If I could start again…I would never take the vision for granted

By Roberto Bottrel [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available @amazon.com)] 

During many years we worked very hard to build a new culture in our church, focused on loving God, loving people, reaching the lost and raising people to fulfill God’s call to make disciples. And after a lot of vision casting, training and coaching, all of this supported by structural changes, we became a thriving cell church. 

From that point on, we invested in improving our strategies, methods and programs. And year after year we grew in quality and in quantity. We were surfing big waves. We then thought the vision was safe. Big mistake! 

After years of cell life routine, starting and growing cells and then multiplying them we got used to it. We became good at it. We would do it without having to think too much. We new what to do and how to do it. But slowly, we started to forgot why…

When the WHY is forgotten, each one will develop all kinds of motivations for doing things, and few will be for the right one. In our case some had it, many didn’t, but it didn’t really matter since we were still moving forward… until we started to dry out. And become tired. And loose the joy. After a while the cells weren’t multiplying as before and many cell were closing… we were in trouble. 

What did we have to do? Stop the engines! Identify what is going on. Understand the reasons. Act to make it right. It became crystal clear: Let’s go back to where we started. Let’s go back to the WHY. What is it all about? After praying and seeking the Lord, he showed us in a fresh new way: it is all about Jesus. It is all about how much God loves people; It is about the beauty of being a loving and caring church; loving the lost just like Jesus did;  bearing fruits and changing eternity of many; fulfilling the Great Commission: Making disciples! It is about bringing glory to God! We went back to the beginning. Back to the joy. Back to the first fruits. Back to the harvest, with new energy, new passion and a new heart. We were back to the game! 

No matter what you do, start with the WHY. After 10 or 20 years doing the same thing? Or if you are starting something new from scratch? Always start your meetings, services, coaching, counselling – whatever you do – start with the WHY. It is all about Jesus. It is his love, his compassion, his power, his salvation, his Church, his glory. It is all about him. Keep it clear. Keep it fresh. Never take it for granted. 

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Se eu pudesse começar de novo… eu nunca deixaria de dar o devido valor à visão

Por Roberto Bottrel

[servindo igrejas europeias, desafiando-as a fazer discípulos através de
células que se multiplicam (centraldna.org).
Autor do livro Multiplicação, O desafio para todo cristão, todo líder e a
Igreja (disponível na amazon.com)]

Durante muitos anos, trabalhamos duro para construir uma nova cultura em nossa igreja, focada em amar a Deus, amar as pessoas, alcançar as pessoas perdidas e levantar pessoas para cumprir o chamado de Deus para fazer discípulos. E depois de muita projeção e treinamento, tudo isso apoiado por mudanças estruturais, nos tornamos uma igreja celular próspera.

A partir daí, investimos na melhoria de nossas estratégias, métodos e programas. E ano após ano, crescemos em qualidade e quantidade. Estávamos surfando ondas grandes. Pensamos então que a visão estava segura. Grande erro!

Após anos de rotina de vida celular, iniciando e cultivando células e depois multiplicando-as, nos acostumamos. Nós nos tornamos bons nisso. Fazíamos nossos papeis sem ter que pensar muito. Nós sabíamos o que fazer e como fazê-lo. Mas lentamente, começamos a esquecer o porquê…

Quando o porquê é esquecido, cada pessoa desenvolve um tipo de motivação para fazer as coisas, e poucas terão a motivação certa. No nosso caso, alguns tiveram, muitos não, mas isso realmente não importava, pois ainda estávamos avançando… até que começamos a secar. E ficar cansados. E perder a alegria. Depois de um tempo, as células não estavam se multiplicando como antes e muitas estavam fechando… estávamos com problemas.

O que nós tivemos que fazer? Parar os motores! Identificar o que estava acontecendo. Entender os motivos. Agir para fazer a coisa certa. Tornou-se claro: vamos voltar para onde começamos.  Vamos voltar ao porquê. Sobre o que é tudo isso? Depois de orar e buscar o Senhor, Ele nos mostrou de uma maneira nova: é tudo sobre Jesus. É tudo sobre o quanto Deus ama as pessoas; é sobre a beleza de ser uma igreja amorosa e solidária; amar os perdidos como Jesus amou; dando frutos e mudando a eternidade de muitos; cumprindo a Grande Comissão: Fazendo discípulos! É sobre trazer glória a Deus! Voltamos ao começo. De volta à alegria. De volta aos primeiros frutos. De volta à colheita, com nova energia, nova paixão e um novo coração. Voltamos ao jogo!

Não importa o que você faça, comece com o PORQUÊ. Depois de 10 ou 20 anos fazendo a mesma coisa? Ou se você está começando algo novo do zero? Sempre comece suas reuniões, cultos, treinamentos, aconselhamentos – faça o que fizer – comece com o PORQUÊ. É tudo sobre Jesus. É o seu amor, sua compaixão, seu poder, sua salvação, sua Igreja, sua glória. É tudo sobre ele. Deixe isso claro. Deixe isso sempre fresco. Não deixe de dar o devido valor.

