World Evangelism

By Tito Roberts, pastor and missions visionary, www.iglesiasenmision.org; Whatsapp 5491159369297; www.enmision.org

Mark 16:15 tells us about Christ’s first encounter with his disciples after his resurrection. He said to them, “Go into all the world and preach the gospel to every creature.”

In the book of Acts, Luke goes on to say that Jesus appeared to his disciples for 40 days, speaking to them about the kingdom of God (Acts 1:3). He had already taught them a lot about the Kingdom in his 3 years of ministry. The Sermon on the Mount, for example, (Matthew 5 to 7) contains many of Christ’s kingdom teachings and principles. In the numerous parables, also in Matthew, Jesus gives us abundant information about the mysteries and conditions of the Kingdom.

Some have suggested that the mandates that make up the Great Commission (Matthew 28: 18-20; Mark 16: 15-16; Luke 24: 46-48; John 20; 20-21; and Acts 1:8) were most likely pronounced, analyzed, and explained in this 40 day period.

The last words that fell from Jesus’ lips were the ones he used to answer the question of the disciples as to whether the kingdom would be manifested at that time. He replied that it was in the exclusive hands of the Father, but that the Holy Spirit would come upon them and enable them to be witnesses of He, “to the ends of the earth.”

The supreme importance of world evangelism is highlighted in everything Christ shared during those 40 days because:

1. The first words he spoke (Luke 24:47) were “. . . repentance for the forgiveness of sins will be preached in his name to all nations, beginning at Jerusalem.”
2. Perhaps what took up most of the time was talking about “the kingdom of God” and how to preach it “in all ethnic groups” (Matthew 24:14).
3. “To the ends of the earth” were literally the extreme limits of the map to fulfill world Evangelization.

The risen Christ prioritized evangelizing the world. If this was paramount to Jesus, it should also be for us who are his disciples.

It is up to us as individual believers and as churches that make up the body of Christ to give world missions the first place in our programs, activities, and our lives.

Korean blog (click here)

Portuguese blog: 

Evangelismo Mundial

Por Tito Roberts, pastor e visionário de missões, www.iglesiasenmision.org ; Whatsapp 5491159369297; www.enmision.org

Marcos 16:15 nos fala sobre o primeiro encontro de Cristo com seus discípulos após sua ressurreição. Ele lhes disse: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura”.

No livro de Atos, Lucas continua dizendo que Jesus apareceu a seus discípulos por 40 dias, falando-lhes sobre o reino de Deus (Atos 1:3). Ele já havia ensinado muito sobre o Reino em seus 3 anos de ministério. O Sermão da Montanha, por exemplo, (Mateus 5 a 7) contém muitos dos ensinamentos e princípios do reino de Cristo. Nas numerosas parábolas, também em Mateus, Jesus nos dá informações abundantes sobre os mistérios e as condições do Reino.

Alguns sugeriram que os mandamentos que compõem a Grande Comissão (Mateus 28: 18-20; Marcos 16: 15-16; Lucas 24: 46-48; João 20; 20-21; e Atos 1:8) foram provavelmente pronunciadas, analisadas e explicadas neste período de 40 dias.

As últimas palavras que saíram dos lábios de Jesus foram as que ele usou para responder à pergunta dos discípulos sobre se o reino seria manifestado naquele tempo. Ele respondeu que estava nas mãos exclusivas do Pai, mas que o Espírito Santo viria sobre eles e os capacitaria a serem testemunhas dEle, “até os confins da terra”.

A suprema importância do evangelismo mundial é destacada em tudo que Cristo compartilhou durante esses 40 dias porque:

1. As primeiras palavras que ele falou (Lucas 24:47) foram “. . . arrependimento para remissão dos pecados será pregado em seu nome a todas as nações, começando por Jerusalém”.
2. Talvez o que ocupou a maior parte do tempo foi falar sobre “o reino de Deus” e como pregá-lo “em todas as etnias” (Mateus 24:14).
3. “Até os confins da terra” eram literalmente os limites extremos do mapa para cumprir a Evangelização mundial.

O Cristo ressuscitado priorizou a evangelização do mundo. Se isso era primordial para Jesus, deveria ser também para nós que somos seus discípulos.

Cabe a nós como crentes individuais e como igrejas que compõem o corpo de Cristo dar às missões mundiais o primeiro lugar em nossos programas, atividades e nossas vidas.

Spanish blog:

Evangelizacion mundial

Por Tito Roberts, pastor y visionario de misiones, www.iglesiasenmision.org ; WhatsApp 5491159369297; www.enmision.org

Según leemos en Marcos 16: 15, queda claro que en el primer encuentro que Jesús tuvo con sus discípulos después de resucitar les mandó: “Id por todo el mundo y predicad el evangelio a toda criatura”.

