dios nos refresca y nos da poder para caminar en el Espíritu por el resto del día.

Tiempo de silencio versus perseverancia continua

 

Tiempo de silencio

Perseverancia continua 

· Recibir la plenitud de Dios

· Mantener la plenitud de Dios

· Estudiar la Palabra de Dios

· Recordar la Palabra de Dios

· Esperando en Dios

· Caminando con Dios

· Orar por asuntos particulares

· Orando momento a momento

Después de pasar tiempo en Su presencia, notará una nueva atención a Su presencia en sus actividades diarias. Aún así, llenarse durante el tiempo de silencio no niega la necesidad de orar sin cesar durante el día. Ambos son importantes. Debemos desarrollar el patrón de buscar a Dios a lo largo del día, siempre preguntando: “¿Qué quieres que haga a continuación, Señor?”

¿Qué haces realmente durante el tiempo de silencio?

El propósito del tiempo de silencio es desarrollar una relación íntima con Dios. Se trata de amistad más que de reglas. Cuando se reúne con un amigo, ¿enumera de antemano exactamente lo que va a hacer y decir? Por supuesto no. Dejas que la conversación fluya y fluya, simplemente disfrutas de la compañía del otro. Así también debería ser un momento de tranquilidad con Dios. Sin embargo, muchos cristianos lo tratan como un ritual en lugar de una relación.

El anhelo del apóstol Pablo captura el corazón del tiempo de tranquilidad: “Quiero conocer a Cristo y el poder de su resurrección y la comunión de participar en su sufrimiento, llegar a ser como él en su muerte” (Filipenses 3:10). Jeremías cubre un terreno similar:

  • “No se gloríe el sabio de su sabiduría, ni el fuerte se gloríe de su fuerza, ni el rico se gloríe de sus riquezas, sino que el que se gloríe se gloríe de esto: que me entiende y me conoce, que yo soy el Señor, que ejerce bondad, justicia y rectitud en la tierra, porque en esto me deleito ”, declara el Señor (Jeremías 9: 23-24).

    Durante mi propio tiempo de silencio, me gusta leer la Biblia, meditar en versículos que se destacan, adorar, orar y escribir en mi diario. Algunos días paso más tiempo en oración, otros días me detengo en la Palabra de Dios y algunos días escribo más en mi diario. Mi objetivo es conocer a Dios, no seguir una rutina.