Spanish blog:

Si pudiera comenzar de nuevo … nunca daría por sentada la visión

Por Roberto Bottrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en amazon.com)]

Durante muchos años trabajamos muy duro para construir una nueva cultura en nuestra iglesia, enfocada en amar a Dios, amar a las personas, alcanzar a los perdidos y desarrollar a las personas para cumplir con el llamado de Dios para hacer discípulos. Y después de una gran cantidad de visión, equipamiento y entrenamiento, todo esto apoyado por cambios estructurales, nos convertimos en una iglesia celular próspera.

A partir de ese momento, invertimos en mejorar nuestras estrategias, métodos y programas. Y año tras año crecimos en calidad y en cantidad. Estábamos surfeando grandes olas. Entonces pensamos que la visión era segura. ¡Gran error!

Después de años de rutina de vida celular, abriendo y desarrollando células y luego multiplicándolas, nos acostumbramos. Nos hicimos buenos en eso. Lo haríamos sin tener que pensar demasiado. Sabemos qué hacer y cómo hacerlo. Pero lentamente, comenzamos a olvidar por qué …

Cuando se olvida el POR QUÉ, cada uno desarrollará todo tipo de motivaciones para hacer las cosas, y pocas serán para lo correcto. En nuestro caso, algunos lo tenían, muchos no, pero en realidad no importaba ya que todavía estábamos avanzando … hasta que comenzamos a secarnos, cansarnos y perder la alegría. Después de un tiempo, las células no se multiplicaban como antes y muchas de ellas se cerraban … estábamos en problemas.

¿Qué tuvimos que hacer? ¡Paren los motores! Identifica lo que está sucediendo, comprende las razones, actúa para hacerlo bien. Quedó claro como el cristal: volvamos a donde empezamos, volvamos al POR QUÉ. ¿Que es todo esto? Después de orar y buscar al Señor, nos mostró una nueva forma: se trata de Jesús. Se trata de cuánto Dios ama a las personas; se trata de la belleza de ser una iglesia amorosa y afectuosa; amar a los perdidos tal como lo hizo Jesús; dando frutos y cambiando la eternidad de muchos; cumpliendo la Gran Comisión: ¡Hacer discípulos! ¡Se trata de traer gloria a Dios! Regresamos al principio, de vuelta a la alegría, de vuelta a los primeros frutos. De vuelta a la cosecha, con nueva energía, nueva pasión y un nuevo corazón. ¡Volvimos al juego!

No importa lo que hagas, comienza con el POR QUÉ. ¿Después de 10 o 20 años haciendo lo mismo? ¿O si estás comenzando algo nuevo desde cero? Siempre inicia tus reuniones, servicios, consejería, asesoramiento, hagas lo que hagas, comieza con el POR QUÉ. Se trata de Jesús. Es su amor, su compasión, su poder, su salvación, su Iglesia, su gloria. Se trata de él; Manten esto claro, mantenlo fresco. Nunca lo des por sentado.

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

He is in Control

By Roberto Bottrel, Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available @amazon.com)]

As a network pastor, I was always worried about the cells, the ones that closed, even the ones that multiplied. Also about the visitors that never came back, or the ones who after a while left the cell. And what about the ones that never got baptized or the old-time Christians that were never willing to serve. Hundreds of other situations were always bothering me. They were out of my control. What could I do?

One day, reading the book of Acts, a very well known passage acquired a new perspective for me: 

“But you will receive power when the Holy Spirit comes on you; and you will be my witnesses in Jerusalem, and in all Judea and Samaria, and to the ends of the earth.”

Acts 1:8 NIV

I always saw this as another variation of the Great Commission as we see in Matthew 28 and Marc 16. But, then, I realized there is no commandment here. Jesus isn’t telling them to do anything. On the contrary: in the beginning of this speech he tells them not to do anything. Don’t go. Just wait. And then he gives them this prophesy. Yes, it is a prophetic word, not a commandment. There is no imperative. He is just telling them what will happen. In other words, just wait and you will see!

As we continue reading the book of Acts we find the fulfilment of the prophecy piece by piece. In chapter 2, they receive power when the Holy Spirit comes over them. Immediately after that they become witnesses in Jerusalem (3000 get saved!). And they do it to a point that even the religious authorities have to declare: you have filled Jerusalem with your teaching (Acts 5:28)! Some time later, persecution starts and the church was scattered throughout Judea and Samaria. “Those who had been scattered preached the word wherever they went (Acts 8:4). And from that point on, there were no more limits. First Peter preaching to the gentiles for the first time (Acts 10) and later Paul travelling to the ends of the earth to share the good news (Acts 13 to 28). Wow! The prophecy had been fulfilled step by step. 

Do you know what I realized? God is in control. He has always been in control. Why do we worry? It is his church and he told us he would build it (Matthew 16:18). It is his work, his love, his mission, his strategy, his will, his power. I fully recognize that I am not capable of doing any supernatural activities nor producing fruit that will last. So, I have decided to rest in him, put my burdens down, listen to his sweet inputs and just follow his lead. Wait, he says, and you will receive power. And then miracles happen, people get saved, disciples are made and the crowd that nobody can count is increased. Yes, he is surely in control.