Lucas en el libro de Los Hechos sigue relatando que se les apareció durante 40 dias hablándoles sobre el reino de Dios.

Sobre este tema, mucho les había enseñado en sus casi 3 años de ministerio. El Sermón del monte – por ejemplo – (Mateo 5 al 7) contiene muchas de las enseñanzas y principios del reino. En las numerosas parábolas, que también figuran en Mateo, hay abundante información sobre los misterios y condiciones
necesarias para participar en el mismo. Por eso ahora, tal vez el énfasis sería cómo promoverlo en todas las naciones.

Algunos han sugerido que los mandatos que conforman la Gran Comisión (Mateo 28: l8-20; Marcos 16: 15-16; Lucas 24: 46-48; Juan 20; 20-21; y Hechos 1: 8) muy probablemente fueron pronunciados, analizados y explicados en este período de 40 días.

Las últimas palabras que brotaron de los labios de Jesús fueron las que usó para responder a la pregunta de los discípulos sobre si el reino sería manifestado en ese tiempo. Contestó que eso estaba en las manos exclusivas del Padre, pero que el Espíritu Santo vendría sobre ellos y les capacitaría para ser testigos de
El, “hasta los último de la tierra”.

Notamos que la suprema importancia de la EVANGELIZACION MUNDIAL se destaca en todo lo que compartió durante esos 40 días porque:

1. Las primeras palabras que habló (Lucas 24: 47) fueron “que se predicase en su nombre el arrepentimiento y el perdón de pecados en todas naciones comenzando desde Jerusalén.
2. Tal vez lo que ocupó la mayor parte del tiempo, fue hablar sobre “el reino de Dios” y como predicarlo “en todas las etnias” (Mateo 24: 14).
3. “Hasta lo último de la tierra” fueron literalmente sus últimas palabras, y se referían a los límites más extremos del mapa para cumplir la evangelización mundial,

No queda duda alguna, que para el Cristo resucitado evangelizar el mundo era la prioridad N° 1, entonces, lo que era de capital importancia para Jesús, también debería serlo para nosotros que somos sus discípulos.

Corresponde que como creyentes individuales y como iglesias que forman el cuerpo de Cristo le demos a la OBRA MISIONERA MUNDIAL de alcanzados pueblos aun no alcanzados el primer lugar en nuestros programas, en nuestras actividades y en nuestras vidas.

Listen and Obey

By Tito Roberts, pastor and missions visionary, www.iglesiasenmision.org; Whatsapp 5491159369297; www.enmision.org

Moses said, “If you fully obey the Lord your God and carefully follow all his commands I give you today, the Lord your God will set you high above all the nations on earth” (Deuteronomy 28:1).

God gives a simple, practical and achievable map of how to achieve his blessing and purpose.

1) God speaks. The most repeated question of Jesus to the Pharisees was “Have you not read?”  This indicates that in his word is everything we need to hear to do his will. We just have to re-read the word of God with an open heart and mind to hear what God wants to tell us.

2) Listen carefully. We must pay attention to what He says. It is not just hearing it but listening carefully because he is constantly teaching us his purposes on the earth. If we are not attentive we will overlook key mandates that He has left us.

3) Obey in action. We must get to the point of action–to do, to obey, to be “doers.” In other words, God wants us to obey his mandates.

4) Blessing to the nations. Here are talking about the macro view. While we generally have our sights set on our church and our city, Jesus always invites us to take a broad, macro look at ministry, to all nations. This macro view of the ministry is indicated in each of the 5 passages of the great commission.

Conclusion: If we walk in God’s simply plan for our lives, we will advance every day until we reach our purpose of life and ministry.

If God wants our life and church to reach the nations, it is because there are still more than 6,000 unreached peoples who do not have a Christian who can speak to them about Jesus. God’s love and justice are manifested in this desire for each church to reach the unreached nations. Each church must evaluate how it is involved in prayer, support workers and collaboration with missionary work to unreached peoples and take practical steps of obedience to fulfill Jesus’ desire to “go to the ends of the earth.” And of course, church planting is God’s plan for fulfilling his great commission!

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Ouça e obedeça

Por Tito Roberts, pastor e visionário de missões, www.iglesiasenmision.org; Whatsapp 5491159369297; www.enmision.org

Moisés disse: “Se você obedecer plenamente ao Senhor seu Deus e seguir cuidadosamente todos os seus mandamentos que eu lhe der hoje, o Senhor seu Deus o exaltará acima de todas as nações da terra” (Deuteronômio 28:1).

Deus dá um mapa simples, prático e alcançável de como alcançar sua bênção e propósito.

1) Deus fala. A pergunta mais repetida de Jesus aos fariseus foi: “Vocês não leram?” Isso indica que em sua palavra está tudo o que precisamos ouvir para fazer sua vontade. Nós apenas temos que reler a palavra de Deus com o coração e a mente abertos para ouvir o que Deus quer nos dizer.

2) Ouça com atenção. Devemos prestar atenção ao que Ele diz. Não é apenas ouvir, mas ouvir com atenção porque ele está constantemente nos ensinando seus propósitos na terra. Se não estivermos atentos, ignoraremos os mandamentos-chave que Ele nos deixou.

3) Obedeça em ação. Devemos chegar ao ponto de ação – fazer, obedecer, ser “realizadores”. Em outras palavras, Deus quer que obedeçamos aos seus mandamentos.

4) Bênção para as nações. Aqui estão falando sobre a visão macro. Embora geralmente tenhamos nossos olhos voltados para nossa igreja e nossa cidade, Jesus sempre nos convida a ter uma visão ampla e macro do ministério, para todas as nações. Essa visão macro do ministério é indicada em cada uma das 5 passagens da grande comissão.

Conclusão: Se andarmos no plano simples de Deus para nossas vidas, avançaremos a cada dia até alcançarmos nosso propósito de vida e ministério.

Se Deus quer que nossa vida e nossa igreja alcancem as nações, é porque ainda existem mais de 6.000 povos não alcançados que não têm um cristão que possa falar com eles sobre Jesus. O amor e a justiça de Deus se manifestam neste desejo de que cada igreja alcance as nações não alcançadas. Cada igreja deve avaliar como está envolvida na oração, apoiar obreiros e colaborar com o trabalho missionário aos povos não alcançados e tomar medidas práticas de obediência para cumprir o desejo de Jesus de “ir até os confins da terra”. E, claro, plantar igrejas é o plano de Deus para cumprir sua grande comissão!

Spanish blog:

El mapa

Por Tito Roberts, pastor y visionario de misiones, www.iglesiasenmision.org ; WhatsApp 5491159369297; www.enmision.org

Si oyes atentamente la voz de Jehová tu Dios, para guardar y poner por obra (Obediencia en el plano de la acción) todos  sus mandamientos (No solo algunos) que yo te prescribo hoy, también Jehová tu Dios te exaltará sobre todas las naciones de la tierra. Y vendrán sobre ti todas estas bendiciones, y te alcanzarán, si oyeres la voz de Jehová tu Dios. Deuteronomio 28.1

Dios da un mapa simple, practico y alcanzable de como alcanzar su bendición y propósito.

  1. Dios habla. La pregunta mas repetida de Jesus a los fariseos fue ¿No leyeron? Esto indica que en su palabra esta todo lo que necesitamos oir para hacer su voluntad, solo debemos volver a leer con corazón y mente abierta la palabra de Dios para oir lo que Dios nos quiere decir.
  2. Oir atentamente. Debemos poner atención a lo que El dice, no es solo oírlo sino oírlo atentamente porque en cada una de sus palabras y mandatos esta encerrado el camino a cumplir nuestro propósito aquí en la tierra. Si no somos atentos vamos a pasar por alto mandatos claves que El nos ha dejado.
  3. Obedecer en la acción. Hasta aquí solo hemos sido oidores en este mapa. Debemos pasr a la acción de practica, hacer, obedecer, se “hacedores”, pasar a la acción obediente de cada uno de sus mandatos.
  4. Bendicion a las naciones. (Macro) Mientras nosotros generalmente tenemos nuestra vista puesta en nuestra iglesia y nuestra ciudad Jesus siempre nos invita a una mirada amplia, macro del ministerio, a todas las naciones. Esta mirada macro del ministerio esta señalada en cada uno de los 5 pasajes de la gran comisión.

Conclusion: Si caminamos en este simple mapa avanzaremos cada dia hasta alcanzar nuestro propósito de vida y ministerial. Si Dios desea que nuestra vida e iglesia tenga un alcance a las naciones es porque aun hay mas de 6000 pueblos no alcanzados que no tienen un cristiano que les hable de Jesus. El amor y la justicia de Dios se manifiestan en este deseo de que cada iglesia alcance a las naciones no alcanzadas. Cada iglesia debe evaluar como esta involucrada en la oración, apoyo a obreros y colaboración con la obra misionera a los pueblos no alcanzados y dar pasos practicos de obediencia para cumplir el deseo de Jesus de “ir hasta lo último de la tierra”.

Three Actions to Make Disciples of All Nations

By Tito Roberts, pastor and missions visionary, www.iglesiasenmision.org; Whatsapp 5491159369297; www.enmision.org

Most of us know a lot about “making disciples” but not everyone knows “how to make disciples of all nations.”