Korean blog (Click here)

Portuguese blog:

Ele está no controlePor Roberto Bottrel [servindo igrejas europeias, desafiando-as a fazer discípulos através de células que se multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (“Multiplicação, o desafio de todo cristão, todo líder e a Igreja”, em tradução livre), disponível em amazon.com]

Como pastor de rede, eu sempre me preocupei com as células, com as que fechavam e até mesmo com as que se multiplicavam. Também com os visitantes que nunca voltaram, ou aqueles que depois de um tempo deixaram de frequentar a célula. E os que nunca foram batizados ou os cristãos antigos que nunca estavam dispostos a servir! Centenas de outras situações estavam sempre me incomodando. Elas estavam fora do meu controle. O que eu poderia fazer?

Um dia, lendo o livro de Atos, uma passagem muito conhecida adquiriu uma nova perspectiva para mim:

“Mas você receberá poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês; e vocês serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra” Atos 1:8 NVI.

Sempre vi isso como outra variação da Grande Comissão, como vemos em Mateus 28 e Marcos 16. Mas, então, percebi que não há mandamento aqui. Jesus não está dizendo para eles fazerem nada. Pelo contrário: no começo desse discurso, Ele diz para eles não fazerem nada. Não vá. Apenas espere. E então Ele profetiza a eles. Sim, é uma palavra profética, não um mandamento. Não há imperativo. Ele está apenas lhes dizendo o que vai acontecer. Em outras palavras, apenas espere e você verá!

Conforme continuamos a ler o livro de Atos, encontramos o cumprimento da profecia, passo a passo. No capítulo 2, eles recebem poder quando o Espírito Santo lhes sobrevém. Imediatamente depois disso, eles se tornam testemunhas em Jerusalém (3000 são salvos!). E eles fazem isso a um ponto que até as autoridades religiosas têm que declarar: vocês encheram Jerusalém com sua doutrina (Atos 5:28)! Algum tempo depois, a perseguição começa e a Igreja é espalhada por toda a Judéia e Samaria. “Os que haviam sido dispersos pregavam a palavra por onde quer que fossem (Atos 8:4). E a partir daí, não havia mais limites. Primeiro Pedro pregando aos gentios pela primeira vez (Atos 10) e depois Paulo viajando para os confins da terra para compartilhar as boas novas (Atos 13 a 28). Uau! A profecia foi cumprida passo a passo.

Você sabe o que eu percebi? Deus está no controle. Ele sempre esteve no controle. E por que nos preocupamos? A Igreja é dEle e Ele nos disse que a construiria (Mateus 16:18). É Seu trabalho, Seu amor, Sua missão, Sua estratégia, Sua vontade, Seu poder. Reconheço plenamente que não sou capaz de realizar nenhuma atividade sobrenatural nem produzir frutos que durem. Então, eu decidi descansar nEle, abaixar meus fardos, ouvir Suas sugestões doces e apenas Seguir sua liderança. Espere, Ele diz, e você receberá poder. E então milagres acontecem, as pessoas são salvas, os discípulos são feitos e a multidão que ninguém pode contar é aumentada. Sim, Ele certamente está no controle.

Spanish blog:

El tiene el control

Por Roberto Bottrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en amazon.com)]

Como pastor de la red, siempre estaba preocupado por las células, las que se cerraron, incluso las que se multiplicaron. También sobre los visitantes que nunca regresaron, o los que después de un tiempo dejaron la célula. ¿Y qué hay de los que nunca se bautizaron o de los cristianos antiguos que nunca estuvieron dispuestos a servir? Cientos de otras situaciones siempre me estaban molestando. Estaban fuera de mi control. ¿Qué podía hacer?
Un día, leyendo el libro de los Hechos, un pasaje muy conocido adquirió una nueva perspectiva para mí:

“Pero recibirás poder cuando el Espíritu Santo venga sobre ti; y ustedes serán mis testigos en Jerusalén, y en toda Judea y Samaria, y hasta los confines de la tierra “.

Hechos 1: 8 NIV
 
Siempre vi esto como otra variación de la Gran Comisión como vemos en Mateo 28 y Marcos 16. Pero, entonces, me di cuenta de que no hay ningún mandamiento aquí. Jesús no les está diciendo que hagan nada. Por el contrario: al inicio de este discurso les dice que no hagan nada. No te vayas Solo espera Y luego les da esta profecía. Sí, es una palabra profética, no un mandamiento, no hay imperativo. Él solo les está diciendo lo que sucederá. En otras palabras, ¡solo espera y verás!

A medida que continuamos leyendo el libro de los Hechos, encontramos el cumplimiento de la profecía pieza por pieza. En el capítulo 2, reciben poder cuando el Espíritu Santo viene sobre ellos. Inmediatamente después se convierten en testigos en Jerusalén (¡3000 se salvan!). Y lo hacen hasta un punto que incluso las autoridades religiosas tienen que declarar: ¡has llenado Jerusalén con tus enseñanzas (Hechos 5:28)! Algún tiempo después, comienza la persecución y la iglesia se dispersó por Judea y Samaria.

“Aquellos que habían sido dispersados ​​predicaron la palabra donde quiera que fueran (Hechos 8: 4). Y a partir de ese momento, no hubo más límites. Primero Pedro predicando a los gentiles por primera vez (Hechos 10) y luego Pablo viajando a los confines de la tierra para compartir las buenas nuevas (Hechos 13 a 28). ¡Guauu! La profecía se había cumplido paso a paso.

¿Sabes de lo que me di cuenta? Dios está en control. Él siempre ha estado en control. ¿Por qué nos preocupamos? Es su iglesia y nos dijo que la construiría (Mateo 16:18). Es su trabajo, su amor, su misión, su estrategia, su voluntad, su poder. Reconozco plenamente que no soy capaz de realizar ninguna actividad sobrenatural ni producir fruta que dure. Entonces, he decidido descansar en él, bajar mis cargas, escuchar sus dulces aportes y simplemente seguir su ejemplo. Espera, dice, y recibirás poder. Y luego ocurren milagros, la gente se salva, se hacen discípulos y aumenta la multitud que nadie puede contar. Sí, seguramente Él tiene el control.

A Vision that Makes all the Difference

By Roberto Bottrel, Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available @amazon.com)]

I started as a pastor in 2004 with 27 cells, after having served as a volunteer youth leader for several years. In my mind, I would just lead that big group of 200 youths. I had no idea or interest in making that group grow a lot. It was already big enough for me. Today, when I look back, I am amazed at how far I was from what has been in God’s heart since the beginning of time.

In his mercy God lead me through a long process of showing what it was all about. He poured love for the lost in my heart, he broke my mental and spiritual limits, even challenging me to ask for the crowds (I tell these episodes in details in my book). I resisted badly, but in the end we always loose. During this long process, one specific Bible passage really hit me. And it changed my whole perspective.

“After this I looked, and there before me was a great multitude that no one could count, from every nation, tribe, people and language, standing before the throne and before the Lamb. They were wearing white robes and were holding palm branches in their hands.” Revelation 7:9 NIV

Everybody loves this passage and many know it by heart. So did I… but one day, something just struck me like never before: a great multitude that no one could count. It was not just a lot of people, it was so big that nobody could count. God is revealing to the Apostle John (and to us) how it is going to be in the end of time. Not a dream, not a wish. This is how the future will be! It is his will. Then the whole Bible made sense – that is what he wanted from the beginning with Adam and Eve – be fruitful and fill the earth! The same with Noah – be fruitful and fill the earth! Later on with Abraham – Look up at the sky and count the stars- if you can count them… A great multitude that no one can count! Wow! That is what God wants. People. And perfection will be like: “Look! God’s dwelling place is now among the people, and he will dwell with them. They will be his people, and God himself will be with them and be their God.” Revelation 21:3 NIV

From this point on, my ministry changed completely. It wasn’t even about the ministry anymore. It was about building this crowd. Making disciples that make disciples. It is not about how many people we have in our church, it is about how many people are out there to be reached. Since there are no limits, we can never stop reaching the lost. Now can you imagine the youth being challenged to change the world for real? Well, ten years later, there were more than 500 cells in our youth network. Yes, this vision really made a difference!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Uma visão que faz toda a diferença

Por Roberto Bottrel [servindo igrejas europeias, desafiando-as a fazer discípulos através de células que se multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (“Multiplicação, o desafio de todo cristão, todo líder e a Igreja”, em tradução livre), disponível em amazon.com]

Comecei como pastor em 2004 com 27 células, depois de servir como líder voluntário de jovens por vários anos. Na minha opinião, eu ia apenas liderar aquele grande grupo de 200 jovens. Eu não tinha ideia ou interesse em fazer esse grupo crescer muito. Ele já era grande o suficiente para mim. Hoje, quando olho para trás, fico impressionado com o quão longe eu estava do que está no coração de Deus desde o início dos tempos.

Em sua misericórdia, Deus me conduziu por um longo processo de mostrar sobre o que aquilo se tratava. Ele derramou amor pelos perdidos em meu coração, quebrou meus limites mentais e espirituais, até me desafiou a pedir por multidões (eu conto esses episódios em detalhes no meu livro). Eu resisti muito, mas no final nós sempre perdemos. Durante esse longo processo, uma passagem específica da Bíblia realmente me atingiu. E isso mudou toda a minha perspectiva.

“Depois disso olhei, e diante de mim estava uma grande multidão que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé, diante do trono e do Cordeiro, com vestes brancas e segurando palmas” Apocalipse 7:9.

Todo mundo adora essa passagem e muitos a conhecem de cor. Eu também… mas um dia, algo me atingiu como nunca antes: uma grande multidão que ninguém podia contar. Não era apenas muita gente, era uma multidão tão grande que ninguém podia contar. Deus está revelando ao apóstolo João (e a nós) como será no fim dos tempos. Não é um sonho, não é um desejo. É assim que o futuro será! É a vontade dEele. Então toda a Bíblia fez sentido – era o que Ele queria desde o começo com Adão e Eva – ser frutíferos e encher a terra! O mesmo com Noé – seja frutífero e encha a terra! Mais tarde, com Abraão – olhe para o céu e conte as estrelas – se você pode contá-las… Uma grande multidão que ninguém pode contar! Uau! É isso que Deus quer. Pessoas. E a perfeição será como: “Agora o tabernáculo de Deus está com os homens, com os quais Ele viverá. Eles serão o Seu povo; o próprio Deus estará com eles e será o seu Deus” Apocalipse 21:3.