When we talk about “making disciples to all nations” we are focusing on the task that Jesus entrusts to us and still need to finish. I’m referring to taking the gospel to every people that doesn’t know Jesus, forming new disciples, and then continuing the church planting process.

How can we get involved in this task when we realize that many of these villages are thousands of miles away?

The first action to “make disciples to all nations ” is prayer. Jesus said “Pray that the Lord of the harvest would send workers into his harvest field” (Matthew 9:37-38). God has the workers selected to go to each people group, but he has chosen us to pray them forth (See www.guiamundialdeoracion.com ). Praying for the unreached peoples is one of Jesus’ commands that we need to obey.

You and your church have the privilege of praying daily for one or more not reached peoples.

The second action is go. Each day God calls men and women to take the action steps of going, to follow the example of early missionaries and to actually live among a people group, lead their language and culture, and to reach them for Jesus.

The third action is to give. Maybe God is calling you to support someone who is going. All of us can give so that the people that God has called to “make disciples to all nations” can fulfill their goals and concentrate on building Christ’s church.

In this way we can all be involved in

If every Christian or church is involved in systematically giving projects to making disciples of all nations  we could make a breakthrough in the task that we need to finish.

Completing this task is our way of honoring and glorifying the Lord.

Join the mission of reaching unreached people and making disciples of all nations

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Três ações para fazer discípulos de todas as nações

Por Tito Roberts, www.enmision.org

A maioria de nós sabe muito sobre “fazer discípulos”, mas nem todo mundo sabe “como fazer discípulos de todas as nações”.

Quando falamos sobre “fazer discípulos de todas as nações”, estamos nos concentrando na tarefa que Jesus nos confia e que ainda precisamos completar. Estou me referindo a levar o evangelho a todas as pessoas que não conhecem Jesus e formar novos discípulos até que eles continuem o processo de plantação de igrejas.

Como podemos nos envolver nessa tarefa quando percebemos que muitas dessas aldeias estão a milhares de quilômetros de distância?

A primeira ação para “fazer discípulos para todas as nações” é a oração. Jesus disse: “Peçam, pois, ao Senhor da colheita que envie trabalhadores para a sua colheita” (Mateus 9:37-38). Deus seleciona os trabalhadores para irem a cada grupo de pessoas, mas ele nos escolheu para orar por todos eles (veja em www.guiamundialdeoracion.com). Orar pelos povos não alcançados é um dos mandamentos de Jesus que precisamos obedecer.

 Você e sua igreja têm o privilégio de orar diariamente por um ou mais povos não alcançados.

A segunda ação é ir. Todos os dias Deus chama homens e mulheres a seguir as etapas de ação, seguir o exemplo dos primeiros missionários e realmente viver entre um grupo de pessoas, saber sua língua e cultura e alcançá-los para Jesus.

A terceira ação é dar. Talvez Deus esteja te chamando para apoiar alguém que está indo. Todos nós podemos doar para que o povo que Deus chamou para “fazer discípulos de todas as nações” possa cumprir seus objetivos e se concentrarem na construção da Igreja de Cristo.

Desta forma, todos podemos estar envolvidos.

Se todo cristão ou igreja estiver envolvido em dar sistematicamente projetos para fazer discípulos de todas as nações, poderemos avançar na tarefa que precisamos concluir.

Completar esta tarefa é a nossa maneira de honrar e glorificar o Senhor.

Participe da missão de alcançar as pessoas não alcançadas e fazer discípulos de todas as nações.

Spanish blog:

3 acciones para hacer discípulos a todas las naciones.

La mayoría de nosotros sabe mucho acerca de “hacer discípulos” pero no todos saben “como hacer discípulos a todas las naciones.”

Cuando hablamos de “hacer discípulos A TODAS LAS NACIONES” estamos enfocando en la tarea que Jesus nos encargo y aun falta terminar que es llevar el evangelio a cada pueblo que todavía no conoce de Jesus y ahí formar nuevos discípulos hasta plantar su iglesia.

¿Como podemos involucrarnos en esta tarea cuando comprendemos que no podremos hacer esta tarea de forma personal ya que estos pueblos están a miles de kilómetros?

La primera accion para “hacer discípulos A TODAS LAS NACIONES” es ORAR, Jesus dijo “orad al Señor de la mies que envie obreros a su mies”. Dios tiene los obreros seleccionados para ir a cada pueblo a hacer discípulos y nuestra oracion ferviente, sistematica y estratégica (Ver www.guiamundialdeoracion.com) por los pueblos no alcanzados es uno de los mandatos de Jesus para todos aquellos que desean ver esos pueblos con nuevos discípulos del Señor.

Usted y su iglesia deben comenzar a ORAR diariamente por uno o mas pueblos NO ALCANZADOS para que El Señor de la mies seleccione, llame, capacite y envie los obreros que harán nuevos discípulos.