A partir daí, meu ministério mudou completamente. Não era mais sobre o ministério. Era sobre construir essa multidão, fazendo discípulos que fazem discípulos. Não é sobre quantas pessoas temos em nossa igreja, é sobre quantas pessoas estão lá fora para serem alcançadas. Como não há limites, nunca podemos parar de alcançar os perdidos. Agora você pode imaginar os jovens sendo desafiados a mudar o mundo de verdade? Bem, dez anos depois, havia mais de 500 células em nossa rede de jovens. Sim, essa visão realmente fez a diferença!

Spanish blog:

Una visión que marca la diferencia.
Por Roberto Bottrel [sirviendo a las iglesias europeas, desafiándolas a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada Líder y la Iglesia (disponible en amazon.com)]

Comencé como pastor en 2004 con 27 celdas, después de haber servido como líder juvenil voluntario durante varios años. En mi opinión, solo lideraría a ese gran grupo de 200 jóvenes. No tenía idea ni interés en hacer que ese grupo creciera mucho. Ya era lo suficientemente grande para mí. Hoy, cuando miro hacia atrás, me sorprende lo lejos que estaba de lo que ha estado en el corazón de Dios desde el principio de los tiempos.
En su misericordia, Dios me guió a través de un largo proceso para mostrarme de qué se trataba. Derramó amor por los perdidos en mi corazón, rompió mis límites mentales y espirituales, incluso me desafió a pedir las multitudes (cuento estos episodios en detalles en mi libro). Me resistí mucho, pero al final siempre perdemos. Durante este largo proceso, un pasaje bíblico específico realmente me impactó. Y cambió toda mi perspectiva.
“Después de esto miré, y allí delante de mí había una gran multitud que nadie podía contar, de cada nación, tribu, gente e idioma, de pie ante el trono y ante el Cordero. Llevaban túnicas blancas y sostenían ramas de palma en sus manos ”. Apocalipsis 7: 9 NVI
Todos aman este pasaje y muchos lo saben de memoria. Yo también … pero un día, algo me sorprendió como nunca antes: una gran multitud que nadie podía contar. No era solo mucha gente, era tan grande que nadie podía contar. Dios está revelando al apóstol Juan (y a nosotros) cómo será en el fin de los tiempos. No es un sueño, no es un deseo. ¡Así será el futuro! Es su voluntad. Entonces toda la Biblia tuvo sentido, eso es lo que quería desde el principio con Adán y Eva, ¡ser fructífero y llenar la tierra! Lo mismo con Noé: ¡sé fructífero y llena la tierra! Más tarde con Abraham – Mira hacia el cielo y cuenta las estrellas, si puedes contarlas … ¡Una gran multitud que nadie puede contar! ¡Guauu! Eso es lo que Dios quiere, “personas” la perfección será como: “¡Mira! La morada de Dios está ahora entre la gente, y él morará con ellos. Ellos serán su pueblo, y Dios mismo estará con ellos y será su Dios ”. Apocalipsis 21: 3 NVI
A partir de este momento, mi ministerio cambió por completo. Ya ni siquiera se trataba del ministerio. Se trataba de construir esta multitud. Haciendo discípulos que hacen discípulos. No se trata de cuántas personas tenemos en nuestra iglesia, se trata de cuántas personas hay para ser contactadas. Como no hay límites, nunca podemos dejar de alcanzar a los perdidos. Ahora, ¿te imaginas a los jóvenes siendo desafiados a cambiar el mundo de verdad? Bueno, diez años después, había más de 500 células en nuestra red juvenil. ¡Sí, esta visión realmente marcó la diferencia!

The Dynamic of Old and New Christians

By Roberto Bottrel [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available @amazon.com)]

In the last blog, I showed that not only new believers, but also mature Christians can grow in a cell group. Now look at another situation that happened in our cell in Spain and see that even new believers are blessing mature ones. The cell is definitely for everyone!

A missionary couple, that has been active for more than a decade in several countries is now based in Malaga and is experiencing the cell life for the first time.

At prayer time in the meeting, as people shared their needs, the husband was struggling if he could share their desperate situation regarding tens of thousands of Euros needed in a very short term for his mission base construction that was in course. He didn’t want to scare or discourage the new believers (and non-believers) with desperation from a mature Christian. After all, he should know better how to behave in times of crisis. As the group shared openly their needs, he couldn’t resist any longer and opened his heart. He forgot all about “correct behavior” and he was totally honest and vulnerable about his feelings. Immediately he started experiencing the power of community as he laid down his burdens. Then a lady, one of the new-believers, looked at him with amazing eyes full of love that could only come from above: “No need to worry. Let us pray for this. Just hand it to the Lord and we might even get an answer this week.”

Then she prayed a very short and objective prayer. Wow! The spiritual gift of faith was being displayed. And that simple and naive faith struck him hard. After so many years experiencing miracles from the Lord, where had he lost his faith like a child? He went home completely changed. Although he was still in the same “hopeless” situation, he found peace in Him.

Two days later, he received a message from a donor apologizing for taking longer than needed to respond to the Lord’s guidance and that a certain amount of money would be available in their bank account in a few minutes. The exact amount need. Praise the Lord!

We, old-time Christians, think it is about learning and learning, deeper and deeper. But we forget that it is not only about learning – it is about learning and putting it to practice. And in the cell environment whatever we teach is put into practice. Learn, live and share! That is how old and new believers can grow together, challenging one another to believe more – and deeper – in our amazing God!

“Therefore encourage one another and build each other up, just as in fact you are doing.”