La segunda acción es IR. Cada dia Dios llama a hombres y mujeres a dar los pasos que significan MISION de acuerdo al ejemplo que nos dejan Jesus y Pablo como primeros misioneros.  Estos son Renunciar, viajar, encarnarse y plantar la iglesia.

Seguro Dios puede llamarle a usted a dar estos pasos o usted tiene cerca una persona que Dios ha llamado y puede acompañarla y apoyarla para que ella salga a uno de esos pueblos NO ALCANZADOS y cumpla la tarea misionera.

La tercera acción es DAR, todos nosotros podemos dar para que las personas que Dios ha llamado a “hacer discípulos A TODAS LAS NACIONES” puedan concretar sus salidas, hoy hay cientos de obreros listos para salir que no cuentan con los recursos para hacerlo y cada cristiano o iglesia puede tomar la decisión de apoyarles para llegar al campo de MISION que Dios les ha llamado.

De esta forma seremos parte involucrada en “hacer discípulos A TODAS LAS NACIONES” por medio de la sabia administración de los recursos que Dios nos da.

Si cada cristiano o iglesia se involucra en dar de forma sistematica a proyectos para “hacer discípulos A TODAS LAS NACIONES” podríamos lograr un gran avance en la tarea que nos falta terminar.

Terminar esta tarea es la forma que tenemos de honrar y glorificar al Señor.

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

3 Reasons to Include the Phrase To All Nations in Disciple-Making

By Tito Roberts, pastor and missions visionary, www.iglesiasenmision.org; Whatsapp 5491159369297; www.enmision.org

3 Reasons to Include the Phrase To All Nations in Disciple-Making

By Tito Roberts, www.enmision.org

Why is it important to include the phrase “To All Nations” every time we speak or teach about the great commission?

First of all, we must include the phrase  to all nations  because this phrase is  in Scripture (Matthew 28:18-20).  If for different reasons we begin to include what is not in the bible or take out what does not seem convenient to us, we will quickly be out of God’s will.

Remember that God said in Revelation that we should not add or take away from God’s Word (Revelation 22:18-19). The phrase to all nations is part of great commission to make disciples and like any mandate we must do all that it says.

And I know that you’re reading this blog because you want to obey God and do his will. The first step is to do everything possible to make disciples of all nations.

The second reason to include all nations is because it’s  the remedy to the selfishness that consumes  the lives of Christians and leads them to live for themselves or only for their closest circle of family, city and church.

Those who God used greatly, like  Abraham (in you all the families of earth will be blessed), David (All peoples will praise you forever) and Jesus himself (the gospel will be preached to all nations) shows us that God calls us to look at “all the nations He has created” by placing our eyes  “outward” and not limiting it to our close circles of family, city or church.

When as Christians we begin to “make disciples” only in our family, neighborhood, or my church, we can become selfish.

Focusing on making disciples of all nations helps us to focus on the lost, prioritizing people who have never heard and do not have the opportunity to be disciples of Jesus.

Finally, we must include the phrase  to all nations  because it is the remedy to the “egocentrism” of the church. This has been going on for a long time. In Acts 8.1 the disciples were still focusing on Jerusalem and God had to scatter them to the nations. God brought persecution to stir them to reach out.

The phrase to all nations solves the natural egocentrism that leads churches to look inward. Rather, God wants us to  be a blessing to all nations. Every Christian, church and ministry is responsible for seeking the Lord’s guidance about how to live each day by administering everything that God has given him to “make disciples of all nations.

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

Três razões para incluir a frase “todas as nações” ao fazer discípulos

Por Tito Roberts, www.enmision.org

Por que é importante incluir a frase “todas as nações” toda vez que falamos ou ensinamos sobre esse mandamento?

Antes de tudo, devemos incluir a frase todas as nações, porque esta frase está nas Escrituras (Mateus 28:18-20). Se, por razões diferentes, começarmos a incluir o que não está na Bíblia ou retirar o que não nos parece conveniente, estaremos rapidamente fora da vontade de Deus.

Lembre-se de que Deus disse em Apocalipse que não devemos adicionar ou tirar da Palavra de Deus (Apocalipse 22:18-19). A frase para todas as nações faz parte de uma grande comissão para fazer discípulos e, como com qualquer mandamento, devemos fazer tudo o que ele diz.

E eu sei que você está lendo este blog porque quer obedecer a Deus e fazer a vontade dEle.  O primeiro passo é fazer todo o possível para fazer discípulos de todas as nações.

A segunda razão para incluir todas as nações é porque esse é o remédio para o egoísmo que consome a vida dos cristãos e os leva a viver por si mesmos ou apenas pelo seu círculo mais próximo de família, cidade e igreja.