1 Thessalonians 5:11 NIV

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Em uma célula, os cristãos antigos também são abençoados por novos crentes

Por Roberto Bottrel [servindo as igrejas europeias, desafiando-as a formarem discipuladores através de células que se multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplicação, O desafio diante de todo cristão, de todo Líder e da Igreja (disponível @ amazon.com)]

No último blog, mostrei que não apenas novos crentes, mas também cristãos maduros podem crescer em uma célula. Agora olhe para outra situação que aconteceu em nossa célula na Espanha e veja que até mesmo novos crentes estão abençoando os maduros. A célula é definitivamente para todos!

Um casal missionário, que está ativo há mais de uma década em vários países, agora está firmado em Málaga e experimentando a vida celular pela primeira vez.

Na hora da oração na célula, quando as pessoas compartilhavam suas necessidades, o marido estava lutando internamente pensando se poderia compartilhar sua situação desesperada sobre dezenas de milhares de euros que precisava conseguir em um prazo muito curto de tempo para a construção de sua base missionária que estava em curso. Ele não queria assustar ou desencorajar os novos crentes (e não crentes) com o desespero de um cristão maduro. Afinal, ele imaginou que deveria saber como se comportar em tempos de crise. Enquanto o grupo compartilhava abertamente suas necessidades, ele não pôde mais resistir e abriu seu coração. Ele esqueceu tudo sobre “comportamento correto” e foi totalmente honesto e vulnerável sobre seus sentimentos. Imediatamente, ele começou a experimentar o poder da comunidade ao entregar seus fardos. Então uma moça, uma das novas crentes, olhou para ele com olhos incríveis cheios de amor que só podiam vir de cima:  “Não precisa se preocupar. Vamos orar por isso. Basta entregar isso ao Senhor e podemos até conseguir uma resposta ainda essa semana.”

Então ela orou uma oração muito curta e objetiva. Uau! O dom espiritual da fé estava em ação. E essa fé simples e ingênua atingiu-o com força. Depois de tantos anos experimentando milagres do Senhor, onde ele perdeu sua fé de criança? Ele foi embora para sua casa completamente transformado. Embora ele ainda estivesse na mesma situação “sem esperanças”, encontrou paz nEle.

Dois dias depois, ele recebeu uma mensagem de um doador pedindo desculpas por levar mais tempo do que o necessário para responder à orientação do Senhor e que uma certa quantia de dinheiro estaria disponível em sua conta bancária em alguns minutos. Era a quantidade exata que ele precisava. Glória a Deus!

Nós, cristãos antigos, pensamos nossa caminhada se trata de aprender e aprender, cada vez mais profundamente. Mas esquecemos que não é apenas sobre aprender – trata-se de aprender e colocar em prática. E no ambiente celular tudo o que ensinamos é colocado em prática. Aprenda, viva e compartilhe! É assim que velhos e novos crentes podem crescer juntos, desafiando uns aos outros a acreditar mais – e mais profundamente – em nosso incrível Deus!

“Por isso, exortem-se e edifiquem-se uns aos outros, como de fato vocês estão fazendo” 1 Tessalonicenses 5:11 NVI.

Spanish blog: 

En un grupo celular, los cristianos de antaño también son bendecidos por los nuevos creyentes.

Por Roberto Bottrel [sirviendo a iglesias europeas, desafiándolos a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada líder y la Iglesia (disponible en amazon.com)]

En el último blog, mostré que no solo los nuevos creyentes, sino también los cristianos de antaño pueden crecer en un grupo celular. Ahora mire otra situación que ocurrió en nuestra célula en España y vea que incluso los nuevos creyentes están bendiciendo a los más antiguos. ¡La célula es definitivamente para todos!

Una pareja de misioneros, que ha estado activa durante más de una década en varios países, ahora reside en Málaga y está experimentando la vida celular por primera vez.

En el momento de la oración en la reunión, mientras las personas compartían sus necesidades, el marido estaba luchando si podía compartir su desesperada situación con respecto a las decenas de miles de euros necesarios en un plazo muy corto para la construcción de su base de misión que estaba en curso. Él no quería asustar o desanimar a los nuevos creyentes (y no creyentes) con la desesperación de un cristiano ya maduro. Después de todo, debería saber cómo comportarse en tiempos de crisis. Cuando el grupo compartió abiertamente sus necesidades, no pudo resistir más y abrió su corazón. Olvidó todo sobre el “comportamiento correcto” y fue totalmente honesto y vulnerable con respecto a sus sentimientos. Inmediatamente comenzó a experimentar el poder de la comunión mientras dejaba sus cargas. Entonces una dama, una de las nuevas creyentes, lo miró con ojos asombrosos llenos de amor que solo podían venir desde arriba:

– No hay necesidad de preocuparse. Oremos por esto. Simplemente dáselo al Señor e incluso podríamos obtener una respuesta esta semana.

Luego hizo una oración muy breve y objetiva. ¡Guauu! El don espiritual de la fe estaba siendo mostrado. Y esa fe simple e ingenua lo golpeó duro. Después de tantos años experimentando milagros del Señor, ¿dónde había perdido su fe como un niño? Se fue a casa completamente cambiado. Aunque todavía estaba en la misma situación de “desesperanza”, encontró paz en Él.

Dos días después, recibió un mensaje de un donante que se disculpaba por tomar más tiempo del necesario para responder a la guía del Señor y que, en unos minutos, estaría disponible una cierta cantidad de dinero en su cuenta bancaria. La cantidad exacta necesita. ¡Alabado sea el Señor!

Nosotros, los cristianos de los viejos tiempos, pensamos que se trata de aprender y aprender, cada vez más profundo. Pero olvidamos que no se trata solo de aprender, se trata de aprender y ponerlo en práctica. Y en el entorno celular todo lo que enseñamos se pone en práctica. ¡Aprende, vive y comparte! ¡Así es como los viejos y los nuevos creyentes pueden crecer juntos, desafiándose unos a otros a creer más y más profundamente en nuestro asombroso Dios!

“Por lo cual, animaos unos a otros, y edificaos unos a otros, así como lo hacéis”. 1 Tesalonicenses 5:11 NVI

Everybody can learn, live and share!

By Roberto Bottrel [serving European churches, challenging them to make disciple-makers through cells that multiply (centraldna.org). Author of the book Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (available @amazon.com)] 

Many churches have been experiencing traditional small groups, focused on teaching and basically formed by mature Christians. As cell groups are focused on sharing life and formed by people in different stages of faith, people ask me how can a cell be attractive and useful for old-time Christians. Non believers can’t participate in deep biblical debates,  new believers always have basic questions and not all cell leaders are well-prepared Bible teachers. How could it possibly work? 

Well, in first place the question is inappropriate, since it is based on a small group mindset. The cell world is completely different. Mature Christians have left being consumers and have become providers. Disciple-making is all about giving and to give is better than to receive, as Jesus told us. So the cell environment is all about sharing. Community is all about sharing. Participants share their life, their homes, their time, their families. When we read Acts 2, the church was so much more than basically being devoted to the apostles’ teachings. Relationships were key! Everybody can share! And those who are born-again, have received spiritual gifts that can be used to edify the body. Old and new can be edified. 

With my cell in Malaga, Spain, we have lived amazing experiences that have changed my life and faith, more than any teaching-learning environment could have. Let me share one that exemplifies how old-time Christians can be (and effectively are) edified, challenged and changes in the cell paradigm. 

At a certain meeting, I was responsible for the Bible lesson. Since I have the spiritual gift of leadership, I had my goals clearly set out. Involving people in the sharing, keeping an eye on the timing, I was progressing through the lesson as planned. At a certain point one of the ladies started sobbing as the Holy Spirit touched her deeply. I was annoyed, because that “incident” would slow down our speed and we might not have enough time to “finish the task”. Before I could react, another lady who definitely has the spiritual gift of mercy, crossed the room, kneeled by the lady who was crying and put her arm around her shoulders. And then, to my embarrassment, she looked at me with loving eyes and gestured, telling me to go on. Wow! That really hit me. She was not only comforting the lady, but she had also seen my frustration and now she was using her mercy on me. I lost my ground. “ What’s the matter with me? To finish the lesson is more important than loving people?” So, that evening my leadership was shaped by my sister to become a more Jesus-like leadership full of mercy and love. Hardly a teaching environment could bless me more and impact me deeper. 

Definitely, we can all be used by the Holy Spirit to build each other up. All can (and will) grow in a group like this!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Todos podem aprender, viver e compartilhar!

Por Roberto Bottrel [servindo as igrejas europeias, desafiando-as a formarem discipuladores através de células que se multiplicam (centraldna.org). Autor do livro Multiplication, The challenge before every Christian, every Leader, and the Church (“Multiplicação, O desafio diante de todo cristão, de todo líder e da Igreja”, em tradução livre)- disponível em @amazon.com)]

Muitas igrejas têm vivenciado pequenos grupos tradicionais, focados no ensino e basicamente formados por cristãos maduros. Como as células estão focadas em compartilhar a vida e são formadas por pessoas em diferentes estágios de fé, as pessoas me perguntam como uma célula pode ser atraente e útil para os cristãos “dos velhos tempos”. Os não-convertidos não conseguem participar de debates bíblicos profundos, os novos crentes sempre têm perguntas básicas e nem todos os líderes de células são professores da Bíblia bem preparados. Como isso poderia funcionar?

Bem, em primeiro lugar, essa questão é inadequada, uma vez que ela é baseada em uma mentalidade de pequenos grupos. O mundo das células é completamente diferente. Cristãos maduros deixaram de ser consumidores e se tornaram provedores. Fazer discípulos trata-se de dar e dar é melhor do que receber, como Jesus nos disse. Então, o ambiente da célula se trata do compartilhamento. Comunidade se trata de compartilhamento. Os participantes compartilham sua vida, suas casas, seu tempo, suas famílias. Quando lemos Atos 2, a Igreja era muito mais do que basicamente dedicada aos ensinamentos dos apóstolos. Os relacionamentos eram fundamentais! Todo mundo pode compartilhar! E aqueles que nascem de novo receberam dons espirituais que podem ser usados para edificar o Corpo. Os mais velhos e os mais novos podem ser edificados.

Com minha célula em Málaga, na Espanha, vivemos experiências incríveis que mudaram minha vida e minha fé, mais do que qualquer ambiente de ensino-aprendizagem. Deixe-me compartilhar algo que exemplifica como os cristãos dos velhos tempos podem ser (e efetivamente são) edificados, desafiados e transformados no paradigma da célula.