Aqueles que Deus usou grandemente, como Abraão (em você todas as famílias da terra serão abençoadas), Davi (todos os povos te louvarão para sempre) e o próprio Jesus (o evangelho será pregado a todas as nações) nos mostra que Deus sempre nos chama a olhar para “todas as nações que Ele criou” colocando nossos olhos “para fora” e não limitando-os a nossos círculos íntimos de convivência na família, cidade ou igreja.

Quando, como cristãos, começamos a “fazer discípulos” apenas em nossa família, bairro ou igreja, podemos nos tornar egoístas.

Focar em fazer discípulos de todas as nações nos ajuda a focar nos perdidos, priorizando as pessoas que nunca ouviram e não têm a oportunidade de serem discípulos de Jesus.

Finalmente, devemos incluir a frase em todas as nações, porque esse é o remédio para o “egocentrismo” da igreja. Isso vem acontecendo há muito tempo.  Em Atos 8:1, os discípulos ainda estavam concentrados em Jerusalém e Deus teve que espalhá-los para as nações. Deus trouxe perseguição para incitá-los a alcançar outros povos

A frase “todas as nações” resolve o egocentrismo natural que leva as igrejas a olharem para si mesmas, investirem em si mesmas e usarem recursos humanos e financeiros para si mesmas.

Pelo contrário, Deus quer que sejamos uma bênção para todas as nações. Todo cristão, igreja e ministério são responsáveis por buscar a orientação do Senhor sobre como viver todos os dias, administrando tudo o que Deus lhes deu para “fazer discípulos de todas as nações”.

Spanish blog:

3 razones para incluir la frase “A TODAS LAS NACIONES”  al hacer discípulos.

por Tito Robert, www.enmision.org

¿Porque es importante incluir la frase “A TODAS LAS NACIONES” cada vez que hablemos o enseñemos sobre este mandato?

En primer lugar debemos incluir la frase “A TODAS LAS NACIONES” porque esta frase es palabra de Dios para nosotros. Si por diferentes motivos comenzamos a incluir lo que no esta en la biblia o sacar lo que no nos parece conveniente rápidamente estaremos viviendo una vida cristiana y de iglesia lejos de la voluntad de Dios. La llamada de la misma Biblia a “no agregar ni quitar una tilde de su palabra” tiene sus razones y una de ellas es que lo que Dios quiere decirnos pierde su sentido verdadero si nosotros al azar incluimos o sacamos partes de la escritura.

La frase “A TODAS LAS NACIONES”  es parte del mandato de “hacer discípulos” y como todo mandato si no lo tomamos de forma completa no podremos ser obedientes a el.

Creyendo que usted desea obedecer a Dios y hacer su voluntad el primer paso es tomar con todo nuestro corazón el hecho de que para Dios su mandato de “hacer discípulos” incluye el enfoque, la planificación y la ejecución responsable de “hacer discípulos “A TODAS LAS NACIONES””.

En segundo lugar debemos incluir la frase “A TODAS LAS NACIONES” porque es el remedio al egoísmo que carcome la vida de los cristianos llevándolos a vivir para ellos mismos o para su circulo mas cercano de familia, ciudad e iglesia.

La identidad de hombres de Dios como Abraham (en ti serán benditas todas las familias de tierra), David (Todos los pueblos te alabaran por siempre) y el mismo Jesus (será predicado el evangelio a todas las naciones” nos demuestra que Dios siempre llama a mirar a “todas las naciones que El ha creado” colocando la mirada de los cristianos “hacia afuera” y no limitándola a nuestro circulo mas cercano ya sea familia, ciudad o iglesia.

Cuando como cristianos comenzamos a “hacer discípulos” solo en mi familia, solo en mi barrio, solo en mi iglesia podemos empezar a caminar el peligroso camino del egoísmo.

La mirada de “hacer discípulos“A TODAS LAS NACIONES”” nos coloca con un enfoque en los perdidos, priorizando justamente a los pueblos que nunca han escuchado y no tienen la oportunidad de ser discípulos de Jesus.

En tercer lugar debemos incluir la frase “A TODAS LAS NACIONES” porque es el remedio al “egocentrismo” de la iglesia. Este es un hecho que viene de hace tiempo ya que leemos en Hechos 8.1 que los primeros discípulos después de haber escuchado a Jesus decir “deben ir a Jerusalem,Judea, Samaria y hasta lo ultimo de la tierra” (Hechos 1.8) no obedecieron y se quedaron solo en Jerusalem. El correctivo de Dios incluyo una persecusion que los llevo exactamente por las zonas que deban ir voluntariamente en obediencia  para matar el egocentrismo que ya se habia apoderado de la primera iglesia.