Em certa reunião, fui responsável pela aula bíblica. Como eu tenho o dom espiritual de liderança, eu tinha meus objetivos claramente estabelecidos. Envolvendo as pessoas no compartilhamento, focado no momento, eu estava progredindo na lição como planejado. A certa altura, uma das senhoras começou a soluçar quando o Espírito Santo a tocou profundamente. Eu fiquei aborrecido, porque esse “incidente” diminuiria a velocidade e talvez não tivéssemos tempo suficiente para “terminar a tarefa”. Antes que eu pudesse reagir, outra senhora que definitivamente tem o dom espiritual da misericórdia, atravessou a sala, ajoelhou-se junto à senhora que estava chorando e pôs o braço ao redor de seus ombros. E então, para meu constrangimento, ela olhou para mim com olhos amorosos e gesticulou, dizendo-me para continuar. Uau! Isso realmente me atingiu. Ela não estava apenas consolando a dama, mas ela também tinha visto a minha frustração e agora ela estava usando sua misericórdia em mim. Eu perdi meu chão. “Qual é o problema comigo? Terminar a lição é mais importante do que amar as pessoas?”. Então, naquela noite, minha liderança foi moldada por minha irmã para se tornar uma liderança mais semelhante a Jesus, cheia de misericórdia e amor. Dificilmente um ambiente de ensino poderia me abençoar mais e me impactar mais profundamente.

Definitivamente, todos nós podemos ser usados pelo Espírito Santo para edificar uns aos outros. Todos podem (e irão) crescer em um grupo como este!

Spanish blog:

¡Todos pueden aprender, vivir y compartir!

Por Roberto Bottrel [sirviendo a iglesias europeas, desafiándolos a hacer discípulos a través de células que se multiplican (centraldna.org). Autor del libro Multiplicación, El desafío ante cada cristiano, cada líder y la Iglesia (disponible en amazon.com)]

Muchas iglesias han estado experimentando grupos pequeños tradicionales, enfocados en la enseñanza y básicamente formados por cristianos maduros. Dado que los grupos celulares se centran en compartir la vida y están formados por personas en diferentes etapas de la fe, la gente me pregunta cómo puede una célula ser atractiva y útil para los cristianos de antaño. Los no creyentes no pueden participar en debates bíblicos profundos, los nuevos creyentes siempre tienen preguntas básicas y no todos los líderes celulares son maestros bíblicos bien preparados. ¿Cómo podría funcionar?

Bueno, en primer lugar, la pregunta es inapropiada, ya que se basa en una mentalidad de grupo pequeño. El mundo celular es completamente diferente. Los cristianos maduros han dejado de ser consumidores y se han convertido en proveedores. Hacer discípulos tiene que ver con dar y dar es mejor que recibir, como nos dijo Jesús. Así que el entorno celular se trata de compartir. La comunidad se trata de compartir. Los participantes comparten su vida, sus hogares, su tiempo, sus familias. Cuando leemos Hechos 2, la iglesia era mucho más que básicamente estar dedicada a las enseñanzas de los apóstoles. ¡Las relaciones eran clave! ¡Todos pueden compartir! Y aquellos que han nacido de nuevo, han recibido dones espirituales que pueden usarse para edificar el cuerpo. Antiguos y nuevos pueden ser edificados.

 Con mi célula en Málaga, España, hemos vivido experiencias increíbles que han cambiado mi vida y mi fe, más de lo que cualquier entorno de enseñanza-aprendizaje podría haber tenido. Permítanme compartir una historia que ejemplifica cómo los cristianos antiguos pueden ser (y efectivamente son) edificados, desafiados y cambios en el paradigma celular.

 En cierta reunión, fui responsable de la lección bíblica. Dado que tengo el don espiritual del liderazgo, tenía mis objetivos claramente establecidos. Involucrando a la gente en el intercambio, vigilando el tiempo, estaba progresando a través de la lección según lo planeado. En cierto punto, una de las damas comenzó a sollozar cuando el Espíritu Santo la tocó profundamente. Estaba molesto porque ese “incidente” ralentizaría nuestra velocidad y es posible que no tengamos el tiempo suficiente para “terminar la tarea”. Antes de que pudiera reaccionar, otra dama que definitivamente tiene el don espiritual de la misericordia, cruzó la habitación, se arrodilló junto a la dama que estaba llorando y se pasó un brazo por los hombros. Y luego, para mi vergüenza, me miró con ojos amorosos e hizo un gesto, diciéndome que continuara. ¡Guauu! Eso realmente me golpeó. No solo estaba consolando a la dama, sino que también había visto mi frustración y ahora estaba usando su misericordia conmigo. Perdí mi terreno. ” ¿Que pasa conmigo? ¿Terminar la lección es más importante que amar a la gente? ”. Entonces, esa noche mi liderazgo fue moldeado por mi hermana para que se convirtiera en un liderazgo más parecido a Jesús, lleno de misericordia y amor. Fue un ambiente de enseñanza el que me bendijo más e impactó profundamente.

 Definitivamente, todos podemos ser usados ​​por el Espíritu Santo para edificarnos unos a otros. Todos pueden (y lo harán) crecer en un grupo como este!