La frase “A TODAS LAS NACIONES” soluciona el egocentrismo natural que lleva a las iglesias a solo mirarse a si mismas, a invertir en si mismas, a usar los recursos humanos y financieros en si mismas, en definitiva a desarrollar una cultura egocentrista en una iglesia que fue llamada a ser de bendición a “todas las naciones”.

Cada cristiano, iglesia y ministerio es responsable de buscar con la guía del Señor la forma de vivir cada dia administrando todo lo que Dios le ha dado para “hacer discípulos A TODAS LAS NACIONES”

Sumate a la Obra Misionera a Pueblos No Alcanzados

The Challenge of Completing the Task

By Tito Roberts, pastor and missions visionary, www.iglesiasenmision.org; Whatsapp 5491159369297; www.enmision.org

First we must define missions because if everything is missions nothing is missions.

Missions means 4 things:

  1. Sacrifice
  2. Travel where there is no church
  3. Incarnate in that place
  4. Stay until you plant the church

This concept of mission is based on the examples of Jesus and Paul. The purpose of the mission is to plant churches where there are no churches.

What does it take to finish the mission? We need urgency, focus, unity and commitment.

Urgency because the gospel is only good news if it arrives on time.

Focus because we have candidates + churches + resources and if we align them in the same direction we can then have missions.

Unity because it is what we need for others to believe. According to Jesus, the reason for unity is mission (John 17:18-21).

Commitment because without commitment doing the mission is an illusion.

To finish the task we must commit ourselves to missions. The main reason for not having finished the task is that we have not become aware that the evangelization of the world and especially the unreached is the priority in the heart of God.

What did Jesus talk and teach in the last 40 days with his disciples?

1) He talked about the evangelization of the world (Mark 16.15-16 Go “all over the world” and preach …Matthew 28.18-20 “make disciples of all nations”)

2) He explained the divine plan of salvation for the world (Luke 24.45-49)

3) The last thing he said before leaving was for his disciples to go into all the world (Acts 1.8)

Paul followed the heartbeat of  God when he said, “My purpose  has been to preach the gospel where Christ is not known” (Romans 15.20).

The reality is that we are not aware. Here’ are some facts:  

  • Who do missionaries work with? 74% of missionaries work with Christians and churches. 26% work with the unreached.
  • In whom do we invest our money as Christians and that of the churches? 87% of our money is invested in our churches. 12% in outreach to our near neighbors. 1% for  the unreached
  • How do we invest the human resources of the church? 90% of human resources we use for the church. 9% for planting new churches nearby; 1% in reaching the unreached

Here are some obstacles to overcome:

Inward vision. Are we looking at me and my church or the lost? (Acts 1:6) Obstacle #2 is self-centeredness as seen in Acts 8:1.

God is looking for people with a sense of urgency, who focus on reaching the unreached and eady to work in unity and ready for a total commitment.

What will your answer be?

Korean blog (click here)

Portuguese blog:

O Desafio de Concluir a Tarefa

Por Tito Roberts, pastor e visionário de missões, www.iglesiasenmision.org; WhatsApp: 5491159369297; www.enmision.org

Primeiro, devemos definir o que são missões, porque se tudo é missão, então nada é missão.

“Missões” significa 4 coisas:

1. Sacrifício
2. Viajar para onde não há igreja
3. Ser imerso naquele lugar
4. Ficar até conseguir plantar a igreja
 
Este conceito de missão é baseado nos exemplos de Jesus e Paulo. O objetivo da missão é plantar igrejas onde não há igrejas.

O que é preciso para completar a missão? Precisamos de urgência, foco, unidade e compromisso.

Urgência, porque o Evangelho só é uma boa notícia se ela chegar a tempo.

Foco, porque temos candidatos + igrejas + recursos e, se os alinharmos na mesma direção, poderemos ter missões.

Unidade, porque é nisso que precisamos que os outros acreditem. Segundo Jesus, a razão da unidade é a missão (João 17:18-21).

Compromisso, porque sem compromisso, cumprir a missão é uma ilusão.

Para concluir a tarefa, devemos nos comprometer com as missões. A principal razão para não termos terminado a tarefa é que não nos damos conta de que a evangelização do mundo e especialmente os não alcançados são a prioridade no coração de Deus.

O que Jesus falou e ensinou nos últimos 40 dias com seus discípulos?

1) Ele falou sobre a evangelização do mundo (Marcos 16:15-16 – Vá “por todo o mundo” e pregue… Mateus 28:18-20 “faça discípulos de todas as nações”)
2) Ele explicou o plano divino de salvação para o mundo (Lucas 24.45-49)
3) A última coisa que ele disse antes de partir foi para seus discípulos irem ao mundo inteiro (Atos 1:8)

Paulo seguiu os batimentos cardíacos de Deus quando disse: “Tenho me esforçado sempre para anunciar o evangelho nos lugares onde ainda não se falou de Cristo” (Romanos 15:20).

A realidade é que não estamos cientes. Aqui estão alguns fatos:

  • Com quem os missionários trabalham? 74% dos missionários trabalham com cristãos e igrejas. 26% trabalham com os não alcançados.
  • Em quem investimos nosso dinheiro como cristãos e o dinheiro da igreja? 87% do nosso dinheiro é investido em nossas igrejas. 12% para o alcance aos nossos vizinhos mais próximos. 1% para os não alcançados.
  • Como investimos os recursos humanos da igreja? 90% dos recursos humanos usamos para a própria igreja. 9% para plantar novas igrejas nas proximidades; 1% para alcançar os não alcançados.

Aqui estão alguns obstáculos a serem superados:

Visão interior. Estamos voltados para mim e minha igreja ou para os perdidos? (Atos 1:6). O segundo obstáculo é o egocentrismo, como visto em Atos 8:1.

Deus está procurando pessoas com um senso de urgência, que se concentram em alcançar os não alcançados e que estejam prontas para trabalhar em unidade e prontas para um compromisso total.

Qual será a sua resposta?

Spanish blog:

El desafio de terminar la tarea

Tito Robert, Email: titoosvaldorobert@gmail.com, Whatsapp 5491159369297, www.enmision.org

Primero debemos definir misiones porque Si TODO es MISION, NADA es MISION.

MISIONES significa 4 cosas:

a) Renuncia.
b) Viajar donde no hay iglesia.
c) Encarnarse en ese lugar.
d) Quedarse hasta plantar la iglesia.

Este concepto de mision esta basado en los ejemplos de Jesus y Pablo.

El propósito de la mision es la plantación de iglesias donde no hay iglesias.

¿Que se necesita para terminar la mision?
Necesitamos urgencia, enfoque, unidad y compromiso.

Urgencia porque e l evangelio SOLO ES BUENA NOTICIA si llega a tiempo.

Enfoque porque contamos con candidatos + iglesias + recursos y si los alineamos en la misma dirección podemos terminar la mision.

UNIDAD porque es el componente que Jesus declaro para que el mundo crea, el motivo de la UNIDAD es la MISION como le describe Jesus en Juan 17.18 al 21

Compromiso porque sin compromiso terminar la mision es una ilusión.

Para terminar la tarea deberemos ponerle el cuerpo a la MISION.

El primero que puso el cuerpo fue Jesus.

La razón principal de no haber terminado la tarea es que no hemos tomado conciencia que la evangelización del mundo y especialmente aquellos que no han sido alcanzados son la prioridad en el corazón de Dios.

¿QUÉ HIZO, HABLO Y ENSEÑO JESUS EN LOS ULTIMOS 40 DIAS CON SUS DISCIPULOS?

1) Lo primero que hizo fue hablar de la evangelización del mundo.
Marcos 16.15-16 Id “por todo el mundo” y predicad…
Mateo 28.18-20 “hagan discipulos a todas las naciones”

2) Lo que hizo durante 40 dias. Explicar el plan divino de salvación para el mundo. Lucas 24.45-49

3) Lo ultimo que dijo antes de irse. Hechos 1.8 Ir “hasta lo ultimo de la tierra”.

4) Pablo interpreto el sentir de Dios. “mi propósito/esfuerzo ha sido predicar el evangelio donde Cristo no sea conocido” Romanos 15.20

Hechos que demuestran que no hemos tomado conciencia.
¿Con quien trabajan los misioneros?
74 % de los misioneros trabajan con cristianos e iglesias.
26 % trabaja con los NO ALCANZADOS.

¿En quienes invertimos nuestro dinero como cristianos y el de las iglesias?
87 % de nuestro dinero lo invertimos en nuestras iglesias.
12% en el alcanzado que tenemos cerca
1 % en el NO ALCANZADO

¿Como invertimos los recursos humanos de la iglesia?
90% de los recursos humanos lo usamos para la iglesia.
9% en planta iglesias
1 % en los perdidos NO ALCANZADOS

Obstáculos a vencer

La primera pregunta es ¿Donde esta mi mirada?
en mi, en mi iglesia o en en el perdido?

El obstáculo 1 es el egoísmo de los cristianos según lo muestra Hechos 1.6

El segundo obstáculo es el egocentrismo de la iglesia según lo muestra Hechos 8.1

Dios busca personas con sentido de URGENCIA, que se ENFOQUEN en alcanzar las ENA listas a trabajar en UNIDAD y dispuestas a un  COMPROMISO total.

¿Cuál será tu respuesta?

SUMATE A LA MISION por pueblos NO ALCANZADOS